AdministraçãO Gnu Linux

3,403 views

Published on

Aula de Administração Linux, com a história do linux, Unix e Licenças Open soucer.

Published in: Technology, News & Politics
0 Comments
3 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
3,403
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
638
Actions
Shares
0
Downloads
136
Comments
0
Likes
3
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

AdministraçãO Gnu Linux

  1. 1. ADMINISTRAÇÃO GNU LINUX PETER LUCAS GOMES COSTA BRANCO TEC MAN MICROS E APLICATIVOS –CETPS/RS TEC DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE – UNINORTE (DSN04S1)
  2. 2. Introdução a o Linux <ul><li>O sistema Linux é um sistema operacional multitarefa e multiusuário que roda em uma grande variedade de computadores. </li></ul><ul><li>Uma das principais razões do seu grande sucesso é o equilíbrio entre sua produtividade e portabilidade. </li></ul><ul><li>O sistema operacional Linux é dividido basicamente em duas partes. A primeira consiste nos programas e serviços. A segunda consiste no núcleo do sistema (kernel) o qual suporta esses serviços e programas. </li></ul>
  3. 3. Kernel do Sistema <ul><li>Kernel é uma peça do sistema operacional, que serve para isolar os programas executados do hardware onde ele roda </li></ul><ul><li>O kernel gerencia os recursos disponíveis no seu computador: </li></ul><ul><li>Memória, processador, discos, CD, vídeo, teclado, mouse, modem, placa de rede. </li></ul>
  4. 4. Histórico - Unix <ul><li>Sistema desenvolvido no fim da década de 60 nos Laboratórios Bell (AT&T) por Ken Thompson e Dennis Ritchie </li></ul><ul><li>Nos meados da década de 70 o Unix ainda não era visto como um produto comercial </li></ul><ul><li>Muitas universidades americanas adotaram o Unix, e o aprimoraram. </li></ul>
  5. 5. Histórico - Linux <ul><li>O Linux (Kernel) teve sua primeira versão oficial (v-0.02) anunciada em 5 de outubro de 1991, na Internet. </li></ul><ul><li>Desenvolvido por Linus Torvalds, um universitário finlandês, o Linux era a princípio um software de emulação de terminal para acessar o mainframe da universidade era baseado no sistema UNIX. </li></ul><ul><li>Após escrever o kernel, vários softwares do projeto GNU foram compilados para o Linux </li></ul><ul><li>Foi distribuído sob a GPL desde o início </li></ul>
  6. 6. Kernel do Linux <ul><li>O kernel do Linux tem versões com 3 números: </li></ul><ul><li>1.2.17, 2.3.115, 2.4.18. </li></ul><ul><li>O primeiro número é a major version , ou seja, a versão principal. </li></ul><ul><li>O segundo número, se for par, é uma versão estável e mais testada, se for ímpar é uma versão instável, de desenvolvimento. </li></ul><ul><li>O terceiro número é como um número de série dentro daquela família </li></ul>
  7. 7. Kernel do Linux <ul><li>Informações atualizadas sobre o kernel podem ser encontras em http://www.kernel.org/ </li></ul><ul><li>O responsável por aceitar modificações na família 2.5 ainda é o próprio Linus Torvalds </li></ul><ul><li>O responsável pela família 2.4 é o brasileiro Marcelo Tosatti, da Conectiva (Mandriva) </li></ul><ul><li>O responsável pela família 2.2 é Alan Cox. </li></ul>
  8. 8. Movimento GNU e a licença GPL <ul><li>O movimento GNU foi criado em 1984 por Richard Stallman do grupo de Inteligência Artificial do MIT </li></ul><ul><li>Os objetivos básicos visam garantir que o software seja livre: </li></ul><ul><li>Executar, modificar, adaptar e redistribuir o software para qualquer propósito. </li></ul><ul><li>Distribuir versões modificadas do software. </li></ul>
  9. 9. Movimento GNU e a licença GPL <ul><li>A GPL (GNU Public License) foi elaborada com suporte de advogados, de modo a garantir os preceitos básicos </li></ul><ul><li>Utilizada a lei de copyright para garantir que um software, uma vez livre, não pode se tornar proprietário novamente </li></ul>
  10. 10. <ul><li>Além do GNU, um outro projeto independente produziu um sistema operacional Unix-compatível: o BSD, desenvolvido na Universidade da Califórnia, Berkeley </li></ul><ul><li>As distribuições de Linux utilizadas hoje em dia contêm tanto programas do GNU quanto do BSD </li></ul><ul><li>Desde sua criação, o projeto GNU já produziu centenas (milhares?) de softwares: bibliotecas de rotinas, utilitários simples, utilitários complexos, sistemas operacionais, ambientes gráficos, etc... </li></ul>
  11. 11. Movimento Open Source <ul><li>Com o Linux, o paradigma de programação mudou de um grupo de especialistas desenvolvedores, para uma &quot;anarquia&quot; onde todos participam, mesmo que pouco </li></ul><ul><li>Sumarizado no documento A Catedral e o Bazar , de Eric Raymond </li></ul><ul><li>Não visa competir com o GNU, ao contrário, é baseado na GPL, porém com mais flexibilidade. </li></ul>
  12. 12. Padronização <ul><li>Linux Standard Base (LSB) </li></ul><ul><li>Movimento de padronização do Linux </li></ul><ul><li>Conta com a participação de vários distribuidores Linux </li></ul><ul><li>Para hierarquia de diretórios, é adotado o FHS versão 2.2 </li></ul><ul><li>Filesystem Hierarchy Standard (FHS) </li></ul><ul><li>Padronização da organização de diretórios e conteúdo, permitirá predizer a localização dos arquivos em qualquer distribuição </li></ul>
  13. 13. Distribuições <ul><li>Como o Linux é livre, qualquer pessoa pode criar uma distribuição de Linux, mais adequada à sua necessidade </li></ul><ul><li>Existem dezenas (ou mais) de distribuições de Linux disponíveis </li></ul><ul><li>O diferencial entre elas é: ferramentas adicionais, facilidade de instalação, facilidade de gerenciamento </li></ul><ul><li>O sistema de pacotes, que podem ser instalados e gerenciados de forma padronizada, criou linhagens de distribuições </li></ul>
  14. 14. Distribuições - Conectiva <ul><li>Principal distribuição Linux da América Latina </li></ul><ul><li>Usa pacotes RPM e sistema de atualização APT (Advanced Package Tool) </li></ul><ul><li>Foi distribuído pela primeira vez em 1997 </li></ul><ul><li>Sediada em Curitiba, esta distribuição teve um grande esforço em traduzir os programas e grande parte da documentação do Linux para o português </li></ul><ul><li>Possui uma edição para servidores e outra para desktop </li></ul>
  15. 15. Distribuições - RedHat <ul><li>O RedHat Linux surgiu em 1994 </li></ul><ul><li>Inventou o formato de pacotes RPM (RedHat Package Manager), que foi depois utilizado em outras distribuições Linux </li></ul><ul><li>Hoje existem várias edições do RH Linux para desktop , pequenos escritórios, empresas de pequeno e médio porte até para grandes corporações </li></ul>
  16. 16. Distribuições - SuSE <ul><li>Distribuição sediada na Alemanha, o SuSE Linux surgiu em 1992 </li></ul><ul><li>Traduções para diversos idiomas europeus </li></ul><ul><li>É o principal Linux da Europa e também utiliza pacotes RPM </li></ul><ul><li>Além de sua edição principal, a distribuição SuSE ainda conta com diversos produtos de negócios </li></ul>
  17. 17. Distribuições - Debian <ul><li>O Debian Linux começou em 1993 com a proposta de manter uma distribuição o mais livre possível </li></ul><ul><li>É a maior distribuição de Linux não associada a uma empresa </li></ul><ul><li>Usa pacotes no formato DEB disponibilizando um enorme número de pacotes, desenvolveu o sistema APT (Advanced Package Tool), para atualização de pacotes pela Internet </li></ul>
  18. 18. Distribuições - Slackware <ul><li>O Slackware teve o seu primeiro release em 1993 </li></ul><ul><li>É a distribuição que sempre buscou se aproximar o máximo possível do Unix </li></ul><ul><li>Até 1994-1995 foi uma das distribuições Linux mais famosas, principalmente no Brasil </li></ul><ul><li>Sua principal característica é a simplicidade e pouca sofisticação </li></ul>
  19. 19. Entrando e Saindo do Sistema <ul><li>O sistema oferece um prompt parecido com </li></ul><ul><li>Login: [usuário] (Ex: nome=joselito) </li></ul><ul><li>Password: [senha] (Ex: senha=1semnocao) </li></ul><ul><li>Naturalmente a senha não aparece </li></ul><ul><li>Recomenda-se que o login, ou nome de usuário, tenha no máximo 8 letras </li></ul><ul><li>Apenas os primeiros 8 caracteres da senha são significativos </li></ul>
  20. 20. Entrando e Saindo do Sistema <ul><li>Para sair, no prompt do shell, pode-se usar o comando: </li></ul><ul><li>logout </li></ul><ul><li>ou </li></ul><ul><li>exit </li></ul><ul><li>ou </li></ul><ul><li>^D (Control-D) </li></ul>
  21. 21. Desligando o Sistema <ul><li>Procedimento de desligamento do sistema: </li></ul><ul><li>login: root </li></ul><ul><li>Password: ****** </li></ul><ul><li># shutdown -h now </li></ul><ul><li>O comando shutdown(8) também serve para reiniciar o computador (rebootar) </li></ul><ul><li># shutdown -r now </li></ul>

×