09. como deus trabalha

1,915 views

Published on

Published in: Spiritual
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

09. como deus trabalha

  1. 1. 1| Apostila –Como Deus Trabalha? COMO DEUS TRABALHA? I Tes 4: 8; Ef. 3: 13-19; 2: 22; João 14: 23; Gal 4: 6, 19; Rom 5: 5; Ez 36: 24- 27, 31; II Cor 1: 22; I João 3: 24; I Cor 2: 16; João 17: 21.O Senhor do sábado ouvirá a oração sincera, ele guiará os que sentemdependência dEle, e guiará também os obreiros para que muitaspessoas venham a ter conhecimento da verdade.Verdade como existe em Jesus exerce uma influencia transformadorasobre a mente de que o recebe. Que ninguém esqueça que Deus ésempre a maioria, e que com Ele todo seu esforço missionário comcerteza será coroado de excito. Os que mantém relacionamento vivocom Deus sabe que a divindade trabalha através da humanidade.Todo ser que coopera com Deus praticará Justiça, amará a misericórdia,e andara humildemente com Deus. (MM, Jesus meu Modelo, 145)Faraó viu a poderosa atuação do Espírito de Deus; viu os milagresque o Senhor realizou por meio de Seu servo; mas recusouobediência à ordem de Deus. O rebelde rei orgulhosamente inquiriu:"Quem é o Senhor, para que Lhe ouça eu a voz e deixe ir a Israel? Nãoconheço o Senhor, nem tampouco deixarei ir a Israel." Êxo. 5:2. Eenquanto os juízos de Deus caíam mais e mais pesadamente sobre ele,persistiu em obstinada resistência. Rejeitando a luz do Céu, tornou-seduro e insensível. ... Aqueles que exaltam suas próprias idéias acimada vontade claramente especificada de Deus estão dizendo, comoFaraó: "Quem é o Senhor, para que Lhe ouça a voz?" Cada rejeiçãoda luz endurece o coração e obscurece o entendimento; e dessamaneira as pessoas acham mais e mais difícil distinguir entre o certo e oerrado, tornando-se mais ousadas em resistir à vontade de Deus. (MM,CT, 108) ATENÇÃO! - “Espada do Espírito,” pag, 16, segundo parágrafo.
  2. 2. A p o s t i l a – U m C o m o D e u s T r a b a l h a |2 A atuação do Espírito Santo deve unir-se ao esforço humano, e todo o Céu está empenhado na obra de preparar um povo que permaneça em pé nestes últimos dias. O fim está perto e precisamos ter em vista o mundo futuro. ... É uma lei de Deus que todo aquele que crê na verdade como esta é em Jesus, torná-la-á conhecida. As idéias e convicções da mente do indivíduo, procurarão expressão. Todo aquele que nutre a descrença e a crítica, todo aquele que se julga capaz de julgar a atuação do Espírito Santo, difundirá o espírito de que é animado. Faz parte da natureza da descrença, da infidelidade e da resistência à graça de Deus, fazerem-se sentidas e ouvidas. A mente movida por esses princípios está sempre se esforçando para abrir um caminho para si, e obter adeptos. Todo aquele que anda ao lado de um apóstata será imbuído de seu espírito no sentido de partilhar com outros os seus pensamentos, e o resultado de suas próprias pesquisas, e os sentimentos que lhe motivam as ações; pois não é coisa fácil reprimir os princípios sob os quais agimos. Testemunhos Para Ministros, págs. 290 e 291.Cristo procura reproduzir-Se no coração dos homens; e faz isto porintermédio daqueles que nEle crêem. O objetivo da vida cristã é afrutificação - a reprodução do caráter de Cristo no crente, para que Sepossa reproduzir em outros. (MM, Exaltai-o, 275)Deus é a fonte de vida, luz e felicidade para todo o Universo. Comoraios de luz de Sol, como correntes de água irrompendo de fonte viva,assim dEle dimanam bênçãos para todas as Suas criaturas. E ondequer que a vida de Deus se encontre no coração dos homens,derramar-se-á em amor e bênçãos aos outros. (C.C. 77)O povo de Deus na Terra são os instrumentos humanos que devemcooperar com os divinos para salvação dos homens. Às almas quese uniram a Ele, Cristo diz: "Sois um comigo, cooperadores de Deus." ICor. 3:9. Deus é o grande e despercebido ator; o homem é oinstrumento humilde e visível, e é unicamente em cooperação com osagentes celestes que pode fazer alguma coisa boa. É só quando a
  3. 3. 3| Apostila –Como Deus Trabalha?mente é iluminada pelo Espírito Santo que os homens discernem aatuação divina. E daí Satanás estar sempre procurando desviar asmentes do divino para o humano, para que os homens não cooperemcom o Céu. Ele dirige a atenção para as invenções humanas, levandoos homens a confiar no homem, a fazer da carne seu braço, de modoque sua fé não se apegue a Deus. (II ME, 123)Não é o poder que procede dos homens que torna a obra bem-sucedida, mas o que provém dos seres celestes, operando porintermédio do homem, este é o que leva a obra à perfeição. UmPaulo pode plantar, e um Apolo regar, mas é Deus quem dá ocrescimento. O homem não pode fazer a parte da obra que pertence aDeus. Como agente humano que é, pode cooperar com os serescelestes e, singela e humildemente, fazer o melhor que lhe seja possível,compreendendo que Deus é o grande Obreiro-Mestre. Ainda que osobreiros humanos venham a falecer, a obra não há de cessar, mas serálevada a cabo. Review and Herald, 14 de novembro de 1893. (SC, 260)A Bíblia nos mostra Deus em Seu alto e santo lugar, não em umestado de inatividade, não em silêncio e solidão, mas circundado pormiríades de miríades e milhares de milhares de seres santos, todosesperando por fazer a Sua vontade. Por meio desses mensageiros,Ele está em ativa comunicação com todas as partes de Seus domínios.Por Seu Espírito está presente em toda parte (CBV, 417) (Mat 18: 10;Gen 48: 16; Sl 34: 7; Atos 12: 11, 15; Heb 1: 14).A igreja é o instrumento apontado por Deus para a salvação doshomens. Foi organizada para servir, e sua missão é levar oevangelho ao mundo. Desde o princípio tem sido plano de Deus queatravés de Sua igreja seja refletida para o mundo Sua plenitude esuficiência. Aos membros da igreja, a quem Ele chamou das trevas paraSua maravilhosa luz, compete manifestar Sua glória. A igreja é adepositária das riquezas da graça de Cristo; e pela igreja será a seutempo manifesta, mesmo aos "principados e potestades nos Céus"(Efés. 3:10), a final e ampla demonstração do amor de Deus. (AA, 9)
  4. 4. A p o s t i l a – U m C o m o D e u s T r a b a l h a |4Maravilhosa é a obra que o Senhor Se propõe realizar porintermédio de Sua igreja, a fim de que Seu nome seja glorificado.Um quadro desta obra é dado na visão que teve Ezequiel, do rio deáguas purificadoras: "Estas águas saem para a região oriental, e descemà campina, e entram no mar; e, sendo levadas ao mar, sararão as águas.E será que toda a criatura vivente que vier por onde quer que entraremestes dois ribeiros, viverá." "E junto do ribeiro, à sua margem, de uma ede outra banda, subirá toda a sorte de árvore que dá fruto para se comer:não cairá a sua folha, nem perecerá o seu fruto: nos seus mesesproduzirá novos frutos, porque as suas águas saem do santuário; e oseu fruto servirá de alimento e a sua folha de remédio." Ezeq. 47:8-9 e12. (AA, 13) (Apoc 11: 19; João 7: 38; 4: 14; Zac 14: 8; Apoc 22: 1).A igreja é objeto do mais terno amor e solicitude de Deus. Se osmembros Lhe permitirem, Ele revelará o Seu caráter por meiodeles. Diz-lhes Ele: "Vós sois a luz do mundo." Mat. 5:14. Os queandam e falam com Deus, praticam a afabilidade de Cristo. Em suavida, a paciência, mansidão e domínio próprio se unem ao santo fervor ediligência. À medida que caminham rumo do Céu, desgastam-se as,arestas agudas e ásperas do caráter, e vê-se a piedade. O EspíritoSanto, pleno de graça e poder, atua sobre a mente e o coração.Manuscrito 63, 1901. (MM, Maravilhosa Graça, 204)Desde o início tem Deus operado por intermédio de Seu povo a fimde trazer bênçãos ao mundo. Para a antiga nação egípcia Deus fez deJosé uma fonte de vida. Através de sua integridade a vida de todo opovo foi preservada. Por meio de Daniel salvou Deus a vida de todos ossábios de Babilônia. E esses livramentos são como lições objetivas; elesilustram as bênçãos espirituais oferecidas ao mundo, pela ligação com oDeus a quem José e Daniel adoravam. Todos aqueles em cujo coraçãoCristo habita, cada um que mostre Seu amor ao mundo, é umcooperador de Deus, para bênção da humanidade. À medida querecebe do Salvador graça para reparti-la com outros, de seu próprio serfluem torrentes de vida espiritual. (AA13)Desde o princípio tem Deus operado por Seu Espírito Santo,mediante agentes humanos, para a realização de Seu propósito embenefício da raça caída. Isto se manifestou na vida dos patriarcas. À
  5. 5. 5| Apostila –Como Deus Trabalha?igreja no deserto, no tempo de Moisés, também deu Deus Seu "bomEspírito, para os ensinar". Nee. 9:20. E nos dias dos apóstolos Ele atuoupoderosamente por Sua igreja através do Espírito Santo. O mesmopoder que susteve os patriarcas, que a Calebe e Josué deu fé ecoragem, e eficiência à obra da igreja apostólica, tem sustido os fiéisfilhos de Deus nos séculos sucessivos. Foi mediante o poder do EspíritoSanto que na idade escura os cristãos valdenses ajudaram a preparar ocaminho para a Reforma. Foi o mesmo poder que deu êxito aosesforços de nobres homens e mulheres que abriram o caminho para oestabelecimento das modernas missões, e para a tradução da Bíbliapara as línguas e dialetos de todas as nações e povos. (AA, 53)Aquele que chamou os pescadores da Galiléia, chama ainda homens aoSeu serviço. E está tão disposto a manifestar por nosso intermédio oSeu poder, como por meio dos primeiros discípulos. Imperfeitos epecadores como possamos ser, o Senhor estende-nos o oferecimentoda comunhão com Ele, do aprendizado com Cristo. Convida-nos acolocar-nos sob as instruções divinas, para que, unindo-nos aCristo, possamos realizar as obras de Deus. (DTN, 297)Os embaixadores de Cristo têm importante e solene obra a realizar, aqual alguns assumem demasiado levemente. Ao mesmo tempo queCristo é oficiante no santuário celeste, é também, por intermédiodos Seus delegados, o Líder de Sua igreja na Terra. Fala ao povomediante homens, e, por meio deles, leva avante a obra damesma maneira que o fazia nos dias de Sua humilhação, quandoandava em pessoa aqui no mundo. Apesar de decorridos séculos, olapso de tempo não mudou a promessa por Ele deixada aosdiscípulos: "Eis que Eu estou convosco todos os dias, até àconsumação do mundo." Mat. 28:20. Desde a ascensão de Cristo atéhoje, homens ordenados por Deus, homens que dEle derivam suaautoridade, têm-se tornado mestres da fé. Cristo, o Pastor verdadeiro,superintende Sua obra por intermédio desses subpastores. Assim afunção dos que trabalham na palavra e na doutrina se torna muitoimportante. Rogam ao povo, da parte de Cristo, que se reconciliemcom Deus. (Testemunho Seletos I, 523)
  6. 6. A p o s t i l a – U m C o m o D e u s T r a b a l h a |6"Temos, porém, este tesouro", prosseguiu o apóstolo, "em vasos debarro, para que a excelência do poder seja de Deus, e não de nós." IICor. 4:7. Deus poderia ter proclamado Sua verdade por meio de anjossem pecado, mas este não é Seu plano. Ele escolhe seres humanos,homens repassados de fraquezas, como instrumentos na execução deSeus desígnios. Os tesouros de valor inapreciável são colocados emvasos terrestres. Por intermédio de homens Suas bênçãos devemser transmitidas ao mundo. Por meio deles Sua glória deve brilharem meio às trevas do pecado. Em amorável ministério devem ir aoencontro dos necessitados e dos pecadores e guiá-los à cruz. E em todaa sua obra devem tributar glória, honra e louvor Àquele que é sobre tudoe sobre todos. (AA, 330)Desde o início tem Deus operado por intermédio de Seu povo a fimde trazer bênçãos ao mundo. Para a antiga nação egípcia Deus fezde José uma fonte de vida. Através de sua integridade a vida detodo o povo foi preservada. Por meio de Daniel salvou Deus a vida detodos os sábios de Babilônia. E esses livramentos são como liçõesobjetivas; eles ilustram as bênçãos espirituais oferecidas ao mundo, pelaligação com o Deus a quem José e Daniel adoravam. Todos aqueles emcujo coração Cristo habita, cada um que mostre Seu amor ao mundo, éum cooperador de Deus, para bênção da humanidade. À medida querecebe do Salvador graça para reparti-la com outros, de seu próprio serfluem torrentes de vida espiritual. (AA, 13)A debilidade humana encontrará força e ajuda sobrenatural pararealizar os atos da Onipotência em cada severo conflito; e aperseverança na fé e a confiança perfeita em Deus garantirão osucesso. Embora a confederação do mal esteja disposta contra Seupovo, Ele ordena que sejam corajosos e fortes e lutem bravamente, poistêm um Céu a ganhar, e têm mais de um anjo em suas fileiras - opoderoso General dos exércitos lidera as hostes do Céu. Como porocasião da tomada de Jericó, ninguém entre os exércitos de Israel pôdegabar-se de exercer sua força finita para derribar os muros daquelacidade, mas o Capitão do exército do Senhor planejou a batalha comgrande simplicidade, a fim de que apenas o Senhor Deus recebesse aglória e os mortais não se exaltassem. Deus nos tem prometido todo opoder. (MM, CT, 135)
  7. 7. 7| Apostila –Como Deus Trabalha?Os discípulos foram o meio de comunicação entre Cristo e o povo.Isso deve ser uma grande animação para os discípulos dEle hojeem dia. Cristo é o grande centro, a fonte de toda força. DEle devem osdiscípulos receber a provisão. Os mais inteligentes, os mais bem-dotados espiritualmente, só podem comunicar, à medida que recebem.Não podem, de si mesmos, suprir coisa alguma às necessidades daalma. Só podemos transmitir aquilo que recebemos de Cristo; e só opodemos receber à medida que o comunicamos aos outros. Àproporção que continuamos a dar, continuamos a receber; e quantomais dermos, tanto mais havemos de receber. Assim estaremos decontínuo crendo, confiando, recebendo e transmitindo. (BS, 264)Desde Sua ascensão Cristo tem conduzido Sua obra na Terrapor meio de escolhidos embaixadores e por cujo intermédio Elefala aos filhos dos homens e ministra a suas necessidades. Agrande Cabeça da igreja superintende Sua obra através dacolaboração de homens ordenados por Deus para agir como Seusrepresentantes. (AA, 336)Os profetas de Deus eram aborrecidos pelo apóstata Israel, porquepor intermédio deles se revelavam seus pecados ocultos. Acabeconsiderava Elias inimigo, porque o profeta era fiel em repreender assecretas iniqüidades do rei. Assim hoje o servo de Cristo, o reprovadordo pecado, encontra desdém e repulsas. A verdade bíblica, a religião deCristo, luta contra uma forte corrente de impureza moral. O preconceitoé mesmo mais forte no coração dos homens agora do que nos dias deJesus. Ele, Cristo, não realizou as expectações dos homens; sua vida foiuma repreensão aos pecados deles, e O rejeitaram. Assim hoje averdade da Palavra de Deus não se harmoniza com as práticas doshomens, com sua inclinação natural, e milhares lhe rejeitam a luz. Oshomens, instigados por Satanás, lançam dúvidas sobre a Palavra deDeus e procuram exercer seu independente juízo. (DTN, 587/588)Assim foi com Pedro e seus condiscípulos. Cristo foi o revelador daverdade ao mundo. Por Ele a incorruptível semente - a Palavra deDeus - foi semeada no coração humano. Muitas, porém, das maispreciosas lições do grande Ensinador foram ditas aos que então não as
  8. 8. A p o s t i l a – U m C o m o D e u s T r a b a l h a |8entenderam. Quando, depois de Sua ascensão, o Espírito Santo levouSeus ensinos à lembrança dos discípulos, seus dormentes sentidosdespertaram. O significado dessas verdades brilhou-lhes no espíritocomo nova revelação, e a verdade, inalterada e pura, encontrou lugarpara si. Então a maravilhosa experiência da vida do Salvador tornou-sedeles. A Palavra testificou por intermédio deles, homens por Eleescolhidos, e eles proclamaram a poderosa verdade: "O Verbo Sefez carne, e habitou entre nós. (AA, 520)O apóstolo Paulo diz aos discípulos de Jesus: "É manifesto que vóssois a carta de Cristo... conhecida e lida por todos os homens." II Cor.3:3 e 2. Em cada um de Seus filhos Jesus envia uma carta ao mundo.Se sois seguidores de Cristo, Ele manda por vosso intermédio umacarta à família, à cidade, à rua em que residis. Habitando em vós,Jesus deseja falar ao coração dos que não se acham relacionadoscom Ele. Talvez não leiam a Bíblia, ou não escutem a voz que lhes falade suas páginas; não vêem o amor de Deus manifestado em Suasobras. Se sois, porém, um fiel representante de Jesus, talvez por meiode vós sejam induzidos a compreender algo de Sua bondade, sendoatraídos a amá-Lo e servi-Lo.( Caminho a Cristo, pág. 115.)A promessa do Salvador a Seus discípulos, é uma promessa a Suaigreja até ao fim dos séculos. Não era o desígnio de Deus que Seumaravilhoso plano para redimir os homens realizasse apenasinsignificantes resultados. Todos quantos se puserem ao trabalho,não confiando no que eles próprios possam fazer, mas no que Deus poreles e por intermédio deles possa realizar, hão de certamente ver ocumprimento de Sua promessa. "E as fará maiores do que estas",declara Ele, "porque Eu vou para Meu Pai." (DTN, 667)O Senhor tem uma obra para mulheres, bem como para homens.Elas podem ocupar os seus lugares em Sua obra nesta crise, e Elerealizará por intermédio delas. Se estiverem imbuídas com o sensodo dever, e trabalharem sob a influência do Espírito Santo, terão aexata presença de espírito requerida para este tempo. O Salvadorrefletirá sobre essas abnegadas mulheres a luz de Sua face, e lhesdará poder que excede o dos homens. Elas podem fazer em famílias
  9. 9. 9| Apostila –Como Deus Trabalha?uma obra que os homens não podem fazer, obra que alcança oíntimo da vida. Podem aproximar-se do coração daqueles a quem oshomens não podem alcançar. Seu trabalho é necessário. Review andHerald, 26 de agosto de 1902. (BS, 145)Nossa confissão de Sua fidelidade é o meio escolhido pelo Céupara revelar Cristo ao mundo. Cumpre-nos reconhecer Sua graçasegundo foi dada a conhecer por intermédio dos santos homens daantiguidade; mas o que será mais eficaz é o testemunho de nossaprópria experiência. Somos testemunhas de Deus ao revelarmos emnós mesmos a operação de um poder divino. Cada indivíduo temuma vida diversa da de todos os outros, e uma experiência que diferemuito da deles. Deus deseja que nosso louvor ascenda a Ele, levando ocunho de nossa própria personalidade. Esses preciososreconhecimentos para louvor da glória de Sua graça, quandofortalecidos por uma vida semelhante à de Cristo, possuem irresistívelpoder, o qual opera para salvação de almas. (CBV, 100)Ao despertar o mestre no espírito dos discípulos a compreensãodas possibilidades que se acham diante deles, ao fazê-los apoderar-se da verdade a fim de se tornarem úteis, nobres, homens emulheres fidedignos, está acionando ondas de influência que, mesmodepois de haver ele próprio baixado ao repouso, hão de dilatar-se mais emais, levando alegria aos tristes, e inspirando aos abatidos à esperança.Acendendo-lhes no espírito e no coração a lâmpada do fervorosoesforço, é recompensado em ver-lhe os brilhantes raios difundirem-se emtodas as direções, iluminando, não somente a vida dos poucos que dia adia se sentam diante dele a fim de receber instruções, mas, porintermédio destes, a vida de muitos outros. (CPPE, 104)"Deus", escreveu o apóstolo Paulo, vos elegeu "desde o princípio para asalvação, em santificação do Espírito e fé da verdade." II Tess. 2:13.Nesse texto revelam-se os dois agentes na obra da salvação - ainfluência divina e a fé forte e viva, dos que seguem a Cristo. Émediante a santificação do Espírito e a crença da verdade que nostornamos coobreiros de Deus. Cristo aguarda a cooperação de Suaigreja. Não é desígnio Seu acrescentar novo elemento de eficiência à
  10. 10. A p o s t i l a – U m C o m o D e u s T r a b a l h a | 10Sua Palavra; Ele fez Sua grande obra em comunicar a própriainspiração à Palavra. O sangue de Jesus Cristo, o Espírito Santo e aPalavra Divina pertencem-nos. O objeto de todas essas providênciascelestes acha-se perante nós - a salvação das almas por quem Cristomorreu; e de nós depende apoderar-nos das promessas dadas porDeus, tornando-nos Seus colaboradores. Agentes divinos e humanosdevem cooperar na obra. (CPPE, 22)Com anelante desejo, Cristo aguarda ver-Se manifestado em Suaigreja. Quando o caráter do Salvador for perfeitamente reproduzidoem Seu povo, então Ele virá a requerer os Seus. É o privilégio detodo cristão, não somente aguardar, mas apressar a vinda denosso Senhor. Estivessem todos quantos Lhe professam o nomedando frutos para Sua glória, e quão pronto o mundo inteiro estariasemeado com o evangelho! Pronto estaria amadurecida a última grandecolheita, e Cristo havia de vir. (CPPE, 324)"Quando já o fruto se mostra, mete-lhe logo a foice, porque estáchegada a ceifa." Mar. 4:29. Cristo aguarda com fremente desejo amanifestação de Si mesmo em Sua igreja. Quando o caráter de Cristose reproduzir perfeitamente em Seu povo, então virá para reclamá-los como Seus. (MM, Exaltai-o, 275)Deus trabalha com os que apropriadamente representam o Seucaráter. Por meio deles a Sua vontade é feita assim na Terra comono Céu. A santidade induz o seu possuidor a produzir frutos e a serabundante em toda boa obra. Aquele que tem a mente de Cristo nuncase cansa de fazer o bem. Em lugar de esperar promoção nesta vida, eleaguarda o dia em que a Majestade do Céu exaltará os santos ao Seutrono. ... (MM, Refletindo a Cristo, 206)A Bíblia nos mostra Deus em Seu alto e santo lugar, não em um estadode inatividade, não em silêncio e solidão, mas circundado por miríadesde miríades e milhares de milhares de seres santos, todos esperandopor fazer a Sua vontade. Por meio desses mensageiros, Ele está emativa comunicação com todas as partes de Seus domínios. Por Seu
  11. 11. 11 | Apostila –Como Deus Trabalha?Espírito está presente em toda parte. Por meio de Seu Espírito e dosanjos, ministra aos filhos dos homens. (CBV, 417)Foi-me mostrado o povo de Deus esperando que ocorresse algumamudança - que um compulsivo poder deles se apoderasse. Masficarão decepcionados, pois estão em erro. Precisam agir; precisamlançar por si mesmos mãos ao trabalho, e clamar fervorosamente aDeus por um genuíno conhecimento de si próprios. As cenas que estãopassando diante de nós, são de magnitude suficiente a fazer-nosdespertar, levando insistentemente a verdade ao coração de todos osque quiserem escutar. A seara da Terra está quase madura.Testemunhos Seletos, vol. 1, pág. 88.O Senhor deseja que a verdade seja levada ao povo, e isto só podeser conseguido pelo esforço pessoal. Muito está compreendido naordem: "Saí pelos caminhos e atalhos, e forçai-os a entrar, para que aminha casa se encha." Luc. 14:23. Há uma obra ainda não feita nesteramo, e que deverá sê-lo. Ensinem os obreiros de Deus a verdade emfamílias, aproximando-se desses por quem trabalham. Se assimcooperarem com Deus, Ele os revestirá de poder espiritual. Cristo osguiará em seu trabalho, com eles entrando nas casas do povo e dando-lhes palavras que farão profunda impressão no coração dos ouvintes. OEspírito Santo abrirá corações e mentes a fim de receberem os raiosprovindos da Fonte de toda luz. Review and Herald, 29 de dezembro de1904. (BS, 98)Entristeço-me ao ver quão poucos se preocupam realmente com osseus semelhantes que estão nas trevas. Alma alguma verdadeiramenteconvertida se assente como um despreocupado ocioso na vinha doMestre. É dado a Cristo todo poder no Céu e na Terra, e Ele comunicaráforças a Seus seguidores para a grande obra de atrair os homens parasi. Está Ele apelando constantemente aos Seus agentes humanos arespeito dos caminhos que o Céu lhes apontou, em todo o mundo,prometendo estar sempre com eles. Seres celestiais - "milhões demilhões e milhares de milhares" (Apoc. 5:11) - são enviados comomensageiros a este mundo, para que se unam com os instrumentoshumanos pela salvação das almas. Por que nossa fé nas grandesverdades que desposamos, não acende uma ardente chama sobre oaltar do nosso coração? (CSS,32)
  12. 12. A p o s t i l a – U m C o m o D e u s T r a b a l h a | 12É evidente que ele anda com Deus; que tem estado com Jesus edEle aprendido. Introduziu a verdade no santuário interior da alma;ela é para ele uma viva realidade, e ele apresenta a verdade nademonstração do Espírito e de poder. O povo ouve o jubiloso som.Deus fala-lhes ao coração por meio do homem consagrado aSeu serviço. Ao exaltar a Jesus mediante o Espírito, o obreirorealmente se torna eloqüente. É fervoroso e sincero, e é amado poraqueles pelos quais trabalha. (FEC, 242)Fortalecidos pela concessão do Espírito Santo, saíram com zelo paraestender os triunfos da cruz. O Espírito animava-os, e falava porintermédio deles. A paz de Cristo brilhava em suas faces. Tinham-Lheconsagrado a vida para serviço, e seu próprio semblante evidenciava aentrega que haviam feito. (AA, 46)Deus pôs na igreja, como Seus auxiliares indicados, homens detalentos diferentes para que, mediante a sabedoria de muitos, sejafeita a vontade do Espírito. Os homens que agem de conformidadecom seus próprios fortes traços de caráter, recusando aliar-se a outrosque têm tido mais longa experiência na obra de Deus, ficarão cegospela confiança própria, incapazes de discernir entre o falso e overdadeiro. Não é seguro escolher tais pessoas para líderes na igreja;pois seguirão seu próprio juízo e planos, sem consideração pelo juízo deseus irmãos. É fácil para o inimigo agir por intermédio dos que,necessitando eles próprios de conselho a cada passo, se encarregamdo cuidado das almas em sua própria força, sem ter aprendido amansidão de Cristo. (AA, 279)Aquele que deseja construir um caráter forte e simétrico, e que desejaser um cristão bem equilibrado, deve dar tudo a Cristo e fazer tudo porCristo; pois o Redentor não aceitará serviço dividido. Precisa aprenderdiariamente o significado da entrega do eu. Precisa estudar a Palavra deDeus, aprendendo seu significado e obedecendo a seus preceitos.Assim pode ele alcançar o padrão da excelência cristã. Dia a dia Deustrabalha com ele, aperfeiçoando o caráter que deve resistir notempo da prova final. E dia a dia o crente está manifestando diante doshomens e dos anjos um experimento sublime, mostrando o que oevangelho pode fazer por caídos seres humanos. (AA, 483)
  13. 13. 13 | Apostila –Como Deus Trabalha?Deus deseja pôr os homens em direta relação com Ele. Em todo o Seutrato com as criaturas, reconhece o princípio da responsabilidadeindividual. Busca estimular o senso da dependência pessoal, eimpressioná-los com a necessidade de direção própria, isto é, individual.Deseja pôr o humano em ligação com o divino, a fim de que oshomens sejam transformados à divina semelhança. Satanástrabalha para impedir este desígnio. Procura fomentar a confiança noshomens. Quando a mente é desviada de Deus, o tentador pode colocá-la sob seu domínio. Pode governar a humanidade. (CBV, 242/243)Somos agora um povo forte, se pomos nossa confiança no Senhor, poisestamos a tratar com as poderosas verdades da Palavra de Deus. Tudotemos que agradecer. Se andamos na luz, como resplandece ela sobrenós, procedente dos vivos oráculos divinos, teremos grandesresponsabilidades, correspondentes à grande luz a nós conferida porDeus. Temos muitos deveres a cumprir, porque fomos feitosdepositários da verdade sagrada, a ser dada ao mundo em toda asua beleza e glória. Somos devedores a Deus por todas as regaliasque Ele nos confiou para embelezarmos a verdade com a santidade denosso caráter, e comunicarmos a mensagem de exortação, consolo,esperança e amor, àqueles que estão nas trevas do erro e pecado. (TM,Obrei. Evang, 31)Não foi com o seu próprio poder que os apóstolos cumpriram suamissão, mas no poder do Deus vivo. Sua obra não era fácil. Ostrabalhos iniciais da igreja cristã foram cercados de dificuldades eamarga aflição. Em sua obra os discípulos encontravam constantesprivações, calúnias e perseguições; mas não considerava sua vida porpreciosa, e regozijavam-se em ser chamados a sofrer perseguição porCristo. A irresolução, a indecisão, a fraqueza de propósitos, nãoencontravam lugar em seus esforços. Estavam prontos para gastar ese deixarem gastar. A consciência da responsabilidade que repousavasobre eles, enriquecia-lhes a vida cristã; e a graça celeste revelava-senas conquistas que faziam para Cristo. Com a força da onipotência,Deus operava por meio deles para tornar o evangelho triunfante.(Atos dos Apóstolos, págs. 593-595)
  14. 14. A p o s t i l a – U m C o m o D e u s T r a b a l h a | 14Jesus vê na Terra a Sua igreja verdadeira, cuja maior ambição é comEle cooperar na grande obra de salvar pessoas. Ouve-lhes as orações,apresentadas em contrição e poder, e a Onipotência não lhes poderesistir aos rogos para a salvação de qualquer membro provado etentado do corpo de Cristo (Igr. Remanescente, 16)A religião de Cristo não é o que muitos pensam, nem o que suavida representa que ela é. O amor de Deus no coração terá umainfluência direta na vida, e porá o intelecto e as afeições em salutaratividade. O filho de Deus não ficará satisfeito até que seja revestido dajustiça de Cristo e amparado por Seu poder vivificante. Quando vêalguma fraqueza no seu caráter, não basta confessá-la reiteradasvezes; ele precisa empenhar-se com determinação e energia paravencer os seus defeitos formando traços opostos de caráter. Não seesquivará a essa obra porque é difícil. O cristão necessita deincansável energia; mas não é obrigado a trabalhar em sua própriaforça; o poder divino aguarda sua solicitação. Todo aquele queprocura sinceramente alcançar a vitória sobre o próprio eu se apropriaráda promessa: "A Minha graça te basta." II Cor. 12:9. Review and Herald,10 de junho de 1884. (MM, Exaltai-o, 368)Deus não fixa limite para o progresso dos que desejam ser "cheios doconhecimento da Sua vontade, em toda a sabedoria e inteligênciaespiritual". Col. 1:9. Mediante a oração, a vigilância, através docrescimento no conhecimento e na compreensão, eles devem ser"corroborados em toda a fortaleza, segundo a força da Sua glória". Col.1:11. Assim são preparados para trabalhar por outros. É propósito doSalvador que os seres humanos, purificados e santificados, sejamSua mão ajudadora. Agradeçamos por este grande privilégio Àquele"que nos fez idôneos para participar da herança dos santos na luz; oqual nos tirou da potestade das trevas, e nos transportou para o reino doFilho do Seu amor". Col. 1:12 e 13. (CSS, 219)Grande luz tem estado a brilhar sobre nós, mas quão pouco dessaluz nós refletimos para o mundo Os anjos celestiais estãoesperando pelos seres humanos para com eles cooperarem naexecução prática dos princípios da verdade. É através de nossas
  15. 15. 15 | Apostila –Como Deus Trabalha?casas de saúde e empreendimentos afins que muito dessa obra deveser feito. Essas instituições devem ser monumentos de Deus, pelosquais Seu poder de promover a saúde estenda-se a todas as classes,altas e baixas, ricas e pobres. Todo recurso nela investido por amor deCristo trará bênçãos tanto para o doador como para a humanidadesofredora. (CSS, 219)Cada palavra, cada ação é uma obra para Deus. Aqui há fé em Deus, efé nos homens. Cristo nunca teria dado Sua vida pela humanidade seEle não tivesse fé nas pessoas pelas quais morreu. Sabia que umgrande número corresponderia ao amor que expressara pelahumanidade. Não é todo coração que corresponde, mas todo coraçãopode, se quiser, corresponder a esse amor que é sem paralelo. "AsMinhas ovelhas ouvem a Minha voz", (João 10:27) disse Cristo. Ocoração que anseia por Deus reconhecerá a voz de Deus. O Senhornão pode mostrar-Se sensível a uma pessoa que não corresponde aSua graça oferecida, ao Seu amor concedido. Ele aguarda umaresposta das pessoas. . (MM, Exaltai-O, 222)O Senhor proveu a Sua Igreja de capacidade e bênçãos, para queapresentasse ao mundo uma imagem de Sua própria suficiência, enEle se completasse, como uma contínua representação de outromundo, eterno, onde há leis mais elevadas que as terrestres. Sua Igrejadeve ser um templo construído segundo a semelhança divina, e o anjoarquiteto trouxe do Céu a sua vara de ouro para medir, a fim de quecada pedra seja lavrada e ajustada pela medida divina, e polida parabrilhar como um emblema do Céu irradiando em todas as direções osrefulgentes e luminosos raios do Sol da Justiça. A Igreja há de seralimentada com o maná do Céu e guardada unicamente sob aproteção de Sua graça. Vestida com a completa armadura de luz ejustiça ela entra em seu conflito final . A escória, material imprestável,será consumida, e a influência da verdade testifica ao mundo de seucaráter santificador e enobrecedor. (A Igreja Remanescente, 14)Para chegar a esse resultado, é preciso evitar toda estreiteza. Énecessária uma devoção sincera, fervorosa, do íntimo do coração. Seráessencial nos professores a piedade ativa e ardente. Mas haverá poder
  16. 16. A p o s t i l a – U m C o m o D e u s T r a b a l h a | 16para nós, se a possuirmos. Haverá graça, se a apreciarmos. O EspíritoSanto aguarda nossa solicitação, uma vez que a façamos comintensidade de propósito proporcional ao valor do objeto que buscamos.Os anjos do Céu estão tomando nota de toda a nossa obra, e procuramver como poderão ministrar a cada um de maneira que ele reflita asemelhança de Cristo no caráter, e se transforme à imagem divina.Quando os que se acham à testa de nossos internatos apreciarem asoportunidades e privilégios colocados ao seu alcance, realizarão paraDeus uma obra aprovada pelo Céu. (CSE, 161)"Porque Deus não é Deus de confusão, senão de paz, como em todasas igrejas dos santos." I Cor. 14:33. Ele requer que o método e aordem sejam observados na administração dos negócios da igrejahoje, não menos do que o foram nos antigos tempos. Deseja queSua obra seja levada avante com proficiência e exatidão, de modo quepossa pôr sobre ela o selo de Sua aprovação. Cristão deve estar emunião com cristão, igreja com igreja, cooperando o instrumentohumano com o divino, achando-se cada agência subordinada aoEspírito Santo, e tudo em combinação para dar ao mundo as boasnovas da graça de Deus. (AA, 96)Os anjos de Deus não ambicionam maior conhecimento do queconhecer a vontade de Deus; e seu maior deleite é cumprir a perfeitavontade do Pai celestial. O homem caído tem o privilégio de tornar-seversado no tocante à vontade de Deus. Enquanto nos é concedido otempo da graça, devemos usar nossas faculdades ao máximo, para quepossamos tornar-nos tudo que é possível; e enquanto procuramosatingir um alto padrão de inteligência, devemos sentir nossadependência de Deus, pois sem Sua graça, nossos esforços não podemcausar benefícios duradouros. É mediante a graça de Cristo quehavemos de ser vencedores; por meio dos méritos de Seu sanguehaveremos de fazer parte daqueles cujos nomes não serãoapagados do livro da vida. Os que forem afinal vencedores, terão avida que se compara com a vida de Deus e portarão a coroa da vitória.Visto que nos aguarda tão grande e eterna recompensa, devemoscorrer a carreira com paciência, olhando para Jesus, o Autor eConsumador de nossa fé. (MM, Este Dia Com Deus, 173)
  17. 17. 17 | Apostila –Como Deus Trabalha?Cristo prometeu o dom do Espírito Santo a Sua igreja, e essa promessanos pertence, da mesma maneira que aos primeiros discípulos. Mas,como todas as outras promessas, é dada sob condições. Muitos háque crêem e professam reclamar a promessa do Senhor; falam acercade Cristo e acerca do Espírito Santo, e todavia não recebem benefício.Não entregam a alma para ser guiada e regida pelas forças divinas. Nãopodemos usar o Espírito Santo. Ele é que deve servir-Se de nós.Mediante o Espírito opera Deus em Seu povo "tanto o querer como oefetuar, segundo a Sua boa vontade". Filip. 2:13. Mas muitos não sesubmeterão a isto. Querem-se dirigir a si mesmos. É por isso que nãorecebem o celeste dom. Unicamente aos que esperam humildementeem Deus, que estão atentos à Sua guia e graça, é concedido o Espírito.O poder de Deus aguarda que O peçam e O recebam. Essa prometidabênção, reclamada pela fé, traz após si todas as outras bênçãos. Éconcedida segundo as riquezas da graça de Cristo, e Ele está pronto asuprir toda alma segundo sua capacidade para receber. (DTN, 672)A história da Reforma nos ensina que a igreja de Cristo não devenunca chegar a paralisar-se e cessar a reforma. Deus está nadianteira, dizendo como o fez a Moisés: "Marchem". "Dize aos filhos deIsrael que marchem." Êxo. 14:15. A obra de Deus vai avante; passo apasso o Seu povo avança em meio a conflitos e provas, até à vitóriafinal. A história da igreja nos ensina que o povo de Deus não deve ficarestereotipado em suas teorias da fé, mas preparar-se para nova luz,para abrir a verdade revelada em Sua Palavra. (MM, CT, 316)O Senhor proveu a Sua Igreja de capacidade e bênçãos, para queapresentasse ao mundo uma imagem de Sua própria suficiência, e nElese completasse, como uma contínua representação de outro mundo,eterno, onde há leis mais elevadas que as terrestres. Sua Igreja deveser um templo construído segundo a semelhança divina; e o anjoarquiteto trouxe do Céu a sua vara de ouro para medir a fim de quecada pedra seja lavrada e ajustada pela medida divina, e polida parabrilhar como um emblema do Céu irradiando em todas as direções osrefulgentes e luminosos raios do Sol da Justiça. A Igreja há de seralimentada com o maná do Céu e guardada unicamente sob aproteção de Sua graça. Vestida com a completa armadura de luz ejustiça, ela entra em seu conflito final. A escória, material imprestável,
  18. 18. A p o s t i l a – U m C o m o D e u s T r a b a l h a | 18será consumida, e a influência da verdade testifica ao mundo de seucaráter santificador e enobrecedor. ... (Vida e Ensinos, 208) NÓS DECIDIMOS QUAL DOS ANJOS GANHA A VITÓRIAO Espírito de Deus não Se propõe a fazer a parte que nos compete,quer no querer quer no efetuar. ... Logo que inclinemos nossa vontadede modo a harmonizar com a vontade de Deus, a graça de Cristo estarápronta a cooperar com o instrumento humano; mas não será substitutodo trabalho nosso, agindo independente de nossa resolução e açãodecidida. Portanto, não é abundância de luz, nem prova acumuladasobre prova, o que há de converter o pecador. É tão-somente aaceitação da luz por parte do agente humano, despertando este asenergias da vontade, compreendendo e reconhecendo aquilo que elesabe ser justiça e verdade, e cooperando assim com os auxílioscelestiais designados por Deus para a salvação do homem. (MM, NosLugares Celestiais, 27)Seres angelicais, embora invisíveis, estão cooperando com os visíveisseres humanos, formando uma associação beneficente com os homens.Não existe alguma coisa estimulante e inspiradora neste pensamento deque o agente humano fica como instrumento visível para transmitir asbênçãos dos seres angelicais? Como somos coobreiros de Deus, a obratem o timbre da divindade. Com que alegria e deleite todo o Céucontempla estas combinadas influências, influências que sãoreconhecidas nas cortes celestiais! Os seres humanos são as mãosdos instrumentos celestes, pois os anjos se utilizam das mãos doshomens no ministério prático. Suas obras de abnegado ministériofazem com que sejam participantes do bom êxito que resulta dobenefício oferecido. Esta é a maneira pela qual o Céu ministra o podervivificante. (MM, Minha consagração hoje, 305)O Espírito de Deus não Se propõe a fazer nossa parte, nem no querernem no fazer. Esta é a obra do agente humano, em cooperação com os
  19. 19. 19 | Apostila –Como Deus Trabalha?agentes divinos. Logo que inclinemos nossa vontade a harmonizar-secom a vontade de Deus, a graça de Cristo Se apresenta para cooperarcom o agente humano; não será, porém, substituto para fazer nossotrabalho independentemente de nossa resolução e nossa decididaação. Portanto, não é a abundância de luz, e de evidência em cima deevidência, o que converterá a pessoa; é unicamente o agente humanoaceitando a luz, despertando as energias da vontade, compreendendo ereconhecendo aquilo que ele sabe ser justiça e verdade, e assimcooperando com os serviços celestiais designados por Deus para asalvação da alma. Carta 135, 1898. (MCP, 691)Ele não consentia com o pecado. Nem por um pensamento cedia àtentação. O mesmo se pode dar conosco. A humanidade de Cristoestava unida à divindade; estava habilitado para o conflito, mediante apresença interior do Espírito Santo. E veio para nos tornar participantesda natureza divina. Enquanto a Ele estivermos ligados pela fé, o pecadonão mais terá domínio sobre nós. Deus nos toma a mão da fé, e a leva aapoderar-se firmemente da divindade de Cristo, a fim de atingirmos aperfeição de caráter. (O Desejado de Todas as Nações, págs. 122 e 123)"Vem o príncipe do mundo", disse Jesus; "e ele nada tem em Mim."João 14:30. Nada havia nEle que correspondesse aos sofismas deSatanás. Ele não consentia com o pecado. Nem por um pensamentocedia à tentação. O mesmo se pode dar conosco. A humanidade deCristo estava unida a divindade; estava habilitado para o conflito,mediante a presença interior do Espírito Santo. E veio para nos tornarparticipantes da natureza divina. Enquanto a Ele estivermos ligados pelafé, o pecado não mais terá domínio sobre nós. Deus nos toma a mão dafé, e a leva a apoderar-se firmemente da divindade de Cristo, a fim deatingirmos a perfeição de caráter. (O Desejado de Todas as Nações,pág. 123)A graça de Cristo e a lei de Deus são inseparáveis. Em Jesus amisericórdia e a verdade se encontraram. ... Era Ele o representantede Deus e o exemplo da humanidade. Apresentou ao mundo o quea humanidade poderia tornar-se quando, pela fé, unida à divindade.O Filho unigênito de Deus tomou sobre Si a natureza do homem,
  20. 20. A p o s t i l a – U m C o m o D e u s T r a b a l h a | 20plantando Sua cruz entre a Terra e o Céu. Pela cruz o homem foiatraído para Deus, e Deus para o homem. A justiça transferiu-se de suaelevada e respeitável posição, e as cortes celestiais, os exércitos dasantidade, achegaram-se à cruz, prostrando-se com reverência; poisjunto da cruz foi satisfeita a justiça. Pela cruz o pecador foi atraído parafora da fortaleza do pecado, da confederação do mal, e a cada novaaproximação da cruz seu coração se abranda e em penitência elebrada: "Foram meus pecados que crucificaram o Filho de Deus." Juntoda cruz abandona ele seus pecados, e pela graça de Cristo transforma-se o seu caráter. (Mensagens Escolhidas, vol. 1, pág. 349.)Cristo veio para dar ao mundo um exemplo do que poderia ser ahumanidade perfeita, quando unida à divindade. Apresentou aomundo um novo aspecto de grandeza em Sua exibição demisericórdia, compaixão e amor. Deu aos homens uma novainterpretação de Deus. Como Criador da humanidade, ensinou aoshomens lições na ciência do governo divino, pelas quais revelou a razãoda reconciliação entre a misericórdia e a justiça. Esta reconciliação nãoenvolvia nenhum compromisso com o pecado, nem passava por altonenhuma reivindicação da justiça; mas dando a cada atributo divino olugar ordenado, pôde a misericórdia ser exercida na punição do homempecador e impenitente, sem destruir a sua clemência nem perder seucaráter compassivo, e pôde ser exercida a justiça em perdoar aotransgressor arrependido, sem violar a integridade dela. (I ME, 260/261)A graça de Cristo e a lei de Deus são inseparáveis. Em Jesus amisericórdia e a verdade se encontraram, a justiça e a paz sebeijaram. Em Sua vida e caráter Ele não só revela o caráter deDeus, mas a possibilidade do homem. Era Ele o representante deDeus e o exemplo da humanidade. Apresentou ao mundo o que ahumanidade poderia tornar-se quando, pela fé, unida à divindade.O Filho unigênito de Deus tomou sobre Si a natureza do homem,plantando Sua cruz entre a Terra e o Céu. Pela cruz o homem foiatraído para Deus, e Deus para o homem. A justiça transferiu-se de suaelevada e respeitável posição, e as cortes celestiais, os exércitos dasantidade, achegaram-se à cruz, prostrando-se com reverência; poisjunto da cruz foi satisfeita a justiça. Pela cruz o pecador foi atraído parafora da fortaleza do pecado, da confederação do mal, e a cada nova
  21. 21. 21 | Apostila –Como Deus Trabalha?aproximação da cruz seu coração se abranda e em penitência elebrada: "Foram meus pecados que crucificaram o Filho de Deus." Juntoda cruz abandona ele seus pecados, e pela graça de Cristo transforma-se o seu caráter. O Redentor ergue do pó o transgressor e coloca-o soba guia do Espírito Santo. Ao contemplar o Redentor, encontra o pecadoresperança, certeza e alegria. A fé apega-se amorosamente a Cristo. Afé opera pelo amor e purifica a alma. (I ME, 349)Ele veio para demonstrar que a humanidade, unida à divindade porviva fé, pode guardar todos os mandamentos de Deus. Ele veio paratornar claro o imutável caráter da lei, para declarar que a desobediênciae a transgressão jamais podem ser premiadas com a vida eterna. Veiopara a humanidade como homem, para que a humanidade pudessetocar a humanidade, enquanto a divindade se mantivesse no trono deDeus. (MCP, 564) Há de se fazer uma grande obraHá uma grande obra a ser feita em prol de muitos de nós. Nossamente e caráter precisam tornar-se como a mente e o caráter deCristo. O egoísmo está entretecido em nosso próprio ser. Elechegou até nós como herança, e tem sido acalentado por muitoscomo tesouro precioso. Não pode ser realizada alguma obra especialpara Deus enquanto não forem vencidos o próprio eu e o egoísmo. Paramuitos, tudo que se relaciona consigo mesmos é de grande importância.O próprio eu é um centro em torno do qual tudo parece girar. Se Cristoestivesse agora na Terra, Ele diria a tais pessoas: "Faze-te ao largo."Não vos preocupeis tanto com vossa própria pessoa. Há milharescuja vida é tão preciosa como a vossa. Por que, então, vos envolveis emvossa capa e vos apegais à praia? Despertai-vos para o dever e para autilidade! Se vos fizerdes ao largo e lançardes as vossas redes, oMestre recolherá os peixes e vereis a poderosa atuação de Deus.Historical Sketches, págs. 138 e 139.
  22. 22. A p o s t i l a – U m C o m o D e u s T r a b a l h a | 22Toda vida espiritual é derivada de Jesus Cristo. "A todos quantos Oreceberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus." João 1:12.Mas qual é o resultado certo de tornar-se filho de Deus? Oresultado é tornar-nos coobreiros Seus. Há uma grande obra a serfeita pela salvação de vossa própria alma, e para habilitar-vos aconquistar outros da incredulidade para uma vida sustida pela fé emCristo Jesus. "Na verdade, na verdade vos digo que aquele que crê emMim [com uma fé casual? - Não, com uma fé permanente que opera poramor e purifica a alma] tem a vida eterna. Eu sou o pão da vida. ... Eusou o pão vivo que desceu do Céu; se alguém comer deste pão, viverápara sempre; e o pão que Eu der é a Minha carne, que Eu darei pelavida do mundo. ... Se não comerdes a carne do Filho do homem, e nãobeberdes o Seu sangue, não tereis vida em vós mesmos. Quem come aMinha carne e bebe o Meu sangue tem a vida eterna; e Eu oressuscitarei no último dia. ... O Espírito é o que vivifica, a carne paranada aproveita; as palavras que Eu vos disse são espírito e vida. Mashá alguns de vós que não crêem. Porque bem sabia Jesus, desde oprincípio, quem eram os que não criam, e quem era o que O havia deentregar. E dizia: Por isso Eu vos disse que ninguém pode vir a Mim, sepor Meu Pai lhe não for concedido." João 6:47, 48, 51, 53, 54, 63-65. (IME, 137/138)Todos os que quiserem entrar na cidade de Deus têm que, durantesua vida terrestre, representar a Cristo em seu procedimento. Isto éo que os torna mensageiros de Cristo, Suas testemunhas. Devemapresentar um claro, positivo testemunho contra todas as más práticas,apontando aos pecadores o Cordeiro de Deus, que tira o pecado domundo. A todos os que O recebem, dá Ele poder para tornarem-se filhosde Deus. A regeneração é o único caminho pelo qual podemos entrar nacidade de Deus. É apertado, e estreita a porta pela qual ali se entra,mas para ela devemos guiar homens, mulheres e crianças, ensinando-lhes que para serem salvos precisam de coração novo e novo espírito.Os velhos, hereditários traços de caráter têm que ser vencidos. Osdesejos naturais da alma têm que transformar-se. Todo engano, todafalsidade, toda maledicência têm que ser postos de lado. A vida nova,que torna semelhantes a Cristo homens e mulheres, é que deve servivida. (MM, Exaltai-o, 360)
  23. 23. 23 | Apostila –Como Deus Trabalha?Os que hoje ensinam verdades impopulares não se devemdesanimar, se por vezes encontram, mesmo por parte dos que sedizem cristãos, recepção não mais favorável que a dispensada aPaulo e seus companheiros, por aqueles por quem trabalham. Osmensageiros da cruz devem armar-se de vigilância e oração, avançandocom fé e ânimo, trabalhando sempre no nome de Jesus. Devem exaltara Cristo como Mediador do homem no santuário celestial; como Aqueleem quem se centralizam todos os sacrifícios da dispensação do AntigoTestamento, e por cujo sacrifício expiatório os transgressores da lei deDeus podem encontrar paz e perdão. (AA, 230)A conversão é uma obra que a maioria das pessoas não aprecia.Não é coisa pequena transformar um espírito terreno, amante dopecado, e levá-lo a compreender o inexprimível amor de Cristo, osencantos de Sua graça, e a excelência de Deus, de maneira que aalma seja possuída de amor divino, e fique cativa dos mistérioscelestes. Quando a pessoa compreende estas coisas, sua vida anteriorparece desagradável e odiosa. Aborrece o pecado; e, quebrantando ocoração diante de Deus, abraça a Cristo como a vida e alegria da alma.Renuncia a seus antigos prazeres. Tem mente nova, novas afeições,interesses novos e nova vontade; suas dores e desejos e amor, sãotodos novos. ... O Céu, que antes não possuía nenhum atrativo, é agoraconsiderado em sua riqueza e glória; e ele o contempla como sua futurapátria, onde ele verá, amará e louvará Aquele que o redimiu por Seuprecioso sangue. (A Fé Pela a Qual Eu Vivo, 139)O fermento da verdade atua secreta, silenciosa e constantementepara transformar a vida. As inclinações naturais são abrandadas esubjugadas. Implantam-se novos pensamentos, novos sentimentos,motivos novos. Estabelece-se nova norma de caráter: a vida de Cristo.Transforma-se a mente; as faculdades despertam para a ação emnovos rumos. O homem não é dotado de novas faculdades, mas asfaculdades que possui são santificadas. Desperta a consciência. (MM,Nos Lugares Celestiais, 21)
  24. 24. A p o s t i l a – U m C o m o D e u s T r a b a l h a | 24 A OBRA DA TRANSFORMAÇÃOA obra da transformação, da profanidade para a santidade, é obracontínua. Dia a dia Deus atua para a santificação do homem, e deve ohomem cooperar com Ele, empenhando esforços perseverantes nocultivo de bons hábitos. ... (MM, Cuidado de Deus, 177)A vontade é o poder que rege a natureza humana. Caso essavontade seja bem determinada, todo o resto do ser se subordinará à suadireção. A vontade não é o gosto ou a inclinação, mas a escolha, opoder que decide, o régio poder que atua nos filhos dos homens para aobediência a Deus, ou para a desobediência. (Idem, 71)A primeira obra que todos os cristãos devem fazer é examinar asEscrituras, com oração muito fervorosa, para que possuam aquelafé que opera por amor e purifica a alma de todo resquício deegoísmo. Recebida no coração, a verdade atua qual fermento bom, atéque todas as faculdades sejam levadas em submissão à vontade deDeus. Então não podereis deixar de brilhar, da mesma forma que o Solnão pode deixar de fazê-lo. ... (MM, Cuidado de Deus, 163)Não pode haver verdadeira oração sem verdadeira fé. "Sem fé éimpossível agradar a Deus." Heb. 11:6. Oração e fé são os braços comque a alma se apega ao pescoço do infinito amor e segura a mão dopoder infinito. Deus não reconhece filhos mudos, no que diz respeitoà experiência em Sua verdade. A fé é um poder ativo e atuante. Arecém-nascida fé em Cristo é revelada pela oração e pelo louvor. Aoração é um alívio e um conforto para a alma aflita. O suplicante sinceroe humilde junto ao trono da graça pode saber que está comungandocom Deus, mediante o meio divinamente designado, e que é seuprivilégio compreender o que Deus é para a pessoa crente. Precisamoster uma compreensão de nossas necessidades. Precisamos ter fome esede da vida em Cristo e por meio de Cristo. Então nos acercaremosdEle com humildade e sinceridade, e Ele nos dará a fé que atua peloamor e purifica a alma. ... (MM, Cuidado de Deus, 282)
  25. 25. 25 | Apostila –Como Deus Trabalha?Ao participarmos da natureza divina, são eliminadas do caráter astendências hereditárias e cultivadas para o mal, e tornamo-nos um vivopoder para o bem. Sempre aprendendo do Mestre divino, participandodiariamente de Sua natureza, cooperamos com Deus para vencer astentações de Satanás. Deus atua, e o homem atua, para que estepossa ser um com Cristo assim como Cristo é um com Deus.Então nos assentamos com Cristo nos lugares celestiais. A mentedescansa com paz e segurança em Jesus. SDA Bible Commentary, vol.7, pág. 943. (Idem, 366)Este mundo é nossa escola - uma escola de disciplina e preparo.Somos colocados aqui para formar caracteres como o caráter deCristo e adquirir os hábitos e a linguagem da vida mais elevada.Influências opostas ao bem avultam em toda parte. A expansão dopecado está-se tornando tão abundante, tão profunda, tão repulsiva aDeus, que Ele logo Se levantará com majestade para sacudirterrivelmente a Terra. Os planos do inimigo são tão ardilosos, e tãocapciosas as complicações suscitadas por ele, que os que são fracos nafé não conseguem discernir os seus enganos. Eles caem nas ciladaspreparadas por Satanás, o qual atua mediante instrumentos humanospara enganar, se possível, os próprios eleitos. Unicamente os que seacham firmemente ligados a Deus conseguirão discernir as falsidades eas intrigas do inimigo. .. (MM, Este Dia Com Deus, 94)Por outro lado há alguns que em vez de aproveitar sabiamenteas oportunidades presentes, estão indolentemente esperandopor alguma ocasião especial de refrigério espiritual, pelo qualsuas habilidades para iluminar outros sejam grandementeaumentadas. Eles negligenciam os deveres e privilégios do presentee deixam que sua luz se apague, enquanto esperam um tempo emque, sem nenhum esforço de sua parte, sejam feitos os recipientesde bênçãos especiais, pelas quais sejam transformados e tornadosaptos para o serviço. (AA, 54)Este etíope representa uma grande classe que necessita serensinada por missionários como Filipe - homens que ouçam a vozde Deus, e vão aonde Ele manda. Muitos há que estão lendo as
  26. 26. A p o s t i l a – U m C o m o D e u s T r a b a l h a | 26Escrituras sem compreender-lhes o verdadeiro significado. Em todo omundo homens e mulheres olham atentamente para o Céu. De almasanelantes de luz, de graça, do Espírito Santo, sobem orações, lágrimase indagações. Muitos estão no limiar do reino, esperando somenteserem recolhidos. (AA, 109)Essa obra requer sacrifício. Enquanto muitos estão esperando quesejam removidos todos os obstáculos, fica por fazer a obra quepoderiam efetuar, e multidões estão morrendo sem esperança esem Deus. Alguns, por amor de vantagens comerciais, ou para adquirirconhecimentos científicos, se arriscam a penetrar em regiõesdesabitadas, e a resistir de bom grado a sacrifícios e privações; masquão poucos estão dispostos, por amor de seus semelhantes, atransportar sua família para regiões carecidas do evangelho! (CBV, 156)Os espíritos celestes estão esperando para cooperar com osinstrumentos humanos, para revelar ao mundo o que se podemtornar os homens, mediante a união com o Divino, e o que podeser realizado em favor da salvação das almas prestes a perecer.Não pode haver limite à utilidade de uma pessoa que, pondo de parte oeu, oferece margem à operação do Espírito Santo em seu coração, evive uma vida inteiramente consagrada a Deus. Todos quantosconsagram corpo, alma e espírito a Seu serviço estarão constantementerecebendo nova provisão de poder físico, mental e espiritual. Osinesgotáveis abastecimentos celestes se acham a sua disposição. Cristolhes dá o alento de Seu próprio espírito, a vida de Sua vida. O EspíritoSanto desenvolve suas mais altas energias para operar na mente e nocoração. Mediante a graça a nós dada podemos conseguir vitórias que,devido a nossas opiniões errôneas e preconcebidas, nossos defeitos decaráter, nossa pouca fé, têm-se-nos afigurado impossíveis. (CBV, 159)O povo deve ser despertado em relação aos perigos do tempo presente.Os vigias estão adormecidos. Estamos com anos de atraso. Que osprincipais vigias sintam a necessidade urgente de olharem por simesmos, a fim de que não percam as oportunidades que lhes sãodadas, de verem os perigos. (II TS, 322)
  27. 27. 27 | Apostila –Como Deus Trabalha?Deus deu aos Seus pastores a mensagem da verdade para que aproclamem. As igrejas devem recebê-la, e por todo meio possívelcomunicá-la, assimilando os primeiros raios de luz e difundindo-os. Emnão fazê-lo consiste o nosso grande pecado. Estamos anosatrasados. Os pastores têm estado a procurar o tesouro escondido,estiveram a abrir o cofre, deixando refulgir as jóias da verdade; mas osmembros da igreja não têm feito a centésima parte do que Deus delesrequer. Que podemos esperar senão retrocesso na vida religiosa, se opovo ouve sermão após sermão, e não põe em prática as instruções?Se não for usada, degenera a capacidade que Deus confere. Aindamais, quando as igrejas estão entregues à inatividade, Satanás trata delhes prover ocupação. Ele ocupa o campo, alista os membros ematividades que lhes absorvem as energias, destroem a espiritualidade efazem com que se tornem um peso morto sobre a igreja. (III, TS, 59)Se todo soldado de Cristo houvesse cumprido seu dever, se todo vigianos muros de Sião houvesse dado à trombeta um sonido certo, o mundopoderia ter ouvido a mensagem de advertência. Mas a obra está comanos de atraso. Enquanto os homens têm dormido, Satanás se nos temadiantado furtivamente. (Testemunhos Seletos, vol. 3, pág. 297.)Cremos sem nenhuma dúvida que Cristo está para vir em breve. Istonão é uma fábula para nós; é uma realidade. Não temos dúvida, nempor anos temos duvidado uma só vez, de que as doutrinas que hojemantemos sejam verdade presente, e de que nos estamos aproximandodo juízo. Estamos nos preparando para encontrar-nos com Aquele que,acompanhado por uma comitiva de santos anjos, há de aparecer nasnuvens do céu, para dar aos fiéis e justos o toque final da imortalidade.Quando Ele vier, não nos há de purificar de nossos pecados, removerde nós os defeitos que há em nosso caráter, ou curar-nos das fraquezasde nosso gênio e disposição. Se acaso esta obra houver de serefetuada em nós, sê-lo-á totalmente antes daquela ocasião. (MM,Maranata. O Senhor Logo Vem, 219)Cremos sem nenhuma dúvida que Cristo está para vir em breve.Isto não é uma fábula para nós; é uma realidade. ... Quando Elevier, não nos há de purificar de nossos pecados, remover de nós
  28. 28. A p o s t i l a – U m C o m o D e u s T r a b a l h a | 28os defeitos que há em nosso caráter, ou curar-nos das fraquezasde nosso gênio e disposição. Se acaso esta obra houver de serefetuada em nós, sê-lo-á totalmente antes daquela ocasião. Quando oSenhor vier, os que são santos serão santos ainda. Os que houveremconservado o corpo e o espírito em santidade, em santificação e honra,receberão então o toque final da imortalidade. Mas os que são injustos,não santificados e sujos, assim permanecerão para sempre. Nenhumaobra se fará então por eles para lhes tirar os defeitos, e dar-lhes umcaráter santo. Então o Refinador não Se assentará para prosseguir emSeu processo de purificação, e para remover-lhes os pecados e acorrupção. Tudo isto deve ser feito nestas horas da graça. É agora queesta obra deve ser feita por nós. (Testemunhos Seletos, vol. 1, págs.181 e 182) A persistência no erro implica na perda do Espírito SantoEspecialmente solene é a afirmação do apóstolo com respeito aos quese recusariam a receber "o amor da verdade". "E por isso", declarou elea respeito de todos os que deliberadamente rejeitam a mensagem daverdade, "Deus lhes enviará a operação do erro, para que creiam amentira; para que sejam julgados todos os que não creram a verdade,antes tiveram prazer na iniqüidade." II Tess. 2:10-12. Os homens nãopodem rejeitar impunemente as advertências que Deus em Suamisericórdia lhes envia. Deus retira Seu Espírito dos que persistem emdesprezar essas advertências, deixando-os na dependência do enganoque amam. (AA, 266)Faria bem... lembrar o registro que é mantido no alto - o livro no qual nãohá omissões, nem erro, e pelo qual serão julgados. Ali cadaoportunidade negligenciada para o serviço de Deus é registrada; eali, igualmente, cada ato de fé e amor é mantido em eternalembrança. (Profetas e Reis, pág. 639)Os talentos conferidos por Deus requerem retribuiçõesproporcionais. Deus aceita "conforme o que o homem tem e nãosegundo o que ele não tem". II Cor. 8:12. Ele não espera daquele quepossui apenas um talento o mesmo que espera daquele que possui
  29. 29. 29 | Apostila –Como Deus Trabalha?cinco. Se os ricos decidem satisfazer a todo desejo egoísta e desfrutaras boas coisas desta vida, serão julgados de acordo com isso. Recusamhonrar a Cristo pela humilde obediência e a tomar Sua cruz. Vivem paraagradar e satisfazer ao próprio eu, desonrando assim a Deus; e Eledeclara: "Aos que Me honram, honrarei." I Sam. 2:30. (MM, Este DiaCom Deus, 100)Oxalá o povo de Deus considerasse suas vantagens superiores ecompreendesse pela luz da Palavra de Deus que seremos julgadosde acordo com a luz que incide sobre o nosso caminho. Todos osprivilégios e oportunidades que nos são concedidos por Deus têm porfinalidade tornar-nos melhores homens e mulheres. O povo de Deusdeve agir com base num princípio estabelecido, tornando seu primeiroprincípio buscar o reino de Deus e Sua justiça, prosseguindo então parauma luz cada vez maior. (Idem, 48)Lembremo-nos de que seremos julgados pelas leis do reino deCristo. Não somos de nós mesmos para fazer de nós o que bementendemos. Fomos comprados por preço, e as leis do reino de Cristo,os dez preceitos sagrados, constituem a norma que devemos atingir.Deus é cioso de Sua lei. Ele prova todo homem, para ver se obedeceráou não. (Idem, 135)Todos serão examinados e julgados de acordo com a luz quetiveram. Os que se desviam da verdade para as fábulas não podemesperar uma segunda oportunidade. Não haverá um milêniotemporal. Se, depois que o Espírito Santo trouxe convicção aos seuscorações, resistirem à verdade e usarem sua influência para impedir queoutros O recebam, eles nunca se convencerão. Não buscaram atransformação do caráter no tempo de graça que lhes foi concedido, eCristo não lhes dará a oportunidade de passarem outra vez pela mesmasituação. A decisão é definitiva. Carta 25, 1900. (EF, 237)A enobrecedora influência da graça de Deus muda a disposição naturaldo homem. O Céu não seria um lugar desejável à mente carnal; seucoração natural, não santificado, não sentiria nenhuma atração paraesse puro e santo lugar; e se lhes fosse possível ali entrar, nada
  30. 30. A p o s t i l a – U m C o m o D e u s T r a b a l h a | 30encontrariam que lhes fosse afim. As tendências que controlam ocoração natural devem ser subjugadas pela graça de Cristo, antesque o homem caído esteja em condições de entrar no Céu, epartilhar da comunhão com os anjos puros e santos. Quando ohomem morre para o pecado, e passa a viver nova vida em Cristo,divino amor enche-lhe o coração; seu entendimento é santificado; elebebe da inesgotável fonte de alegria e conhecimento; e brilha em seucaminho a luz de um eterno dia, pois com ele está continuamente a luzda vida. (AA, 273)Devo dizer a todos os que pretendem estar convertidos: Está vossocoração verdadeiramente transformado, e estais vigiando em oração,mantendo uma refletida, coerente conduta, para que possais ter nãouma aparência de religião, mas a religião preciosa e genuína? Pastorese médicos, quando aceitastes a Cristo experimentastes um profundosenso de necessidade espiritual? Quanto significa para vós que deveisser ministros da justiça, aceitar o dom celestial da luz, do amor, da paz eda alegria no Espírito Santo? Deveis estar imbuídos de tal amor a Cristoque consagreis a Ele todas as vossas afeições, rendendo vossa vidaÀquele que deu a Sua vida por vós. Impregnados do amor de Cristo,deveis constranger-vos a realizar atos de serviço abnegado até queesses atos se tornem parte de vossa vida prática. O crescimento diáriona vida de Cristo cria na alma um céu de paz; em semelhante vidahá contínua produção de fruto. (CSS, 633)Deus é sublime e santo; e à pessoa crente e humilde, Sua casa naTerra, o lugar em que Seu povo se reúne para adoração é como a portado Céu. O cântico de louvor e as palavras proferidas pelosministros de Cristo são os meios indicados por Deus para prepararum povo para a igreja lá de cima, para aquela mais elevadaadoração. The Youths Instructor, 8 de outubro de 1896. (MM, Cuidadode Deus, 66)Alguns há que estão sempre buscando, buscando sempre a pérolaexcelente. Não fazem, porém, uma renúncia completa de seusmaus hábitos. Não morrem para o próprio eu, a fim de que Cristo vivaneles. Por isso não encontram a pérola preciosa. ... Nunca
  31. 31. 31 | Apostila –Como Deus Trabalha?experimentam o que seja ter paz e harmonia no coração, pois sem ainteira entrega de si mesmo não há descanso, não há alegria. Quasecristãos, mas não cristãos inteiramente, parecem perto do reino dosCéus, mas lá não podem entrar. Quase salvo, mas não salvocompletamente, quer dizer estar não quase, mas inteiramenteperdido. ... (MM, Nos Lugares Celestiais, 49)Jamais poderemos ser salvos na indolência e inatividade. Não hápessoa verdadeiramente convertida que viva vida inútil e ociosa.Não nos é possível deslizar para dentro do Céu. Nenhum preguiçosopode entrar lá. Se não nos esforçarmos para conseguir entrada no reino,se não procurarmos sinceramente aprender o que constitui suas leis,não estaremos aptos para dele participar. Quem recusa cooperar comDeus na Terra, não cooperaria com Ele no Céu. Não seria segurolevá-los para lá. (PJ, 280)É privilégio dos pais levar os filhos consigo aos portais da cidadede Deus, dizendo: "Procurei instruir meus filhos no amor doSenhor, para fazer a Sua vontade e glorificá-Lo." A esses se abrirãoas portas de par em par, e pais e filhos entrarão. Mas nem todospoderão entrar. Alguns serão deixados fora com os filhos, cujo caráternão se transformou pela submissão à vontade de Deus. Erguer-se-áuma mão, sendo pronunciadas as palavras: "Negligenciastes os deveresdo lar. Deixastes de fazer a obra que teria habilitado a alma para um larno Céu. Não podeis entrar." Fechar-se-ão as portas aos filhos, por nãoterem aprendido a fazer a vontade de Deus, e aos pais por haveremnegligenciado as responsabilidades que sobre eles repousaram.Manuscrito 31, 1909. (Orientação da Criança, 13)Deus criou o homem para a Sua glória. Ele não pode e não quertolerar a presença do pecado em Seu domínio. Se há na igrejaaqueles que estão voluntariamente pecando contra Deus, todo meiopossível deveria ser utilizado para levá-los ao arrependimento. Seisso não for feito, o nome de Deus será desonrado. Ele é demasiadopuro para considerar favoravelmente a iniqüidade. ... (MM, Cuidadode Deus, 288)
  32. 32. A p o s t i l a – U m C o m o D e u s T r a b a l h a | 32Aqueles que verdadeiramente crêem em Cristo sentam-se com Ele noslugares celestiais. Aceitemos o emblema do cristianismo. Esse não é umsinal exterior, não é a exibição de uma cruz ou uma coroa, mas algo querevela a união do homem com Deus. Dispamo-nos "do velho homemcom os seus feitos e" revistamo-nos "do novo homem que se refazpara o pleno conhecimento, segundo a imagem dAquele que ocriou". Col. 3:9 e 10. A beleza da santidade é revelada quando oscristãos se aproximam uns dos outros, unindo-se em amor, igual ao deCristo. (Idem, 308)Não siga ninguém o exemplo das virgens imprudentes, pensandoque será seguro esperar até que venha a crise, antes de obter umpreparo do caráter suficiente para subsistir naquele tempo. Serádemasiado tarde buscar a justiça de Cristo quando os hóspedes foremchamados e examinados. Agora é que é o tempo de nos revestirmos dajustiça de Cristo - as vestes de bodas que vos habilitarão a participar daceia das bodas do Cordeiro. Na parábola, as virgens imprudentes sãorepresentadas como suplicando azeite, sem que seu pedido sejaatendido. Isto é simbólico dos que não se prepararam mediante odesenvolvimento do caráter, de modo a subsistir em tempo decrise. É como se fossem a seus vizinhos e dissessem: Dêem-nos doseu caráter, ou nos perderemos! As virgens prudentes não puderamceder seu azeite às lâmpadas bruxuleantes das virgens imprudentes. Ocaráter não é transferível. Não pode ser comprado nem vendido; tem deser adquirido. O Senhor concedeu a todo indivíduo a oportunidade deobter um caráter justo, através das horas de graça; não proveu, porém,um meio pelo qual um instrumento humano pudesse comunicar a outroo caráter que ele desenvolveu. ... (MM, Para Conhecê-lo, 350)A condição de vida eterna é hoje justamente a mesma que semprefoi - exatamente a mesma que foi no paraíso, antes da queda denossos primeiros pais - perfeita obediência à lei de Deus, perfeitajustiça. Se a vida eterna fosse concedida sob qualquer condição inferiora essa, correria perigo a felicidade do Universo todo. Estaria aberto ocaminho para que o pecado, com todo o seu cortejo de infortúnios emisérias, se imortalizasse. (CC, 62)
  33. 33. 33 | Apostila –Como Deus Trabalha?Moisés e "Josué seu servidor" foram agora chamados a encontrar-secom Deus. E, como devessem ficar algum tempo ausentes, o chefedesignou Arão e Hur, auxiliados pelos anciãos, para agirem em seulugar. "E, subindo Moisés ao monte, a nuvem cobriu o monte. E habitavaa glória do Senhor sobre o monte de Sinai." Durante seis dias a nuvemcobriu o monte, como sinal da presença especial de Deus; contudo, nãofez revelação alguma de Si, nem comunicação de Sua vontade. Duranteeste tempo Moisés permaneceu à espera de um chamado à audiênciacom o Altíssimo. Havia-lhe sido determinado: "Sobe a Mim ao monte, efica lá"; e, se bem que sua paciência e obediência fossem provadas, nãose tornou cansado de esperar nem abandonou o posto. Este períodode espera foi-lhe um tempo de preparo, de íntimo exame próprio.Mesmo este servo favorecido de Deus não poderia de pronto aproximar-se de Sua presença, e resistir às manifestações de Sua glória. Seis diasdeviam ser empregados em dedicar-se a Deus, mediante o examepróprio, meditação e oração, antes de poder estar preparado paracomungar diretamente com seu Criador. (PP, 313) É MEDIANTE O ESPÍRITO SANTO QUE SAMOS CAPACITADOSO Espírito Santo habita no consagrado obreiro de Deus, onde querque ele possa estar. As palavras dirigidas aos discípulos são-notambém a nós. O Consolador é tanto nosso quanto deles. O Espíritoconcede a força que sustenta a alma que se esforça e luta em todas asemergências, em meio ao ódio do mundo e ao reconhecimento de seuspróprios fracassos e erros. Em tristezas e aflições, quando asperspectivas se afiguram negras e o futuro aterrador, e nos sentimosdesamparados e sós - é tempo de o Espírito Santo, em resposta àoração da fé, conceder conforto ao coração. (AA, 51)O Espírito é dado como agente de regeneração, para tornareficaz a salvação operada pela morte de nosso Redentor. OEspírito está constantemente buscando atrair a atenção dos homenspara a grande oferta feita na cruz do Calvário, a fim de desvendar aomundo o amor de Deus, e abrir às almas convictas as preciosidadesdas Escrituras. (AA, 52)
  34. 34. A p o s t i l a – U m C o m o D e u s T r a b a l h a | 34A norma da lei de Deus está sendo exaltada. O Espírito doOnipotente está movendo o coração dos homens, e os querespondem a esta influência tornam-se testemunhas de Deus e Suaverdade. Em muitos lugares podem ser vistos homens e mulheresconsagrados comunicando a outros a luz que lhes iluminou o caminhoda salvação mediante Cristo. E enquanto deixam sua luz brilhar, comofizeram os que foram batizados com o Espírito no dia do Pentecoste,recebem mais e mais do poder do Espírito. Assim é a Terra iluminadacom a glória de Deus. (AA, 54)É certo que no tempo do fim, quando a causa de Deus na Terraestiver prestes a terminar, os sinceros esforços dos consagradoscrentes sob a guia do Espírito Santo serão acompanhados porespeciais manifestações de favor divino. Sob a figura das chuvastemporã e serôdia, que caem nas terras orientais ao tempo dasemeadura e da colheita, os profetas hebreus predisseram a dotação degraça espiritual em medida extraordinária à igreja de Deus. Oderramamento do Espírito nos dias dos apóstolos foi o começo daprimeira chuva, ou temporã, glorioso foi o resultado. Até ao fim dotempo, a presença do Espírito deve ser encontrada com a verdadeiraigreja. (AA, 54/55)Vede o Filho de Deus curvado em adoração a Seu Pai! Conquantoseja o Filho de Deus, robustece Sua fé por meio da prece, emediante a comunhão com o Céu traz a Si mesmo força pararesistir ao mal e ministrar às necessidades dos homens. Como oIrmão mais velho de nossa raça, conhece as necessidades dos que,cercados de enfermidades e vivendo num mundo de pecado e tentação,desejam contudo servi-Lo. Ele sabe que os mensageiros que achapor bem enviar, são homens fracos e falíveis; mas a todos que sededicam inteiramente ao Seu serviço, promete auxílio divino. Seupróprio exemplo é uma garantia de que a diligente e perseverantesúplica a Deus em fé - fé que leva a uma inteira confiança nEle econsagração sem reserva a Sua obra - será eficaz em trazer aoshomens o auxílio do Espírito Santo na batalha contra o pecado. (AA, 56)
  35. 35. 35 | Apostila –Como Deus Trabalha?A ira de Deus não é declarada contra pecadores impenitentes,apenas por causa dos pecados por eles cometidos, mas porque,quando chamados a arrepender-se escolhem continuar emresistência, repetindo os pecados do passado em desafio à luz quelhes era dada. Se os líderes judeus se tivessem submetido aoconvincente poder do Espírito Santo, teriam sido perdoados; mas elesestavam determinados a não se render. De igual forma, o pecador, porcontínua resistência, coloca-se onde o Espírito Santo não o podeinfluenciar. (AA, 62)Com santa ousadia e no poder do Espírito, destemidamentePedro declarou: "Seja conhecido de vós todos, e de todo o povode Israel, que em nome de Jesus Cristo, o Nazareno, Aquele aquem vós crucificastes e a quem Deus ressuscitou dos mortos, emnome dEsse é que este está são diante de vós. Ele é a Pedra que foirejeitada por vós, os edificadores, a qual foi posta por cabeça deesquina. E em nenhum outro há salvação, porque também debaixodo céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qualdevamos ser salvos." Atos 4:10-12. (AA, 63)Em que consistia a força daqueles que no passado sofreramperseguição por amor a Cristo? Era a união com Deus, união com oEspírito Santo, união com Cristo. A acusação e a perseguição têmseparado muitos de seus amigos terrestres, mas nunca do amor deCristo. Nunca a alma, provada pela tempestade, é maisencarecidamente amada por seu Salvador do que quando sofre aperseguição por amor à verdade. "Eu o amarei", disse Cristo, "e Memanifestarei a ele." João 14:21. Quando, por causa da verdade, o crentese acha perante os tribunais terrestres, Cristo Se acha a seu lado.Quando é encerrado entre as paredes da prisão, Cristo Se lhe manifestae com Seu amor lhe anima o coração. Quando sofre a morte por amor aCristo, o Salvador lhe diz: Eles podem matar o corpo, mas não podemmatar a alma. "Tende bom ânimo ânimo, Eu venci o mundo." João16:33. "Não temas, porque Eu sou contigo; não te assombres, porqueEu sou teu Deus: Eu te esforço, e te ajudo, e te sustento com a destrada Minha justiça." Isa. 41:10. (AA, 85 e 86)
  36. 36. A p o s t i l a – U m C o m o D e u s T r a b a l h a | 36Um anjo guiou Filipe àquele que procurava a luz, e que estava prontopara receber o evangelho; e hoje anjos guiarão os passos dos obreirosque permitam ao Espírito Santo santificar-lhes a língua, educar eenobrecer-lhes o coração. O anjo enviado a Filipe poderia ter ele própriofeito a obra pelo etíope, mas essa não é a maneira de Deus agir. É Seuplano que os homens trabalhem por seus semelhantes. (AA, 109)Os que são inclinados a considerar como supremo seu critérioindividual, acham-se em grave perigo. É o estudado esforço deSatanás separar a esses dos que são condutos de luz, e por cujointermédio Deus tem operado para edificar e estender Sua obra naTerra. Negligenciar ou desprezar aqueles que Deus designou para arcarcom as responsabilidades da administração ligadas ao progresso daverdade, é rejeitar o meio ordenado por Ele para auxílio, animação efortalecimento de Seu povo. Passar qualquer obreiro na causa doSenhor por alto a esses, e pensar que a luz não lhe deve vir por nenhumoutro instrumento mas diretamente de Deus, é assumir uma atitude emque está sujeito a ser iludido pelo inimigo, e vencido. Em Sua sabedoria,o Senhor tem designado que, mediante a íntima relação mantida portodos os crentes, cristão esteja unido a cristão, igreja a igreja. Assimestará o instrumento humano habilitado a cooperar com o divino. Todo oagente estará subordinado ao Espírito Santo, e todos os crentes unidosnum esforço organizado e bem dirigido para dar ao mundo as alegresnovas da graça de Deus. (AA, 164)Perante o crente é apresentada a maravilhosa possibilidade de sersemelhante a Cristo, obediente a todos os princípios da lei. Mas porsi mesmo é o homem absolutamente incapaz de alcançar estacondição. A santidade que a Palavra de Deus declara dever ele possuirantes que possa ser salvo, é o resultado da operação da divina graça,ao submeter-se à disciplina e restritoras influências do Espírito deverdade. A obediência do homem só pode ser aperfeiçoada peloincenso da justiça de Cristo, o qual enche com a divina fragrância cadaato de obediência. A parte do cristão é perseverar em vencer cada falta.Constantemente deve orar para que o Salvador sare os distúrbios desua alma enferma do pecado. Ele não tem sabedoria ou a força paravencer; isso pertence ao Senhor, e Ele os outorga a todos os que emhumildade e contrição dEle buscam auxílio. (AA, 532)
  37. 37. 37 | Apostila –Como Deus Trabalha?"Esta é a vontade de Deus", escreve o apóstolo Paulo, "a vossasantificação." I Tess. 4:3. Em todo o Seu trato com o Seu povo, oobjetivo de Deus é a santificação da igreja. Ele os escolheu desde aeternidade, para que fossem santos. Deu-lhes Seu Filho para morrer poreles, a fim de que pudessem ser santificados pela obediência à verdade,despidos de toda a mesquinhez do eu. Deles requer trabalho pessoal epessoal entrega. Deus só pode ser honrado pelos que professamcrer nEle, quando são conformes à Sua imagem e controlados porSeu Espírito. Então, como testemunhas do Salvador podem tornarconhecido o que a graça divina fez por eles. (AA, 559)Nunca houve erro maior. Todo verdadeiro cristão possuirá espíritomissionário; pois ser cristão é ser semelhante a Cristo. Ninguémvive para si mesmo, e "se alguém não tem o Espírito de Cristo, esse talnão é dEle". Rom. 8:9. Todo aquele que tem experimentado as virtudesdo mundo por vir, seja ele jovem ou idoso, instruído ou iletrado, serámovido pelo espírito que atuou em Cristo. O primeiro impulso docoração regenerado é levar outros também ao Salvador. Os que nãopossuem este desejo, dão provas de haver perdido o primeiro amor;devem examinar rigorosamente o coração à luz da Palavra de Deus, eprocurar um novo batismo do Espírito de Cristo; devem orar por maisprofunda compreensão daquele assombroso amor que Jesusmanifestou por nós em deixar o reino da glória e vir a um mundo caídopara salvar os perdidos. Testemunhos Seletos, vol. 2, págs. 126 e 127.O reavivamento das igrejas provém do sincero esforço de algumapessoa em buscar as bênçãos de Deus. Essa pessoa tem fome esede de Deus, e pede com fé, recebendo de acordo com ela. Põe-se atrabalhar com zelo, reconhecendo sua inteira dependência do Senhor, ealmas são despertadas para buscar uma bênção semelhante,recebendo em seu coração um período de refrigério. A difusão da obranão será negligenciada. Planos maiores serão delineados no devidotempo; mas o trabalho pessoal feito por todo indivíduo, o interessemanifestado pelos amigos e vizinhos, pode realizar muito mais do quese possa avaliar. É por falta dessa espécie de trabalho que estãoperecendo muitas almas por quem Cristo morreu. (SC, 121)
  38. 38. A p o s t i l a – U m C o m o D e u s T r a b a l h a | 38O crente individual deve trabalhar em benefício do pecadorindividual. Cada pessoa precisa manter ardendo sua própria lâmpada;e caso o óleo celeste seja passado a essas lâmpadas pelos tubosdourados; caso os vasos se esvaziem do próprio eu, e sejampreparados para receber o óleo santo, a luz será derramada na veredado pecador, para algum desígnio. Mais luz será deitada no caminho deum errante por uma lâmpada assim, do que por toda uma procissão detochas reunidas para exibição. A consagração pessoal a Deus e asantificação, trarão melhores resultados do que a mais imponenteostentação. (II, TS, 403)Mas, a despeito de o príncipe das trevas trabalhar para cobrir aTerra com trevas, e com densa escuridão os povos, o Senhormanifestará Seu poder convertedor. Deve-se realizar na Terra umaobra semelhante à que ocorreu por ocasião do derramamento doEspírito Santo nos dias dos primeiros discípulos, quando pregaram aJesus, e a Ele crucificado. Muitos serão convertidos num dia, pois amensagem avançará com poder. Poder-se-á dizer então: "O nossoevangelho não chegou até vós tão-somente em palavra, mas,sobretudo, em poder, no Espírito Santo." ... (MM, CT, 364)Seus seguidores devem estar na situação de quem espera asordens do seu comandante; devem vigiar, esperar, orar e trabalharà medida que se aproxima o tempo da vinda do Senhor; masninguém poderá predizer justamente quando chegará esse tempo,porque "daquele dia e hora ninguém sabe". Mat. 24:36. Não podereisdizer que Ele virá daqui a um ano, ou dois, ou cinco anos, nem deveispostergar a Sua vinda com declarar que não se dará antes de dez ouvinte anos. ... Não nos é dado saber o tempo definido, nem doderramamento do Espírito Santo, nem da vinda de Cristo. Review andHerald, 22 de março de 1892. (Evangelismo, 221)Nesta época, exatamente antes da segunda vinda de Cristo nasnuvens do céu, tem de ser feita uma obra como essa de João. Deuschama homens que preparem um povo que subsista no grande dia doSenhor. ... Como povo que crê no breve aparecimento de Cristo, temosuma mensagem a proclamar: "Prepara-te, ó Israel, para te encontrarescom o teu Deus". Amós 4:12. Nossa mensagem deve ser direta como o
  39. 39. 39 | Apostila –Como Deus Trabalha?foi a mensagem de João. Ele repreendia reis pela sua iniqüidade.Embora sua vida se achasse em perigo, não hesitava em declarar apalavra de Deus. E nossa obra nesta época tem de ser feita com amesma fidelidade. (MM, O Senhor Logo Vem, 114)"E derribarei a casa de inverno com a casa de verão; e as casas demarfim perecerão, e as grandes casas terão fim, diz o Senhor."Amós 3:15. "Porque o Senhor, o Senhor dos exércitos, é o que toca aTerra, e ela se derrete, e todos os que habitam nela chorarão." Amós9:5. "Teus filhos e tuas filhas cairão à espada, e a tua terra serárepartida a cordel, e tu morrerás na terra imunda, e Israel certamenteserá levado cativo para fora da sua terra." Amós 7:17."E porque isto tefarei, prepara-te, ó Israel, para te encontrares com o teu Deus." Amós4:12.Prepara-te, ó Israel, para te encontrares com o teu Deus. Amós4:12. (MM, vidas Que Falam, 272) TEXTOS PARA MEDITARQuando expostos às variadas situações na vida, e palavras sãoproferidas e calculadas a atravessar e ferir a alma, dizei para vóspróprios: "Sou um filho de Deus, um herdeiro com Jesus Cristo, umcolaborador com Deus. Não devo portanto, ter uma mente vulgar,ofender-me facilmente, sempre pensando em mim mesmo, porque istonaturalmente produzirá um caráter desarmonioso. É indigno de meunobre chamado. O Pai celestial deu-me um trabalho a cumprir; que euseja digno de confiança." Carta 78, 1893. (MM, Cuidado de Deus, 289)Eu estaria fazendo uma coisa muito pouco sábia se entrasse numquarto frio quando estou transpirando; estaria me mostrando ummordomo imprudente se me permitisse sentar-me onde houvesseuma corrente de ar, e assim expor-me a um resfriado. Eu não seria
  40. 40. A p o s t i l a – U m C o m o D e u s T r a b a l h a | 40sábio se me sentasse com os pés e membros frios, e assim permitisseque o sangue afluísse das extremidades para o cérebro ou para osórgãos internos. Devo proteger sempre os meus pés em tempo frio.Devo comer regularmente do mais saudável alimento, que meproporcione a melhor qualidade de sangue, e não devo trabalhar comintemperança, se estiver em meu poder evitá-lo. E quando violo as leisque Deus estabeleceu em meu ser, devo arrepender-me e reformar-me,e colocar-me na mais favorável condição, sob o cuidado dos médicosprovidos por Deus: ar puro, água pura, e a preciosa e restauradora luzsolar. (MS, 230)Minha mãe me ensinou a trabalhar. Eu costumava perguntar-lhe:"Por que sempre devo fazer tanto trabalho antes de brincar?" "Épara educar e treinar tua mente para o trabalho útil, e, além disso, é paraevitar travessuras; e quando ficares mais velha, me agradecerás porisso." Quando uma das minhas meninas [uma neta] me disse: "Por quedevo eu fazer tricô?" "As vovós fazem tricô", respondi-lhe: "Pode medizer como as vovós aprenderam a tricotar?" "Ora, elas começaramquando eram meninas." Manuscrito 19, 1887. (O. C. 124)No último grande dia se tomarão decisões que serão uma surpresapara muitos. O juízo humano não terá lugar algum nas decisõestomadas então. Cristo pode julgar e julgará todos os casos; pois todo ojuízo Lhe foi entregue pelo Pai. Ele avaliará o serviço por aquilo que éinvisível aos homens. As coisas mais secretas jazem descobertas aosolhos dAquele que tudo vê. Quando o Juiz de todos os homens fizerSua investigação, muitos daqueles aos quais a estima dos homenscolocou em primeiro lugar serão colocados em último, e os quehaviam sido postos pelos homens no lugar mais humilde, serãotirados das fileiras e feitos primeiros. Review and Herald, 31 de julhode 1900. (MS, 133)Haverá homens de mente curiosa que assim receberão a chave doconhecimento, e exporão tesouros de pensamento para oenriquecimento de outras mentes - pensamentos que serão asalvação de almas. Circunstâncias suscitarão palavras, decisões afavor do direito, e muitos serão orientados na direção certa. Talé sempre o resultado quando os princípios do direito são implantados
  41. 41. 41 | Apostila –Como Deus Trabalha?na mente por homens que amam a justiça, a temperança e averdade. Palavras e obras que fluem do amor e do temor de Deustornam-se uma vasta bênção - bênção que é levada aos caminhos evalados da vida. (MS, 206)Pessoa alguma pode ocupar uma posição neutra; não há classe neutraque nem ama a Deus nem serve ao inimigo da justiça. Cristo deveviver em Seus instrumentos humanos, e operar mediante suasfaculdades, e agir por meio de suas aptidões. A vontade delesprecisa estar submissa a Sua vontade; eles devem agir com o SeuEspírito. Então, não mais vivem eles, mas Cristo é que neles vive.Aquele que não se entregou inteiramente a Deus, acha-se sob ocontrole de outro poder, escutando outra voz, cujas sugestões são decaráter inteiramente diverso. Um serviço pela metade coloca o agentehumano do lado do inimigo, como bem-sucedido aliado dos exércitosdas trevas. Quando homens que se dizem soldados de Cristo seempregam na confederação de Satanás, e ajudam o seu lado,demonstram-se inimigos de Cristo. Traem sagrados depósitos. Formamum elo entre Satanás e os verdadeiros soldados, de modo que, por meiodesses instrumentos, está o inimigo operando continuamente pararoubar o coração dos soldados de Cristo. (Maior Discurso de Cristo, 94)Em geral, Deus não opera milagres para fazer Sua vontade avançar.Se o pai de família negligenciar a cultura do solo, Deus não opera porcerto nenhum milagre para impedir os naturais resultados. Ele ageem harmonia com grandes princípios que nos são dados a conhecer,e compete-nos amadurecer planos sábios, pondo em operação osmeios pelos os quais Deus há de produzir resultados certos. Aquelesque não fazem esforços decididos, mas esperam simplesmenteque o Espírito Santo force á ação, perecerão em trevas. Não vosdeveis deixar estar tranquilamente, sem nada fazer na obra de Deus.(Serviço Cristão, 228)A obra do Santo Espírito é incomensuravelmente grande. É dessafonte que vêm poder e eficiência ao obreiro de Deus; e o EspíritoSanto é o Consolador, como a presença pessoal de Cristo no ser.Toda pessoa que olha para Cristo com fé singela e infantil é feito
  42. 42. A p o s t i l a – U m C o m o D e u s T r a b a l h a | 42participante da natureza divina mediante a atuação do Espírito Santo.Quando guiados pelo Espírito de Deus, os cristãos podem saber quesão feitos completos nAquele que é o cabeça de todas as coisas. Assimcomo Cristo foi glorificado no dia de Pentecostes, assim será novamenteglorificado no encerramento da obra do evangelho, quando Elepreparar um povo para suportar a prova final na última batalha dogrande conflito. ... (MM, CT, 364)Josué recebera a promessa de que Deus certamente subverteriaaqueles inimigos de Israel; contudo, aplicou tão decididos esforçoscomo se o êxito dependesse unicamente dos exércitos de Israel.Fez tudo que a energia humana podia fazer, e então pela fé clamourogando auxílio divino. O segredo do êxito está na união do poder divinocom o esforço humano. Aqueles que levam a efeito os maioresresultados são os que mais implicitamente confiam no Braço todo-poderoso. (Patriarcas e Profetas, pág. 509)De todos os quadrantes do mundo, vem o clamor macedônico, ehomens estão dizendo: "Passa... e ajuda-nos!" (Atos 16:9), e por quenão há decidida resposta? Milhares devem ser constrangidos peloEspírito de Cristo a seguir o exemplo dAquele que deu Sua vidapela vida do mundo. Por que recusar fazer decididos, abnegadosesforços para instruir os que não conhecem a verdade para estetempo? O Missionário-Chefe veio ao nosso mundo, e foi adiante de nóspara nos mostrar a maneira em que devemos trabalhar. Ninguém podedemarcar um rumo preciso para aqueles que pretendem sertestemunhas de Cristo. (CSM, 56)Que aqueles que foram preparados para o serviço tomem agoraseus lugares rapidamente na obra do Senhor. Obreiros de casa emcasa são necessários. O Senhor apela para decididos esforços quesejam empreendidos em lugares onde o povo nada sabe sobre averdade. Cânticos, orações e leitura da Bíblia são necessários noslares do povo. Agora, exatamente agora, é o tempo de obedecer àcomissão: "Ensinando-os a guardar todas as coisas que vos tenhoordenado." Mat. 28:20. Aqueles que realizam esta obra devem ter umpronto conhecimento das Escrituras. O "Está escrito" deve ser sua arma
  43. 43. 43 | Apostila –Como Deus Trabalha?de defesa. Deus nos concedeu luz sobre Sua Palavra que podemostransmitir a nossos semelhantes. A verdade proferida por Cristoalcançará os corações. Um "Assim diz o Senhor" alcançará o ouvidocom poder, e frutos aparecerão onde quer que serviço honesto sejafeito. (MM, Olhando Para o Alto, 52)O Espírito de Deus inspirou a oração de Josué, para que de novo sepudesse dar prova do poder do Deus de Israel. Portanto o pedido nãoostentou arrogância, por parte do grande líder. Josué recebera apromessa de que Deus certamente subverteria aqueles inimigos deIsrael; contudo, aplicou tão decididos esforços como se o êxitodependesse unicamente dos exércitos de Israel. Fez tudo que aenergia humana podia fazer, e então pela fé clamou rogando auxíliodivino. O segredo do êxito está na união do poder divino com o esforçohumano. Aqueles que levam a efeito os maiores resultados são os quemais implicitamente confiam no Braço todo-poderoso. O homem queordenou: "Sol, detém-te em Gibeom, e Tu, Lua, no vale de Aijalom", é ohomem que durante horas jazeu prostrado em terra, em oração, noacampamento em Gilgal. Os homens de oração são os homens depoder. (PP, 509)Torne seu bem-estar eterno e o do seu vizinho sua primeira e maisimportante preocupação. Vossos vizinhos são pessoas a seremsalvas ou a se perderem, e Deus espera que aqueles a quem Elerepartiu luz, façam decididos e interessados esforços em favor deoutros. Eles precisam se lembrar das santas exigências da verdadeem toda e qualquer atividade da vida. Que os crentes e descrentesvejam na vida dos que afirmam ter conhecimento de importantesverdades, uma forte, clara e constante luz que brilha de zelo, dedevoção, de nobreza de caráter em seu relacionamento com oshomens. Então o Senhor será generoso convosco, Seus servos. ... (MM,Refletindo a Cristo, 198)Deus não escolhe como Seus representantes entre os homensanjos que jamais caíram, mas seres humanos, homens de paixõesidênticas às daqueles a quem buscam salvar. (AA, 134)

×