Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

AdministraçãO Gnu Linux

3,456 views

Published on

Aula de Administração Linux, com a história do linux, Unix e Licenças Open soucer.

Published in: Technology, News & Politics
  • Be the first to comment

AdministraçãO Gnu Linux

  1. 1. ADMINISTRAÇÃO GNU LINUX PETER LUCAS GOMES COSTA BRANCO TEC MAN MICROS E APLICATIVOS –CETPS/RS TEC DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE – UNINORTE (DSN04S1)
  2. 2. Introdução a o Linux <ul><li>O sistema Linux é um sistema operacional multitarefa e multiusuário que roda em uma grande variedade de computadores. </li></ul><ul><li>Uma das principais razões do seu grande sucesso é o equilíbrio entre sua produtividade e portabilidade. </li></ul><ul><li>O sistema operacional Linux é dividido basicamente em duas partes. A primeira consiste nos programas e serviços. A segunda consiste no núcleo do sistema (kernel) o qual suporta esses serviços e programas. </li></ul>
  3. 3. Kernel do Sistema <ul><li>Kernel é uma peça do sistema operacional, que serve para isolar os programas executados do hardware onde ele roda </li></ul><ul><li>O kernel gerencia os recursos disponíveis no seu computador: </li></ul><ul><li>Memória, processador, discos, CD, vídeo, teclado, mouse, modem, placa de rede. </li></ul>
  4. 4. Histórico - Unix <ul><li>Sistema desenvolvido no fim da década de 60 nos Laboratórios Bell (AT&T) por Ken Thompson e Dennis Ritchie </li></ul><ul><li>Nos meados da década de 70 o Unix ainda não era visto como um produto comercial </li></ul><ul><li>Muitas universidades americanas adotaram o Unix, e o aprimoraram. </li></ul>
  5. 5. Histórico - Linux <ul><li>O Linux (Kernel) teve sua primeira versão oficial (v-0.02) anunciada em 5 de outubro de 1991, na Internet. </li></ul><ul><li>Desenvolvido por Linus Torvalds, um universitário finlandês, o Linux era a princípio um software de emulação de terminal para acessar o mainframe da universidade era baseado no sistema UNIX. </li></ul><ul><li>Após escrever o kernel, vários softwares do projeto GNU foram compilados para o Linux </li></ul><ul><li>Foi distribuído sob a GPL desde o início </li></ul>
  6. 6. Kernel do Linux <ul><li>O kernel do Linux tem versões com 3 números: </li></ul><ul><li>1.2.17, 2.3.115, 2.4.18. </li></ul><ul><li>O primeiro número é a major version , ou seja, a versão principal. </li></ul><ul><li>O segundo número, se for par, é uma versão estável e mais testada, se for ímpar é uma versão instável, de desenvolvimento. </li></ul><ul><li>O terceiro número é como um número de série dentro daquela família </li></ul>
  7. 7. Kernel do Linux <ul><li>Informações atualizadas sobre o kernel podem ser encontras em http://www.kernel.org/ </li></ul><ul><li>O responsável por aceitar modificações na família 2.5 ainda é o próprio Linus Torvalds </li></ul><ul><li>O responsável pela família 2.4 é o brasileiro Marcelo Tosatti, da Conectiva (Mandriva) </li></ul><ul><li>O responsável pela família 2.2 é Alan Cox. </li></ul>
  8. 8. Movimento GNU e a licença GPL <ul><li>O movimento GNU foi criado em 1984 por Richard Stallman do grupo de Inteligência Artificial do MIT </li></ul><ul><li>Os objetivos básicos visam garantir que o software seja livre: </li></ul><ul><li>Executar, modificar, adaptar e redistribuir o software para qualquer propósito. </li></ul><ul><li>Distribuir versões modificadas do software. </li></ul>
  9. 9. Movimento GNU e a licença GPL <ul><li>A GPL (GNU Public License) foi elaborada com suporte de advogados, de modo a garantir os preceitos básicos </li></ul><ul><li>Utilizada a lei de copyright para garantir que um software, uma vez livre, não pode se tornar proprietário novamente </li></ul>
  10. 10. <ul><li>Além do GNU, um outro projeto independente produziu um sistema operacional Unix-compatível: o BSD, desenvolvido na Universidade da Califórnia, Berkeley </li></ul><ul><li>As distribuições de Linux utilizadas hoje em dia contêm tanto programas do GNU quanto do BSD </li></ul><ul><li>Desde sua criação, o projeto GNU já produziu centenas (milhares?) de softwares: bibliotecas de rotinas, utilitários simples, utilitários complexos, sistemas operacionais, ambientes gráficos, etc... </li></ul>
  11. 11. Movimento Open Source <ul><li>Com o Linux, o paradigma de programação mudou de um grupo de especialistas desenvolvedores, para uma &quot;anarquia&quot; onde todos participam, mesmo que pouco </li></ul><ul><li>Sumarizado no documento A Catedral e o Bazar , de Eric Raymond </li></ul><ul><li>Não visa competir com o GNU, ao contrário, é baseado na GPL, porém com mais flexibilidade. </li></ul>
  12. 12. Padronização <ul><li>Linux Standard Base (LSB) </li></ul><ul><li>Movimento de padronização do Linux </li></ul><ul><li>Conta com a participação de vários distribuidores Linux </li></ul><ul><li>Para hierarquia de diretórios, é adotado o FHS versão 2.2 </li></ul><ul><li>Filesystem Hierarchy Standard (FHS) </li></ul><ul><li>Padronização da organização de diretórios e conteúdo, permitirá predizer a localização dos arquivos em qualquer distribuição </li></ul>
  13. 13. Distribuições <ul><li>Como o Linux é livre, qualquer pessoa pode criar uma distribuição de Linux, mais adequada à sua necessidade </li></ul><ul><li>Existem dezenas (ou mais) de distribuições de Linux disponíveis </li></ul><ul><li>O diferencial entre elas é: ferramentas adicionais, facilidade de instalação, facilidade de gerenciamento </li></ul><ul><li>O sistema de pacotes, que podem ser instalados e gerenciados de forma padronizada, criou linhagens de distribuições </li></ul>
  14. 14. Distribuições - Conectiva <ul><li>Principal distribuição Linux da América Latina </li></ul><ul><li>Usa pacotes RPM e sistema de atualização APT (Advanced Package Tool) </li></ul><ul><li>Foi distribuído pela primeira vez em 1997 </li></ul><ul><li>Sediada em Curitiba, esta distribuição teve um grande esforço em traduzir os programas e grande parte da documentação do Linux para o português </li></ul><ul><li>Possui uma edição para servidores e outra para desktop </li></ul>
  15. 15. Distribuições - RedHat <ul><li>O RedHat Linux surgiu em 1994 </li></ul><ul><li>Inventou o formato de pacotes RPM (RedHat Package Manager), que foi depois utilizado em outras distribuições Linux </li></ul><ul><li>Hoje existem várias edições do RH Linux para desktop , pequenos escritórios, empresas de pequeno e médio porte até para grandes corporações </li></ul>
  16. 16. Distribuições - SuSE <ul><li>Distribuição sediada na Alemanha, o SuSE Linux surgiu em 1992 </li></ul><ul><li>Traduções para diversos idiomas europeus </li></ul><ul><li>É o principal Linux da Europa e também utiliza pacotes RPM </li></ul><ul><li>Além de sua edição principal, a distribuição SuSE ainda conta com diversos produtos de negócios </li></ul>
  17. 17. Distribuições - Debian <ul><li>O Debian Linux começou em 1993 com a proposta de manter uma distribuição o mais livre possível </li></ul><ul><li>É a maior distribuição de Linux não associada a uma empresa </li></ul><ul><li>Usa pacotes no formato DEB disponibilizando um enorme número de pacotes, desenvolveu o sistema APT (Advanced Package Tool), para atualização de pacotes pela Internet </li></ul>
  18. 18. Distribuições - Slackware <ul><li>O Slackware teve o seu primeiro release em 1993 </li></ul><ul><li>É a distribuição que sempre buscou se aproximar o máximo possível do Unix </li></ul><ul><li>Até 1994-1995 foi uma das distribuições Linux mais famosas, principalmente no Brasil </li></ul><ul><li>Sua principal característica é a simplicidade e pouca sofisticação </li></ul>
  19. 19. Entrando e Saindo do Sistema <ul><li>O sistema oferece um prompt parecido com </li></ul><ul><li>Login: [usuário] (Ex: nome=joselito) </li></ul><ul><li>Password: [senha] (Ex: senha=1semnocao) </li></ul><ul><li>Naturalmente a senha não aparece </li></ul><ul><li>Recomenda-se que o login, ou nome de usuário, tenha no máximo 8 letras </li></ul><ul><li>Apenas os primeiros 8 caracteres da senha são significativos </li></ul>
  20. 20. Entrando e Saindo do Sistema <ul><li>Para sair, no prompt do shell, pode-se usar o comando: </li></ul><ul><li>logout </li></ul><ul><li>ou </li></ul><ul><li>exit </li></ul><ul><li>ou </li></ul><ul><li>^D (Control-D) </li></ul>
  21. 21. Desligando o Sistema <ul><li>Procedimento de desligamento do sistema: </li></ul><ul><li>login: root </li></ul><ul><li>Password: ****** </li></ul><ul><li># shutdown -h now </li></ul><ul><li>O comando shutdown(8) também serve para reiniciar o computador (rebootar) </li></ul><ul><li># shutdown -r now </li></ul>

×