Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Recicla Ação - Um projeto para uma indústria limpa e de alto impacto social - Rio+20

14,591 views

Published on

um projeto que visa instituir um ciclo de ecologia industrial que levará a uma industria de reaproveitamento dos resíduos sólidos, criando-se uma indústria de alto impacto social pela sua capacidade de atender populações carentes e de baixa qualificação, elevando seus ganhos de maneira sustentável.

Published in: Business
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Recicla Ação - Um projeto para uma indústria limpa e de alto impacto social - Rio+20

  1. 1. MOVIMENTO RECICLA AÇÃOecologia industrial - ecoeficiência na reciclagem de produtos eletro eletrônicos. VISÃO PARCIAL
  2. 2. O MOMENTO QUEATRAVESSA O PLANETA...• degradação pelo mau uso dos recursos naturais• poluição ambiental• tratamento inadequado de recursos• falta de um paradigma para a reciclagem de eletro eletrônicos no Brasil
  3. 3. EXTRAÇÃO RECICLAGEM SISTEMA INDUSTRIAL PRODUTOR CONSUMIDOR RECICLADORO PROBLEMA E O CAMINHO PARA A SOLUÇÃO.
  4. 4. COMÉRCIO INDÚSTRIA EEE BEM DE PÓS VENDA RESÍDUOS INDUSTRIAIS BEM DE PÓS CONSUMO GARANTIA/ FIM DE EM CONDIÇÕES EMBALAGEM COMERCIAL QUALIDADE VIDA ÚTIL DE USO EMPRESAS SEGREGADORAS SUBSTITUIÇAO VALIDADE ESTOQUE COMPONENTE DO PRODUTO TRIAGEM RETORNO AO CICLO DE NEGÓCIOS PROJETOS DESMANCHE REUSO SOCIAIS MERCADO DE BENS SECUNDÁRIOS DISPOSIÇÃO REMANUFATURA RECICLAGEM FINAL MERCADOSECUNDÁRIO USINAS RECICLADOR INCINERAÇÃO EXPORTAÇÃO LOCAL DE COMPONENTES MERCADO SECUNDÁRIO RETORNO AO DE MATÉRIA PRIMA CICLO PRODUTIVOA ECOLOGIA INDUSTRIAL
  5. 5. MOVIMENTO RECICLAAÇÃO. BUSCANDO A SOLUÇÃO.• Surge para organizar a campanha de coleta de lixo eletrônico nos projetos do Médio Paraíba e do Rio de Janeiro.• Difundir o hábito da reciclagem de eletro eletrônicos, alertando para riscos do descarte e vantagens do reuso.• Foco na sensibilização tanto de empresários do setor de TI, como do público em geral• Busca pelo apoio da PCVida para utilização dos seus conhecimentos adquiridos e da sua sistemática
  6. 6. UMA BANDEIRA.
  7. 7. ECOLOGIA INDUSTRIAL (CADEIA DE PRODUÇÃO) ECOEFICIÊNCIA NA RECICLAGEM DE PRODUTOS ELETRO ELETRÔNICOS ECOCENTROPOSTOS DE COLETA SEGREGARECEPÇÃO TRANSFORMATRIAGEM BENEFICIAREUSO AGREGA VALORRECICLAGEM USINA PROCESSAMENTO MATÉRIA PRIMA INOVAÇÃO ÚNICO NA AMÉRICA LATINA CRIAÇÃO DE ESTUDO DE VIABILIDADE PARA CONSTRUÇÃO DA USINA.
  8. 8. ECOLOGIA INDUSTRIAL (PROJETOS AGREGADOS) CAPACITAÇÃO, EMPREENDEDORISMO, FORMAÇAO E GERAÇÃO DE RENDA. EMPREENDEDORISMO: CRIAÇÃO DE COOPERATIVAS. CAPACITAÇÃO/FORMAÇÃO DURAÇÃO: 12 MESES DURAÇÃO: 12 MESES META: CRIAÇÃO DE 05 META: ESTIMULAR A FORMAÇÃO DE UMA ECOCENTROS.CADEIA DE NEGÓCIOS ORIUNDA DA RECICLAGEM E FORMAR PROFISSIONAIS PARA ATUAR NESTE PROCESSO. GERAÇÃO DE RENDA: NOVOS EMPREGOS DURAÇÃO: 24 MESES META: IMPLANTAÇÃO DO PROCESSO DE RECICLAGEM DE CIRCUITOS INTEGRADOS, MONITORES E PLÁSTICO.
  9. 9. PROTOTIPAGEM. TRANSFORMANDO EM REALIDADE.• Instalação de rede de CENTROS DE COLETA e ECOCENTROS• Aplicação da metodologia da PCVida para o desenvolvimento de projetos sociais regionais ligados aos ECOCENTROS.• Capacitação de mão de obra local capaz de operar o ECOCENTRO de forma sustentável.• Definição de um caminho correto para o descarte do lixo eletrônico.
  10. 10. ORIGEM DO RESÍDUO PROCESSO DE TRATAMENTO DO RESÍDUO RETORNO AO CICLO PRODUTIVO PROJETO MÉDIO PARAÍBA { RESÍDUOS - Criar Laboratórios nas INDÚSTRIA INDUSTRIAIS DESCARTE comunidades PROJETOS - Capacitação e formação SOCIAIS profissional - Retorno Social FIM DE BEM DE VIDA ÚTIL PÓS- REUSO ECOCENTROS CONSUMO CONDIÇÕES REGIONAIS DE USO (TRIAGEM DE MATERIAL) COMÉRCIO RECICLAGEM LOGÍSTICA BEM DE REVERSA PÓS-VENDA DISPOSIÇÃO REMANUFATURA SEGREGAÇÃO RETORNAR FINAL AO CICLO INCINERAÇÃO USINAS EXPORTAÇÃO MERCADO SECUNDÁRIO MERCADO SECUNDÁRIO DE MATÉRIA PRIMA DE COMPONENTES LOCAL RECICLADORO PROTÓTIPO DENTRO DA ECOLOGIA INDUSTRIAL.
  11. 11. O MODELO DO MOVIMENTO PARTE UM TRANSPORTE A CARGO DO DOADOR OU DO PONTO DE COLETA DOADORES DOMÉSTICOS OU INSTITUCIONAIS PONTO DE COLETA. ARMAZENAMENTO (TRIAGEM. ENCAMINHAMENTO PARA ECOCENTRO. PREPARAÇÃO PARA REUSO.) ECOCENTRO. TRANSPORTE DO MATERIAL TRIAGEM DO MATERIAL A SER RECICLADO. PARA O ECOCENTRO. LABORATÓRIO PARA RECUPERAÇÃO A CARGO DO ECOCENTRO. DE EQUIPAMENTOS PARA REUSO.
  12. 12. RECICLAGEM REUTILIZAÇÃO DESMONTAGEM TESTES DESCARACTERIZAÇÃO MONTAGEM BENEFICIAMENTO REPAROS SEGREGAÇÃO ENCAMINHAMENTO PARA RECICLAGEM EM USINAS OU PARA REAPROVEITAMENTO DE MATERIAIS. CESSÃO DE USO PARA PROJETOS SOCIAIS, DE CAPACITAÇÃO OU LABORATÓRIOS DE INCLUSÃO SOCIAL.O MODELO DO MOVIMENTO PARTE DOIS
  13. 13. ECOLOGIA INDUSTRIAL: EMPREENDIMENTOS• Implantação de CENTROS DE COLETA• Implantação de ECOCENTROS• Cooperativas Especializadas• Empreendedorismo• Capacitação
  14. 14. ESTRATÉGIAS DE ABORDAGEM• Comunicação e Sensibilização• Sistema WEB de gestão• Articulação com Entidades• Sustentabilidade Financeira do Empreendimento• Governança do Projeto
  15. 15. COMUNICAÇÃO E SENSIBILIZAÇÃO estratégia 1• Desenvolvimento contínuo de um plano completo de comunicação e marketing• Criação de marca, cartilhas, peças de divulgação e kits de material promocional para os pontos de coleta e ecocentros.• Captação de mídia expontânea• Organização de fóruns de debate (com possibilidade de transmissão via IP-TV)• Campanhas periódicas com parcerias
  16. 16. SISTEMA WEB DE GESTÃO estratégia 2• Anúncios das ofertas, pelos doadores• Coordenação da coleta• Coordenação dos pedidos de equipamento para uso social• Fazer a contabilidade dos pontos adquiridos pelos participantes• Resgate dos pontos
  17. 17. Gestores Estatísticas e Necessidades Info gerencial apresentadas Pontos de coleta Doador Beneficiários Descrição da doação disponibilidades SISTEMA DE APOIO À RECICLAGEM DE ELETRÔNICOS Doações recebidas Reciclados e reaproveitados Computadores a reciclar e Doações a reproveitar a recolher Doações recolhidasRede de coleta Laboratório de reciclagem Depósito
  18. 18. ARTICULAÇÃO COM ENTIDADES estratégia 3• Alvo principal: Poder público (Federal, Estadual, Municipal)• Observatório RECICLA AÇÃO• Participação do SEBRAE• Capacitação via SEBRAE e Escolas Técnicas
  19. 19. SUSTENTABILIDADE FINANCEIRA estratégia 4• Participantes do sistema de reciclagem de resíduos eletrônicos• Operacionalidade do sistema de coleta e reaproveitamento• Modelos de remuneração dos participantes do Sistema
  20. 20. GOVERNANÇA DO PROJETO estratégia 5• Definição do COMITÊ GESTOR• Constituição da EQUIPE DE DESENVOLVIMENTO• Equipes de gestão própria para cada empreendimento regional (Central de Coleta ou Ecocentro.)
  21. 21. PROPOSTAS DE DESENVOLVIMENTO• OBJETIVO GERAL DO PROJETO• PÚBLICO ALVO• METAS• ESTRUTURA DO PROJETO• AÇÕES DO PROJETO• PREMISSAS• ESTIMATIVAS
  22. 22. OBJETIVO GERAL DO PROJETO• Desenvolver o programa RECICLA AÇÃO no âmbito do Estado do Rio de Janeiro• Implantar os projetos básicos: • CENTROS DE COLETA • ECOCENTROS
  23. 23. DESENVOLVIMENTO: AÇÕES DO PROJETO CENTROS DE COLETA ECOCENTROSCOOPERATIVISMO EMPREENDEDORISMO CAPACITAÇÃO
  24. 24. PÚBLICO ALVO• Empreendedores Individuais• Micro e Pequenas Empresas Regionais de TI• Poder Público Municipal• Sociedade como um todo
  25. 25. METAS• Constituição de cinco ECOCENTROS, formando os nós da rede de coleta.• Implantação de um mínimo de 23 CENTROS DE COLETA• Desenvolvimento e implantação de um programa de formação e capacitaçao das cooperativas que irão operas os Pontos de Coleta
  26. 26. ESTRUTURA DO PROJETO• COMITÊ GESTOR• EQUIPE DE DESENVOLVIMENTO• CENTROS DE COLETA• ECOCENTROS• PROJETOS REGIONAIS
  27. 27. COMITÊ GESTOR EQUIPE DE DESENVOLVIMENTOCENTROS DE PROJETOS ECOCENTROS COLETA REGIONAIS
  28. 28. AÇÕES DO PROJETO• Organização do desenvolvimento• Gerenciamento do projeto• comunicação e Sensibilização• Sistema WEB• Articulação com entidades• Implantação de CENTROS DE COLETA• Implantação de ECOCENTROS• Cooperativismo (Cooperativas especializadas)• Empreendedorismo /Geraçao de Empregos• Capacitação
  29. 29. AÇÕES CONTÍNUAS• Organização do desenvolvimento• Gerenciamento do projeto• comunicação e Sensibilização• Sistema WEB• Articulação com entidades
  30. 30. AÇÕES PROJETOSORGANIZAÇÃO DO P1 - ARTICULAÇÃO E NEGOCIAÇÃO DE APOIADORESDESENVOLVIMENTO P2 - IMPLANTAÇÃO DO COMITÊ GESTOR P3 - ESTRUTURAÇÃO DA EQUIPE DE DESENVOLVIMENTOGERENCIAMENTO P4 - ESTRUTURA E PROCESSOS INTERNO -DO PROJETO PLANEJAMENTO E CONTROLE.COMUNICAÇÃO P5 - PLANO DE COMUNICAÇÃO: DESENVOLVIMENTO DE MARCAS,E SENSIBILIZAÇÃO PEÇAS E DEMAIS ARTEFATOS DE COMUNICAÇÃO E MARKETING. PROGRAMAÇÃO DE CAMPANHAS PERIÓDICAS P6 - FÓRUNS DE DISCUSSÃO: ORGANIZAÇÃO E VEICULAÇÃO.SISTEMA WEB P7 - DESENVOLVIMENTO DO “PORTAL RECICLA AÇÃO” P8 - IMPLANTAÇÃO DO “OBSERVATÓRRIO DA RECICLA AÇÃOARTICULAÇÃO P9 - NEGOCIAÇÃO DE PARTICIPAÇÃO - ESTADO E PREFEITURAS.COM ENTIDADES
  31. 31. AÇÕES REGIONAIS• Implantação de CENTROS DE COLETA• Implantação de ECOCENTROS• Cooperativismo (Cooperativas Especializadas)• Empreendedorismo/ Geração de Empregos• Capacitação
  32. 32. INSTALAÇÕES FÍSICAS ECOCENTRO modelo• Área de Carga e Descarga – Entrada e saída de material• Entrada: Área de entrada de pessoal e material• Laboratório de Triagem: Espaço para avaliação dos equipamentos recebidos e preparação/configuração dos computadores recuperados para os projetos sociais;• Estoque de Máquinas Prontas: Máquinas prontas para envio para os projetos sociais;• Estoque de peças: Estoque de peças para reposição e remanufatura;• Estoque de equipamentos para avaliação: Área de armazenamento dos equipamentos recebidos, aguardando avaliação;

×