Bancos de dados NoSQL - Redis e MongoDB

1,229 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
1,229
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
18
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Bancos de dados NoSQL - Redis e MongoDB

  1. 1. Bancos de dados NoSQL: Redis e MongoDB Amanda Körber Hartwig de Carvalho Gabriel Batista de Lima Paulo Vitor Bischof Renan Takeshi Laffin Yuhara
  2. 2. Agenda 1. 2. 3. 4. 5. 6. Introdução; Banco de dados NoSQL; Tipos de bancos NoSQL; Por quê utilizar NoSQL? Demonstração de aplicação com NoSQL; Considerações finais;
  3. 3. Introdução • Surgiu na década de 90 • Ganhou destaque pelo Google e Amazon.
  4. 4. Banco de Dados NoSQL • Bancos de dados relacionais têm sido uma tecnologia de sucesso há vinte anos; • Os desenvolvedores de aplicativos têm sido frustrados com a diferença de impedância; • O fator vital para uma mudança no armazenamento de dados foi a necessidade de suportar grandes volumes de dados através da execução em clusters; • Bancos de dados relacionais não são projetados para funcionar de forma eficiente em clusters.
  5. 5. Banco de Dados NoSQL • • • • Não utilizar o modelo relacional; Executar bem em clusters; Open-source; Construído para as propriedades da web do século 21; • Sem esquema.
  6. 6. Tipos de Bancos NoSQL • • • • • Orientado a chave/valor Orientado a grandes colunas (BigTables) Orientado a grafos Orientado a colunas Orientado a documentos
  7. 7. Orientado a chave/valor • São os modelo mais simples e os mais utilizados. • Suporta bastante informação. • São os mais escaláveis. • Ex.: Redis, MemcacheDB, SimpleDB e BerkeleyDB.
  8. 8. Orientado a grandes colunas (BigTables) • Suportam varias linhas e colunas, além de subcolunas. • São fortemente inspirados pelo BigTable do Google. • Ex.: HBase(Yahoo), HiperTable e Cassandra (Facebook)
  9. 9. Orientado a grafos • São bancos mais complexos. • Armazenas Objetos e não registros. • As buscas são realizadas pela navegação nos objetos. • Ex.: Neo4J, InfoGrid e BigData.
  10. 10. Orientado a colunas • São relacionais. • Os dados são armazenados em colunas, não em linhas. • Ex.: MonetDB e LucidDB.
  11. 11. Orientado a documentos • São baseado em documentos XML ou JSON. • Permite localização por ID únicos ou qualquer registro no documento. • Ex.: CouchDB (Apache), MongoDB e Riak.
  12. 12. Por que utilizar NoSQL? • • • • • Grandeza; Performance em escrita massiva; Acesso rápido por chave-valor; Esquema e Tipos de Dados flexíveis; Migração de esquema;
  13. 13. Por que utilizar NoSQL? • Manutenção, administração e operações simplificadas; • Facilidade de uso do Programador; • Usar o modelo de dados certo para o problema certo.
  14. 14. Quem utiliza NoSQL?
  15. 15. Demonstração de aplicação utilizando NoSQL
  16. 16. Considerações finais • • • • • Confiabilidade Escalabilidade; Economia de recursos; Abordagens variadas do conceito NoSQL; Desconfiança quanto sua utilização;
  17. 17. Referência bibliográfica • • • • • ZAMORA, Carlos. “MySQL? PostgreSQL? MS SQL Server?… Não! É a vez do NoSQL!” – 2012. Disponível em: <http://blog.hostdime.com.br/materias/tecnologia/mysql-postgresql-ms-sqlserver-nao-e-a-vez-do-nosql/>. Acesso em: 30 nov. 2013. SOUSA, Thalles Ramon Pinheiro de, ROCHA, André Luiz de Santana Silva. “NoSQL” – 2010. Disponível em: < http://www.slideshare.net/andrerochajp/artigo-nosql>. Acesso em: 29 nov. 2013. CARNEIRO, Daniel. “Bancos de Dados NoSQL” – 19 jan. 2010. Disponível em: <http://www.bluesoft.com.br/bancos-de-dados-nosql/>. Acesso em: 30 nov. 2013. NASCIMENTO, Jean. “NoSQL – você realmente sabe do que estamos falando?” – 28 mai. 2010. Disponível em: < http://imasters.com.br/artigo/17043/>. Acesso em: 30 nov.2013. STEPPAT, Nico. “Bancos de dados não relacionais e o movimento NoSQL” – 30 out.2009. Disponível em: < http://blog.caelum.com.br/bancos-de-dados-naorelacionais-e-o-movimento-nosql/>. Acesso em: 30 nov. 2013.
  18. 18. Referência bibliográfica • • • • • VALÉRIO, Rodrigo de Souza. “Banco de Dados NOSQL (Not Only SQL)” – 20 jul.2011. Disponível em: < http://www.slideshare.net/RodrigoDeSouzaValerio/bancos-de-dados-nosql >. Acesso em: 30 nov. 2013. IANNI, Vinícius. “Introdução aos bancos de dados NoSQL” – 2012. Disponível em: <http://www.devmedia.com.br/introducao-aos-bancos-de-dados-nosql/26044 >. Acesso em: 30 nov. 2013. REDMOND, Eric, WILSON, James R. “Seven Databases in Seven Weeks: A Guide to Modern Databases and the NoSQL Movement” – 18 mai. 2012. 1 Ed. Dallas, TX, 2012. CHODOROW, Kristina, DIROLF, Michael. “MongoDB; The Definitive Guide” – 2010. 1 Ed. Sebastopol, CA. O’Reilly. PLUGGE, Eelco, MEMBREY, Peter, HAWKINS, Tim. “The Definitive Guide to MongoDB” – 2010. Apress.
  19. 19. Obrigado Amanda K. Hartwig de Carvalho amanda.hartwig@catolicasc.org.br Gabriel Batista de Lima gabriel.lima@catolicasc.org.br Paulo Vitor Bischof paulo.bischof@catolicasc.org.br Renan Takeshi Laffin Yuhara renan.yuhara@catolicasc.org.br

×