Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
Estabilização Econômica, Política   Cambial e Competitividade   Externa no Brasil Pós-Real
O Plano Real e os outros                        planos               REAL                                       OUTROS   ...
O Real e a Abertura Comercial35             Penetração das30           Importações na             Indústria2520151050     ...
O Câmbio Pós-Real    Os ganhos em produtividade experimentados pela economia    brasileira ( 7,5% a.a. entre 1990-95, co...
Efeitos da Política CambialSobre as Exportações:    pouco significativos entre 1994 e 1999: o “quantum”    (quantidades) ...
Efeitos da Política Cambial (cont.)Sobre as Importações:   muito significativos   importações de bens de capital foram  ...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Aula 33 estabilização, política cambial e competitividade - plano real

1,557 views

Published on

Published in: Education
  • Be the first to comment

Aula 33 estabilização, política cambial e competitividade - plano real

  1. 1. Estabilização Econômica, Política Cambial e Competitividade Externa no Brasil Pós-Real
  2. 2. O Plano Real e os outros planos REAL OUTROS não houve congelamento de  congelamento geral de preços; câmbio flutuante; preços, salários e câmbio; política antitruste; controle de preços; ambiente externo favorável;  ambiente externo contas externas desfavorável; superavitárias;  contas externas economia formalmente desequilibradas; aberta (liberalização +  economia fechada com forte MERCOSUL); perspectiva de crise cambial; Valorização cambial resultou da Valorização cambial provocou perdas liberdade de flutuação num substanciais nas reservas e contexto marcado pela forte desequilíbrios insustentáveis no entrada de capitais Balanço de Pagamentos internacionais no País PET-Economia FEAC-UFAL
  3. 3. O Real e a Abertura Comercial35 Penetração das30 Importações na Indústria2520151050 1989 1991 1993 1995 1997 EUA (1990) PET-Economia FEAC-UFAL
  4. 4. O Câmbio Pós-Real Os ganhos em produtividade experimentados pela economia brasileira ( 7,5% a.a. entre 1990-95, comparado a -1,4% a.a. entre 1986-90) levavam naturalmente a uma apreciação da moeda, a qual não ocorreu na prática devido à política cambial seguida antes do Real (desvalorizações reais); O impacto do câmbio sobrevalorizado sobre a estrutura real da economia - especialmente sobre os preços e salários - foi o que garantiu o sucesso da estabilização; Houve uma política ativa de desvalorização do câmbio, via regime de bandas cambiais; PET-Economia FEAC-UFAL
  5. 5. Efeitos da Política CambialSobre as Exportações:  pouco significativos entre 1994 e 1999: o “quantum” (quantidades) de exportações segue seu padrão histórico, ou seja, cresce 5,4% ao ano para o total da pauta de exportações (5,8% para manufaturados);  após a maxi-desvalorização de janeiro de 1999 (45%), o crescimento do quantum de exportações é de 7,7% (4,3% para manufaturados);  em 2000, os números são 12% e 19%, respectivamente para o total e para manufaturados; PET-Economia FEAC-UFAL
  6. 6. Efeitos da Política Cambial (cont.)Sobre as Importações:  muito significativos  importações de bens de capital foram importantes para tornar mais competitiva a indústria instalada no país e para viabilizar investimentos em setores de ponta;  choque de oferta foi essencial para a estabilização da economia; PET-Economia FEAC-UFAL

×