Estrutura do texto argumentativo

42,464 views

Published on

Published in: Education
2 Comments
4 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total views
42,464
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
631
Actions
Shares
0
Downloads
356
Comments
2
Likes
4
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Estrutura do texto argumentativo

  1. 1. Nossa história nos mostra que têm sido raras assituações em que sociedades humanas conseguiram garantiruma alimentação de qualidade para todos os seus membros. Nenhum dos paradigmas de desenvolvimento adotadosnos últimos séculos possibilitou a superação da fome, dadesnutrição e de outras doenças carenciais relacionadas àalimentação de forma sustentável. Cerca de um quinto da humanidade ainda padece destesflagelos. Esta situação reflete a exploração a negação dodireito à partilha da riqueza produzida e mesmo a exclusãosocial e econômica de parcelas significativas da humanidade.
  2. 2. Adicionalmente, as novas práticas agropecuárias,baseadas em forte utilização de insumos químicos, associadasà mudança de hábitos alimentares urbanos, têm produzidoagravos à saúde humana,consubstanciados no aumento daincidência de doenças crônico-degenerativas (obesidade,diabetes, doenças cardiovasculares, câncer, entre outras)associadas a uma alimentação inadequada, que setransformaram na década de 1990 nas principais causas demortalidade. O distanciamento, a falta de informação e a perda decontrole dos seres humanos sobre o processo de produção,seleção, preparo e consumo dos alimentos é parte centraldeste processo.
  3. 3. A sociedade brasileira convive atualmente com aexistência das doenças associadas à pobreza e à exclusão, taiscomo a fome e a desnutrição, e aquelas associadas a hábitosalimentares inadequados que afetam mais gravemente aspopulações pobres, mas que também atingem duramentetodas as outras parcelas da sociedade. VALENTE, Flávio.
  4. 4. ESTRUTURA -PADRÃO INTRODUÇÃO Parágrafo de abertura do texto dissertativo. Apresenta a ideia principal e sugere os aspectos a ser desenvolvidos. DESENVOLVIMENTO Parágrafo(s) em que o autor revela sua capacidade de influenciar, persuadir ou convencer o leitor. Traz argumentos, provas e raciocínios utilizados para fundamentar e sustentar a ideia exposta na introdução. CONCLUSÃO Parágrafo final do texto dissertativo. Retoma, de modo sucinto, as ideias anteriormente desenvolvidas ou apresenta nova ideia para o problema proposto, como forma de instigar o leitor.
  5. 5. DISSERTAÇAO ARGUMENTATIVAO texto dissertativo argumentativo deve ser, de preferência, redigido em 3ª pessoa do singular ou em 1ª pessoa do plural, mesmo quando se trata de expor a própria opinião. Deve estar evidente a intenção do autor de convencer o leitor. Por meio de exposição, interpretação e discussão de ideias objetivas, o leitor é levado a compartilhar o ponto de vista do argumentador. A objetividade também é uma característica do texto dissertativo argumentativo.
  6. 6. DISSERTAÇÃO SUBJETIVA Predominam as impressões pessoais a respeito de determinado fato. Não há compromisso em formar a opinião, mas sim partilhar inquietações e descobertas de ordem subjetiva. Ex: Cedo me dei conta esse estranho mimetismo: os homens se assemelhando em tudo as caranguejos. Arrastando- se, acachapando-se como os caranguejos para poderem sobreviver. Parados como os caranguejos na beira da água ou caminhando para trás como caminham os caranguejos. É por isso que os habitantes dos mangues, depois de terem um dia saltando dentro da vida, nessa lama pegajosa dos mangues, dificilmente conseguiam sair do ciclo do caranguejo, a não ser saltando para a morte e, assim, afundando-se para sempre dentro da lama CASTRO,Josué
  7. 7. ESTRUTURAPARÁGRAFO DE ABERTURATRAÇAR UM PARALELO ENTRE O PASSADO E O PRESENTE Os candidatos a poeta e os militantes que agiam nas décadas passadas tinham algo a dizer para a cidade, pretendiam comunicar-se, falar com ela – seja com uma ideia, uma piada, uma ironia. Os garotos de hoje são habitantes de uma cidade que mudou, onde o espaço público ficou menor e a comunicação se degradou _ a tal ponto que eles saem de casa para escrever em muros sobre si mesmo, e pouco lhes importa saber que a maioria das pessoas não faz ideia do que estão falando.
  8. 8. INICIAR COM CITAÇÃO “Os pichadores fazem parte de uma fração da juventude que quer, sim, participar dos códigos comunicativos das metrópoles a que pertencem”, explica o professor José Carlos Sebe, titular do Departamento de História da USP. Entretanto, eles cultivam um sistema próprio, fechado, chamado de “letrismo”.LANÇAR UMA OU MAIS INTERROGAÇÕES Os bandos de adolescentes que se dedicam a enfear o patrimônio alheio podem ser combatidos?
  9. 9. PROGREDIR DO GERAL PARA O PARTICULAR Pelas múltiplas - e sempre deploráveis – formas que assume, a deliquência que se espraia cada vez mais pela sociedade brasileira não cessa de chocar. No último domingo, foi a vez de a pichação do Palácio do Governo causar profundo espanto de indignação.
  10. 10. PARÁGRAFO ARGUMENTATIVOO TEXTO ARGUMENTATIVO DEVE APRESENTAR:  Argumentos sólidos  Consistência de raciocínio e comprovações, como: - Dados estatísticos e testemunhos - Enumeração dos fatos - Outros elementos de credibilidade
  11. 11. COESÃOO texto é coeso quando apresenta ideias entre frases eparágrafos, como pronomes, advérbios e conjunçõesCausa/ Consequência Como resultado, em virtude de, de fato, assim, portanto, por causa deComparação/ Igualmente, da mesma forma, assim também, do mesmo modo,Semelhança similarmenteAcréscimo/ Continuação/ Além disso, outrossim, ainda mais, por outro lado, não só... masEnumeração tambémContraste/ Ao contrário, em contraste com, ainda que, embora, no entanto,Restrição apesar de
  12. 12. PARÁGRAFO DE CONCLUSÃO O parágrafo de conclusão é uma espécie de síntese, já que retoma o objetivo proposto na introdução e as informações analisadas no desenvolvimento. Ele deve “amarrar” as ideias e fechar o texto de forma a reforçar o enfoque adotado.
  13. 13. EXERCITE!!!
  14. 14. O HOMEM: MEDIADOR DA CIÊNCIA E DA TECNOLOGIA?I - Sendo diversas as possibilidades de aplicação do conhecimento científico e das invenções tecnológicas, a utilização, atual e futura, da ciência e da técnica depende de uma decisão do homem.II - Em síntese: o futuro da ciência e da tecnologia se decidirá fora da própria ciência e tecnologia, ou seja, no âmbito da vontade humana.III - Seja qual for a utilização da ciência e/ou tecnologia, o homem é sempre o responsável por sua aplicação.IV - Há provas, tanto lógicas quanto de evidência, de que a boa ou a má aplicação da ciência e da técnica condiciona-se à maior ou menor competência do homem.V - Na atual sociedade, a posse do conhecimento científico e da tecnologia representa um instrumento de poder: a partir daí, pode-se desenvolver, por parte das elites, um controle social e cultural dos cidadãos.
  15. 15. Assinale a sequência que melhor reflete a organização e estrutura textual:A) III,I IV, V e IIB) IV, III, V II e IC) I, II III, IV e VD) I, III, II, IV e VE) V, IV, III, I e II

×