Bullying na Escola

3,799 views

Published on

Apresentação em powerpoint sbore o Bullyuing na escola.

Published in: Technology, Career
0 Comments
3 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
3,799
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
7
Actions
Shares
0
Downloads
273
Comments
0
Likes
3
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Bullying na Escola

  1. 1.
  2. 2. O QUE É BULLYING?<br />Bullyingé uma palavra de origem inglesa adotada por muitos países para definir o desejo consciente e deliberado de agir com violência física ou psicológica, intencionais e repetidos, <br />
  3. 3. praticados por um indivíduo (bully - «valentão») ou grupo de indivíduos com o objetivo de intimidar ou agredir outro indivíduo (ou grupo de indivíduos) incapaz(es) de se defender. <br />
  4. 4. QUEM SÃO AS VÍTIMAS?<br />“…os mais fortes utilizam os mais frágeis como meros objetos de diversão, prazer e poder, com o intuito de maltratar, intimidar, humilhar e amedrontar suas vítimas.”<br />(Cartilha do Conselho Nacional de Justiça)<br />
  5. 5. <ul><li> Andréa (16 anos)*
  6. 6. Carlos (15 anos)*
  7. 7. Paulo (16 anos)*
  8. 8. Camila (5 anos)*</li></ul>*Os nomes foram trocados para manter a identidade em sigilo<br />
  9. 9. CICLO DOS PROTAGONISTAS<br />
  10. 10. PESQUISA IBGE - 2010<br />RANKING DAS CAPITAIS COM MAIOR NÚMERO DE VÍTIMAS DE BULLYING NAS ESCOLAS<br />DADOS<br />6.780 ESCOLAS PÚBLICAS E PRIVADAS DAS CAPITAIS BRASILEIRAS E O DISTRITO FEDERAL<br />
  11. 11. PESQUISA IBGE - 2010<br />Belém - 26,7% dos entrevistados foram vítimas de bullyingna escola<br />
  12. 12. CYBERBULLYING<br />
  13. 13. CYBERBULLYING<br />O bullying também ocorre em meios eletrônicos, fenômeno conhecido como cyberbullying. Mensagens difamatórias ou ameaçadoras circulam por e-mails, sites, <br />
  14. 14. CYBERBULLYING<br />redes sociais e celulares. É quase uma extensão do que dizem e fazem na escola, mas com o agravante de que as pessoas envolvidas não estão cara a cara. <br />
  15. 15. CYBERBULLYING<br />Dessa forma, o anonimato pode aumentar a crueldade dos comentários e das ameaças e os efeitos podem ser tão graves ou piores.<br />
  16. 16. EXEMPLO PÚBLICO DE CYBERBULLYING<br />Com este comentário, a jovem Mayara, estudante de direito, conseguiu colocar seu twitter no top 1, após as eleições presidenciais de 2010. <br />Está sendo processada pela OAB por preconceito, difamação e incitação a violência. Pode pegar de 2 a 5 anos de cadeia.<br />
  17. 17. Hoje em dia, essas redes sociais se equiparam a veículos de comunicação, como de fato são. Postadas essas declarações, é como se elas fossem para um jornal, uma televisão.<br />(Henrique Mariano, Presidente da OAB/PE em entrevista ao jornalista André Rossi)<br />www.revistaforum.com.br em 03/11/2010<br />
  18. 18. Kelly Yeomans não conseguiu seguir em frente!<br />QUALQUER PESSOA PODE SER VÍTIMA!<br />
  19. 19. UM CASO QUE CHEGOU<br />AO EXTREMO!<br />Wellington Menezes de Oliveira, de 23 anos<br />
  20. 20. ESCOLA<br />ESPAÇO PARA LIBERTAÇÃO<br /> Como a Escola Trabalha...<br /> Meu dever ético, enquantoum dos sujeitos de uma prática impassivelmente neutra – a educativa – é <br /> exprimir o meu respeito às diferenças de idéias e de posições. <br />
  21. 21. ESCOLA<br />ESPAÇO PARA LIBERTAÇÃO<br /> Meu respeito até mesmo às posições antagônicas às minhas, que combato com seriedade e paixão. <br />(Paulo Freire, Pedagogia da Esperança)<br />
  22. 22. O PAPEL DA ESCOLA<br />
  23. 23. O PAPEL DA ESCOLA<br />A escola tem um papel fundamental para reduzir o bullying - estabelecer regras claras, não fazer vista grossa às piadinhas, identificar quais alunos são alvo e quem lidera as agressões.<br />
  24. 24. O PAPEL DA ESCOLA<br />É importante lembrar que nos casos de bullying a lei do silêncio é válida entre os envolvidos e que normalmente os pais ou terceiros descobrem primeiro do que a escola o que está acontecendo, já que é no ambiente escolar que as agressões acontecem.<br />
  25. 25. O PAPEL DA ESCOLA<br />Ao ser informada, a escola deve tomar atitude proativa na solução do caso específico.<br />
  26. 26. O PAPEL DA ESCOLA<br /> Coletivamente é dever da escola trabalhar na prevenção dos atos de violência dando o devido foco ao desenvolvimento moral dos seus alunos, em busca da postura ética que se espera deles.<br />
  27. 27. AESCOLA POSITIVA<br />Incentivar a solidariedade, a generosidade e o respeito às diferenças por meio de conversas, campanhas de incentivo à paz e à tolerância, trabalhos didáticos, como atividades de cooperação e interpretação de diferentes papeis em um conflito.<br />
  28. 28. AESCOLA POSITIVA<br />Desenvolver em sala de aula um ambiente favorável à comunicação entre alunos.<br />
  29. 29. AESCOLA POSITIVA<br />Quando um estudante reclamar de algo ou denunciar o bullying, procurar imediatamente a direção da escola.<br />(CleoFante,Fenômeno Bullying, 2005)<br />
  30. 30. O PAPEL DOS PAIS<br />Mas não é apenas no colégio que o trabalho precisa ser feito. Em casa os pais também têm a função de identificar se seus filhos estão envolvidos com esse problema. (Jairo Bouer)<br />
  31. 31. O PAPEL DOS PAIS<br /><ul><li>Conversar é sempre a melhor opção;
  32. 32. Admitir o problema;
  33. 33. Não empurrar para debaixo do tapete, principalmente se o seu filho for o agressor;</li></li></ul><li>O PAPEL DOS PAIS<br /><ul><li>A escola precisa saber, ser informada;
  34. 34. Avaliar o impacto e procurar ajuda psicológica.</li></li></ul><li>SEU FILHO PODE ESTAR SENDO AGREDIDO<br />PAIS: IMPORTANTE OBSERVAR<br /><ul><li>Comportamento doentio (dores de cabeça, tonturas, fastio, sobretudo se ocorrem pela manhã sem razão aparente)
  35. 35. A maneira como regressa da escola (roupas rasgadas, materiais danificados, contusões, aranhões, etc)</li></li></ul><li>SEU FILHO PODE ESTAR SENDO AGREDIDO<br />PAIS: IMPORTANTE OBSERVAR<br /><ul><li>Apresenta desculpas para faltar as aulas.
  36. 36. Pede dinheiro extra ou furta.
  37. 37. Possui poucos amigos.
  38. 38. Gastos excessivos na cantina da escola.</li></li></ul><li>SEU FILHO PODE SER AGRESSOR<br />PAIS: IMPORTANTE OBSERVAR<br /><ul><li>Ar de superioridade, com roupas amarrotadas.
  39. 39. Atitude hostil, desafiante e agressiva com os pais e irmãos.
  40. 40. Habilidade em “sair-se” bem de situações difíceis.</li></li></ul><li>SEU FILHO PODE SER AGRESSOR<br />PAIS: IMPORTANTE OBSERVAR<br /><ul><li>Exterioriza sua autoridade com os outros.
  41. 41. Porta objetos e dinheiro sem justificar sua origem</li></li></ul><li>AOS MENINOS E MENINAS<br />Atualmente, a matéria mais difícil da escola não é a matemática ou a biologia; a convivência, para muitos alunos e de todas as séries, talvez seja a matéria mais difícil de ser aprendida. (CleoFante)<br />
  42. 42. AOS MENINOS E MENINAS<br />O bullying não afeta somente aqueles que são agredidos. Afeta a toda uma sociedade que vai crescer com pessoas levando a carga e os traumas causados por esse fenômeno. Esses traumas podem jamais ser superados pelos envolvidos, prejudicando suas relações interpessoais futuras.<br />
  43. 43. AOS MENINOS E MENINAS<br />AOS MENINOS E MENINAS<br />Cuide de quem está ao seu lado, seja agressor ou agredido. Ajude o agredido e o aceite como seu amigo. Alerte o agressor sobre as consequências de suas atitudes.<br />
  44. 44. AOS MENINOS E MENINAS<br />AOS MENINOS E MENINAS<br />AOS MENINOS E MENINAS<br />Todos fomos feitos à imagem e semelhança de nosso Deus. O salmista Davi nos diz que são boas as obras da mãos de Deus (Salmo 139). As obras feitas por suas mãos por ocasião da criação foram o homem e a mulher. De maneira assombrosamente perfeita o Senhor nos formou.<br />
  45. 45. AOS MENINOS E MENINAS<br />Quebre o silêncio! Em casos de bullying, violência, maus tratos, essa é uma regra que jamais deve ser válida.<br />
  46. 46. VIDAS COM PROPÓSITO<br />Porque Deus nos escolheu nEle antes da criação do mundo, para sermos santos e irrepreensíveis em sua presença. (Efésios 1:4)<br />...completem a minha alegria, tendo o mesmo modo de pensar; o mesmo amor; um só espírito e uma só atitude.(Filipenses 2:2)<br />
  47. 47. VIDAS COM PROPÓSITO<br />Façam todo o possível para viver em paz com todos.<br />(Romanos 12:18)<br />

×