Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Leitura crítica

2,917 views

Published on

Leitura crítica

Published in: Education
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Leitura crítica

  1. 1. Ecologia de Populações Prof. Dr. Harold Gordon Fowler popecologia@hotmail.com
  2. 2. Palavras chaves da aulaIntegridade acadêmicaDesonestidade acadêmicaReferenciasCitações no textoLista de referenciasSistemas de referencias numéricas
  3. 3. Impacto sobre a literária informativaRelevânciaMais por que em vez de comoLiterária como uma enteCom mais retorno
  4. 4. Metas do TópicoExplorar o processo da leitura efetivaExplorar o processo da leitura crítica
  5. 5. Leitura EfetivaPrincípios genéricos-Selecione uma quantidade apropriado de texto – Como um artigo curto de periódicoEtapa 1 – Levante perguntas antecipadamente e pense em palavras chaves que lidam com o que você está procurando O que você espera encontrar? Anote as perguntas e palavras chaves – Antecipação quer dizer que você lê mais enfocado – Isso é o primeiro passo da leitura ativa
  6. 6. Leitura EfetivaEtapa 2 – 1a leitura: Lê rapidamente o texto para tirar o sentido geral Anote brevemente nessa etapa Use uma lapiz para marcar trechos difíceis – 2a leitura: Lê rapidamente o texto para as palavras chaves ou tópicos que você anotou na Etapa 1 e as partes marcadas – 3a leitura: Lê para detalhes Consulta o texto com cuidado Lê cada parágrafo e secção em detalhe Anote seletivamente capturando alguma detalhe Porque você já concluiu uma leitura rápida, a leitura para a etapa de detalhe é mais efetiva
  7. 7. Leitura Efetiva nas CiênciasAlguns alunos podem achar que a leitura rápida para o processo de detalhe difícil implementar com trabalhos científicosMatéria com uma incidência elevada de formulas, dados, expressões científicas e vocabulário especializado pode ser difícil ler rapidamenteExistem mais processos antecipatórios que podem ser testados antes ou como substituto da leitura rápida
  8. 8. Leitura Efetiva nas CiênciasLeitura em contextoOs trabalhos científicos tendem seguir uma estrutura padrãoPode existir alguma variação desse para algumas secções – Por exemplo, a extensão e posicionamento dos agradecimentos no trabalhoMas as secções centrais geralmente são-
  9. 9. Leitura Efetiva nas CiênciasA estrutura principal de trabalhos científicos: – Resumo – Introdução – Revisão da Literatura – Materiais e Métodos – Resultados – Discussão
  10. 10. Leitura Efetiva nas CiênciasNa leitura você pode trabalhar com o tipo de informação encontrada em cada secçãoAntecipando o tipo de ‘discussão’ em cada secção permite uma leitura de contexto mais eficazO seja, você ‘sabe’ o que procura
  11. 11. Leitura Efetiva nas CiênciasSecção ContextoResumo Visão global do sumario conciso do textoIntrodução Metas principais da pesquisa; as hipóteses principais; discussão chave dos artigos que ‘moldaram’ a pesquisaRevisão da literatura Revisão da literatura e pesquisa
  12. 12. Leitura Efetiva nas CiênciasSecção ContextoMateriais e métodos Principalmente prática em vez de avaliaçãoResultados Claramente, o que foi estabelecido…Discussão Uma avaliação rica e conclusão, freqüentemente organizada tematicamente. Enfoque em hipóteses e interpretações alternativas
  13. 13. Leitura Efetiva nas CiênciasDa tabela, fica evidente que uma leitura preliminar crítica do resumo, introdução e discussão prepara o leitorApós isso com uma leitura rápida para a técnica de detalhes já pode ser eficaz
  14. 14. Leitura Efetiva nas CiênciasTrabalhando com resumos O resumo é um aspecto crítico de qualquer publicação científica – Dentro da comunidade científica, o resumo sozinho é freqüentemente usado para avaliar e usar os textos dentro de um campo de pesquisa Trabalhos de Conclusão de Curso, “Essa secção deve ser o mais concisa como possível …,e deve incluir todo que você quer passar ao leitor. O problema deve ser enunciado, e os resultados principais e conclusões devem ser incluídos na mesma seqüência da publicação.” (1) ou seja. O resumo encapsula o ‘argumento’ intero do texto Dada a natureza de um resumo, fica evidente que uma leitura preliminar rápida – mais cuidadosa – do resumo permitira a leitura com êxitos do trabalho intero
  15. 15. Leitura Efetiva nas CiênciasÉ possível usar uma técnica mais estratégica para resumosIsole cada frase no resumo – Tal vez usa cores para identificar elas?Compare com o trabalho intero identificando qual secção do texto relaciona a cada parte do resumoPor exemplo, pode colorar os parágrafos distintamente para demonstrar qual parte do resumo se relaciona
  16. 16. Leitura Efetiva nas CiênciasLeitura estratégica - secções e decomposição de parágrafosSecções: Além das secções principais resumidas anteriormente, os trabalhos científicos serão organizados em secções, sub-secções e parágrafos Secções e sub-secções seguem a orientação geral do ‘argumento’ – Seguem uma seqüência de hipótese – teste - resultados - discussão Use essas secções estrategicamente Por exemplo, use essas como um processo paralelo para construir suas anotações Sob cada secção escreva uns pontos resumidos para resumir essa secção do texto
  17. 17. Leitura Efetiva nas CiênciasDecomposição de parágrafos Examine cada parágrafo estrategicamente Com trabalhos acadêmicos, os parágrafos tendem ter – a. A frase do tópico (a ideia central do parágrafo) – b. Explicação e avaliação da frase do tópico – c. Evidencia que apoia a explicação e avaliação Ao ler cada parágrafo tente colocar a informação em uma dessas três áreas
  18. 18. Leitura CríticaSempre é importante examinar criticamente (construtivamente) o que você lêSempre deve esperar que os artigos e textos conformam aos princípios da integridade acadêmicaAs hipóteses sempre devem ser testadas; os resultados discutidos e uma conclusão formuladaPorém pode existir maneiras alternativas de apresentar a pesquisaInterpretações alternativas podem existir!
  19. 19. Leitura CríticaErros comuns encontrados nos Trabalhos de Conclusão de Curso: – “Não ser critico suficiente, tanto do trabalho de outro pesquisador como de seu trabalho. Uma boa revisão da literatura e uma discussão depende de sua capacidade de discutir, fazer comparações e analisar criticamente as pesquisas de outras pessoas. Você deve reconhecer as falhas de sua pesquisa e sugerir como essas podem ser resolvidas na próxima vez” (6)
  20. 20. Leitura CríticaNão existe uma ‘solução mágica’ para desenvolver a leitura críticaA prática contínua e desejo de adotar uma firme ‘pensamento crítico’ ajudaráPode considerar como fomentar esse pensamento ao usar um formato para anotar
  21. 21. Leitura Crítica– Método de AnotarConsidere essas temas – – 1. Informação da fonte Para referencias seguras – 2. Pontos chaves Suas palavras – 3. Citações ou Informação diretamente da matéria fonte – 4. Dados e formulas chaves, e outras – 5. Resumo dos resultados, discussão e conclusão – 6. Interpretação alternativa dos resultados, discussão e conclusão
  22. 22. Leitura Crítica – Método de AnotarAs vantagens de adotar esse tipo de método de anotar são: – Coloca todas suas anotações num formato padrão – Comparação (e comparação crítica) das fontes é mais fácil, e por isso: – Separando suas palavras e matéria de fonte implica que você não cairá na armadilha do plagio – Uma secção na qual você sempre registre interpretações ou explicações alternativas ajuda formar um ‘pensamento crítico’
  23. 23. LTAP: Lê, Translade, Anote, Pense1. Lê o Texto2. Traslade em suas próprias palavras3. Anote brevemente o importante4. Pense seriamente o que você leio
  24. 24. GIET: Gerando Interações entre Esquemas e TextoParáfrase uma frase por vezAdicione outra frase a paráfraseCombine com paráfrases prévias para formar uma fraseFinalmente, paráfrase o parágrafo intero numa frase
  25. 25. Método de AnotarTópico:Sub-tópico:O que já sei:Recursos Ideais ImportantesFatos Interessantes Relacionados:Palavras Chaves ou Pessoas:Perguntas Novas para Pesquisar:

×