Successfully reported this slideshow.

Currículo e Formação: Diversidade e Relações Étnico-raciais

2

Share

Loading in …3
×
1 of 11
1 of 11

More Related Content

Related Books

Free with a 14 day trial from Scribd

See all

Related Audiobooks

Free with a 14 day trial from Scribd

See all

Currículo e Formação: Diversidade e Relações Étnico-raciais

  1. 1. Sobre os Autores... Cláudio Orlando Costa do Nascimento Negro, nasceu em Salvador-BA, Professor Adjunto I no Centro de Formação de Professores (CFP), Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) Doutor em Educação pela Faculdade de Educação (FACED) da Universidade Federal da Bahia (UFBA), Mestre em Educação (FACED-UFBA), Pós- Graduado e Psicologia Organizacional (UNIFACS-Ba) e Graduado em Pedagogia e Supervisão Escolar pela Universidade Católica do Salvador (UCSAL-Ba). Rita de Cássia Dias Pereira de Jesus Negra, nasceu em Cachoeira-BA, possui graduação em Pedagogia pela Universidade Federal da Bahia (1997), graduação em Direito pela Universidade Católica do Salvador (1993), especialização em Direitos Humanos pela UNEB/Ministério Público da Bahia (2002), mestrado em Educação pela Universidade Federal da Bahia (2001), Doutorado em Educação, UFBA (2007). Atualmente é professora adjunta I da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia, Centro de Artes, Humanidades e Letras – CAHL-UFRB
  2. 2. Sobre a Obra.... Currículo e Formação: Diversidade e Relações Étnico-Raciais é uma produção inspirada na noção de diversidade como um referencial político, epistemológico, pedagógico, antropológico, logo se consubstancia numa perspectiva que valoriza as interdependências e complementaridades dos nossos discursos, das experiências, das vivências, dos estudos e produções, notadamente, no que se relaciona à temática étnico-racial e suas implicações educacionais. Optamos por uma abordagem complexa, contextualizada, que dialoga de forma crítica com os cenários atuais, nos quais há narrativas que buscam, em nome de uma diversidade, escamotear a pertinência dos discursos raciais, das ações afirmativas, resultantes das lutas e conquistas empreendidas, especialmente, pelos negros e negras, organizados em diversos grupos políticos, sociais, acadêmicos, religiosos, dentre outros
  3. 3. Da importância da Auto - Biografia. A Formação através das Histórias de Vida “Uma escrita e leitura de si” A história de vida pode se configurar, portanto, em uma análise do processo de formação profissional, a partir de um empreendimento historiográfico, que tem ênfase nos aspectos da inserção social e cultural da pedagogia e da educação. Compõe, outrossim, um conjunto das representações sobre o mundo social, o ideário que as pessoas admitiram para estabelecer relações em sociedade. (JESUS, 2007, p. 26) Biografias educativas (JESUS, 2007, p. 26) A importância da auto-biografia para educação São as suas experiências de vida e às conseqüências delas para a formação que o constitui como indivíduo, “àquilo que o torna
  4. 4. Do papel político-pedagógico-social do Currículo. Currículo: Um instrumento político A Lei 10.639 Currículo: Construção do Conhecimento – Construção de nós mesmos Currículo: Mecanismo de construção/imposição de Identidades [...] que o indivíduo não se separa do seu contexto sócioeconômico e cultural, sendo dele um reflexo, o que disso se distingue entra como exceção; as identidades (raça, origem social, confissão religiosa, condição sócioeconômica etc) são condicionantes do seu “lugar” social, as escolas repetem este padrão, pondo na prática propostas diferenciadas, “adequadas” aos diferentes contextos. [...] tal currículo forma o “indivíduo certo” para o “lugar social” a ele adequado, numa ação
  5. 5. Da Formação Docente. “os sujeitos aprendem e ensinam através de vivências, resistências e lutas”. Aspectos da Formação Docente. O formar-se professor dá-se num processo contínuo, seja nas fases distintas do ponto de vista curricular realizadas durante a formação inicial, seja na progressiva educação, proporcionada pelo exercício da profissão [...] trata-se de um processo que tem de manter princípios éticos, didáticos e pedagógicos comuns independentemente do nível de formação e da fase em que seja desenvolvido. A Formação Docente e a construção de identidades. A Formação Docente na construção das identidades etnicos- raciais. A voz do professor na Formação Docente
  6. 6. Cultura, raça, gênero e religiosidade na Formação Docente. Cada negro letrado no Brasil tem a obrigação de sistematizar as suas próprias lembranças. É assim que a experiência de cada um é um trecho de realidade vivida, de muita valia para nós mesmos e para os outros, e que as narrativas nascidas daí se transformem em currículo, bem como uma pauta formativa da nossa sociedade, que historicamente jogou o negro nos sofrimentos atrozes da desigualdade, negou e silenciou a sua cultura e religiosidade, tornando-o uma ausência sociocultural e histórica em muitos espaços importantes da nossa sociedade. (CASTRO, U. 2007). A Formação para a Afirmação das identidades étnico-raciais. A questão da religiosidade na Formação Docente A importância de uma Formação Docente que inclua temas que relacionem a educação com a multiculturalidade, a etnicidade, a raça, classe e gênero
  7. 7. Das proximidades do PET – Conexões com a obra Currículo e Formação.
  8. 8. Referências: Nascimento, Cláudio Orlando Costa do. Jesus, Rita de Cássia Dias Pereira de. Currículo e Formação: diversidade e educação das relações étnico-raciais. Curitiba: Progressiva, 2010, 338pgs.
  9. 9. Prezados(as), faremos o nosso seminário no dia 27 de fevereiro, a partir das 14h, em Cruz das Almas, conforme agendamento anterior. para a apresentação, cada um deverá organizar uma apresentação em ppt, com o máximo de 10 slides, para duração de 15 a 20 minutos. 1. Introdução à obra: quem é o(a) autor(a), o tema central abordado/principais argumentos, quais as problemáticas que se propõe a responder, razões pelas quais o(a) autor(a) se propôs a pesquisar tal tema. 2. apresentar as análises em relação à obra, apresentar as considerações pessoais e levantar hipóteses e considerações. Visão Crítica. 3. destacar os pontos importantes da obra em relação ás temáticas de foco do grupo PET- acesso, permanência, pós-permanência, política safirmativas, afiliação universitária, história de vida-autobiografias.

×