Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Anatomia óssea do pé

9,420 views

Published on

A estrutura óssea do pé é composta de diversos ossos e articulações, facilitando sua adaptação aos diferentes tipos de terrenos. Sua construção em arco distribui adequadamente as cargas recebidas. Esse resumo descreve as características ósseas e em imagem de radiografias do pé.

Anatomia óssea do pé

  1. 1. Anatomia óssea do pé Prof. Leandro Nobeschi E-mail: nobeschi@yahoo.com.brConteúdo:cargas recebidas. Esse resumo descreve as característicasósseas e em imagem de radiografias do pé.
  2. 2. www.portaldaanatomia.com.br Sumário 1. Funcionalidade do pé -------------------------------------------------------------------------------------------- 03 2. Esqueleto do pé --------------------------------------------------------------------------------------------------- 03 3. Divisão clínica do esqueleto do pé ----------------------------------------------------------------------------- 07 4. Arcos do pé ------------------------------------------------------------------------------------------------------- 07 5. Anatomia radiográfica do pé ----------------------------------------------------------------------------------- 08 6. Referências ------------------------------------------------------------------------------------------------------- 11Prof. Leandro NobeschiE-mail: nobeschi@yahoo.com.br 2
  3. 3. www.portaldaanatomia.com.br Anatomia óssea do pé 1. FUNCIONALIDADE DO PÉ O pé possui funções importantes como suportar o peso e servir como alavanca para impulsionar o corpo. A construção do pé com vários ossos e articulações, permite a adaptação do pé aos tipos de superfícies, além de aumentar sua ação propulsora. 2. ESQUELETO DO PÉ O esqueleto do pé é formado pelos ossos tarsais, metatarsais e falanges. Quase todos os ossos se unem por articulações sinoviais, conferindo mobilidade necessária para se adaptar a forças longitudinais aplicadas sobre o pé e, se moldar aos diferentes tipos de superfícies durante a marcha. Os ossos do tarso (do grego – tarso = superfície plana) a palavra era usada para uma série de estruturas planas. Hipócrates usava a expressão “tarsós podós” = planta do pé. Galeno utilizou o termo para o esqueleto, envolvendo apenas os ossos cuneiformes e cubóide como parte do tarso. São ossos pares e curtos, totalizando sete ossos em cada pé.  O tálus (do latim – talus = tornozelo, dado de jogar), articula-se, proximalmente, com a face inferior da tíbia e, as porções articulares dos máléolos (lateral e medial – faces articulares), constituindo a articulação talocrural (tornozelo). O tálus repousa sobre o calcâneo. É dividido em três principais porções: tróclea (face articular para o tornozelo), colo (região estreita) e a cabeça (porção que se articula com o navicular).Prof. Leandro NobeschiE-mail: nobeschi@yahoo.com.br 3
  4. 4. www.portaldaanatomia.com.br Anatomia óssea do pé  O calcâneo (do latim – calx = calcanhar), utilizado por Celso para designar o osso calcâneo. É o maior osso do tarso. Recebe toda a carga proveniente do corpo. Articula-se com os ossos: tálus, navicular e cubóide. Recebe a inserção do músculo tríceps sural (tendão do calcâneo, denominado antigamente como tendão de “Aquiles”).  Osso cubóide (do grego – kúbus = cubo, óides = forma de) articula-se com o calcâneo, navicular e com a base do IVo e Vo metatarsais.  Osso navicular (do latim – navícula = diminutivo de navio) articula-se com a cabeça do tálus, cubóide e os três cuneiformes.  Ossos cuneiformes (do latim – cuneus = cunha, formis = forma de), são nomeados no sentido transversal, sendo, cuneiforme medial, intermédio e lateral. Os cuneiformes se articulam com o osso navicular e com a base do Io, IIo e IIIo metatarsais.Prof. Leandro NobeschiE-mail: nobeschi@yahoo.com.br 4
  5. 5. www.portaldaanatomia.com.br Anatomia óssea do pé  Ossos metatarsais (do grego – meta = depois)são em número de cinco ossos, numerados de medial para lateral (desta forma, o Io está no hálux). São ossos longos e podemos identificar três regiões: base, corpo e cabeça. As bases dos ossos metatarsais se articulam com os ossos tarsais. A base do Io metatarso se articula com o cuneiforme medial, a base do IIo metatarso se articula com o cuneiforme intermédio, a base do IIIo metatarso se articula com o cuneiforme lateral e, as bases do IVo e Vo metatarsais se articulam co m o osso cubóide (nessa descrição não estamos levando em consideração a articulação entre as bases dos ossos metatarsais e, por motivos didáticos também não descrevemos detalhadamente as articulações entre base dos metatarsos (IIo e IIIo com os ossos cuneiformes). As cabeças dos ossos metatarsais se articulam com a base das falanges proximais, constituindo a articulação metatarsofalangiana. Comumente, na cabeça dos Io metatarsos estão localizados dois ossos supranumerários, os ossos sesamóides lateral e medial. Em alguns casos a tuberosidade do Vo metatarsal pode desenvolver-se separado, imerso no tendão do músculo fibular longo, formando um osso sesamóide, denominado de osso de Vesalius.  As falanges (do grego – phalanx = tropa de soldados). A phalanx era uma formação de infantaria grega em fileiras. Aristóteles utilizou o termo para os ossos dos dedos, devido sua disposição em fileiras. São em número de 14 falanges em cada pé formando o esqueleto dos dedos, divididas em proximais, médias e distais, com exceção no hálux (formado pelas falanges proximal e distal). As falanges possuem uma base (articulada com o osso metatarsal correspondente), um corpo e uma tróclea (articula-se com a base da próxima falange correspondente). As articulações entre as falanges são denominadas de articulações interfalangianas (proximal e distal, exceto no hálux).Prof. Leandro NobeschiE-mail: nobeschi@yahoo.com.br 5
  6. 6. www.portaldaanatomia.com.br Anatomia óssea do pé Vista superior do pé direito:Prof. Leandro NobeschiE-mail: nobeschi@yahoo.com.br 6
  7. 7. www.portaldaanatomia.com.br Anatomia óssea do pé 3. DIVISÃO CLÍNICA DO ESQUELETO DO PÉ Clinicamente o pé é dividido em três porções: retropé, mediopé e antepé: O retropé: formado pelos ossos tálus e calcâneo. A articulação entre o tálus e calcâneo é denominada de articulação subtalar (articulação de Choupart). O mediopé: formado pelos ossos navicular, cubóide e cuneiformes medial, intermédio e lateral. A principal articulação é entre os ossos navicular (do mediopé) com o tálus e calcâneo (retropé), denominada de articulação taluscalcâneonavicular (local onde tem grande mobilidade para os movimentos de inversão e eversão do pé). O antepé: constituído pelos metatarsos e falanges. A articulação entre o mediopé e antepé, articulação tarsometatarsal, também é conhecida como articulação de Lisfranc. 4. ARCOS DO PÉ Os ossos do pé formam arcos de sustentação e distribuição do peso corpóreo, são divididos em três arcos: longitudinal medial, longitudinal lateral e transversal: O arco longitudinal medial: formado pelos ossos calcâneo, tálus, navicular, Io e IIo metatarsos. O arco longitudinal lateral: formado pelos ossos calcâneo, cubóide, IIIo, IVo e Vo metatarsos. O arco transversal: constituído pelos ossos cuneiformes (medial, intermédio e lateral), cubóide e base dos cinco ossos metatarsais.Prof. Leandro NobeschiE-mail: nobeschi@yahoo.com.br 7
  8. 8. www.portaldaanatomia.com.br Anatomia óssea do pé 5. ANATOMIA RADIOGRÁFICA DO PÉ Radiografia em perfil do pé. Fonte: http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/7/71/X-ray_foot_2.jpg&imgrefurl. Legenda: 1- tróclea do tálus; 2- colo do tálus; 3- cabeça do tálus; 4- sustentáculo do tálus; 5- calcâneo; 6- navicular; 7- cubóide; 8- cuneiformes; 9- base do metartarso; 10- corpo do metatarso; 11- cabeça do metatarso; 12- osso sesamóide; 13- falange proximal; 14- falange distal; seta – seio do tarso.Prof. Leandro NobeschiE-mail: nobeschi@yahoo.com.br 8
  9. 9. www.portaldaanatomia.com.br Anatomia óssea do pé Radiografia do pé Fonte: advancedfootandankleclinic.com Legenda: 1- tálus; 2- calcâneo; 3- navicular; 4- cuneiforme medial; 5- cuneiforme intermédio; 6- cuneiforme lateral; 7- cubóide; 8- processo estilóide do Vo metatarso; 9- corpo das falanges; 10- sesamóide; seta – osso de Vesalius (sesamóide). Radiografia do pé Fonte: http://0.tqn.com/d/foothealth/1/0/F/1/-/-/BunionXray.jpgProf. Leandro NobeschiE-mail: nobeschi@yahoo.com.br 9
  10. 10. www.portaldaanatomia.com.br Anatomia óssea do pé Legenda: 1- tálus; 2- calcâneo; 3- cubóide; 4-navicular; 5- tuberosidade do osso navicular; 6- cuneiforme medial; 7- cuneiforme intermédio; 8-cuneiforme lateral; 9- tuberosidade do Vo metatarsal; 10- corpo do Io metatarsal; 11- sesamóide medial; 12- sesamóide lateral; 13- falange proximal do Io dedo.Prof. Leandro NobeschiE-mail: nobeschi@yahoo.com.br 10
  11. 11. www.portaldaanatomia.com.br Anatomia óssea do pé 6. REFERÊNCIAS DI DIO, John Alphonse Liberato. Tratado de Anatomia Sistêmica Aplicada. São Paulo: Atheneu, 2002. DRAKE, Richard L; VOGL, Wayne; MITCHELL, Adam W. M. Gray: anatomia para estudantes. Rio de Janeiro: Elsevier, 2005. FERNANDES, Geraldo José Medeiros. Eponímia: glossários de termos epônimos em anatomia. Etimologia: dicionário etimológico da nomenclatura anatômica. São Paulo: Plêiade, 1999. , Ronan. Anatomia: estudo regional do corpo humano. 4.ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 1988. GOSS, Charles Mayo. Gray Anatomia. 29.ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 1988. MOORE, Keith L; DALLEY, Arthur F. Clinically Oriented Anatomy. 5.ed. Toronto: Lippincott Williams & Wilkins, 2006. PETROIANU, Andy. Anatomia Cirúrgica. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 1999. SNELL, Richard S. Anatomia Clínica para Estudantes de Medicina. 5.ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 1999. TESTUT, Léo. Tratado de Anatomia Humana. Barcelona: Salvat, 1947. WILLIAMS, Peter L; WARWICK, Roger; DYSON, Mary; BANNISTER, Lawrence H. Gray Anatomia. 37.ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 1995.Prof. Leandro NobeschiE-mail: nobeschi@yahoo.com.br 11
  12. 12. peso e servir como alavanca para impulsionar o corpo. A construção do pé com vários ossos e articulações, permite a adaptação do pé aos tipos de superfícies, além de aumentar sua ação propulsora. 2. ESQUELETO DO PÉ O esqueleto do pé é formado pelos ossos tarsais, metatarsais e falanges. Quase todos os ossos se unem por articulações sinoviais, conferindo mobilidade necessária para se adaptar a forças longitudinais aplicadas sobre o pé e, se moldar aos diferentes tipos de superfícies durante a marcha. Os ossos do tarso (do grego – tarso = superfície plana) a palavra era usada para uma série de estruturas planas. Hipócrates usava a expressão “tarsós podós” = planta do pé. Galeno utilizou o termo para o esqueleto, envolvendo apenas os ossos cuneiformes e cubóide como parte do tarso. São ossos pares e curtos, totalizando sete ossos em cada pé.  O tálus (do latim –PORTAL DA ANATOMIA HUMANA talus www.portaldaanatomia.com.br dado de = tornozelo, contato@portaldaanatomia.com.br jogar), articula-se, proximalmente, com a face inferior da tíbia e, as porções articulares

×