Intervenção gb loc na am

318 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
318
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
1
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Intervenção gb loc na am

  1. 1. LOC/MTC Movimento de Trabalhadores Cristãos INTERVENÇÃO NA REUNIÃO ASSEMBLEIA MUNICIPAL DE SESIMBRAExma. Sra. Presidente da AM de Sesimbra, Sr. Presidente da Câmara, Sras. e Srs. Vereadores, Sras. Srs.Deputados,O Grupo de Base da Quinta do Conde da LOC/MTC - Liga Operária Católica / Movimento de TrabalhadoresCristãos, no âmbito do processo de Revisão de Vida Operária, estruturado no Ver, Julgar e Agir, debruçou-sesobre a temática da “abstenção eleitoral”, considerando que se trata de uma matéria fundamental para oaprofundamento da democracia e participação dos cidadãos na gestão da coisa pública, cuja importância seacentua, com a proximidade de mais um acto eleitoral, factores que nos impelem a partilhar com a AssembleiaMunicipal de Sesimbra, enquanto Órgão do poder político mais representativo do Concelho, as nossaspreocupações quanto à tendência para o crescimento da abstenção.Em pleno século XXI e num mundo a que vulgarmente chamamos “aldeia global” assistimos a um paralelismohistórico: enquanto muitos cidadãos desvalorizam e abdicam do direito de votar, outros, manifestam-se, porvezes violentamente, pagando com a própria vida pelo direito a escolherem os seus governantes. EmPortugal, apenas três décadas nos separam da conquista deste direito fundamental, no entanto, o entusiasmoresultante da Revolução de Abril esvaziou-se e deu lugar a uma preocupante abstração do povo Português.Identificámos algumas das causas que podem estar relacionadas com o afastamento dos portugueses, desteimportante dever de cidadania: descrença no sistema político e nos políticos, muita informação e opiniãopolítica, mas pouco condizente com a realidade social e deficiente na divulgação das opções alternativas,responsabilidade individual pouco desenvolvida, desconhecimento do que significa o valor e a utilidade dovoto, do funcionamento das instituições e dos órgãos públicos, desinteresse generalizado pelas diversasformas de participação e cidadania que expressam uma iliteracia política que urge debelar em defesa dademocracia e da construção de uma sociedade mais justa e fraterna.Neste contexto, é com elevada expectativa que nos dirigimos a V. Exa. e, por seu intermédio, aos deputados edeputadas municipais, bem como, ao executivo da Câmara Municipal, para que no âmbito das suascompetências, se reforce os meios de apelo à participação da população no próximo acto eleitoral de modo aque se inverta o índice crescente da abstenção.Solicitamos ainda, que na qualidade de eleitos e legítimos representantes da população, considerem reflectirem conjunto, e agir sobre as causas do afastamento entre os cidadãos e a política, algumas enumeradasnesta intervenção, outras que caberão a cada um identificar e combater.A abstenção é cada vez mais, um factor de desequilíbrio entre as maiorias escolhidas e aqueles que não serevêm nas propostas das diversas forças politicas. Estamos, por isso, perante uma tarefa que requercontinuidade e intervenção a vários níveis, sobretudo, ao nível da educação para a participação. Exma. Sra. Presidente da AM de Sesimbra, Exmo. Presidente da Câmara, Sras. e Srs. Vereadores, Sras. eSrs. Deputados contamos com o Vosso empenho e dinamismo para que esta temática tenha continuidadenesta Assembleia e produza efeitos no próximo acto eleitoral. Deixamos a sugestão para que se publique edistribua à população um documento apartidário de apelo ao Voto.Solicitamos ainda que, no âmbito das competências de V.Exa., fosse divulgada pelas restantes AssembleiasMunicipais do nosso país, o teor da presente intervenção. Sesimbra, 19 de Maio de 2011 Grupo de Base Quinta do Conde da LOC/MTC

×