Aula 7 ucam 2013.2 epa - benchmarking

448 views

Published on

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
448
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
4
Actions
Shares
0
Downloads
7
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Aula 7 ucam 2013.2 epa - benchmarking

  1. 1. 27/01/2014 AULA 7 – EVOLUÇÃO DO PENSAMENTO ADMINISTRATIVO. Tema: Benchmarking. Prof. Angelo Peres Vocês estão lembrados, ano passado, do escândalo envolvendo a McLaren e a Ferrari? O termo benchmarking tem origem na expressão inglesa benchmark, a qual se refere às cotas de nível utilizadas nas medições topográficas* e foi introduzido na linguagem empresarial pela empresa Xerox. Benchmarking Pois é... Isso não é Benchmarking. Isto é espionagem industrial. Assim, ganha o significado de .... o processo contínuo de medirmos e compararmos os nossos produtos, serviços e práticas com os mais fortes concorrentes ou com as empresas reconhecidas como líderes da indústria. 1
  2. 2. 27/01/2014 Ou seja, é um processo ou técnica de gestão através do qual as empresas avaliam o desempenho dos seus processos, sistemas e procedimentos de gestão. Como regra geral, são utilizados os concorrentes melhor sucedidos, como termo de comparação, embora possam também ser utilizadas empresas de outros setores de atividade. O processo de avaliação e comparação pode ser efetuado para a organização como um todo, ou um determinado processo, departamento, ou unidade de negócio. Comparando-os com os melhores desempenhos encontrados noutras organizações. O objetivo do benchmarking é, portanto, estimular e facilitar as mudanças organizacionais e a melhoria de desempenho através da aprendizagem com os outros. Através do benchmarking as organizações obtém referências que lhes permitem identificar formas de melhorarem as suas performances internas. 2
  3. 3. 27/01/2014 O princípio desta ferramenta é que nenhuma empresa é a melhor em todas as áreas e que, por isso, deve seguir os exemplos das que são superiores. I - INTERNO. Consiste em comparar as operações da empresa com as de um departamento interno ou de outras organizações do mesmo grupo. É fácil de implementar e o objetivo é identificar internamente qual o melhor modelo a seguir. TIPOS DE BENCHMARKING Interno, Concorrencial e Genérico ou Multi-setorial. II - CONCORRENCIAL. É aquele em que eu comparo produtos e serviços com meus concorrentes, de forma a superálos. É mais difícil de colocar em prática porque as informações sobre os métodos dos concorrentes são difíceis de obter. III - Genérico ou Multi-setorial. Consiste na comparação com empresas de outros setores, mas reconhecidas como apresentando as melhores práticas. Como se tratam de empresas não concorrentes, a abertura à troca de informação é geralmente maior. IMPLEMENTAÇÃO DE UM BENCHMARKING Na implementação de um processo de benchmarking deve passar-se pelas seguintes fases: 3
  4. 4. 27/01/2014 Planejamento Coleta de Dados Análise Adaptação e Melhoria II. Em seguida, inicia-se a coleta de dados da concorrente (informação pública), analisando a informação e a informação disponibilizada pela empresa escolhida como referência. É o planejamento. Ou seja, a identificação de quais objetivos serão atingidos, bem como a escolha de quem deve ser analisado. I. III. Segue-se a análise dos dados e informações recolhidas, determinando-se as diferenças de desempenho e a identificação dos fatores responsáveis pelos melhores resultados da empresa de referência. IV. O último passo consiste na adaptação e melhoria através da tomada de decisões quanto às ações implementadas para melhorar a rentabilidade e competitividade da empresa. 4

×