Workshop on concepts of R&D and Innovation

991 views

Published on

Presentation at the Workshop on Conceptual Bases of R&D and Innovation (Research Project of the Brazilian MInistry of Science and Technology)
Rio de Janeiro - Brazil, nov. 2009

Published in: Technology
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
991
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
15
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Workshop on concepts of R&D and Innovation

  1. 1. Os Serviços de TI e a Inovação do Século XXI Necessidade de uma Nova Agenda para a Produção de Indicadores Grupo de Pesquisa em Economia da Inovação Paulo Bastos Tigre Alessandro Maia Pinheiro
  2. 2. ESTRUTURA <ul><li>INTRODUÇÃO </li></ul><ul><li>INOVAÇÃO DO SÉCULO XXI E AS TIC </li></ul><ul><li>INOVAÇÃO E SERVIÇOS </li></ul><ul><li>INOVAÇÃO EM SERVIÇOS DE TI E ELEMENTOS PARA UMA NOVA </li></ul><ul><li>AGENDA DE PRODUÇÃO DE INFORMAÇÃO </li></ul>
  3. 3. 1. INTRODUÇÃO <ul><li>Destaques : </li></ul><ul><li>Importância dos KIBS e dos Serviços de TI, em particular, nos modernos processos de inovação (caráter estratégico) </li></ul><ul><li>Insuficiente reflexão sobre o papel dos serviços nos processos de inovação </li></ul><ul><li>Estatísticas e indicadores se encontram num estágio ainda incipiente (especificidades e heterogeneidade intra-serviços) </li></ul>Caráter Estratégico Manufatura Especific e Heterog Intra-Serv Objetivo: explorar particularidades dos processos de inovação no setor de TI no Brasil, tendo como parâmetro a produção de indicadores p informar políticas
  4. 4. 2. A INOVAÇÃO DO SÉCULO XXI E AS TIC Por quê? <ul><li>Tendências: integração tecnológica e estratégica ( outsourcing ) </li></ul><ul><li>TIC </li></ul><ul><li>KIBS </li></ul>CENTRAIS! Processos Modernos Duas Abordagens 5G Model Open Innovation
  5. 5. 3. INOVAÇÃO E SERVIÇOS Dado que os serviços recebem atenção ainda insuficiente nas abordagens 5G e Open Innovation … fazemos também uso de uma literatura que aborda o papel dos serviços nos processos de inovação e a função crescente do conhecimento, especialmente na geração de inovações sociais e tecnológicas (a emergência da Sociedade da Informação ou Economia Baseada no Conhecimento) Mas antes…
  6. 6. 3.1 Os Serviços nos Principais Manuais/ Surveys e a Inovação em Países em Desenvolvimento Indiferença Subordinação Produto, produto/proc Pro. Novo/aperf Subordinação Conteúdos não tecnológicos, Anexo p PED Autonomia apenas em levantamentos-piloto Manual de Oslo 1 ª Versão: CIS1 2 ª Versão: CIS2, CIS3, CIS4, CIS2006, CIS2008 e PINTECs 3 ª Versão: pouco proveitamento na CIS2008
  7. 7. 3.1 Os Serviços nos Principais Manuais/ Surveys e a Inovação em Países em Desenvolvimento (cont.) Manual de Bogotá (PED) Mudanças Org. (habilitadoras) Linkages (questões-networks) Foco na manufatura Lacunas usualmente reconhecidas (PED) Ativ. mais amplas Aprendizado Firmas não inovadoras Inovações Org. Recursos humanos TIC
  8. 8. 3.2 Características dos Serviços e Padrões de Inovação Fonte: elaboração própria com base em entrevista com o Prof. Ian Miles (MIoIR)
  9. 9. ESTRUTURA ANALÍTICA: MODIS_TI Características gerais: Intangibilidade Interatividade Simultaneidade Baixa portabilidade Intensidade de Informação Fatores Diferenciadores: Processos fundamentais Intensidade do conhecimento Relações de mercado Padrões de Inovação Nichos SETOR TI Diferentes perspectivas Condições de Mercado Opções de Estratégia SISTEMA NACIONAL DE INOVAÇÃO (AMBIENTE INSTITUCIONAL) + CONTEXTO INTERNACIONAL Tópicos p Indicadores
  10. 10. Padrões Setorias de Inovação (aspectos) Tipos de Inovação de Serviço (Dimensões) Gerenciamento da Inovação (Grau de Formalização e Formas de Coop) Organização Mais Ampla (estilos de inovação) Conceito Interface c Cliente Sistema de Entrega Tecnologia Processos Internos s/ proj Projetos Internos de Inov Projetos c Cliente-Piloto Projetos Customizados Projetos c Financ Ext Baseados em Ciênc e F. Esp, Dom por Fornecedores, P-KIBS, Serv Púb, e Interativos
  11. 11. 4. INOVAÇÃO EM SERVIÇOS DE TI E ELEMENTOS PARA UMA NOVA AGENDA DE PRODUÇÃO DE INFORMAÇÃO (EX DE APLICAÇÃO DO MODIS_TI) Apoiando-se em informações colhidas no curso dos projetos do Grupo Economia da Inovação, e em entrevistas com especialistas do MIoIR
  12. 12. CONSIDERAÇÕES FINAIS: Conquanto os padrões de inovação observados no setor de TI se aproximem daqueles usualmente verificados nas manufaturas high-tech, estamos falando de serviços prestados por firmas brasileiras Desse razoado, segue que a abordagem do Manual de Oslo continua sendo extremamente útil, mas devemos olhar com maior profundidade para determinadas dimensões, que se vinculam às particularidades de contexto (setorial, geográfico, histórico). A abordagem integrativa parece ser o caminho mais sensato.
  13. 13. Obrigado!

×