Aula 2 ucam ipa 2014.1 - epa - taylor e fayol

872 views

Published on

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
872
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
16
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Aula 2 ucam ipa 2014.1 - epa - taylor e fayol

  1. 1. 27/01/2014 AULA 2 – EVOLUÇÃO DO PENSAMENTO ADMINISTRATIVO. Tema: Abordagem Clássica da Administração Prof. Angelo Peres Era Industrial A Administração sempre foi praticada pelo Homem. A Era Industrial caracteriza-se, grosso modo, pela substituição do trabalho humano por máquinas. Nas sociedades primitivas, por exemplo, as expedições para a caça eram precedidas por decisões de planejamento, divisão do trabalho, logística, entre outros. Porém, dois eventos fez surgir ao que se convencionou chamar de ERA INDUSTRIAL OU REVOLUÇÃO INDUSTRIAL: Surgimento das fábricas; Invenção da máquina a vapor. 1
  2. 2. 27/01/2014 ARTESÃOS PARA OPERÁRIOS OFICINAS PARA O SISTEMA DE FABRICAÇÃO PARA FORA SISTEMA DE FABRICAÇÃO PARA FORA PARA AS FÁBRICAS A RI FEZ SURGIR... ADMINISTRAÇÃO CONSOLIDA-SE COMO ÁREA DO CONHECIMENTO ADMINISTRAÇÃO CONSOLIDA-SE COMO ÁREA DO CONHECIMENTO POR QUÊ? NÃO PENSEMOS QUE A RI, ENQUANTO SOCIEDADE ORIENTADA EM PRODUZIR E GERAR CAPITAL, SE ORGANIZOU RAPIDAMENTE E ESPONTANEAMENTE (DE MANEIRA CIENTÍFICA). SURGUMENTO DOS SINDICATOS CRESCIMENTO DAS CIDADES POR CONTA DA COMPLEXIDADE DAS OPERAÇÕES, DAS RELAÇÕES TRABALHISTAS, DA CONCORRÊNCIA, ENTRE OUTROS. RI – 1780 a 1860 Carvão e Ferro RI – 1860 a 1914 Aço e Eletricidade 2
  3. 3. 27/01/2014 Mecanização da Indústria e da Agricultura Máquina de Fiar; Fiar Hidráulico; Tear Mecânico. Aplicação da Força Motriz à Indústria Máquina à Vapor. Desenvolvimento do Sistema Fabril .I O operário, as Fábricas e as Usinas baseadas na Divisão do Trabalho. Navegação a Vapor;Locomotiva a Vapor; Telégrafo Elétrico; telefone Aceleramento dos Transportes e das Comunicações Substituição do ferro Pelo Aço ARTESÃOS PARA OPERÁRIOS Substituição do Vapor Pela Eletricidade Desenvolvimento da Maquinaria Automática e da Especialização do Trabalhador OFICINAS PARA O SISTEMA DE FABRICAÇÃO PARA FORA FÁBRICAS .II Crescente Domínio da Indústria Pela Ciência SISTEMA DE FABRICAÇÃO PARA FORA A RI... CONCENTROU OS TRABALHADORES Exercer o Controle GALPÕES AUMENTOU A COMPLEXIDADE DAS RELAÇÕES CAPITAL TRABALHO A RI... AUMENTOU A PRODUTIVIDADE 3
  4. 4. 27/01/2014 O TRABALHO ERA INTERIORIZADO NO ARTESÃO. TINHA LIBERDADE DE AÇÃO E DE ARTE. O TRABALHO ERA FRUTO DA EXPERIÊNCIA ADQUIRIDA. ESTA ARTE SUPUNHA TÉCNICA, IMPROVISO E CIÊNCIA. AS ATIVIDADES NO CHÃO DAS FÁBRICAS ERAM REGULAMENTADAS E CONTROLADAS POR MEIOS DE RESULTADOS LIGADOS A QUALIDADE, PRODUTIVIDADE, PROCEDIMENTOS, AVALIAÇÃO, ETC. AS CONDIÇÕES DE TRABALHO NESTAS FÁBRICAS ERAM RUDES. OS OPERÁRIOS FICAVAM A MERCÊ DO CAPITALISTA E NÃO PODIAM RECLAMAR DOS SALÁRIOS, DOS HORÁRIOS DE TRABALHO, DO BARULHO, DA SUJEIRA, ETC. EM SÍNTESE, OS TRABALHADORES TORNARAMSE DEPENDENTES DOS EMPREGOS, BEM COMO DEU-SE ÊNFASE A EFICIÊNCIA NÃO IMPORTA A QUE CUSTO HUMANO OU SOCIAL. OS TRABALHADORES ERAM ARREGIMENTADOS NA ZONA RURAL. ESSA MIGRAÇÃO RURAL EM MASSA E OS IMIGRANTES EXTERNOS FEZ SURGIR OS GRANDES CENTROS URBANOS, BEM COMO A NECESSIDADE DE INFRAESTRUTURA NESTES NÚCLEOS URBANOS. NA RI O TRABALHADOR ESPECIALIZOU-SE E PERDEU O CONTROLE SOBRE OS MEIOS DE PRODUÇÃO E VISÃO DE CONJUNTO DO QUE PRODUZIA. OU SEJA, O ARTESÃO TRANSFORMOU-SE EM OPERÁRIO NA OPERAÇÃO DE MÁQUINAS, O QUE DESUMANIZOU O TRABALHO. OCORRE A FRAGMENTAÇÃO DA OPERAÇÃO NA RI ... O CONTROLE DO TRABALHO PASSA A SER EXTERNO, BEM COMO A QUALIDADE DO PRODUTO OS SERVIÇOS DE SELEÇÃO PASSAM A SER RIGOROSOS 4
  5. 5. 27/01/2014 HÁ A DIFUSÃO DE NORMAS, VALORES, CÓDIGOS E REGRAS RÍGIDOS DE CONDUTA NA RI ... PORTANTO, HÁ SANÇÕES E RECOMPENSAS. OS TERMOS PRODUTIVIDADE, PRODUÇÃO EM MASSA E ESPECIALIZAÇÃO SÃO OS NOVOS PARADIGMAS O COMÉRCIO E A AGRICULTURA FICAVA COM PEQUENAS EMPRESAS FAMILIARES E ARTESANAIS. AS ORGANIZAÇÕES ARTESANAIS* ERAM FUNDADAS NO APRENDIZADO DO OFÍCIO NO LOCAL DE TRABALHO E NAS RELAÇÕES ENTRE APRENDIZER E OFICIAIS. O QUE EXISTIA ANTES DA RI? COMÉRCIO E AGRICULTURA COMUNIDADES MONÁSTICAS, EXÉRCITO, ETC. MUITAS CRÍTICAS SÃO FEITAS A ESTA ÉPOCA. DUAS DELAS: O DONO DO DINHEIRO POSSUI O PODER. A PROPRIEDADE DO DINHEIRO COMPRA A OBEDIÊNCIA E A SUBMISSÃO DAS PESSOAS. NO SISTEMA CAPITALISTA O TRABALHADOR GERA MAIS DINHEIRO QUE RECEBE. * Marceneiros, serralheiros, ferreiros, escultores, etc. AS PRÁTICAS ADMINISTRATIVAS NO INÍCIO DA RI ERAM RUDIMENTARES. NESTA ALTURA SURGE A CIÊNCIA ECONÔMICA E AS TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO. A QUALIDADE DOS PRODUTOS ERA PRECÁRIA E VARIÁVEL. ADAM SMITH DESENVOLVE O CONCEITO DE DIVISÃO DO TRABALHO (DT). SEGUNDO ELE, COM A DT A PRODUTIVIDADE DO TRABALHO AUMENTA EXPONENCIALMENTE. PAGAVA-SE BAIXOS SALÁRIOS AOS TRABALHADORES E USAVASE CAPATAZES PARA FAZER O CONTROLE DO TRABALHO. PARA SE CONSEGUIR O AUMENTO DA PRODUTIVIDADE DEVE-SE REDUZIR AO MÍNIMO O NÚMERO DE TAREFAS A FIM DE AUMENTAR A VELOCIDADE E A EFICIÊNCIA DO TRABALHO. 5
  6. 6. 27/01/2014 NESTA ALTURA SURGE A CIÊNCIA ECONÔMICA E AS TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO. ADAM SMITH DESENVOLVE O CONCEITO DE DIVISÃO DO TRABALHO (DT). SEGUNDO ELE, COM A DT A PRODUTIVIDADE DO TRABALHO AUMENTA EXPONENCIALMENTE. PARA SE CONSEGUIR O AUMENTO DA PRODUTIVIDADE DEVE-SE REDUZIR AO MÍNIMO O NÚMERO DE TAREFAS A FIM DE AUMENTAR A VELOCIDADE E A EFICIÊNCIA DO TRABALHO. O ESTUDO DA ADMINISTRAÇÃO DIVIDIDO EM FASES. ABORDAGEM CLÁSSICA DA ADMINISTRAÇÃO ABORDABEM CLÁSSICA DA ADMINISTRAÇÃO ADMINISTRAÇÃO CIENTÍFICA, DE TAYLOR. TEORIA CLÁSSICA DA ADMINISTRAÇÃO, DE FAYOL Angelo Peres ADMINISTRAÇÃO CIENTÍFICA, DE FREDERICK WINSLOW TAYLOR, 1903. O NOME ADMINISTRAÇÃO CIENTÍFICA É DEVIDO A TENTATIVA DE APLICAÇÃO DE MÉTODOS DA CIÊNCIA AOS PROBLEMAS DA ADMINISTRAÇÃO A FIM DE ALCANÇAR ELEVADA EFICIÊNCIA INDUSTRIAL. 6
  7. 7. 27/01/2014 OS MÉTODOS UTILIZADOS ENTÃO FORAM: A OBSERVAÇÃO E A MENSURAÇÃO. A PREOCUPAÇÃO BÁSICA DESTA TEORIA ERA: ELIMINAR O DESPERDÍCIO; E, ELEVAR OS NÍVEIS DE PRODUTIVIDADE POR MEIO DE APLICAÇÃO DE MÉTODOS E TÉCNICAS DE ENGENHARIA INDUSTRIAL. TAYLOR CHEGOU AS SEGUINTES CONCLUSÕES EM 1903: O OBJETIVO DA ADMINISTRAÇÃO É PAGAR SALÁRIOS MAIORES E REDUZIR O CUSTO DA PRODUÇÃO; A ADMINISTRAÇÃO DEVE APLICAR MÉTODOS CIENTÍFICOS (PROCESSOS PADRONIZADOS DE TRABALHO). OS TRABALHADORES DEVEM SER COLOCADOS CIENTIFICAMENTE EM SEUS POSTOS DE TRABALHO COM MATERIAL E CONDIÇÕES DE TRABALHO, BEM COMO COM NORMAS A SEREM SEGUIDAS. OS FUNCIONÁRIOS DEVEM SER CIENTIFICAMENTE TREINADOS. O PADRÃO ANTES DE TAYLOR ERA O PAGAMENTO POR PEÇA OU POR TAREFA. OS PATRÕES PROCURAVAM GANHAR O MÁXIMO NA HORA DE FIXAR O PREÇO DA TAREFA, ENQUANTO OS OPERÁRIOS REDUZIAM O RITMO DE PRODUÇÃO PARA CONTRABALANCEAR O PAGAMENTO POR PEÇA DETERMINADO PELOS PATRÕES. ISTO O LEVOU A ESTUDAR O PROBLEMA DE PRODUÇÃO PARA TENTAR UMA SOLUÇÃO QUE ATENDESSE AOS PATRÕES E AOS EMPREGADOS. TAYLOR CHEGOU AS SEGUINTES CONCLUSÕES EM 1911: AS ORGANIZAÇÕES PADECEM DE TRÊS MALES: VADIAGEM SISTEMÁTICA DOS OPERÁRIOS; O DESCONHECIMENTO PELA GERÊNCIA DAS ROTINAS DE TRABALHO E DO TEMPO NECESSÁRIO PARA REALIZAR O MESMO; E FALTA DE UNIFORMIDADE DAS TÉCNICAS E MÉTODOS DE TRABALHO. A ADMINISTRAÇÃO DEVE CRIAR UMA ATMOSFERA CORDIAL DE COORPERAÇÃO COM OS TRABALHADORES. TAYLOR COM SUA ADMINISTRAÇÃO CIENTÍFICA QUER... CRIAR UM SISTEMA EDUCATIVO BASEADO NA INTENSIFICAÇÃO DO RITMO DE TRABALHO EM BUSCA DA EFICIÊNCIA EMPRESARIAL E, EM UMA VISÃO MAIS AMPLA, REDUZIR A ENORME PERDA QUE O PAÍS VINHA SOFRENDO COM A VADIAGEM E INEFICIÊNCIA DOS OPERÁRIOS E QUASE TODOS OS ATOS DIÁRIOS. TAYLOR COM SUA ADMINISTRAÇÃO CIENTÍFICA QUER... CRIAR UM SISTEMA EDUCATIVO BASEADO NA INTENSIFICAÇÃO DO RITMO DE TRABALHO EM BUSCA DA EFICIÊNCIA EMPRESARIAL E, EM UMA VISÃO MAIS AMPLA, REDUZIR A ENORME PERDA QUE O PAÍS VINHA SOFRENDO COM A VADIAGEM E INEFICIÊNCIA DOS OPERÁRIOS E QUASE TODOS OS ATOS DIÁRIOS. 7
  8. 8. 27/01/2014 AINDA UM POUCO MAIS DA TEORIA DA ADMINISTRAÇÃO CIENTÍFICA, DE TAYLOR. Daí a ênfase na análise e na divisão do trabalho do operário, uma vez que as tarefas do cargo e o ocupante constituem a unidade fundamental da organização. A preocupação central da Escola de Taylor era aumentar a produtividade da empresa por meio do aumento da eficiência no nível operacional, isto é, nos operários. A Abordagem desta Escola é de baixo para cima, e das partes para o todo. Esta é uma Escola que predomina a atenção para o método do trabalho, para os movimentos, para o tempo de execução de cada trabalho, entre outros. É a Escola que funda a especialização do trabalhador, e o reagrupamento de movimentos, operações, tarefas e cargos. Estamos diante do que se veio a chamar de ORGANIZAÇÃO RACIONAL DO TRABALHO TRABALHO. 8
  9. 9. 27/01/2014 A organização é comparada a uma máquina, que segue um projeto pré-definido. Houve, àquela altura, um enorme avanço no processo de produção em massa massa. Este modelo gerou um controle inflexível, mecanicista, elevou enormemente o desempenho das indústrias em que atuou, todavia, igualmente gerou demissões, insatisfação e estresse para seus subordinados e sindicalistas. Fonte: Wikipedia. A qualificação do funcionário passa a ser supérflua em consequência da divisão de tarefas que são executadas de maneira monótona e repetitiva. Essa é uma era onde instaura-se a utilização dos métodos científicos cartesianos na busca da otimização dos resultados e com o foco na eficiência e na eficácia operacional da administração industrial. A Administração Científica propunha que oferecendo instruções sistemáticas e adequadas aos trabalhadores, ou seja, treinando-os, haveria possibilidade de fazê-los produzir mais e com melhor qualidade. Fonte: Wikipedia. 9
  10. 10. 27/01/2014 Taylor pregava que: à produtividade e à participação dos trabalhadores fazia-se refletir em menores custos, salários mais elevados e em aumento no nível de produtividade. O trabalho devia ser executado de acordo com uma sequência e um tempo préprogramado, de modo a não haver desperdício operacional. Fonte: Wikipedia. Taylor implantou o sistema de prêmios de produção pela execução eficiente das tarefas. Definiu as rotinas de trabalho. Desenhou as tarefas e os cargos. Com a Administração Científica ocorre uma mudança: a administração fica com o planejamento e a supervisão e o trabalhador fica com a execução do trabalho. Para ele, o operário não tem capacidade, nem formação, nem meios para analisar cientificamente seu trabalho e estabelecer racionalmente o método ou processo mais eficiente. Com a SIMPLIFICAÇÃO NO DESENHO DOS CARGOS: Admissão de funcionários com qualificações mínimas e salários menores; Minimização dos custos de treinamento; Redução dos erros na execução; Facilidade de supervisão; e Aumento da eficiência do trabalhador . 10
  11. 11. 27/01/2014 Quanto a remuneração, Taylor instituiu a remuneração baseada na produção de cada operário. Porém, cria um estímulo adicional: o operário que tiver sua produção acima do nível sugerido tem um prêmio de produção que é um incentivo adicional que aumentava à medida que se elevava a eficiência do empregado. Para Taylor as empresas de sua época padeciam de 3 males males: 1. Vadiagem sistemática dos operários; 2. Desconhecimento da gerência das rotinas do trabalho e do tempo necessário para a sua realização; 3. Falta de uniformidade nas técnicas e métodos de trabalho. É a era do Homo Economicus; e, passa-se a viver (ou a dar ênfase).. as tarefas. TEORIA CLÁSSICA DA ADMINISTRAÇÃO – HENRI FAYOL (1906). Esta Teoria tinha como preocupação: aumentar a eficiência da empresa por meio da forma e disposição dos órgãos componentes da organização (os departamentos) e suas interrelações estruturais. Ou seja, esta Teoria preconizava importante ênfase na estrutura que a organização deveria possuir para ser eficiente. 11
  12. 12. 27/01/2014 A Teoria Científica partia do princípio de que eficiência organizacional só podia ser garantida quando o todo da empresa, e sua estrutura, fossem “arrumados”. Fayol inaugura uma teoria onde parte-se da abordagem sintética, global e universal da empresa, empresa para enxergá-la e a propor novos princípios administrativos. Assim, Fayol sai do conceito analítico e concreto* para a abordagem anatômica e estrutural estrutural. * Aplicados por Taylor. Assim, a Teoria Clássica tem seu direcionamento de CIMA PARA BAIXO. Ou seja, DA DIREÇÃO PARA A EXECUÇÃO... E do TODO PARA AS PARTES. Henri Fayol é um dos principais contribuintes para o desenvolvimento do conhecimento administrativo moderno. Uma das contribuições da teoria criada e divulgada por ele foi o desenvolvimento a abordagem conhecida como Gestão Administrativa Fonte: Wikipedia 12
  13. 13. 27/01/2014 Foi com Fayol que se falou pela primeira vez em Administração como disciplina e profissão profissão, que por sua vez, poderia ser ensinada através de uma TGA. TGA Funções Básicas da Empresa para Fayol. Fonte: Wikipedia. FUNÇÕES 1. Funções técnicas – relacionadas com a produção. 2. Funções comerciais - relacionadas com a compra, venda e permutação. 3. Funções financeiras – relacionadas com a procura e gerência de capitais. 4. Funções de segurança – relacionadas com a proteção e preservação dos bens e das pessoas. 5. Funções contábeis – relacionadas com inventários, registros, balanços, custos e estatísticas. 6. Funções administrativas – relacionadas com a integração das outras cinco funções. As funções administrativas coordenam as demais funções da empresa. ADMINISTRATIVAS •Prever •Organizar •Comandar •Coordenar e •Controlar FUNÇÕES ADMINISTRATIVAS TECNICAS COMERCIAIS SEGURANÇA FINANCEIRAS CONTÁBEIS OS 14 PRINCÍPIOS GERAIS DA ADMINISTRAÇÃO, PARA FAYOL 13
  14. 14. 27/01/2014 Divisão do trabalho. Autoridade e responsabilidade. Disciplina. Unidade de comando. Unidade de direção. Subordinação dos interesses individuais(ao interesse geral). Remuneração.Centralização. Linha de Comando(Hierarquia). Ordem. Equidade. Estabilidade. Iniciativa. Espírito de equipe. Adm. Científica. Tarefas. Fonte: Wikipedia. Tarefas. Abordagem Clássica da Administração. Estrutura. Teoria Clássica. Estrutura Aumento da eficiência por meio do aumento de eficiência ao nível operacional. Aumento da eficiência da empresa por meio da forma e disposição dos órgãos componentes da organização e das suas inter-relações estruturais. REFERÊNCIAS: •BOUDON, R. (dir.). Tratado de Sociologia. Rio de Janeiro: Zahar, 1995. •CHIAVENATO, I. Introdução à Teoria Geral da Administração. 6. ed. Rio de Janeiro: Campus, 2000. •MAXIMIANO, A. C. Introdução à Administração. São Paulo: Atlas, 2010. •_______. Teoria Geral da Administração. 3. ed. São Paulo: Atlas, 2002. •OLIVEIRA, D.P.R. História da Administração. São Paulo: Atlas, 2012. •SAINSAULIEU, R; KIRSCHNER, A.M. Sociologia da Empresa. Rio de Janeiro: DP&A, 2006. •Biblioteca Livre: WIKIPEDIA 14

×