Aula de anatomia(resumo)

11,749 views

Published on

  • Be the first to comment

Aula de anatomia(resumo)

  1. 1. SISTEMA DE SUSTENTAÇÃODefinição: Conjunto de peças ósseos e cartilaginosos que dá sustentação ao corpohumano (esqueleto).Principais funções: • Proteger os órgãos internos; • Participar da movimentação do corpo; • Serve de ponto de apoio para ação dos músculos esqueléticos; • Atua como reserva de cálcio e local de formação das células do sangue.Formado por: 1. Esqueleto Axial – Formado pela caixa craniana, coluna vertebral caixa torácica. 2. Esqueleto Apendicular – compreende a cintura escapular, formada pelas escapulas e clavículas, cintura pélvica, formada pelos ossos ilíacos (da bacia) e o esqueleto da membrana (superior e anterior e inferiores e posteriores).1. Esqueleto Axial1.1 – Caixa Craniana (cabeça) Principais ossos são: Frontal, Parientais, Temporais, Occipital, Esfenóide, Nasal,Lacrimais, Malares (maçã do rosto ou zigomaticos), Maxilar superior e mandíbula(maxilar inferior). O crânio é um invólucro de tecidos mais ou menos rígidos que, nos animais doclade craniano (vertebrados e outras filogenias próximas), envolve o cérebro, os órgãosdo olfato, da visão, o ouvido de suporte aos órgãos externos dos aparelhos respiratóriose digestivos.
  2. 2. Formado por duas partes que corresponde a duas etapas da evolução: • Caixa craniana ou neurocrânio – Envolve o cérebro e os órgãos dos sentidos (exceto paladar). • Maciço Frontal, esplancnocrâno ou branchiocrânio – Suporta a boca e o aparelho brânquial. Relações que foram estabelecendo ao longo da filogênese entre as duas partes docrânio, através das articulações (suspensões): • Suspensão Anfistilica – Tanto o palato quadrado como iomandibular se articulam com o neurocrânio. Ex. alguns peixes CHONDRICHTHYES; • Suspensão Iostílica – Apenas o iomandibular se articula com o neurocrânio. Ex. maior partes dos peixes (tubarões e esturjão). • Suspensão Autostílica – O neurocrânio e o esplancnocrâno tendem a fundi-se como na maior dos tetrápodes. Modificações evolutivas do esplancnocrânio refletem as I e II arcos visceraisdurante a antongênese. • O osso iomandibular ( porção dorsal do II arco visceral), nos peixes participa na suspensão ostílica e nos répteis e aves transforma o primeiro dos três ossinho do ouvido médio (columella), já no primeiro arco visceral mantém a função de sustentar a abertura bucal e nos mamíferos o articular é o quadrado que transformam-se no martelo e no estribo, completando a cadeia do ossinho do ouvido médio. • Nos mamíferos a apartir dos dentes e do escamado temporal forma-se articulação maxilo-mandibular. Nos répteis e mamíferos as coanas passam para a parte de traz da cavidade bucal para formação do palato secundário (septo ósseo que separa as vias respiratórias do tubo digestivo) e nas aves o paladar secundário tendem a disparecer por de traz e existência de bico.
  3. 3. • Nos seres humanos, o crânio é o conjunto dos ossos que formam a cabeça, possui 29 ossos, sendo oito deles abaulados e firmemente unidos, é onde abriga e protege o encéfalo, as juntas de peças são chamadas de sutura unidas depois de alcançadas a idade adulta. Nos bêbes as peças do crânio e o tecido cartilaginoso que os liga e é chamada de moleira.1.2 – Coluna Vertebral Popularmente conhecida por espinha dorsal e é constituída por 33 ossos, asvértebras nas pessoas adultas algumas delas se fundem, reduzindo seu numero a 26. As vértebras articulam-se em seqüência e são unidas entre si por ligamentos, nasvértebras formam um tubo interno ao lado da coluna vertebral onde se localiza a medulaespinhal. É divida regiões típicas que são: • Coluna Cervical (pescoço); • Coluna Torácica; • Coluna Lombar; • Coluna Sacral; • Coluna Cocciciana (cóccix – ossinho da alegria, para alguns). Nas regiões cervical e lombar possui um movimento com mais liberdade devidoao canal vertebral ser largo e triangular, na região torácica os movimentos são maislimitados, por que é pequeno e arredondado. Forames invertebrais são importantes para permitir que os nervos se comuniquemcom a medula espinhal. Quando vista de frente e reta e vista de lado forma quatro curvaturas, duascavidades viradas para traz (lordoses) e duas virada para frente (cifoses). • Lordose Cervical – Pescoço • Cifose Toraxica – Nível das costelas • Lordose Lombardi – Nível do abdômen • Cifose Sacrococcígea – Nível do sacro e cóccix
  4. 4. Cifose – Curvatura primária desenvolvida no período embrionário e as lordoses sãochamadas de curvatura secundária desenvolvida quando assume a postura ereta, oaumento dessa curvatura representa o quadro patológico: • Hiperlordose – Cervical ou Lombar • Hipercifose Toráxica Região cervical possui sete vértebras (pescoço), a primeira chama-se Atlas e searticula com o crânio e possibilita o movimento, o Atlas e oxis (segunda vértebracervical possui formas e corpos diferentes). Região toráxica possui doze vértebras e serve de inserção para as costelas e aregião lombar possui cinco vértebras grandes onde suporta a maior carga. Região sacroccigiana composta pelo osso sacro, resultado da fusão de cincovértebras, serve de articulação para o osso do ilíaco do quadril e articula pelo fêmur. Oosso cóccix, formado pela fusão das ultimas quatro vértebras.1.3 – Caixa Toráxica Formada pela coluna vertebral, osso esterno e costelas, possuindo doze de cadalado, sendo as sete primeiras verdadeiras, três falsas e dois flutuantes. Nos sereshumanos o osso é chato, fica na parte anterior do tórax, divide-se em três partes: • Manúbrio • Corpo • Apófise Xifóide O osso esterno serve de sustentação das costelas e clavículas, formando a caixatoráxica onde ficam protegidos os pulmões, coração e os grandes vasos (aorta, veiacava, artérias e vias pulmonares), o esterno e toda caixa toráxica e a musculatura tempapel fundamental no processo respiratório, através dos movimentos de inspiração eexpiração.3. – Esqueleto Apendicular
  5. 5. 3.1 – Membros e Cinturas Articulares Cada membro superior é composto pelo o braço, antebraço e mão. A região quese articula com antebraço chama-se punho. Possui único osso o úmero que no cotovelo, se articula com dois ossos doantebraço: o rádio e ulma. Pulso constitui ossos pequenos e maciços (corpos), palma da mão – metacorpos,dedos e falanges. Membro inferior – formado pela coxa, perna, tornozelo e pé. A coxa – fêmurmaior osso do corpo. O joelho articula com doze ossos da perna, a tíbia e fíbula estáprotegida na região frontal, a rótula, tornozelo formado por ossos pequenos e maciços(tarsos), o pé é constituído pelo metatarso e os dedos dos pés (artelhos), pelas falanges.Cinturas Articulares • Cintura Superior, Toráxica ou Escapular – Clavícula e escapulo ou omoplaca. • Cintura Inferior ou Pélvica (bacia) – constituída pelo sacro – resultado da fusão de cinco vértebras, um par de ossos ilíacos e pelo cóccix, formado por quatro a seis vértebras rudimentares fundidas (a primeira sustenta o úmero e o braço e a segunda apóia fêmur e toda a perna).Juntas e ArticulaçõesJunta – Local de junção de dois ou mais ossos.Ligamento – Estão firmemente unidas às membranas que revestem os ossos e suasarticulações, mantêm-se por meio dos ligamentos, cordões resistentes por tecidosconjuntivos fibrosos.Classificação dos Ossos 1. Longos – Possui duas extremidades ou epífise. Corpo do osso – diáfise, entre adiáfise e a epífise – metáfise – formado por tecido ósseo compacto. Epífise e metáfise – tecido ósseo esponjoso. Ex. fêmur e úmero.
  6. 6. 2. Curtos – Possui três extremidades equivalentes (mãos e pés), são formados por tecidos ósseos esponjoso. Ex. calcâneo, tarsos e carpos. 3. Planos ou Chatos – Formado por duas camadas de tecidos ósseos compacto, tendo entre elas uma camada de tecido ósseo esponjoso e de medula óssea. Ex. esterno, ossos da bacia e escapula. Diferenças entre os ossos masculino e feminino Masculino Feminino- Ombros mais largos - Ombro mais curto- Tórax maior - Tórax menor- Pelve mais estreita - Pelve mais larga- Sacro mais longo e mais estreito - Sacro mais curto e mais largo- Comprimento das pernas representa 56% - Comprimento das pernas representa 50%Da altura em geral Da altura em geral SISTEMA ESQUELÉTICO COMPARADO Formado durante a origem da célula e é composto de proteínas presente nointerior celular denominado citoesqueleto. Nos organismos unicelulares sustenta aestrutura celular para sobreviver e realizar funções, como movimentação e alimentação(fagocitose por emissão pseudópodes). SISTEMA MUSCULAR Definição: É um tecido que gera e transmite força. Actina e miosina – Principais proteínas, que junto com ATP e outras proteínasacessórias, coordenam os mecanismos de contração e relaxamento muscular. Para osvertebrados os músculos esqueléticos e cardíacos são estriados; os músculos dos órgãosinternos das paredes da bexiga, intestino, vasos sanguíneos, útero, etc. são lisos. Os músculos esqueléticos são geralmente voluntários, sofrem de controle inderetodo sistema nervoso. Ex. respiração (quando a quantidade de CO2 é alta no sangue osistema nervoso envia o sinal para que o CO2 seja expirado).
  7. 7. A disposição dos filamentos é extremamente regular e organizada, já osfilamentos grossos são constituídos de miosina e os finos de actina e nenhum dosdois filamentos tem seu tamanho alterado durante a concentração, eles se deslocam unssobre outros. • Músculo Voluntário – Sempre estriado (apenas para humanos) • Músculo Cardíaco – Possui estrias transversais e existem dois pontos importantes para contração rítmica normal do coração que diferem suas propriedades funcionais: 1. Quando se inicia a contração numa região ela rapidamente se espalha por toda nossa massa muscular. 2. Uma contração é imediatamente seguida por um período de relaxamento, conseqüentemente não ocorre uma contração duradora nesse tipo de músculo. • Músculo liso de vertebrado encontrado na parede dos órgãos internos ocos, tais como artérias, estômago e intestino. Outras diferenças dos músculos esqueléticos é que freqüentemente o músculo liso é intercalado por fibras de tecidos conjuntivos e não formam feixes paralelos nítidos e o músculo constituído por células muito menores. • Os tendões fazem à ligação dos músculos e os ossos e são formados por tecido conjuntivo, o colágeno é a principal proteína desse tecido. Unidade Motora – Cada motoneurônio inerva muitas fibras musculares.Mecanismo geral de contração muscular – repouso – propagação do pot. Ação –Liberação dos íons Ca++ (sarcoplasma) + quebra do ATP – forças mecânicas – entre osfilamentos – DESLIZAMENTO dos filamentos – contração muscular. A energia utilizada apartir do ATP não é utilizada somente para suprir omecanismo “sempre-em-frente”, mas também é utilizada, em pequena quantidade para:
  8. 8. 1. Bombear Ca++ do sarcoplasma para o retículo sarcoplasmástico (ao término da contração). 2. Bombear íons Na+ e K+, através da membrana muscular (para a propagação dos potenciais da ação).OBS: A concentração só é insuficiente para manter a contração durante um a doissegundos, após isso, o ADP anteriormente clivado deve-ser resfosforilado para formar onovo ATP.FIBRAS RÁPIDAS a) Fibras Maiores – para maior força da concentração. b) Extenso Retículo Sarcoplasmástico – Para liberação rápida dos íons Ca++. c) _Quantidades de Enzimas Glicoliticas – Para liberação rápida de energia apartir do glicogênio. d) !Suprimento Sanguíneo – Porque o metabolismo oxidativo é de importância secundária. e) ! Nº. de Mitocôndrias – Porque o metabolismo oxidativo é de importância secundária.FIBRAS LENTAS a) Fibras Menores b) Inervadas por fibras nervosas maiores c) ! Irrigação Sanguínea – Suprimento de oxigênio. d) ! Nº. de Mitocôndrias – Metabolismo oxidativo. e) ! Quantidade de Mioglobina – Proteína que contém Fe++, semelhante à hemoglobina contida nas hemáceas.TETANIA E FADIGA MUSCULAR
  9. 9. Tetania – Estimulação continua que o músculo faz até atingir a grau máximo decontração.Fadiga Muscular – É uma tetania muito prolongada.

×