Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
Ecologia de PopulaçõesProf. Dr. Harold Gordon Fowlerpopecologia@hotmail.com
Andersson (1994)
A Seleção Sexual O uso de modelos
Por que os modelos têm importância? Um exemplo:Idéia: O processo for a de controle deFisherModelo: Modelo de LandeQuais pa...
Por que os modelos têm importância? Um exemplo:Idéia: O processo for a de controle deFisherModelo: Modelo de LandeQuais pa...
Essa transparência e as próximas trêsdemonstram o tratamento intero do processofora de controle de Fisher no texto Genetic...
E foi somente isso. Nenhuma equação, somentepalavras. Uma idéia extraordinária emaravilhosa sobre a auto-reforço depreferê...
Por que os modelos têm importância? Um exemplo:Idéia: O processo for a de controle deFisherModelo: Modelo de LandeQuais pa...
Por que os modelos têm importância? Um exemplo:Idéia: O processo for a de controle deFisherModelo: Modelo de LandeQuais pa...
Antes do Modelo de Lande ...O’Donald (um aluno de Fisher) construiuvários modelos que aparentementedemonstraram que a idéi...
O Modelo de Lande
FreqüênciaRelativa0.12 0.10.080.060.040.02         10   20   30   40   Atributo do macho  Zigotos
FreqüênciaRelativa0.12 0.10.080.060.040.02             10   20   30   40   Atributo do macho  Os Zigotos, são sujeitos a u...
FreqüênciaRelativa0.12 0.10.080.060.040.02                                 Atributo do macho             10   20   30   40...
FreqüênciaRelativa0.12 0.10.080.060.040.02             10   20   30   40   Atributo do macho  Os Zigotos, são sujeitos a u...
FreqüênciaRelativa0.12 0.10.080.060.040.02                                 Atributo do macho             10   20   30   40...
FreqüênciaRelativa0.12 0.10.080.060.040.02                                 Atributo do macho             10   20   30   40...
Freqüência Relativa                             E a seleção sobre as fêmeas? 0.12  0.1 0.08 0.06 0.04 0.02                ...
A seleção sobre a preferência da fêmea acontece                    somente    Quando existe uma correlação genética entre ...
Atributo médio           Linha do equilíbriode preferência            neutro                 Atributo médio do macho
Atributo médio           Linha do equilíbriode preferência            neutro                 Atributo médio do macho
Atributo médio           Linha do equilíbriode preferência            neutro                         Linhas de            ...
Atributo médio           Linha do equilíbriode preferência            neutro                         Linhas de            ...
Atributo médio           Linha do equilíbriode preferência            neutro                         Linhas de            ...
Atributo médio           Linha do equilíbriode preferência            neutro                         Linhas de            ...
Atributo médio           Linha do equilíbriode preferência            neutro                         Linhas de            ...
Atributo médio           Linha do equilíbriode preferência            neutro                         Linhas de            ...
Atributo médio           Linha do equilíbriode preferência            neutro                         Linhas de            ...
Atributo médio           Linha do equilíbriode preferência            neutro                         Linhas de            ...
Atributo médio                             Linha do equilíbriode preferência                              neutro          ...
Atributo médio           Linha do equilíbriode preferência            neutro                         Linhas de            ...
Atributo médio           Linha do equilíbriode preferência            neutro                         Linhas de            ...
Atributo médio           Linha do equilíbriode preferência            neutro                         Linhas de            ...
Atributo médio           Linha do equilíbriode preferência            neutro                         Linhas de            ...
Atributo médio           Linha do equilíbriode preferência            neutro                         Linhas de            ...
Atributo médio           Linha do equilíbriode preferência            neutro                         Linhas de            ...
Atributo médio           Linha do equilíbriode preferência            neutro                         Linhas de            ...
Atributo médio           Linha do equilíbriode preferência            neutro                         Linhas de            ...
Atributo médio                           Linha do equilíbriode preferência                            neutro              ...
Atributo médio                           Linha do equilíbriode preferência                            neutro              ...
Atributo médio                             Linha do equilíbriode preferência                              neutro          ...
Atributo médio                           Linha do equilíbriode preferência                            neutro              ...
Atributo médio                           Linha do equilíbriode preferência                            neutro              ...
Atributo médio                           Linha do equilíbriode preferência                            neutro              ...
Atributo médio                           Linha do equilíbriode preferência                            neutro              ...
Atributo médio                           Linha do equilíbriode preferência                            neutro              ...
Atributo médio                           Linha do equilíbriode preferência                            neutro              ...
Atributo médio                           Linha do equilíbriode preferência                            neutro              ...
Construindo o modeloRetire a biologia da idéia...... mas, apesar do pensamento fácil, issoé uma idéia boa! Porque ...Demon...
Por que os modelos têm importância? Um exemplo:Idéia: O processo for a de controle deFisherModelo: Modelo de LandeQuais pa...
Por que os modelos têm importância? Um exemplo:Idéia: O processo for a de controle deFisherModelo: Modelo de LandeQuais pa...
O modelo capturaFora de controle (ou seja amovimentação exponencial)O balance entre a seleção natural esexual(formalmente ...
Por que os modelos têm importância? Um exemplo:Idéia: O processo for a de controle deFisherModelo: Modelo de LandeQuais pa...
O modelo não capturaA evolução de escolha na “faseprimeira” de FisherO “corte da raiz do processo” de Fisherpela sobrevivê...
Os efeitos estreitos do modelo: Para convencer os biólogos que a idéia de Fisher estava certa (no sentido de consistente i...
O modelo omite, como fez Fisher,Os custos da escolhaA possibilidade de of desenrolar o atributoobservado e o atributo sele...
Por que os modelos têm importância? Um exemplo:Idéia: O processo for a de controle deFisherModelo: Modelo de LandeQuais pa...
Como o modelo engana?Muitos biólogos acreditaram que odesequilíbrio de ligação formava aessência da seleção sexual (argume...
Duas outras idéias formaisHamilton/Zuk– (1982, Science 218:384-387)Dificultar e Anunciar por Sinal– Zahavi (1975, J. Theor...
Modelo de seleção sexual
Modelo de seleção sexual
Modelo de seleção sexual
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Modelo de seleção sexual

2,208 views

Published on

Modelo de seleção sexual

Published in: Education, Technology
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Modelo de seleção sexual

  1. 1. Ecologia de PopulaçõesProf. Dr. Harold Gordon Fowlerpopecologia@hotmail.com
  2. 2. Andersson (1994)
  3. 3. A Seleção Sexual O uso de modelos
  4. 4. Por que os modelos têm importância? Um exemplo:Idéia: O processo for a de controle deFisherModelo: Modelo de LandeQuais partes– O modelo captura?– O modelo omite?Como o modelo clarifica, estende edesenvolve?
  5. 5. Por que os modelos têm importância? Um exemplo:Idéia: O processo for a de controle deFisherModelo: Modelo de LandeQuais partes– O modelo captura?– O modelo omite?Como o modelo clarifica, estende edesenvolve?
  6. 6. Essa transparência e as próximas trêsdemonstram o tratamento intero do processofora de controle de Fisher no texto GeneticalTheory of Natural Selection de Fisher de1958. A idéia foi inicialmente proposta porFisher em 1915.
  7. 7. E foi somente isso. Nenhuma equação, somentepalavras. Uma idéia extraordinária emaravilhosa sobre a auto-reforço depreferências, colocado dentro do contexto deoutras forças seletivas e fases da seleção.
  8. 8. Por que os modelos têm importância? Um exemplo:Idéia: O processo for a de controle deFisherModelo: Modelo de LandeQuais partes– O modelo captura?– O modelo omite?Como o modelo clarifica, estende edesenvolve?
  9. 9. Por que os modelos têm importância? Um exemplo:Idéia: O processo for a de controle deFisherModelo: Modelo de LandeQuais partes– O modelo captura?– O modelo omite?Como o modelo clarifica, estende edesenvolve?
  10. 10. Antes do Modelo de Lande ...O’Donald (um aluno de Fisher) construiuvários modelos que aparentementedemonstraram que a idéia não funciona,ou somente funciona parcialmente sobcondições não normaisOs geneticistas de populações foramadversos a aceitar somente umargumento verbal
  11. 11. O Modelo de Lande
  12. 12. FreqüênciaRelativa0.12 0.10.080.060.040.02 10 20 30 40 Atributo do macho Zigotos
  13. 13. FreqüênciaRelativa0.12 0.10.080.060.040.02 10 20 30 40 Atributo do macho Os Zigotos, são sujeitos a uma viabilidade diferencial de modo que os Sobreviventes têm uma média menor.
  14. 14. FreqüênciaRelativa0.12 0.10.080.060.040.02 Atributo do macho 10 20 30 40 Os Zigotos, são sujeitos a uma viabilidade diferencial de modo que os Sobreviventes têm uma média menor. Mas as fêmeas copulam preferencialmente com os machos de valor maior
  15. 15. FreqüênciaRelativa0.12 0.10.080.060.040.02 10 20 30 40 Atributo do macho Os Zigotos, são sujeitos a uma viabilidade diferencial de modo que os Sobreviventes têm uma média menor. Mas as fêmeas copulam preferencialmente com os machos de valor maior, e assim as Gametas de sucesso têm uma média maior do que os sobreviventes, o que mais de compensa o efeito da viabilidade
  16. 16. FreqüênciaRelativa0.12 0.10.080.060.040.02 Atributo do macho 10 20 30 40 Os Zigotos, são sujeitos a uma viabilidade diferencial de modo que os Sobreviventes têm uma média menor. Mas as fêmeas copulam preferencialmente com os machos de valor maior, e assim as Gametas de sucesso têm uma média maior do que os sobreviventes, o que mais de compensa o efeito da viabilidade
  17. 17. FreqüênciaRelativa0.12 0.10.080.060.040.02 Atributo do macho 10 20 30 40Os Zigotos, são sujeitos a uma viabilidade diferencialde modo que os Sobreviventes têm uma média menor.Mas as fêmeas copulam preferencialmente com osmachos de valor maior, e assim as Gametas desucesso têm uma média maior do que os sobreviventes,o que mais de compensa o efeito da viabilidade(Equilíbrio se as linhas azul e vermelha são as mesmas)
  18. 18. Freqüência Relativa E a seleção sobre as fêmeas? 0.12 0.1 0.08 0.06 0.04 0.02 Atributo do macho 10 20 30 40Os Zigotos, são sujeitos a uma viabilidade diferencial demodo que os Sobreviventes têm uma média menor. Masas fêmeas copulam preferencialmente com os machosde valor maior, e assim as Gametas de sucesso têmuma média maior do que os sobreviventes, o que maisde compensa o efeito da viabilidade (Equilíbrio se aslinhas azul e vermelha são as mesmas)
  19. 19. A seleção sobre a preferência da fêmea acontece somente Quando existe uma correlação genética entre os dois atributos, e Há uma seleção sobre o atributo do macho Assim, um equilíbrio (nenhuma mudança) ocorre quando Não há seleção sobre o atributo do macho
  20. 20. Atributo médio Linha do equilíbriode preferência neutro Atributo médio do macho
  21. 21. Atributo médio Linha do equilíbriode preferência neutro Atributo médio do macho
  22. 22. Atributo médio Linha do equilíbriode preferência neutro Linhas de movimentação Atributo médio do macho
  23. 23. Atributo médio Linha do equilíbriode preferência neutro Linhas de movimentação com uma covariância genética fraca Atributo médio do macho
  24. 24. Atributo médio Linha do equilíbriode preferência neutro Linhas de movimentação com uma covariância genética fraca Atributo médio do macho
  25. 25. Atributo médio Linha do equilíbriode preferência neutro Linhas de movimentação com uma covariância genética fraca Atributo médio do macho
  26. 26. Atributo médio Linha do equilíbriode preferência neutro Linhas de movimentação com uma covariância genética fraca Atributo médio do macho
  27. 27. Atributo médio Linha do equilíbriode preferência neutro Linhas de movimentação com uma covariância genética fraca Atributo médio do macho
  28. 28. Atributo médio Linha do equilíbriode preferência neutro Linhas de movimentação com uma covariância genética fraca Atributo médio do macho
  29. 29. Atributo médio Linha do equilíbriode preferência neutro Linhas de movimentação com uma covariância genética fraca Atributo médio do macho
  30. 30. Atributo médio Linha do equilíbriode preferência neutro Linhas de movimentação com uma covariância genética fraca Atributo médio do macho Uma covariância genética fraca resulta na linha do equilíbrio estável, que é uma versão formal da balance eventual de Fisher entre a seleção natural e sexual
  31. 31. Atributo médio Linha do equilíbriode preferência neutro Linhas de movimentação com uma covariância genética forte Atributo médio do macho
  32. 32. Atributo médio Linha do equilíbriode preferência neutro Linhas de movimentação com uma covariância genética forte Atributo médio do macho
  33. 33. Atributo médio Linha do equilíbriode preferência neutro Linhas de movimentação com uma covariância genética forte Atributo médio do macho
  34. 34. Atributo médio Linha do equilíbriode preferência neutro Linhas de movimentação com uma covariância genética forte Atributo médio do macho
  35. 35. Atributo médio Linha do equilíbriode preferência neutro Linhas de movimentação com uma covariância genética forte Atributo médio do macho
  36. 36. Atributo médio Linha do equilíbriode preferência neutro Linhas de movimentação com uma covariância genética forte Atributo médio do macho
  37. 37. Atributo médio Linha do equilíbriode preferência neutro Linhas de movimentação com uma covariância genética forte Atributo médio do macho
  38. 38. Atributo médio Linha do equilíbriode preferência neutro Linhas de movimentação com uma covariância genética forte Atributo médio do macho
  39. 39. Atributo médio Linha do equilíbriode preferência neutro Linhas de movimentação com uma covariância genética forte Atributo médio do macho Uma covariância genética forte resulta numa linha de equilíbrio não estável
  40. 40. Atributo médio Linha do equilíbriode preferência neutro Linhas de movimentação com uma covariância genética forte Atributo médio do macho Uma covariância genética forte resulta numa linha de equilíbrio não estável, o que é uma versão formal do processo fora de controle de Fisher
  41. 41. Atributo médio Linha do equilíbriode preferência neutro Linhas de movimentação com uma covariância genética forte Atributo médio do macho Uma covariância genética forte resulta numa linha de equilíbrio não estável, o que é uma versão formal do processo fora de controle de Fisher
  42. 42. Atributo médio Linha do equilíbriode preferência neutro Linhas de movimentação Atributo médio do macho Para obter a estabilidade eventual e de fora de controle, precisamos dobrar a linha, o que é uma extensão não formal do modelo.
  43. 43. Atributo médio Linha do equilíbriode preferência neutro Linhas de movimentação Atributo médio do macho Para obter a estabilidade eventual e de fora de controle, precisamos dobrar a linha, o que é uma extensão não formal do modelo.
  44. 44. Atributo médio Linha do equilíbriode preferência neutro Linhas de movimentação Atributo médio do macho Para obter a estabilidade eventual e de fora de controle, precisamos dobrar a linha, o que é uma extensão não formal do modelo.
  45. 45. Atributo médio Linha do equilíbriode preferência neutro Linhas de movimentação Atributo médio do macho Para obter a estabilidade eventual e de fora de controle, precisamos dobrar a linha, o que é uma extensão não formal do modelo.
  46. 46. Atributo médio Linha do equilíbriode preferência neutro Linhas de movimentação Atributo médio do macho Para obter a estabilidade eventual e de fora de controle, precisamos dobrar a linha, o que é uma extensão não formal do modelo.
  47. 47. Atributo médio Linha do equilíbriode preferência neutro Linhas de movimentação Atributo médio do macho Para obter a estabilidade eventual e de fora de controle, precisamos dobrar a linha, o que é uma extensão não formal do modelo.
  48. 48. Atributo médio Linha do equilíbriode preferência neutro Linhas de movimentação Atributo médio do macho Para obter a estabilidade eventual e de fora de controle, precisamos dobrar a linha, o que é uma extensão não formal do modelo.
  49. 49. Construindo o modeloRetire a biologia da idéia...... mas, apesar do pensamento fácil, issoé uma idéia boa! Porque ...Demonstra que o argumento é completo
  50. 50. Por que os modelos têm importância? Um exemplo:Idéia: O processo for a de controle deFisherModelo: Modelo de LandeQuais partes– O modelo captura?– O modelo omite?Como o modelo clarifica, estende edesenvolve?
  51. 51. Por que os modelos têm importância? Um exemplo:Idéia: O processo for a de controle deFisherModelo: Modelo de LandeQuais partes– O modelo captura?– O modelo omite?Como o modelo clarifica, estende edesenvolve?
  52. 52. O modelo capturaFora de controle (ou seja amovimentação exponencial)O balance entre a seleção natural esexual(formalmente somente nas versõesdiferentes do modelo - a extensão aambas não é formal)O papel crítico da covariância genética
  53. 53. Por que os modelos têm importância? Um exemplo:Idéia: O processo for a de controle deFisherModelo: Modelo de LandeQuais partes– O modelo captura?– O modelo omite?Como o modelo clarifica, estende edesenvolve?
  54. 54. O modelo não capturaA evolução de escolha na “faseprimeira” de FisherO “corte da raiz do processo” de Fisherpela sobrevivência reduzida do macho
  55. 55. Os efeitos estreitos do modelo: Para convencer os biólogos que a idéia de Fisher estava certa (no sentido de consistente internamente) E assim tornar o estudo da seleção sexual mais respeitável Para colocar o desequilíbrio de ligação no centro de pensamento sobre a seleção sexual Para explicitar a premissa crucial que a escolha da fêmea não tinha custo
  56. 56. O modelo omite, como fez Fisher,Os custos da escolhaA possibilidade de of desenrolar o atributoobservado e o atributo selecionadonaturalmente(que resultam em modelos de dificultar)
  57. 57. Por que os modelos têm importância? Um exemplo:Idéia: O processo for a de controle deFisherModelo: Modelo de LandeQuais partes– O modelo captura?– O modelo omite?Como o modelo clarifica, estende edesenvolve?
  58. 58. Como o modelo engana?Muitos biólogos acreditaram que odesequilíbrio de ligação formava aessência da seleção sexual (argumentadapor Steven Arnold)(pessoalmente acredito que o modelo deum loco solitário de preferências auto-reforçante funcionaria)Os modelos de dificultar demonstramque essa idéia é errada
  59. 59. Duas outras idéias formaisHamilton/Zuk– (1982, Science 218:384-387)Dificultar e Anunciar por Sinal– Zahavi (1975, J. Theor. Biol. 53: 205-214 and 1977, ibid, 67: 603-605)– Grafen (1990, J. Theor. Biol. 144: 473-516 & 517-546)

×