Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Desigualdades Socias

5,760 views

Published on

Published in: Education
  • Be the first to comment

Desigualdades Socias

  1. 1. Sociologia
  2. 2. Este trabalho foi realizado no critério da disciplina de Sociologia, 2º ano. O objetivo do trabalho é a utilização das Tecnologias de Informação e Comunicação para a realização de um trabalho prático, com o tema “Desigualdades sociais”.
  3. 3. Desigualdade social, ela assume feições distintas porque é constituída de um conjunto de elementos econômicos, políticos e culturais próprios de cada sociedade.
  4. 4. Ela acontece quando a distribuição de renda é feita de forma diferente sendo que a maior parte fica nas mãos de poucos e no Brasil a desigualdade social é uma das maiores do mundo A Desigualdade Social no Brasil é problema que afeta grande parte dos brasileiros, embora nos últimos anos, os números apontem para sua diminuição
  5. 5. Em relação à posição econômica entre negros e brancos, pôde-se constatar que 60% dos pobres no Brasil são constituídos por negros e dentre as pessoas consideradas como indigentes, 70% são negros
  6. 6. Causas e Consequências da Desigualdade Social No Brasil são observadas na favelização,pobreza, miséria, desemprego, desnutrição, marginalização, violência O Brasil é o oitavo país com o maior índice de desigualdade social e econômica do mundo As principais causas da desigualdade social são:
  7. 7. Geralmente, existem diversas consequências da desigualdade social e econômica. A marginalização de parte da sociedade, o retardamento no progresso da economia do país, apobreza, a favelização e o crescimento da criminalidade e da violência são algumas das consequências
  8. 8. Consequências da Pobreza Muitas das consequências da pobreza são também causas da mesma criando o ciclo da pobreza. Algumas delas são: Fome. Baixa esperança de vida. Doenças. Falta de oportunidades de emprego.
  9. 9. Carência de água potável e de saneamento. Maiores riscos de instabilidade política e violência. Emigração. Existência de discriminação social contra grupos vulneráveis. Existência de pessoas sem-abrigo. Depressão.
  10. 10. Falta de acesso à educação de qualidade Política fiscal injusta Baixos salários Dificuldade de acesso aos serviços básicos: saúde, transporte público e saneamento básico
  11. 11. A desigualdade social e a pobreza são problemas sociais que afetam a maioria dos países na atualidade e a pobreza existe em todos os países, pobres ou ricos, mas a desigualdade social é um fenômeno que ocorre principalmente em países não desenvolvidos.
  12. 12. Curiosidades No Brasil, estima-se que 16 milhões de pessoas ainda permanecem na pobreza extrema.
  13. 13. Dentre os Programas Públicos Sociais do Brasil: Bolsa Família, Previdência Rural, Brasil Alfabetizado, Saúde da Família, Brasil Sorridente, Mais Educação, Rede Cegonha.
  14. 14. Nos últimos anos, 28 milhões de brasileiros saíram da pobreza absoluta e 36 milhões entraram na classe média.
  15. 15. Desigualdade econômica Problema que afeta atualmente a maioria dos países, mas principalmente os países menos desenvolvidos
  16. 16. VISÕES SOBRE A DESIGUALDADE Rousseau Rousseau acreditava que existiam dois tipos de desigualdade: a primeira, a desigualdade física ou natural, que é estabelecida pela força física, pela idade, saúde e até mesmo a qualidade do espírito; e a segunda, moral e política, que dependia de uma espécie de convenção e que era autorizada e consentida pela maioria dos homens.
  17. 17. Liberais Os liberais acreditam que a desigualdade econômica é principalmente resultado de pouca liberdade econômica. Alguns defendem que a desigualdade em si não é o problema, e sim a existência da miséria. É preferido um país com maior desigualdade entre as classes sociais mas com baixíssima miséria, do que um país menos desigual com alto índice de miseráveis. A desigualdade econômica é um fato natural do mercado e das diferenças entre as pessoas e o curso de suas vidas. Sendo, para os liberais, a igualdade absoluta uma utopia, algo impraticável e até mesmo indesejável.
  18. 18. Marxistas Karl Marx acreditava que o ser humano (o trabalhador) era explorado pelo detentor da riqueza (o capitalista) que utiliza o seu trabalho sem o justo pagamento (o salário) transformando-o em um miserável (o pobre)
  19. 19. Anarquistas O Anarquismo defende o fim de qualquer autoridade política, econômica e religiosa, ou seja, defende uma sociedade baseada na liberdade total, mas responsável.Também defende a igualdade entre todas as pessoas e o fim da propriedade privada, sendo assim uma forma de sair da exploração capitalista
  20. 20. Desemprego Embora a geração de empregos tenha aumentado nos últimos anos, graças ao crescimento da economia, ainda existem milhões de brasileiros desempregados. A economia tem crescido, mas não o suficiente para gerar os empregos necessários no Brasil. A falta de uma boa formação educacional e qualificação profissional de qualidade também atrapalham a vida dos desempregados.
  21. 21. Fim

×