HUAWEI TECHNOLOGIES CO., LTDA
www.huawei.com
Balanço Huawei
da Banda Larga Móvel
2T10
Preparado pela

2
Sumário
• Introdução
• Acessos e Densidades
• Cobertura
• Planos de Serviço
• Aparelhos e Modems
• Tema e...

3
Objetivo e metodologia
• Acompanhar o crescimento da banda larga (BL) móvel no Brasil através de
balanços...

4
O que é banda larga móvel?
Banda Larga Móvel (definição da UIT):
• Assinantes de redes móveis celulares c...

5
Tecnologia 3G: 680 milhões de
acessos no mundo
• Crescimento de 34,1% nos últimos 12 meses.
• No Brasil e...

6
UMTS/WCDMA: 13,7% dos
celulares do mundo
• Os celulares GSM estão migrando para 3G.
Celulares 3G x Celula...

7
Dados: fonte de receita cada vez
mais importante para as operadoras
• Com a tendência de queda na receita...

8
Cresce a venda de smartphones
• A tendência é que os smartphones se tornem o principal dispositivo de ace...

9
Cresce o uso e o congestionamento
das redes
Na Suécia o tráfego foi de 13.700 Tbytes em 2008 para 27.800 ...

10
Integração fixo-móvel favorece o
crescimento da BL móvel
• O cenário competitivo brasileiro aponta para ...

11
Sumário
• Introdução
• Acessos e Densidades
• Cobertura
• Planos de Serviço
• Aparelhos e Modems
• Tema ...

12
A banda larga móvel é o serviço
que mais cresce no Brasil
• Adições líquidas de 2,0 milhões de acessos n...

13

 




     
     
...

14


  






    

 ...

15
Conversão da base de celulares
para 3G no Brasil
• O GSM continua perdendo market share no Brasil.
• A t...

16

    






 


  ...

17
Sumário
• Introdução
• Acessos e Densidades
• Cobertura
• Planos de Serviço
• Aparelhos e Modems
• Tema ...

18
Compromissos de cobertura 3G
• Municípios com menos de 30 mil habitantes:
– 15% a cada ano até atingir 6...

19









   
 ...

20

      
   ...

21

   
   
 
...

22

 




 ...

23
Municípios cobertos por região - 2T10
• A cobertura da BL fixa é maior no Sul e Centro-Oeste, enquanto a...

24
Sumário
• Introdução
• Acessos e Densidades
• Cobertura
• Planos de Serviço
• Aparelhos e Modems
• Tema ...

25
Planos de serviço de
banda larga móvel
• A principal forma de cobrança para os planos de serviço de dado...

26
Planos de serviço no Brasil
• Os preços se alteraram pouco no 2T10, apenas por conta de mudança na
ofert...

27
• A média de preços no Brasil para pacotes de 500 MB está acima dos
valores praticados em outros países....

28
Sumário
• Introdução
• Cobertura
• Acessos e Densidades
• Planos de Serviço
• Aparelhos e Modems
• Tema ...

29







...

30
Exemplo: Nokia X3
Nota: desbloqueados ou pré-pago
• O preço cai conforme o valor do
plano pós-pago.
...

31
Preços de smartphones
Motorola ZN200
R$ 299
Blackberry 8900
R$1.799
Mais alto
Mais baixo
GSM3G
Nokia 523...

32

 



    
Preço médio do modem
• ...

33
Sumário
• Introdução
• Acessos e Densidades
• Cobertura
• Preços dos Serviços
• Preço de Aparelhos e Mod...

34
Regulamentação da faixa de 2,5 GHz

35
A partir de 30 de junho de 2013
• A Banda Larga Móvel (SMP) passa a ter direito de uso em caráter primár...

36
Por que é preciso mais espectro?
Vários dispositivos
compartilham a taxa de dados
• Para implantar novas...

37
Sumário
• Introdução
• Acessos e Densidades
• Cobertura
• Preços dos Serviços
• Preço de Aparelhos e Mod...

38
Considerações finais
• Banda larga móvel no Brasil no 2T10:
– 13,9 milhões de acessos, sendo 3,5 milhões...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Huawei Banda Larga Móvel 2010

1,003 views

Published on

Published in: Business
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
1,003
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
175
Actions
Shares
0
Downloads
15
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Huawei Banda Larga Móvel 2010

  1. 1. HUAWEI TECHNOLOGIES CO., LTDA www.huawei.com Balanço Huawei da Banda Larga Móvel 2T10 Preparado pela
  2. 2.  2 Sumário • Introdução • Acessos e Densidades • Cobertura • Planos de Serviço • Aparelhos e Modems • Tema especial: Regulamentação da Faixa de 2,5 GHz • Considerações Finais
  3. 3.  3 Objetivo e metodologia • Acompanhar o crescimento da banda larga (BL) móvel no Brasil através de balanços trimestrais abordando os seguintes itens: – Quantidade de acessos e densidades – Cobertura – Planos de serviço – Preços dos aparelhos • Informações fornecidas pelas operadoras ou baseadas em estatísticas oficiais de agências regulatórias como a Anatel. • Consolidação realizada por analistas especializados e com ampla experiência no mercado local de telecomunicações.
  4. 4.  4 O que é banda larga móvel? Banda Larga Móvel (definição da UIT): • Assinantes de redes móveis celulares com acesso a comunicação de dados (Internet) em banda larga (velocidades > 256 kbps em um ou dois sentidos). • Utiliza tipicamente tecnologias 3G e 3,5G tais como WCDMA, HSPA, WiMAX ou EV-DO.
  5. 5.  5 Tecnologia 3G: 680 milhões de acessos no mundo • Crescimento de 34,1% nos últimos 12 meses. • No Brasil e no mundo o WCDMA/HSPA é a tecnologia principal. Celulares 3G (Milhões) 48 99 179 287 453 530 91 112 142 150 163 124 24 55 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2T10 UMTS (WCDMA) EVDO Velocidades de Pico do downlink HSPA 7.2 Mbps 14.4 Mbps HSPA+ Acima de 3.6 Mbps 18% 42%7% 33% Fonte: GSA (2T10)
  6. 6.  6 UMTS/WCDMA: 13,7% dos celulares do mundo • Os celulares GSM estão migrando para 3G. Celulares 3G x Celulares Total 0,5% 1,6% 3,3% 5,7% 8,2% 10,1% 12,9% 13,7% 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2T10 Celulares 3G / Total
  7. 7.  7 Dados: fonte de receita cada vez mais importante para as operadoras • Com a tendência de queda na receita de voz, serviços de dados se tornam uma fonte importante de receita para as operadoras. • Receita de dados cresce aceleradamente: 37% em 12 meses e 10% no último trimestre. Já representa ~16% da receita das operadoras no Brasil. • Esta tendência é estimulada pelo crescimento da venda de smartphones. Rec. Bruta de Dados como % da Rec. Bruta de Serviços (Brasil) 11,5% 11,9% 12,6% 13,3% 14,8% 16,3% 1T09 2T09 3T09 4T09 1T10 2T10 Participação de Dados na Receita de Serviço (2T10) 11,0% 21,2% 31,0% 33,2% 34,5% 39,7% 46,1% Vodafone Telefonica AL SKT AT&T Verizon H3G NTTDoCoMo +10% +37%
  8. 8.  8 Cresce a venda de smartphones • A tendência é que os smartphones se tornem o principal dispositivo de acesso à internet superando o PC: – 1 a cada 5 celulares vendidos no mundo já são smartphones. • Outros dispositivos como os eReaders e Netbooks estão estimulando este crescimento. Smartphones no total de telefones celulares vendidos no mundo 14,3% 14,9% 15,0% 16,8% 18,5% 19,8% 1T09 2T09 3T09 4T09 1T10 2T10
  9. 9.  9 Cresce o uso e o congestionamento das redes Na Suécia o tráfego foi de 13.700 Tbytes em 2008 para 27.800 Tbytes em 2009. • O tráfego médio para assinantes de pacote de dados foi de 0,4 Gbytes por assinante por mês. Este valor sobe para 2 Gbytes considerando-se apenas os usuários de terminais de dados (modems). O explosivo aumento do tráfego exige um novo ciclo de investimentos em: • Backhaul, com utilização intensiva de fibra. • Mais espectro (2,5 GHz no caso do Brasil). • Novas tecnologias como HSPA+ e LTE com mais capacidade e velocidade dos acessos. Tráfego (Petabytes) da Vodafone na Europa 19 23 24 25 21 41 82 140 2007 2008 2009 1T10 Voz Dados +116% +93% +71%
  10. 10.  10 Integração fixo-móvel favorece o crescimento da BL móvel • O cenário competitivo brasileiro aponta para a formação de 3 operadoras integradas em 2011: – Oi, reforçada pela entrada da Portugal Telecom – Vivo /Telefonica – Claro / Embratel / Net • A exemplo do que já ocorre com as maiores operadoras do mundo. Possuem operações integradas de fixo e celular: – AT&T e Verizon nos Estados Unidos – Telefonica, DT, France Telecom e Telecom Itália na Europa • A Vodafone está oferecendo banda larga fixa e móvel em um mesmo pacote.
  11. 11.  11 Sumário • Introdução • Acessos e Densidades • Cobertura • Planos de Serviço • Aparelhos e Modems • Tema especial: Regulamentação da Faixa de 2,5 GHz • Considerações Finais
  12. 12.  12 A banda larga móvel é o serviço que mais cresce no Brasil • Adições líquidas de 2,0 milhões de acessos no 2T10 (6,9 milhões no 1º. semestre). • Operadoras revisaram suas bases e identificaram mais acessos WCDMA. Fonte: Anatel e Teleco Acessos BL móvel 2,1 7,0 11,9 13,9 2008 2009 1T10 2T10 milhões 227% 70% (revisão da base) 17%
  13. 13.  13                       Crescimento nos acessos por aparelhos e modems • O crescimento é maior nos aparelhos, principalmente smartphones. – O crescimento do 1T10 foi influenciado pela revisão de base das operadoras. • Os acessos via modem (velocidade > 256 kbps) vêm apresentando crescimento constante. – O total de 3,5 milhões de acessos via modem foi estimado pela Teleco, baseado em dados da Anatel (64% do total de terminais de dados móveis) Fonte: Anatel e Teleco                      
  14. 14.  14                    O crescimento da BL móvel é muito superior ao da BL fixa • Superando as expectativas e previsão anteriormente realizadas, a banda larga móvel ultrapassou a fixa no 1T10. • No 2T10 a banda larga móvel cresceu 17% em relação ao 1T10, enquanto a banda larga fixa cresceu 3% no mesmo período. • Revisão das projeções: – O Brasil deve terminar 2010 com 18 milhões de acessos de banda larga móvel e 13 milhões de banda larga fixa. BL Móvel ultrapassa BL Fixa 
  15. 15.  15 Conversão da base de celulares para 3G no Brasil • O GSM continua perdendo market share no Brasil. • A troca de celulares GSM libera capacidade de voz da operadora. • A participação de 3G no total de celulares do mundo era de 13,7% no 2T10. No Brasil era de 7,5%. Market Share de acessos 88,9% 90,0% 88,4% 88,2% 1,4% 4,0% 6,6% 7,5% 2008 2009 1T10 2T10 GSM 3G
  16. 16.  16                              Densidade ainda está abaixo da média mundial • A densidade de banda larga no Brasil está abaixo da média mundial. • O Brasil atrás do México, Chile e Argentina em BL fixa, mas na frente em BL móvel.                 
  17. 17.  17 Sumário • Introdução • Acessos e Densidades • Cobertura • Planos de Serviço • Aparelhos e Modems • Tema especial: Regulamentação da Faixa de 2,5 GHz • Considerações Finais
  18. 18.  18 Compromissos de cobertura 3G • Municípios com menos de 30 mil habitantes: – 15% a cada ano até atingir 60% do total em abril de 2016. Até Abril de 2009 2010 2011 2012 2013 50% das capitais de estado, DF e municípios maiores que 500 mil hab. 50% dos municípios maiores que 200 mil hab. Capitais de Estado, DF e municípios maiores que 500 mil hab. Municípios maiores que 200 mil hab. Municípios maiores que 100 mil hab. • 50% dos municípios entre 30 e 100 mil hab. • 15% dos municípios com menos de 30 mil hab. 22 municípios 43 municípios 65 municípios 130 municípios 267 municípios 1.055 municípios
  19. 19.  19                Cobertura • Na banda larga fixa, considera-se o município atendido se o serviço está disponível, nas tecnologias ADSL, Cable Modem ou MMDS, na sede do município. Não inclui atendimento de pequenos provedores com tecnologias wireless. • Na banda larga móvel um município é considerado atendido quando a área de cobertura é equivalente a pelo menos 50% (cinquenta por cento) da sua área urbana. • Se o município é considerado atendido, contabiliza-se a totalidade de sua população como coberta. • Em Jun/10 a cobertura de banda larga móvel já era superior aos compromissos estabelecidos para 2012. Ela estava disponível para 65,2% da população e em 13,3% dos municípios brasileiros.          Atual            
  20. 20.  20                                        Evolução da cobertura • 13 novos municípios (607 mil pessoas) foram atendidos com BL móvel no 2T10. • As operadoras estão se concentrando em ampliar a capacidade do backhaul de suas redes nos municípios que estão atendidos. 13 novos municípios em 2T10 +0,3% em 2T10 607 mil pessoas
  21. 21.  21                   Cobertura em junho de 2010 • 34,6% da população do Brasil é atendida por 4 operadoras. • Todas as capitais de estado e municípios com mais de 500 mil habitantes são atendidos por 4 operadoras. 1.352Sudeste 1.064Sul 1.572Nordeste 420Norte 416Centro-Oeste Municípios não atendidos
  22. 22.  22             Municípios cobertos no 2T10 • 77,4% dos municípios com população maior que 50 mil hab. já possuem cobertura de banda larga móvel. • Ainda não existe, no entanto, uma competição acirrada. As operadoras estão aumentando a capacidade de suas redes para atender a demanda.
  23. 23.  23 Municípios cobertos por região - 2T10 • A cobertura da BL fixa é maior no Sul e Centro-Oeste, enquanto a da BL móvel é maior no Sudeste. BandaLargaFixa de35a60% %deMunicípiosCobertos %deMunicípiosCobertos de60a85% acimade85% Norte 56,8% (255mun.) Centro-Oeste 96,1% (448mun.) Nordeste 39,7% (712mun.) Sudeste 79,5% (1.326mun.) Sul 89,0% (1.057mun.) BandaLargaMóvel de5a10% de10a15% acimade15% Norte 6,5% (29mun.) Centro-Oeste 10,7% (50mun.) Nordeste 12,3% (221mun.) Sudeste 18,9% (316mun.) Sul 10,4% (124mun.)
  24. 24.  24 Sumário • Introdução • Acessos e Densidades • Cobertura • Planos de Serviço • Aparelhos e Modems • Tema especial: Regulamentação da Faixa de 2,5 GHz • Considerações Finais
  25. 25.  25 Planos de serviço de banda larga móvel • A principal forma de cobrança para os planos de serviço de dados é por volume de dados, a cobrança por velocidade foi abandonada por quase todas as operadoras. • A cobrança por volume de dados é também a forma adotada por operadoras como a AT&T e a Verizon. • A TIM introduziu a cobrança por tempo de uso, a exemplo do que faz na Itália. Operadora Pós Pago Pré Pago Telefone Celular Modem Vivo Volume de Dados Volume de Dados Por Dia Claro Volume de Dados Volume de Dados Por Dia TIM Por Hora e por Velocidade Por Hora Por Dia Oi Volume de Dados Volume de Dados - • Forma de cobrança:
  26. 26.  26 Planos de serviço no Brasil • Os preços se alteraram pouco no 2T10, apenas por conta de mudança na oferta de pacotes oferecidos. • Os pacotes por consumo variam de 10MB por R$9,90 até 10GB por R$199,90. • Agora todas as operadoras com exceção da TIM cobram por volume de dados. • A TIM passou a cobrar por pacote de horas para banda larga móvel no computador. Para a banda larga móvel no celular ela oferece opções por hora e por velocidade. • Nos planos pós-pagos o preço do modem cai de acordo com o plano. R$ 119,905 GB R$ 84,901 GB Volume Preço Médio 10 MB R$ 9,90 250 MB R$ 49,90 Pacotes Vivo 10MB, 100MB, 250MB, 1GB, 4GB e 8GB Claro 10MB, 40MB, 100MB, 250MB, 500MB, 1GB, 3GB, 5GB e 10GB. TIM Por hora: 20h, 60h, 90h e 120 horas Oi 30MB, 200MB, 2GB e 10GB
  27. 27.  27 • A média de preços no Brasil para pacotes de 500 MB está acima dos valores praticados em outros países. • As variações nos preços observadas em outros países ocorreram em função das variações no câmbio para o 2T10. • As operadoras modificaram suas ofertas de banda larga. Alguns planos não são mais comercializados e planos com maior consumo foram acrescentados. • Os preços no Brasil são influenciados pela carga tributária e pelo subdimensionamento das redes, em especial em relação à capacidade das redes de transmissão. R$ 32,01Argentina (Movistar) América Latina Pacotes de 500 MB Preço Média Brasil R$ 69,90 Chile (Movistar) R$ 54,93 México (Telcel) R$ 28,98 R$ 36,24Portugal (TMN) 2 GB R$ 84,90Média Brasil 1 GB Europa Pacotes em GB Preço Espanha (Movistar) 1 GB R$ 72,97 UK (Vodafone) 3 GB R$ 41,82 Comparação internacional
  28. 28.  28 Sumário • Introdução • Cobertura • Acessos e Densidades • Planos de Serviço • Aparelhos e Modems • Tema especial: Faixa de 2,5 GHZ • Considerações Finais
  29. 29.  29              3.410 1.346 329          Preço de aparelhos • O preço dos telefones celulares 3G é uma barreira para a difusão da banda larga móvel, principalmente no segmento pré-pago. • No 2T10 os preços se mantiveram estáveis. Nota: desbloqueados ou pré-pago +4,2x +1,7x +2,8x
  30. 30.  30 Exemplo: Nokia X3 Nota: desbloqueados ou pré-pago • O preço cai conforme o valor do plano pós-pago.                                   
  31. 31.  31 Preços de smartphones Motorola ZN200 R$ 299 Blackberry 8900 R$1.799 Mais alto Mais baixo GSM3G Nokia 5230 R$ 555 Sony Ericsson X1 R$ 2.999 GSM3G
  32. 32.  32            Preço médio do modem • O preço do modem 3G sofreu uma queda de 15% no trimestre. • O preço cai quando associado a um plano de dados. • Nos planos de R$ 119,00 o modem é 100% subsidiado pela operadora. • O modem mais barato no 2T10 era vendido a R$ 170,00. -15%
  33. 33.  33 Sumário • Introdução • Acessos e Densidades • Cobertura • Preços dos Serviços • Preço de Aparelhos e Modems • Tema especial: Regulamentação da Faixa de 2,5 GHz • Considerações Finais
  34. 34.  34 Regulamentação da faixa de 2,5 GHz
  35. 35.  35 A partir de 30 de junho de 2013 • A Banda Larga Móvel (SMP) passa a ter direito de uso em caráter primário de 140 MHz na faixa de 2,5 GHz para operação FDD. – Estas novas faixas serão licitadas em 2011. – As operadoras de MMDS terão prioridade para ficar com 2 faixas de 10 MHz. • As operadoras de MMDS terão 50 MHz para operação TDD que poderá ser utilizada para prestar serviço de MMDS, SCM ou SMP. – 15 MHz desta faixa poderão ser utilizados por órgãos da Administração Pública, nos municípios onde não existem outorgas de MMDS, mediante autorização do SLP prestado de forma gratuita ao usuário do serviço.
  36. 36.  36 Por que é preciso mais espectro? Vários dispositivos compartilham a taxa de dados • Para implantar novas tecnologias, como o LTE, que permite um aumento da velocidade e de capacidade das redes de Banda Larga Móvel. Evolução da Tecnologia Móvel 3,6 7,2 14,4 28,8 42 150 0,384 0,384 0,384 5,8 11 50 2006 2007 2008 2009 2010 2011 Mbps Down Link Up Link HSDPA HSPA HSPA+ LTE
  37. 37.  37 Sumário • Introdução • Acessos e Densidades • Cobertura • Preços dos Serviços • Preço de Aparelhos e Modems • Tema especial: Regulamentação da Faixa de 2,5 GHz • Considerações Finais
  38. 38.  38 Considerações finais • Banda larga móvel no Brasil no 2T10: – 13,9 milhões de acessos, sendo 3,5 milhões modems. – 7,2 acessos/100 hab. e 7,5% do total dos celulares eram 3G. – Disponível para 65,2% da população e em 13,3% dos municípios. – Dados já representam 16,3% da receita de serviço das operadoras móveis no Brasil, com crescimentos expressivos de 10% no trimestre ou 37% no ano. – A banda larga móvel cresceu 17% e a fixa 3% no mesmo período. • As operadoras estão abandonando os planos de serviço por velocidade. – O preço dos aparelhos 3G é ainda uma barreira. Eles encontram-se estáveis, mas o preço mínimo de mercado do modem atingiu R$ 170,00. – 1 a cada 5 celulares vendidos no mundo já são smartphones. • Os preços da banda larga móvel no Brasil são maiores que os praticados na AL e Europa. – São influenciados pela carga tributária e pelo subdimensionamento das redes, em especial em relação à capacidade das redes de transmissão. • Banda larga móvel é o serviço de maior crescimento no Brasil. – Crescimento de 227% em 2009 e de 99% no 1º. semestre de 2010. – A regulamentação do espectro de 2,5 GHz para a introdução do LTE no Brasil é fundamental para suportar este crescimento.

×