JORNAL DE MARICÁDiretor Responsável: Edison Torres               Ano XLVIII Número 01             Fevereiro 2013          ...
02     Fevereiro - 2013                                                                                              JORNA...
JORNAL DE MARICÁ                                                                                                          ...
04      Fevereiro - 2013                                                                                                 J...
JORNAL DE MARICÁ                                                                                                          ...
06 Fevereiro - 2013                                                                                                     JO...
JORNAL DE MARICÁ                                                                                                          ...
08 Fevereiro - 2013                                                                                                   JORN...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Jornal de Maricá fevereiro 2013

1,143 views

Published on

2 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • mengão
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
  • Hoje lendo o JORNAL DE MARICÁ, ano XLVIII, Número 01, de fevereiro de 2013, de Maricá-RJ, e Diretor Responsável: Edison Torres, página 07, sob o título: OS AMBIENTALISTAS VOLTAM A ATACAR (imagem abaixo), assinada pelo Sr. Comandante Carlos Nardin (sic. que não faço a mínima ideia de quem seja), que pela segunda vez (ao menos que eu tenha tomado conhecimento ao ler) produz uma opinião completamente inconsistente, com a condução de informação (desinformação) e de forma equivocada, pior ainda no momento em que a mesma apresentada desqualifica diversos colegiados e profissionais habilitados em detrimento de assuntos que ele desconhece e de forma leguminosa põe há disposição a entidade que diz “possuir” (Centro dos Capitães da Marinha Mercante), como se estes tivessem habilitados para tal esclarecimento.
    Continua no link: http:/wp.me/pWUd1-1Ay
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
1,143
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
406
Actions
Shares
0
Downloads
1
Comments
2
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Jornal de Maricá fevereiro 2013

  1. 1. JORNAL DE MARICÁDiretor Responsável: Edison Torres Ano XLVIII Número 01 Fevereiro 2013 Maricá - RJA ÚLTIMA CANALHICE DE QUAQUÁ A descisão infeliz, absurda, intempestiva, desumana e canalha do prefeito Quaquá em retirar o busto do Sr. Jacintho Luiz Caetano de seu pedestal em frente ao terminal rodoviário mereceu repúdio da população inclusive de petistas e aliados, funcionários da prefeitura de segundo e terceiro escalão que vêm naquele cidadão um dos seus grandes benfeitores. A Lei que deu o nome ao terminal rodoviário, foi aprovada em 17 de março de 1997 pela Câmara Municipal e a sua retirada é uma afronta, um desrespeito e uma violação dos preceitos da constituição e da lei orgânica do município. Págs. 3, 4 e 5. EM ANO DE CABRAL TRAIU O ELEIÇÃO PARA PMDB DE MARICÁ DEPUTADO Lendo a sessão Vozes da Rua na ESTADUAL E página 2, o leitor ficará sabendoFEDERAL, MARICÁ porque Cabral traiu o seu partido emPODERÁ SER TEMA Maricá. Tudo começou quando ele esteve aqui em Março distribuindoDA GRANDE RIO EM esmolas para a população carente. 2014 Desde, então, não desgrudou mais de Quaquá a quem deu tudo o que um candidato precisa para se eleger. SUMIU O presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Manoel Alberto Rebelo, ficou chateado com uma gafe cometida pelo prefeito de Maricá, Washington Quaquá (PT). O magistrado esteve em Maricá para inaugurar uma Vara Criminal, e o petista não deu o ar da graça na cerimônia. Nas demais cidades, a Página 08 recepção foi diferente.PELO RETORNO DA DIGNIDADE E DA VERGONHA PÚBLICA EM MARICÁ, PRECISA-SE COM URGÊNCIA DE UM VEREADOR Página 08
  2. 2. 02 Fevereiro - 2013 JORNAL DE MARICÁVOZES DA RUA VOZES DA RUA DA RUARUA VOZES DA RUA VOZES VOZES DAA TRAIÇÃO DE CABRAL Desde quando esteve aqui no mês de Março passado, distribuindo esmolas à população de baixa renda do município, o governador Sérgio Cabral já dava sinais evidentesde que não iria apoiar Ricardo – o candidato de seu partido à prefeitura. Em nenhum momento o governador que subiu no palanque com outros candidatos do PMDB no Estado acenou com seu apoio a Ricardo Queiroz, muito pelo contrário,deu tudo o que um candidato precisa para se eleger e isso fez com Quaquá que carregou a tira-colo desde o inicio do ano. Tudo isso para agradar a Dilma e a Luis Inácio aquem pede a benção toda vez que aparece uma oportunidade. O JM já sabia disso desde quando Sérgio Cabral aqui chegou ignorando Ricardo e ficando ao lado do prefeito que recebeu todas as benesses do primeiro mandatárioestadual. O moço, segundo a mídia, quer ser candidato a vice-presidente da republica. Pode?VITIMA DE SEU PROPRIO ATO PÉSSIMA QUALIDADE PDT SEM VEREADOR REVANCHISMO O vereador Luciano Rangel Junior Mais uma vez o nosso legislativo será Para quem já chegou a eleger quatro Um conceituado médico da cidadeprovou do veneno que ele próprio de péssima qualidade. Mas, o povo gosta, vereadores numa só eleição, é difícil que foi candidato a vereador, terminada apreparou. No inicio, indeciso e seguindo fazer o quê? A turma do entra mudo e sai acreditar que nesta não tenha feito refrega eleitoral, foi impedido de retornaras orientações de Quaquá, decidiu, como calado, continua muito bem representada nenhum. Sem dinheiro, os candidatos do ao seu local de trabalho no posto de saúdepresidente, que a Câmara continuará com apesar de ter sofrido um desfalque. partido preferiram acreditar no eleitor. E do Bairro da Amizade. Como é concursadoonze vereadores e não dezessete ou se deram mal. o deixaram apenas no posto de saúdedezenove como prevê a lei orgânica EMANCIPAÇÃO A classe médica teria em Marcos Pires central. Esse é mais um ato demunicipal. Conclusão: quando brigou com um grande representando. Márcia Braz revanchismo.Quaquá já era tarde e não dava mais O repórter foi informado que está sendo despontou como candidata de Pontatempo de aumentar por expiração do prazo preparado um movimento muito grande Negra, que mais uma vez não elegeu QUERIA SER PRESIDENTEpara tal. Amargou uma derrota que não para trazer de volta a questão da ninguém e Ciro Fontoura seria oteria acontecido se o número de emancipação de Inoã e Itaipuaçu com a candidato da juventude. O negocio é que O vereador eleito Chiquinho do Traillervereadores tivesse sido aumentado, criação do município Barão de Inoã. Faz eles tem cultura e o povo não quer (PT), quando candidato proclamava aosLuciano vai ser agora empresário da noite. sentido. ninguém qualificado ocupando as quatro ventos que se eleito, seria o cadeiras da Câmara. O que é uma pena. presidente da casa. Mas como quemACREDITAR EM MENTIRAS OITO MIL A MENOS manda é o prefeito, Chiquinho ficou quieto GRATIFICAÇÃO FOI PRO ESPAÇO e obedeceu ao seu amo. Apesar de derrotado na majoritária o Quaquá foi reeleito, mas teve oito milPMDB conseguiu fazer quatro vereadores, votos a menos que em 2008. Isso quer Antes da eleição para conquistar votos, TODO PODEROSOsendo três da legenda e um da coligação dizer que esses oito mil deixaram de o prefeito Quaquá, assinou atocom o PC do B. Frank Costa um eterno acreditar em suas promessas e mentiras concedendo uma gratificação especial a Alias o vereador Chiquinho é o tododesconhecido e Filipe Bittencourt são os o que não foi suficiente para tira-lo do todos os comissionados da prefeitura. poderoso da saúde. Manda nomear enovatos que nos últimos dias de poder. Passada a eleição, agora segundo o que manda exonerar. Será que vai ter umacampanha não pediram mais votos para informa o JOM – Jornal Oficial do queda de braços com a secretária JaneteRicardo. Já Bidi que volta ao legislativo, PALAVRA SÁBIA Município, Quaquá cortou a gratificação Valadão? Chiquinho goza da simpatia datodo mundo aposta que estará ao lado de que havia concedido deixando todo primeira dama.Quaquá. Isso quer dizer que não haverá De uma leitora do JM ao encontrar com mundo a ver navios.mais uma vez oposição na Câmara o que o repórter na rua: “Existem três classes: o BOM NOMEé péssimo para o povo e ótimo para o rico, o pobre e o miserável. Este ultimo foi DRAMA SE REPETEprefeito. o que votou em Quaquá”. Isto é, o Zola Xavier era um bom nome para miserável, o faminto, o vendedor de voto. Um leitor desse jornal foi ao Hospital ocupar a Secretaria de Cultura. FoiCAMPANHA DE VALORIZAÇÃO Conde Modesto Leal, marcar uma esquecido porque tem contra ele, a 3ª IDADE DO PDT consulta na especialidade de geriatria. primeira dama com quem bateu de frente Há quatro eleições o Jornal do Mandaram ele voltar em Março para, quando ocupou a Secretaria deMunicípio vem se batendo por um O professor Nilton Moraes participa ainda marcar a referida consulta, isto é, Comunicação Social em 2009.legislativo qualificado publicando regras todas as quartas-feiras da reunião do quando ele será atendido, só Deus sabe.que fazem parte do dia a dia da política, Movimento dos Aposentados, Pensionistas SECRETARIA EXTINTAtem vereador eleito que não sabe o que é e Inativos do PDT. DEU NO EXTRAuma lei orgânica municipal. Mas o povo As reuniões são realizadas na sede da Entre as secretarias extintas nessequer essa turma lá. Fundação Alberto Pasqualini no Rio de Lixo delivery. governo, que começa o segundo Janeiro. Carlos Alberto Rodrigues que foi O vereador de Maricá, Cláudio Ramos mandato, está a de Comunicação Social.COMPRA DE VOTOS meu colega na Marinha Mercante, (PDT) se revoltou com os problemas da A secretária Alba Valéria foi pro espaço e também está integrado ao movimento. coleta de lixo. agora quem comanda a comunicação do Não adiantou a “rigorosa” fiscalização O moço pegou os montes de sacos prefeito é uma agência de publicidade e odo TRE no dia 07 de Outubro. Prevaleceu, que se acumulavam em sua rua e pôs toda novo ouvidor geral, Jorge Castor.em sua grande maioria, a compra de votos. sujeira na porta da prefeitura.Expediente: Jornal de MaricáDiretor Responsável Edison Torres – Reg. Prof. 385 – DRT – PA Digitação Stéphanie Dalliany e Simone MarquesProgramação Visual: PR Produções Representante: Tráfego PublicidadeDistribuição: Av. Rio BRanco 14 - 18º andar - Centro - Rio de Janeiro - RJImpressão: A Tribuna Tiragem: 10 mil exemplares
  3. 3. JORNAL DE MARICÁ Fevereiro - 2013 03 O escárnio com que a desclassificadoindividuo, vulgo Quaquá, que infeliz e QUAQUÁ COMETE MAIS UM ATO CRIMINOSO item III – “proteger os documentos, as obras e outros bens de valor históricodesgraçadamente é o prefeito de Maricá,e se desmanda com ódio contra um COM A SUA ÚLTIMA PATIFARIA, QUE PODE e os sítios arqueológicos”. Quaquá engana-se quando se arrogasímbolo representativo da história e culturada cidade, somente se explica pela falta GERAR PRISÃO DE ATÉ QUATRO ANOS a intenção de prejudicar e ofender a dignidade da família Caetano, que gozade caráter, de dignidade e inconsequente monumental sem autorização da conceituada de Maricá, a Viação Nossa na sociedade Maricá o mais alto conceitopostura cívica e histórica, face as tradições autoridade competente ou em desacordo Senhora do Amparo, que há mais de 60 e respeito pela dignidade que grangeoue respeito que a sociedade dedica e cultua com a concedida. Pena – reclusão, de 1 anos se dedica ao transporte de no passado e mantém intocável até osas personalidades que no passado (um) a 3 (três) anos e multa. passageiros, com boa e reconhecida dias de hoje. O ato desprezível, abjeto eprestaram relevantes e reconhecidos A charge do Willy, que estampamos na prestação de serviços, sendo a empresa asqueroso, destruindo o Busto de Jacintoserviços ao povo e à Maricá. capa junto com está matéria, antevê o que mais trabalhadores emprega na Caetano e tirando da Rodoviária a O ato vil, desprezível e indigno praticado uniforme que será usado por Quaquá, na cidade e a que mais contribui com o denominação que o Poder Legislativo epelo prefeito Quaquá, retirando o moradia que o espera no presídio do pagamento de impostos. Executivo lhe outorgou, atingiu toda amonumento com o Busto de Jacintho Luiz Bangu, não só e apenas pelo crime de A inveja e o ódio que esse energúmeno sociedade, face à estima e consideraçãoCaetano, que a sociedade de Maricá erigiu destruir o monumento que a cidade denoda contra a referida Empresa, vem com que desde a juventude, no começoem homenagem e reconhecimento prestou em homenagem ao cidadão de longa data, pois desde que aqui do século passado, o patriarca da famíliadevidos ao saudoso e emérito cidadão, Jacintho Luiz Caetano, pelas obras sociais chegou, escudado na bandeira petista, iniciou suas polivalentes atividades, quecujo monumento estava localizado no e empreendimentos que realizou em apregoava e maldizia a empresa, os os seus descendentes também com garrajardim de frente a estação rodoviária, benefício do município e da comunidade ônibus e seus empregados, aproveitando e disposição de trabalho, mantém emsituada na Avenida Roberto Silveira, ao de Maricá, muitíssimo diferente das do jornal do Partido para constantemente pleno progresso e evolução, em especiallado do CIEP, constitui uma felonia e uma escroquerias e roubalheiras que esse difundir suas malévolas aleivosias. Por a Viação Nossa Senhora do Amparo, quecanalhice com requinte de absurda patife Quaquá vem praticando há quatro nada conseguir com suas malsinadas presta bons e especiais serviços para oofensa aos brios da sociedade de Maricá, anos, desde que assumiu a Prefeitura, pregações contra a empresa, que cada transporte da população trabalhadora deque histórica e merecidamente fraudando licitações e concorrências e se dia mais progredia e se expandia com a Maricá.homenageava seu estimado e querido apropriando descaradamente dos cofres renovação e aumento da frota e O ato mesquinho próprio de umantepassado, em quem reconheciam o públicos. modernidade no transporte, mais individuo que nestes quatro anos deseu passado de glórias, e a sua efetiva Esse arrivista que veio de outras plagas, aumentava o ódio e inveja de Quaquá, que desastrosa e corrupta administração,participação no desenvolvimento urbano, de passado inexistente, e cujas ações depois de eleito Prefeito, tem procedido mostrou constantemente as continuadascomercial, industrial, cultural, político e inescrupulosas como vem praticando intensa e maldosa campanha contra a mazelas e desmandos que praticou,social, cujos benefícios em prol do criminosamente no presente, desconhece Empresa, visando incompatibilizá-la com principalmente contra a populaçãomunicípio, principalmente no setor do as tradições, a história, a moral e o público passageiro. carente, infeliz e desgraçada, como astransporte público, propiciou que a dignidade da sociedade de Maricá. O ato Contrariado no seu propósito de dezenas de mulheres que desfilaram naCâmara Municipal, em mérito às de vandalismo e bandidagem com que prejudicar a Empresa, enfurecido, raivoso, cidade, angustiadas e mortificadas pelarelevantes ações praticadas em benefício destruiu o monumento e derrubou o busto com inveja e ódio, tramou a torpeza e morte dos recém nascidos, queda cidade, editou em 17 de março de 1997 de Jacintho Caetano, cometendo além do maldade de destruir o monumento com o miseravelmente morreram no Hospital pora Lei nº 1618, sancionada pelo prefeito crime apontado e descrito nas leis federal, Busto do saudoso e valoroso cidadão, e falta de medicamentos e assistênciaLuciano Rangel, dando em sua estadual, e municipal como consta na Lei mais, com requinte de barbaridade investe médica. A lamúria das infelizes mães,homenagem e honra a denominação de Orgânica do Município, o que vem também com a denominação do Terminal vestindo luto, protestando eTERMINAL RODOVIÁRIO JACINTO LUIZ sobejamente demonstrar o caráter Rodoviário, excluindo o nome de Jacintho responsabilizando em público, na PraçaCAETANO (veja página 4). peçonhento de um sujeito desprovido de Luiz Caetano, que a Municipalidade havia Orlando de Barros, perante considerável A loucura desse mentecapto Quaquá, princípios morais e dignos, incapacitado, outorgado através da Lei n. 1618, multidão, chamando lamuriosamente oque vêm se locupletando há quatro anos, portanto, de chefiar e dirigir a sancionada pelo Prefeito Luciano Rangel, desprezível prefeito, com firme entonação,com a prática despudorada de administração da Prefeitura de Maricá, em 17 de março de 1997 (veja página 4). “Quaquá canalha, safado, covarde ecomprovada corrupção e deslize nas que se encontra sob a sua direção Também numa demonstração da baixeza ladrão”.ações administrativas da municipalidade, chafurdada em fétida excrescência. do seu caráter e extravasar de ódio, O jornalista, que no passado, por váriasaprontou mais outra, que fatalmente o Esse biltre, que continua passando por cima das normas legais e vezes privou com Jacintho Caetano,levará pela delinquência como procede inexplicavelmente no exercício do cargo em confronto com a competência da inclusive em companhia do ilustre homemna Prefeitura, a curtir no xadrez, municipal, por omissão e leniência da Câmara Municipal, substitui a público Senador Amaral Peixoto, queigualmente, como seus companheiros Justiça, e das polícias estadual e federal, denominação do Terminal Rodoviário, merecidamente o distinguia comopetistas condenados pelo Mensalão. Isto gozando de uma impunidade absurda, se contrariando a Lei Municipal nº 1618, de prezado amigo e companheiro, além deacontecerá devido a estupidez, burrice e vê por certo plenamente acobertado para 17/03/1997. considerá-lo importante personalidadeignorância que o levou pelo ódio que continuar praticando a sua concupiscente A Constituição Federal, em seu artigo progressista e empreendedor, - diante daemana da sua raiva pública contra a criminalidade. 5º, itens X e LXXII, e artigo 216, itens I, IV e torpeza, canalhice, infâmia e desonraempresa Viação N. S. do Amparo, a Solicito dos leitores de Maricá, que V e seu parágrafo 1º, define que os praticada por Quaquá, no caso dacometer o crime de iconoclastia, leiam os dados das lutas e a vida desse monumentos constituem patrimônio destruição do monumentoconsiderado e punível, como disposto na brasileiro, Jacintho Luiz Caetano, que cultural brasileiro e são invioláveis, seguido histórico,acompanhado da insólita,Lei nº 9.605, de 12 de fevereiro de 1998, publicamos à parte, verdadeiro do parágrafo 4º, que dispõe “os danos e aviltante, mesquinha e ilegal mudança daque - “Dispõe sobre as sanções penais e bandeirante e aventureiro, que dedicou ameaças ao patrimônio cultural serão denominação da rodoviária, - constituiu àadministrativas derivadas de condutas e toda sua existência em prol do punidos na forma da lei”. suas expensas, advogado paraatividades lesivas ao meio ambiente”, e desenvolvimento da cidade de Maricá e Também a Lei Orgânica do Município impetração da devida Ação Popular paradá outras providências. se tornou merecedor de todas as honrarias de Maricá, promulgada em 05 de abril de repor no mesmo local o referido e glorioso Seção IV – Dos crimes contra o que lhes foram tributadas pela sociedade. 1990, da qual o jornalista, na ocasião era monumento, além de queixa-crimeOrdenamento Urbano e o Patrimônio Ao revés temos figura do sacripanta, vereador e foi o presidente da Comissão baseado no artigo 62 da Lei nº 9.605, deCultural - Art.62 - Destruir, inutilizar ou sevandija, desprovido de pudor, de Constituinte da referida Lei e signatário, 12 de fevereiro de 1998, que configura adeteriorar: Art. 63 – Alterar o aspecto ou vergonha e de honestidade, cuja igualmente estabelecem direitos, pena de reclusão de até quatro anos eestrutura de edificação ou local característica principal desde que aqui garantias e competência administrativa multa, inclusive a cassação do mandatoespecialmente protegido por lei, ato chegou, foi demonstrar e fazer questão de obrigatória, como definida no seu artigo de Prefeito. Nessas circunstâncias oadministrativo ou decisão judicial, em extravasar sua inveja e ódio contra as 50, de “item I - zelar pela guarda da jornalista espera que Maricá se livrarárazão de seu valor paisagístico, ecológico, personalidades notáveis da cidade, Constituição, das leis e das dessa excrescência putrefata, vulgoturístico, artístico, histórico, cultural, concentrando seu rancor contra a família instituições democráticas e conservar Quaquá.religioso, arqueológico, etnográfico, ou Caetano e a empresa mais importante e o patrimônio público”, acrescido do Orpheu Santos Salles - Jornalista
  4. 4. 04 Fevereiro - 2013 JORNAL DE MARICÁ AÇÃO POPULAR CONTRA ATO DE VANDALISMO DO PREFEITO A decisão infeliz, absurda, intempestiva e desumana do prefeito Quaquá em retiraro busto do Sr. Jacinto Caetano de seu pedestal no terminal rodoviário, representou umtiro no coração do povo de Maricá, que vê naquele maricaense um grande benfeitorda cidade desde os tempos em que ela precisou de energia elétrica. Foi seu Jacinto,na época um comerciante bem sucedido quem comprou o primeiro gerador queiluminou o centro da cidade para os festejos do aniversário de emancipação político-administrativa. Ele está inserido na galeria dos pioneiros do transportes da região e tirar o seunome do terminal que foi concedido por lei através da Câmara Municipal e do ex-prefeito Luciano Rangel, é uma afronta, um desrespeito e uma violação dos preceitosda constituição federal e da lei orgânica do município. AÇÃO POPULAR Essa decisão esdrúxula não ficara sem resposta. Um grupo de amigos tendo afrente o jornalista Orpheu Salles prepara uma ação popular para dar entrada na justiça,visando restabelecer a ordem com a volta do busto para seu lugar já que a decisão doprefeito se constitui num ao lesivo ano patrimônio publico de acordo com o parágrafo72 da constituição federal e artigo 331 da Lei Orgânica, parágrafo II !proteger e restaurara diversidade e a integridade do patrimônio genético e paisagístico, histórico earquitetônico”. DE SÃO GONÇALO PARA MARICÁ Miguel Moraes (PT), que foi vice na chapa de Adolfo Konder (PDT) à Prefeitura de São Gonçalo, assumiu a Secretaria de Direitos Humanos de Maricá. Eles não é o único petista de São Gonçalo – segundo maior colégio eleitoral do estado – a ir para lá. As péssimas línguas dizem que o prefeito Washington Quaquá (PT) quer se fortalecer no partido para viabilizar a sua candidatura a deputado federal e a de sua mulher, Rosangela Zeidan, a Alerj. Aliás, Miguel Moraes já chegou pegando um rabo de foguete. Ele ficou responsável pelo Mercado das Artes, onde falsos artistas e artesãos querem fazer dali extensão de suas casas, Miguel Moraes disse que continuará o belo trabalho feito por Patrícia e Margareth (secretaria de trabalho) e mandou um recado: OS ARTESÃOS DA RUA DA ALFÂNDEGA PODEM COMEÇAR A ARRUMAR AS MALAS! AS MULHERES E HOMENS DE BEM DE MARICÁ Bandidos , escroques e corruptos comprovados, como são qualificados pelos contraditório, onde seria reafirmado e demonstrado cabalmente como consta noMinistros do Supremo Tribunal Federal, os ladrões de dinheiro publico que foram processo, o crime eleitoral da entrega dos 14.000 notebooks aos pais dos estudantes,condenados no processo do MENSALÃO, os quais se assemelham e se igualam ao com os quais condicionava a obrigação do voto. Com o absurdo impedimento e negativacorrupto prefeito Quaquá, que juntamente com seus companheiros e correligionários frustrante do contraditório, e a firme disposição da relatora defendendo e justificandose instalaram na administração da Prefeitura de Maricá, para praticarem as a prática criminosa da entrega dos 14.000 notebooks, o recurso foi acolhido porroubalheiras como estão sendo denunciadas. unanimidade. Os crimes e a corrupção com que Quaquá tem sido denunciado na Justiça, nas O jornalista esteve presente ao julgamento e se retirou triste e envergonhado compolícias federal e estadual, estão carreadas de provas evidentes das bandalheiras e o infeliz resultado.roubos públicos praticados. Apesar dos pesares, resta ainda uma esperança de prevalecer no Superior Tribunal A juíza eleitoral de Maricá, Dra. Juliane Mosso Guimarães, aceitando a denuncia Eleitoral, a justa impugnação da candidatura de Quaquá, como deferida pela dignada promotora Renata Scarpa, impugnou o corrupto Quaquá por oito anos, face a juíza eleitoral de Maricá.prova absoluta da transgressão eleitoral referente à entrega de 14.000 notebooks, A esperança reside também no posicionamento do Procurador Regional Federal,fornecida aos estudantes, com o objetivo de conseguir os votos dos pais dos estudantes Dr. Mauricio Rocha Ribeiro, que de oficio, entrará com recurso ao Superior Tribunalque receberam o computador. Eleitoral, onde sob o justo julgamento naquela alta Corte Eleitoral, será restabelecida Infelizmente, o processo da impugnação e condenação de Quaquá, pela justiça a cassação dos direitos políticos do nefando Quaquá, possibilitando a sua expulsãoeleitoral de Maricá, teve um recurso interposto perante o Tribunal Regional Eleitoral da Prefeitura, acompanhado da corja que se aboletou na administração municipal.do Rio de Janeiro, através de seus advogados, que lamentavelmente contou com obeneplácito e favorecimento da relatora. Ela, ao não aceitar a participação da figura Orpheu Sallesdo amicis curei, impediu a sustentação oral do nosso advogado para proceder o
  5. 5. JORNAL DE MARICÁ Fevereiro - 2013 05 O QUE DIZEM A CONSTITUIÇÃO FEDERAL E A LEI ORGÂNICA MUNICIPAL SOBRE O ATO DE VANDALISMO DO PREFEITO DISPOSITIVOS DA CONSTITUIÇÃO Constituição Federal:- Artigo 5o. – perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantido-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade dodireito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nostermos seguintes: X – são invioláveis a intimidade, a vida privada, a honra e a imagem daspessoas, assegurado direito a indenização pelo dano material e moraldecorrente de sua violação; LXXII – qualquer cidadão é parte legitima para propor ação popular quevise a anular ato lesivo ao patrimônio público ou de entidade de que oEstado participe, à moralidade administrativa, ao meio ambiente e aopatrimônio histórico e cultural, ficando o autor, salvo comprovada má-fé,isento de custa judiciais e do ônus da sucumbência. Art. 216 – Constituem patrimônio cultural brasileiro os bens de naturezamaterial e imaterial, tomados individualmente ou em conjunto, portadoresde referência à identidade, à ação, à memória dos diferentes gruposformadores da sociedade brasileira, nos quais se incluem: I – as formas de expressão; IV – as obras, objetos, documentos, edificações e demais espaçosdestinados às manifestações artístico-culturais. V – os conjuntos urbanos e sítios de valor histórico, paisagístico, artístico,arqueológico, paleontológico e científico. Parágrafo 1o. – O poder público, com a colaboração da comunidade, DISPOSITIVOS DA LEI ORGÂNICA DO MUNICÍPIO DE MARICÁpromoverá e protegerá o patrimônio cultural brasileiro, por meio deinventários, registros, vigilância, tombamento e desapropriação, e de outra Art. 50 – É da competência administrativa comum ao município, da União e do Estado,formas de acautelamento e preservação. o observada a lei complementar federal, o exercício das seguintes medidas: Paragrafo 4 . – Os danos e ameaças ao patrimônio cultural serão punidos I – zelar pela guarda da Constituição, das leis e das instituições democráticas e conservar ona forma da lei. patrimônio público; III ´ proteger os documentos, as obras e outros bens de valor histórico e os sítios arqueológicos Art. 246 – A política urbana a ser formulada pelo Município e, onde couber, pelo Estado, atenderá ao pleno desenvolvimento das funções sociais da cidade com vistas à garantia e melhoria na qualidade de vida de seus habitantes. Parágrafo 1o. – As funções sociais da cidade são compreendidas como direito de todo cidadão de acesso à moradia, transporte público, saneamento básico, energia elétrica, gás canalizado, abastecimento, iluminação pública, saúde, educação, cultura, creche, lazer, água potável, coleta de lixo, drenagem de vias de circulação, contenção de encostas, segurança e preservação do patrimônio ambiental e cultural. Art. – 331 – Todos tem direito meio ambiente ecologicamente saudável e equilibrado, bem de uso comum ao povo e essencial à qualidade de vida, impondo-se a todos, e em especial ao Poder Público o dever de defende-lo, zelar por sua recuperação e proteção em benefício das gerações atuais e futuras. Parágrafo 1o. – Para assegurar a efetividade desse direito, incumbe ao Poder Público: II – proteger e restaurar a diversidade e a integridade do patrimônio genético e paisagístico, histórico e arquitetônico. Art. 405 – O Município garantirá a todos o pleno exercício dos direitos culturais e o acesso às fontes de cultura nacional, estadual e municipal, e apoiará e incentivará a valorizaçzaçavtadual e municipal, e apoiaridade de is se incluem:ito a indenizaçavãodas manifestações culturais, através de: VII – proteção de documentos, das obras e outros bens de valor histórico, artístico, cultural e científico, os monumentos, as paisagens naturais notáveis, arqueológicos , espeleológicos, paleontológicos e ecológicos; Art. 437 – A lei não prejudicará o direito adquirido, o ato jurídico e a coisa julgada. Art. – 444 – São mantidos os atuais símbolos, brasão, hino e a bandeira do Município de Maricá. JORNAL DE MARICÁ, SEMPRE A VERDADE!
  6. 6. 06 Fevereiro - 2013 JORNAL DE MARICÁ O PODER DO GOVERNO MARICÁ NÃO PRECISA MUNICIPAL EMANA DE UM BATALHÃO DA PM REALMENTE DO POVO? O prefeito estaria forjando um abaixo-assinado para jogar o povo contra a Viação Nª. Sª. do Amparo, a Cedae e por incrível que pareça com a policia militar. Nas duas tentativas Cartas (dia 18 de janeiro, um dia após a “retomada do terminal Tenho pensado muito no que li acerca do povo não ser livre rodoviário” e depois no dia 1º de fevereiro) não conseguiupara escolher seus governantes enquanto o povo for suscetível êxito devido as enormes pressões que a TV Copacabana ea suas necessidades que estão diretamente ligadas ao dinheiro. Jornal Barão de Inohan fizeram contra o ato insano. A empresa Amparo não é dona da linha, é apenas Sabemos hoje que mais da metade da população concessionária; a Cedae renovou um contrato por mais vinte O que aconteceu com o movimentomaricaense NÃO VOTOU NO ATUAL PREFEITO, isto é um fato anos e a PM segundo declarações do comandante do 12º Estamos Juntos, criado para derrotar Quaquá?comprovado nas urnas. Batalhão, Coronel Wolney Dias quando sua participação Houve um desentendimento entre seus na posse do Conselho Comunitário de Segurança, realizado principais integrantes e o que se viu foi o fim do Mas a minoria logrou êxito em reeleger este prefeito porque recentemente, declarou em alto e bom som, que Maricá movimento e a vitória de Quaquá.acreditava estar garantido para eles e/ou seus familiares não precisa de um batalhão e sim do aumento de seu efetivo. José Luis Albuquerqueemprego, saúde, educação, na base da troca de votos em prol Mas segundo palavras do prefeito no dia da suados vereadores da base aliada do prefeito ou ate mesmo com diplomação, este AFIRMOU que “a Polícia Militar brinca Ouvi dizer que o movimento debase na relação direta com o prefeito. com Maricá, o comandante do 12º Batalhão está emancipação pela criação do município de brincando com nossa cidade. Bota 30 policiais por Barão de Inoã, será ativado brevemente. Acho O prefeito já possui maioria na câmara de vereadores, o que dia aqui, não atende ao povo de Maricá, quer dizer, que o desmembramento seria a solução para asignifica dizer que ele não precisa dos três vereadores eleitos não atende nem a Niterói. Aqui em Maricá ele faz população de Itaipuaçu, Inoã e adjacências.fora da base aliada, O que não significa que ele não irá conversar GRACINHA. Nos vamos brigar para que Maricá tenha Pedro Barroscom os mesmos, muito pelo contrário. uma Batalhão da Polícia Milittar...” Segundo o comandante do 12º BPM, Coronel Wolney Acho que o eleitorado de Maricá mudou, Mas para o eleitor o que significa tudo isso? Significa que Dias, ele não é contra nem a favor a um batalhão da Polícia acabou a época de Uilton Viana, Ricardoficaremos mais quatro anos sem atendimento decente no Militar em Maricá, mas alguns fatores devemos levar em Queiroz e Luciano Rangel. O eleitor querHospital Conde Modesto, sem incentivo na ampliação da mão consideração - segundo o Coronel: um batalhão aqui em renovação.de obra e acima de tudo de educação de qualidade e Maricá, poderá ser dividido com Saquarema. Emiliano Augustosaneamento básico digno para todos. Nossa necessidade não é um batalhão, e sim uma solicitação IMEDIATA de aumento de efetivo ao governador Infelizmente o eleitor maricaense votou mal. O voto foi negociado pra todos os lados, chegando a ter Sérgio Cabral, até porque, hoje, o efetivo da PM em Maricá A reeleição de Quaquá é um exemplo disso.mais cabos eleitorais nas esquinas das escolas onde havia é de cerca de 90 homens (trabalhando uma média de 30 Miguel Moraisvotação do que eleitor na própria fila de votação. por dia) e se for criado um batalhão, aproximadamente 20% desse efetivo será retirado das ruas para trabalhar Quaquá se reelegeu mais cerca de oito mil Temos que estar conscientes de que Recebe o nome internamente, ou seja, na parte administrativa do futuro eleitores que votaram nele em 2008, disseramde clientelismo a prática política de troca de favores, na qual Batalhão, o que fará com que Maricá perca de imediato não agora em 2012.os eleitores são encarados como “clientes”. O político concentra cerca de 6 homens/dia nas nossas ruas. José Pedroseus projetos e funções no objetivo de prover os interesses de Ou seja, a conclusão é bem clara. Nossa necessidadeindivíduos ou grupos com os quais mantém uma relação de segundo o Comandante do 12º BPM - Coronel Wolney Dias O médico Carolino Gomes dos Santos maisproximidade pessoal, e em meio a esta relação de troca é que e do Comandante da 4º Cia do 12º BPM - Major Baptista, é uma vez foi traído pelo eleitor maricaense, eleo político recebe os votos que busca para se eleger no cargo um imediato aumento de efetivo. que é um excelente administrador e homemdesejado. Portanto, qualquer iniciativa do alcaide é para tentar com visão do futuro. Mas ele não compra voto o O conceito de clientelismo foi muito usado, sobretudo por confundir a população maricaense, como sempre. que se tornou um hábito na eleição em Maricá.autores estrangeiros escrevendo sobre o Brasil, sendo que o Carlos Antoniotermo era sempre empregado de maneira um tanto vaga. Épossível estender o conceito básico do clientelismo para uma Que fim levou o mega porto de Jaconé? Nãovisão mais contemporânea, que se traduz em um tipo de relação se ouviu mais falar no assunto.entre atores políticos, envolvendo a concessão de benefícios Antonio Tavernalpúblicos, na forma de empregos, benefícios fiscais, isenções,em troca de apoio político, permanecendo a sua forma básica, A Petrobrás vai construir um emissárioque envolve a negociação do voto. submarino em Itaipuaçu. Tem muita gente contra porque não entende do assunto. Negociação esta que acaba somente por beneficiar os Pedro Rabelopolíticos que conseguem um financiamento de duzentos mil oumais para “angariar” votos, mesmo quando o salário de um Quer dizer que a Rainha do Carnaval Anavereador, por exemplo, em maricá chega a quatro mil reais Carolina é prima do Secretário de Turismomensais, no qual multiplicado por quatro anos não chega a Amaury Vicente, irmã da Bárbara (Chefe da UPAesses mesmos duzentos mil gastos na campanha. Então de Inoã) que por sua vez é casada com operguntem-se como alguém gasta mais pra se eleger ou Secretário de Turismo? Nepotismo por todosreeleger do que receberá em quatro anos? Qual é a mágica? os lados!Seria a corrupção? Responda quem tiver coragem. Coronel Wolney Dias, ex Delegado José Willian e Major Baptista Flávia Mesquita
  7. 7. JORNAL DE MARICÁ Fevereiro - 2013 07Os ambientalistas voltam a atacar! O jornal “A Folha Litorânea” nº 37 publicou Respeito e não critico a posição dos senhores costeiras. As comunidades interioranas valiam- Os esgotos, já tratados, são bombeados pelauma matéria mencionando a análise do Instituto porque continuo achando que os senhores se dos lixões em céu aberto e das fossas como estação de tratamento até o ponto final deEstadual do Ambiente (Inea) onde cita a construção cometem sucessivos equívocos ao insinuar que captadores que, com o tempo, criavam sérios lançamento no mar onde se dispersam em poucosde um duto de rejeitos do Complexo Petroquímico a Petrobrás quer destruir o meio ambiente da transtornos aos habitantes das regiões segundos. Alguns segundos após a dispersão ado Rio de Janeiro (Comperj) ligando a refinaria nossa região. A Petrobrás é uma empresa estatal, circunvizinhas. concentração é reduzida na ordem de 100 vezesde Itaboraí à praia de Itaipuaçu, dizendo que o genuinamente brasileira, com credibilidade em O mundo evoluiu e hoje não se concebe e as correntes marinhas se encarregam de tornarfato tem sido alvo de protestos de ambientalistas todo o nosso planeta e que detém a hegemonia mais as práticas do passado. Os lixões e as fossas o processo completamente imune à poluição, tãoque chegaram a entrar com uma ação no da exploração de petróleo em águas profundas estão sendo substituídos por tecnologias modernas temida pelas correntes contrárias à locação doMinistério Público Estadual. O promotor público e não tem a mínima intenção de destruir o nosso e os emissários submarinos são um desses emissário.Luciano Mattos da Promotoria de Tutela de Niterói patrimônio ecológico. Quem se dispuser a ler o modelos criados para minimizar os efeitos O sistema aqui descrito já foi implantado emjuntou à ação um documento com três mil projeto do comperj verá que a empresa tomou poluentes. Antes, foram criadas várias opções, vários países como África do Sul, Argentina,assinaturas, cujos autores pedem um novo estudo todos os cuidados para não degradar o meio inclusive a infiltração (injeção forçada no solo) o Austrália (Sydney), Ásia (Manila, Filipinas, Índiasobre o impacto ambiental. ambiente. que acabou prejudicando as zonas agrícolas ao Bermudas), no Brasil – em Fortaleza, Maceió, Alegam os ambientalistas que o projeto inicial Em matérias anteriores cito as razões da interferir no lençol freático. O lançamento dos Manaus, São Paulo, Salvador e no Rio denão previa a construção de um emissário escolha da área de Jaconé para construir o Mega dejetos in natura nos rios se tornou inviável pelo Janeiro, já há alguns anos, contamos com osubmarino numa alusão de que o projeto vai aos Porto; para evitar a explosão demográfica tão fato de não apresentarem capacidade de emissário da Barra da Tijuca e todos funcionandopoucos criando normas prejudiciais ao temida pelos maricaenses e soluções para evitar autodepuração e por estarem comprometidos com somente com o tratamento primário sem queecossistema da Região dos Lagos, cabendo-nos, a favelização. o recebimento dos efluentes oriundos de outras tenhamos queixas do funcionamento do sistemaportanto, mas um esclarecimento sobre a obra A Petrobrás oferecerá 78 cursos de áreas da cidade. no que diz respeito à poluição.em curso. capacitação profissional aos jovens da nossa Depois de exaustivos estudos chegaram por Para completar nossa análise e tranqüilizar Custa-me a acreditar que os ambientalistas região, inteiramente gratuitos; ensejará aos fim aos emissários submarinos que reúnem todas os ambientalistas da Região dos Lagosda Região dos Lagos não saibam o que é um pequenos e médios empresários a se tornarem as vantagens não encontradas nos demais mencionamos a Corrente do Brasil, que correemissário submarino e o quê significa para a mega fornecedores das empresas que se sistemas estudados. Mas, o que vem a ser um para o Sul, junto à Costa Brasileira, numaproteção ambiental. A matéria deixou-nos instalarão e que já existem na nossa região e emissário? São estruturas construídas de velocidade considerável, que ajudará os efluentesperplexos e sem saber o que querem realmente incentivará o governo municipal a cuidar melhor tubulações apropriadas para lançamento de a se dispersarem mais rapidamente, do que oesses estudiosos sobre o assunto. Em síntese da infra-estrutura do nosso município resolvendo esgotos sanitários ou industriais, tratados a nível processo natural.achamos que eles não querem que a região se o problema do sistema lagunar que se tornou preliminar, secundário ou terciário, aproveitando- Ao finalizar, quero colocar-me à disposiçãodesenvolva transformando-a num oásis que só recebedor de dejetos in natura de Maricá se a elevada capacidade de depuração das do público em geral, para dirimir qualquer dúvidatrará prejuízos às gerações futuras. precipitando a extinção de nossas lagoas. águas dos rios e oceanos que promovem a que ainda possa surgir. Se eu não souber Senhores ambientalistas, não é minha Mas, vamos aos últimos acontecimentos. O diluição, dispersão e o descaimento de cargas responder, recorrerei à minha entidade (Centrointenção humilhá-los ao declinar meus emissário submarino que será instalado na praia poluentes vindas do processo de tratamento, das dos Capitães da Marinha Mercante), ondeconhecimentos, mas, tenho o dever de esclarecer de Itaipuaçu: Permitam-me fazer uma abordagem estações de tratamentos de esgotos. encontraremos comandantes bem maisnossos leitores já que representamos o Centro sobre um emissário submarino e o que ele A tubulação do emissário é apenas o meio de atualizados que eu e conhecedores também dodos Capitães da Marinha Mercante para assuntos representa para a preservação do ecossistema transporte que conduz o esgoto a um ponto processo.referentes ao comperj e o porto de Ponta Negra/ de uma região que se vê premida pela afastado do litoral de modo a não prejudicar asJaconé. necessidade de se desenvolver. Emissário zonas balneárias (citamos como exemplo o Fonte – Assessoria de Comunicação Social Na verdade o atual projeto é mais ambicioso submarino é fruto de exaustivos estudos feitos emissário submarino da Barra da Tijuca no Rio (CAERN)do que o original devido o surgimento do pré-sal, por políticas ambientais para minimizar os efeitos de Janeiro). Comandante Carlos Nardinmas, nem por isso vamos abdicar da tecnologia poluentes da vida moderna. Nos primeiros 300 metros a partir do litoral omoderna para atender à demanda proveniente Sabemos que no passado distante os rios e emissário é enterrado. A partir daí são assentadosdas necessidades exploratórias do petróleo que as praias eram captadores naturais dos dejetos no fundo do mar ancorados por estruturasteremos que explorar. produzidos por comunidades ribeirinhas e especiais para mantê-los submersos e fixos. ANTIPATIZADA PELA 1ª DAMA JANETE VALADÃO POVO NÃO SE QUEM É ESTA MULHER ASSUME O CAOS DA SAÚDE COMOVEU A Dra. A Dra. Janete Valadão que passou os população do município que decidiu por Janete queprimeiros quatro anos da administração pouca diferença de votos reconduzir o As denuncias divulgadas pela pode ficar noQuaquá blindada numa função prefeito Quaquá ao cargo em que ele imprensa como a falta de uma cargo porburocrática e que não goza da simpatia durante quatro anos administrou mal. infraestrutura no hospital que em 2011, apenas seisda primeira dama, foi a escolhida para O descaso com a população pobre e passou por uma fiscalização que acabou meses, temassumir a Secretaria de Saúde e ela tem carente se refletiu nesses quatro anos. No em pizza, as constantes mortes (diárias) uma extensaseis meses para reverter o quadro caótico dia quatorze de julho do ano passado de pacientes mal atendidos por falta de folha deem que se transformou esse setor, porque, houve uma manifestação publica das profissionais – uma alta rotatividade entre serviços nasegundo se sabe, o prefeito estaria mães que perderam seus filhos por falta os médicos que faltavam ao plantão por política dodisposto a entregar a pasta ao PMDB em de assistência medica no hospital. Ainda falta de pagamento de seus salários, nada setor. Elacento e oitenta dias, para obedecer um estão na memória de todos as decisões disso comoveu o povo que incorreu no participoupedido do governador Sérgio Cabral que tomadas por Quaquá que ao invés de dotar mesmo erro cometido em 2008: entrega ativamentequer se penitenciar do erro que cometeu o “velho” Conde Modesto Leal com verbas os destinos de Maricá para o PT d otraindo o seu partido em nosso município. para compra de remédios, além da administrar. movimento renovação médica no Em Maricá a saúde está doente há contratação de médicos e enfermeiros, A Dra. Janete Valadão é médica, está Sindicato dos Médicos do Rio de Janeiromuito tempo. Durante a campanha esbanjava milhões de reais com o ocupando o posto pela segunda vez, ao lado de nomes como os de Sergioeleitoral a imprensa do município, em sua pagamento de publicidade nos canais de conhece profundamente o problema e se Arouka e Roberto Chabo, este ex-ministromaioria mostrou as mazelas cometidas televisão, com régios pagamentos para a mostra incapaz de resolve-lo. Indicou para da saúde de João Goulart cassado empelo prefeito no setor, incluindo as contratação de artistas além de diretor do hospital o Dr. Wilson Alvarenga, 1964. Em Maricá foi tesoureira dapéssimas condições do Hospital Conde caríssimas orquestras e vários cantores também um velho conhecido da FAMMAR, presidente da AssociaçãoModesto Leal, que ficou conhecido como cujos gastos em seu primeiro governo população que já tentou uma vez resolver Médica por dois mandatos e atualmenteo hospital da morte. Toda essa campanha superaram os 20 milhões de reais. o problema, mas, diante das dificuldades é secretária-geral da entidade.não foi suficiente para sensibilizar a não conseguiu.
  8. 8. 08 Fevereiro - 2013 JORNAL DE MARICÁ DIRCEU ESTREBUCHA VEREADOR: PRECISA-SE MERVAL PEREIRA Mais uma vez o ex-ministro José Dirceu, condenado por corrupção COM URGÊNCIA A municipalidade de Maricá precisa com urgência do posicionamento de um vereador, recémativa e formação de quadrilha no processo do mensalão estrebucha e eleito e já empossado na Câmara Municipal, para cumprir com as suas funções de membrotenta, a partir de uma declaração do Procurador-Geral da Republica fiscalizador das contas da Prefeitura, como dispõe a Lei Orgânica do Município, promulgada em 05Roberto Gurgel, vender para a opinião publica a idéia que foi condenado de Abril de 1990.sem provas, e que é inocente. Uma típica manobra política, pois no A necessidade e urgência desse vereador, (se é que ele existe) é para se contrapor aos desmandoscampo jurídico seu comentário não tem a menor importância nem valor que comumente o prefeito Quaquá utiliza em beneficio próprio, desde que foi eleito há quatro anospara embargos infringentes, que são os únicos recursos que ainda restam e reeleito por mais um mandato, impedindo-o de continuar praticando, corrupção e se locupletandoa seus advogados. Mesmo assim, só poderá faze-lo quanto à condenação com os dinheiros públicos, através de licitações fraudulentas, contratos de obras comde formação de quadrilha, onde teve quatro votos absolutórios, mínimo superfaturamento e outras diversas bandalheiras, como estão sendo denunciadas nas Delegaciasexigido para recorrer. Quanto à corrupção ativa, Dirceu foi condenado de Policia Estadual e Federal, inclusive no Ministério Público de Maricá.por 8 a 2. Alerta-se e recomenda-se a esse possível vereador que se está procurando, que tenha atenção, Gurgel, em entrevista à Folha, voltou a comentar as provas contra cautela e se precaver com a ira da população do município, porque consta e se divulga abertamente,Dirceu, que um dia classificou de “torrenciais”, e explicou que elas nãosão diretas. “Em nenhum momento nós apresentamos ele passando que existem movimentos populares dispostos a corrigir e educar, até fisicamente, os vereadores querecibo sobre uma determinada quantia ou uma ordem escrita dele para já se mancomunaram com o prefeito Quaquá, para a pratica de irregularidades.que tal pagamento fosse feito ao partido “X” com a finalidade de angariar Se algum vereador estiver interessado em colaborar para preservação da moralidade e dignidadeapoio do governo. Nós apresentamos uma prova que evidenciava que da administração pública de Maricá, entre em contato com o site oss@pelamoralidade.com.br -ele estava, sim, no topo dessa organização criminosa”. Oferece-se ao vereador que se candidatar, a cobertura jornalística de suas boas ações, em vários Estava repetindo o que dissera no julgamento, quando apresentou periódicos que circulam em Maricá, com patrocínio do CONSELHO DA CIDADANIA DE MARICÁ,José Dirceu como o homem que detinha o “controle final do fato”, o atuando e agindo em defesa do civismo, dignidade e da moralidade.poder de parar a ação ou autorizar sua concretização. Foram PELO RETORNO DA DIGNIDADE E DA VERGONHA PÚBLICA EM MARICÁ!apresentadas testemunhas de que ele é quem realmente mandava noPT então, como relembrou Gurgel na entrevista de ontem: depoimentosde políticos que diziam que qualquer acordo feito com Delúbio Soaresou José Genoíno só era válido depois que comunicavam a Dirceu portelefone; a reunião em Lisboa entre a Portugaltelecom, Valério e umrepresentante do PTB que foi organizada por ele; indícios claros darelação de Dirceu com os bancos Rural e BMG, desde encontros coma então presidente do Rural, Kátia Rabello, até o emprego dado à suaex-mulher do BMG e empréstimo para compra de apartamento. O presidente do STF, Ayres Britto, já naquela ocasião rebatendo ascriticas, teve o cuidado de explicitar com bastante clareza o método queestava sendo utilizado durante o julgamento: “(...) Prova direta, válida eobtida em juízo. Prova indireta ou indiciaria ou circunstancial, colhidaem inquéritos policiais, parlamentares e em processos administrativosabertos e concluídos em outros poderes públicos, como InstitutoNacional de Criminalística e o Banco Central da Republica”. (...) “Provascircunstanciais indiretas, porém, conectadas com provas diretas. Sejacomo for, provas que foram paulatinamente conectadas, operando oórgão do Ministério Público pelo mais rigoroso método de indução, quenão é outro senão o itinerário mental que vai do particular para o geral.Ou do infragmentado para o fragmentado.” Quando Dirceu foi condenado a dez anos e dez meses, o relatorJoaquim Barbosa deixou claro que coube a ele “selecionar os alvos da MARICÁ PODE SER TEMA DA GRANDE RIO EM 2014propina. Simultaneamente, realizou reuniões com os parlamentares Quer visualização maior?corrompidos e enviou-os a Delúbio e Valério. Viabilizou reuniões com Maricá pode ser tema da Grande Rio no carnaval 2014, ano das eleições para deputado estadual,instituições financeiras que proporcionaram as vultosas quantias. Essas federal, senador, governador e presidência da república. A notícia foi veiculada em primeira mãomesmas instituições beneficiaram sua ex-esposa”. pelo Barão de Inohan, TV Copacabana e Rádio Sideral na segunda feira dia 11/02 e confirmada na Barbosa ressaltou que “o acusado, era detentor de uma das mais coluna de Anselmo Gois, no Globo na quarta feira 13/02.importantes funções da Republica. Ele conspurcou a função e tomou Informações chegaram à nossa redação de que as conversas estariam bem adiantadas e asdecisões-chave para sucesso do empreendimento criminoso. A cifras para Maricá ser tema do carnaval de 2014, ficariam entre R$ 5 a 10 milhões, onde seriagravidade da pratica delituosa foi elevadíssima”. Para o relator, “o crime mostrada uma cidade que todos os maricaenses almejam, mas que na verdade vivem outra realidade.de corrupção ativa tem como consequência um efeito gravíssimo na Mas seria, sem sombra de dúvidas, um grande palanque eleitoral, principalmente para quem nãodemocracia. Os motivos, porem, são graves. As provas relevam que o sabe da nossa triste realidade.crime foi praticado porque o governo não tinha maioria na Câmara. Ele Se o fato se efetivar, a comunidade do samba de Maricá mais uma vez será apunhalada pelaso fez pela compra de votos de presidentes de legendas de porte médio. costas, pois, com apenas R$ 1 milhão, nossas DESTRUÍDAS escolas, fariam com certeza o maiorSão motivos que ferem os princípios republicanos.” carnaval da história de Maricá, voltando a trazer alegria e a gerar inúmeros empregos temporários Todos esses argumentos, na época do julgamento, foram registrados entre os meses de novembro e fevereiro. Seria sonhar muito?aqui na coluna, e não há nenhuma novidade na fala do Procurador- Ainda assim, muitos defenderiam a enorme propaganda a nível nacional (e até internacional,Geral que justifique uma retomada do assunto. Apenas mais uma tentativa pois o desfile é transmitido para 116 países pela Globo Internacional) que Maricá teria, afirmando: Éde desqualificar o Supremo Tribunal Federal por parte de um réu EXTREMAMENTE BARATO PARA O RETORNO QUE TEREMOS.condenado. Claro, principalmente para o retorno nas urnas em outubro de 2014.

×