Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Aula

943 views

Published on

Produção Multimídia em Narrativas Virtuais

  • Be the first to comment

Aula

  1. 1. Professor: Juliano Dornelles Comunicação Social - Jornalismo (3º semestre)
  2. 2. Conteúdo programático  As formas digitais de narrativas virtuais (Blogs, Fotologs, Videologs e Miniblogs)  O contexto atual – Internet e Mídias Sociais (Visibilidade mediada, interatividade, construção coletiva, participação, exposição e consumo das intimidades)  As celebridades da era digital (Idolos, heróis, famosos e pessoas comuns)
  3. 3. Objetivos do ensino  Expor, exemplificar e discutir as práticas de construção de narrativas na internet. Blogs, Miniblogs, Fotologs e Vlogs.  Exercícios práticos de construção de conteúdo.  Construir, a partir da análise de conteúdo, a visão crítica do aluno em relação às narrativas virtuais na internet. Buscando o entendimento do processo construtivo e possibilitando que os alunos construam suas próprias narrativas.
  4. 4. O contexto atual  Visibilidade mediada onipresente  Exposição mediática  Interesse pelas intimidades  Construção coletiva e colaborativa  Participação em comunidades temáticas em torno de afinidades específicas  Conexão móvel (Mobilidade)  Interação total
  5. 5. As narrativas pessoais Entre a ficção e a realidade  Quando criança nos apropriamos da identidade dos heróis do mundo imaginário  Dizendo: ‘Eu sou . . .’ E direcionando o comportamento baseado na influência destes heróis (gestos, vocabulário, vestuário, comportamentos específicos, etc)
  6. 6. Estabelecemos nossos referenciais
  7. 7. Quando crescemos . . . Começamos a buscar referenciais reais no mundo em que vivemos.
  8. 8. Uns desejam ser jogador de futebol
  9. 9. Outros espelham-se nos ídolos da música
  10. 10. Mas a mitologia e o imaginário continuam motivando uns e outros
  11. 11. E neste contexto, onde é misturada a fantasia à realidade, emergem as narrativas virtuais
  12. 12. E estas narrativas tem um objetivo  Legitimar e comercializar subjetividades  Histórias de vida  Exemplos possíveis de serem incorporados  Caminhos alternativos  Visões do mundo  Opiniões pessoais  E todo tipo de experiência que possa ser aproveitada de alguma forma por outras pessoas
  13. 13. O ciberespaço é um ambiente propício para que estas narrativas aconteçam
  14. 14. Nestas narrativas são comercializados referenciais  Os internautas que consomem estes modelos de comportamento, caminhos e histórias particulares, buscam em quem espelhar-se e que elementos utilizar pra construir a própria subjetividade  Empreendedores, esportistas, artistas e outros profissionais, além de pessoas comuns, encontram nos referenciais um modelo sobre o qual construir a própria singularidade
  15. 15. Buscamos referenciais Nos negócios . . .
  16. 16. Referenciais de santidade . . .
  17. 17. De família . . .
  18. 18. De prosperidade . . .
  19. 19. De felicidade . . . Entre outros tantos !
  20. 20. Narrativas no ciberespaço  Percebemos estes modelos referenciais sendo comercializados através das narrativas da internet.  Os Blogs, os Fotologs e os Vlogs são os principais exemplos de canais onde estas narrativas são compartilhadas.  Destacamos os vídeos motivacionais com exemplos de superação e sucesso.
  21. 21. Um exemplo clássico Vlogueiros que se tornaram celebridade na web
  22. 22. Foram encontrados no Google  98.600 resultados na busca da expressão ‘Diário de um ex-fumante’  966.000 resultados na busca da expressão ‘Diário de um ex-obeso’  2.830.000 resultados na busca da expressão ‘exemplo de superação’  21.600.000 resultados na busca da expressão ‘exemplo de sucesso’
  23. 23.  Neste contexto, encontramos infinitos exemplos de modelos comercializados e consumidos a partir de narrativas na internet.  Estes e outros exemplos continuarão sendo escritos, fotografados, filmados, adaptados ao consumo e comercializados na internet.  Este é apenas o começo.
  24. 24. Algumas referências  GREEN, Joshua; BURGESS, Jean. YOUTUBE e a revolução digital. São Paulo: LAEPH, 2009  RECUERO, Raquel. Redes Sociais na internet. Porto Alegre: Editora Sulina, 2009  SIBILIA, Paula. O Show do eu. A intimidade como espetáculo. Rio de Janeiro. Editora Nova Fronteira, 2008]  JENKINS, Henry. Cultura da convergência. São Paulo. ALEPH, 2009
  25. 25. Exercício prático em grupo  Divisão da turma em três grupos.  Cada grupo será responsável pela criação de um vídeo narrativo em formato vlog  O primeiro grupo escolherá um aluno para representar um jovem entre 15 e 25 anos falando sobre sua experiência em mídias sociais.  O segundo grupo escolherá um aluno pra representar um adulto entre 30 e 40 anos pra falar em vídeo, estilo vlog, sobre como utiliza as mídias sociais no trabalho.  O terceiro grupo escolherá um aluno pra representar um idoso aposentado da terceira idade que utiliza as mídias sociais pra conversar com amigos e ver as fotos dos netos na internet.
  26. 26.  Cada uma destas três representações deverão ser configuradas em vídeos de cinco minutos, gravadas e editadas na segunda aula com ajuda do professor e assistidos e debatidos na terceira aula em classe.  A partir do exercício pretende-se ter uma experiência prática de construção de narrativa multimídia.  Pra que isto seja possível serão apresentados, no inicio da segunda aula vídeos de internautas que ‘vlogam ‘ neste sentido. Finalidade da dinâmica
  27. 27. Avaliação  Frequência  Participação em aula  Trabalho em grupo FIM

×