Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CEARÁ – UECE 
FACULDADE DE EDUCAÇÃO DE CRATEÚS – FAEC 
LICENCIATURA EM QUÍMICA 
PAULO BRUNO DE MI...
PAULO BRUNO DE MIRANDA CARVALHO 
CRIMES VIOLENTOS LETAIS INTENCIONAIS – CVLI 
NO CEARÁ EM 2013. 
Atividade Apresentada na ...
INTRODUÇÃO 
A presente pesquisa circunscreve-se no âmbito do Direito Penal, cujo objeto aborda a temática do crime de latr...
ESTATÍSTICAS – 2013 
CRIMES VIOLENTOS LETAIS INTENCIONAIS – CVLI 
Tabela: Vítimas de Crimes Violentos Letais Intencionais ...
 Coleta dos dados (dados secundários) 
 Apresentação dos dados (tabelas e gráficos) 
 Descrição dos dados 
Foram usados...
• Através do gráfico 2 podemos identificar o mês com a maior e menor variação (%) de crimes violentos letais intencionais ...
Se você somar todos os valores do número de ocorrências e dividir pelo número de meses, 
você terá então a média aritmétic...
Com a média aritmética e o desvio padrão já calculados, vamos calcular o Coeficiente de Variação: 
CV = → CV = 0,1425 X 10...
Neste trabalho, foi possível delinear um panorama geral acerca do cotidiano do povo cearense diante desses casos. Porém, a...
http://www.opovo.com.br/app/opovo/opiniao/2013/10/14/noticiasjornalop, 3145994/a- triste-e-democratica-violencia-no-ceara....
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Estatística - CRIMES VIOLENTOS LETAIS INTENCIONAIS – CVLI NO CEARÁ EM 2013.

500 views

Published on

A escolha do tema deu-se em razão das constantes ocorrências no dia-a-dia do povo cearense. A insegurança no Ceará é um problema sério. Diariamente, diversas pessoas são vítimas de assalto à mão armada. Os latrocínios (roubo seguido de morte) também continuam crescendo no estado.
Os objetivos dessa pesquisa são: analisar os casos de ocorrências de crimes Violentos Letais Intencionais no Ceará em 2013 e Calcular as medidas de tendência central e as Medidas de dispersão relacionadas às essas ocorrências.

Published in: Social Media
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Estatística - CRIMES VIOLENTOS LETAIS INTENCIONAIS – CVLI NO CEARÁ EM 2013.

  1. 1. UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CEARÁ – UECE FACULDADE DE EDUCAÇÃO DE CRATEÚS – FAEC LICENCIATURA EM QUÍMICA PAULO BRUNO DE MIRANDA CARVALHO CRIMES VIOLENTOS LETAIS INTENCIONAIS – CVLI NO CEARÁ EM 2013. CRATEÚS-CE 2014
  2. 2. PAULO BRUNO DE MIRANDA CARVALHO CRIMES VIOLENTOS LETAIS INTENCIONAIS – CVLI NO CEARÁ EM 2013. Atividade Apresentada na Disciplina de Introdução à Estatística do Curso de Licenciatura em Química da Faculdade de Educação de Crateús- FAEC. CRATEÚS-CE 2014
  3. 3. INTRODUÇÃO A presente pesquisa circunscreve-se no âmbito do Direito Penal, cujo objeto aborda a temática do crime de latrocínio previsto no artigo 157, §3º do Código Penal – CP, conferindo enfoque à natureza subjetiva do delito. Assim, estará demonstrado que, se o resultado morte advém de dolo, o crime será o de homicídio (artigo 121, Código Penal) em concurso com o roubo (artigo 157, Código Penal); entretanto, ocorrerá o delito previsto no artigo 157, §3º, Código Penal, se o resultado morte ocorre culposamente, não se aplicando, nesse caso, a pena ali prevista em razão de sua desproporcionalidade, sendo aplicada a pena do homicídio culposo (artigo 121, §3º, Código Penal) em concurso com o roubo (artigo 157, Código Penal). Barbosa (1997, apud JORIO, 2008) define latrocínio como tratar-se “da expressão tradicional para designar a forma mais grave do roubo, isto é, ‘o crime de matar para roubar’ ou ‘matar roubando’’”. O latrocínio é das modalidades mais repulsivas da criminalidade. Quem mata para roubar ou rouba matando revela requintada perversidade e cupidez extrema. Objetiva excessiva falta de sentimento e de probidade, numa perfeita revivescência do homem selvagem (DUTRA, 1995). Segundo a palavra de DEUS "O ladrão não vem senão a roubar, a matar, e a destruir; [...]." (João 10: 10). E também enfatiza que: "De madrugada se levanta o homicida, mata o pobre e necessitado, e de noite é como o ladrão." (Jó 24:14). A escolha do tema deu-se em razão das constantes ocorrências no dia-a-dia do povo cearense. A insegurança no Ceará é um problema sério. Diariamente, diversas pessoas são vítimas de assalto à mão armada. Os latrocínios (roubo seguido de morte) também continuam crescendo no estado. Os objetivos dessa pesquisa são: analisar os casos de ocorrências de crimes Violentos Letais Intencionais no Ceará em 2013 e Calcular as medidas de tendência central e as Medidas de dispersão relacionadas às essas ocorrências. A pesquisa tem como base a tabela: Vítimas de Crimes Violentos Letais Intencionais no Ceará em 2013 de acordo com os dados da secretaria da segurança pública e defesa social do estado do Ceará- SSPDS.
  4. 4. ESTATÍSTICAS – 2013 CRIMES VIOLENTOS LETAIS INTENCIONAIS – CVLI Tabela: Vítimas de Crimes Violentos Letais Intencionais no Ceará em 2013 Mês Quantidade Taxa* por 100 mil hab. Variação*** (%) Janeiro 366 4,17 - Fevereiro 304 3,46 -16,94 Março 447 5,09 47,04 Abril 297 3,38 -33,56 Maio 348 3,96 17,17 Junho 362 4,12 4,02 Julho 312 3,55 -13,81 Agosto 370 4,21 18,59 Setembro 450 5,13 21,62 Outubro 437 4,98 -2,89 Novembro 390 4,44 -10,76 Dezembro 379 4,32 -2,82 TOTAL 4462 - - Fonte: SIP/CIOPS/CPI/PEFOCE/AAESC/SSPDS *Baseada na estimativa populacional do estado feita pelo IBGE para 2013. ***Variação (%) em relação a mês anterior METODOLOGIA O intuito desse trabalho foi realizar uma pesquisa do tipo estatística descritiva, pois procura descrever e avaliar os dados de Crimes Violentos Letais Intencionais no Ceará em 2013 de acordo com os dados da secretaria da segurança pública e defesa social do estado do Ceará- SSPDS. O trabalho pode ser resumido nas seguintes etapas:  Definição do problema  Planejamento
  5. 5.  Coleta dos dados (dados secundários)  Apresentação dos dados (tabelas e gráficos)  Descrição dos dados Foram usados dois métodos para apresentação dos dados: métodos gráficos (envolvendo apresentação gráfica e/ou tabular) e métodos numéricos (envolvendo apresentações de medidas de posição e/ou dispersão). RESULTADOS E DISCUSSÃO  Através do gráfico 1 podemos identificar o mês com mais e menos ocorrências de crimes violentos letais intencionais: GRÁFICO 1: Vítimas de Crimes Violentos Letais Intencionais no Ceará em 2013 Para calcularmos o mês com mais e com menos ocorrências devemos utilizar o ponto máximo e ponto mínimo. Analisando o gráfico 1 Logo teremos: 450 como ponto máximo; 297 como ponto mínimo. Após determinar os pontos máximo e mínimo, agora vamos calcular amplitude do intervalo: A = Pmáx- Pmín → A = 450 – 297 → A = 153. 366 304 447 297 348 362 312 370 450 437 390 379 Quantidade Quantidade
  6. 6. • Através do gráfico 2 podemos identificar o mês com a maior e menor variação (%) de crimes violentos letais intencionais em relação ao mês anterior: GRÁFICO 2: Variação (%) em relação a mês anterior Para calcularmos o mês com a maior e menor variação (%) em relação ao mês anterior devemos utilizar novamente o ponto máximo e ponto mínimo. Analisando o gráfico 2 Logo teremos: 47,04 como ponto máximo; -33,56 como ponto mínimo. Após determinar os pontos máximo e mínimo, agora vamos calcular amplitude do intervalo: A = Pmáx- Pmín → A = 47,04 – (-33,56) → A = 80,60.  Calcular a média de ocorrências de crimes violentos letais intencionais durante o ano de 2013: TOTAL 4462 -16,94 47,04 -33,56 17,17 4,02 -13,81 18,59 21,62 -2,89 -10,76 -2,82 Variação*** (%) - Variação*** (%) -
  7. 7. Se você somar todos os valores do número de ocorrências e dividir pelo número de meses, você terá então a média aritmética (Ma) do número de ocorrências. Então, o valor obtido será: Ma = → Ma = → Ma = 371,8333333.  Calcular a mediana: Considerando um conjunto de dados com número par de elementos como (297; 304; 312; 348; 362; 366; 370; 379; 390; 437; 447; 450), encontra-se a posição da mediana ((12+1) /2 =6,5ª posição). Como a posição 6,5 está entre a 6ª e a 7ª posição, calcula-se a média entre os valores que ocupam estas posições. O valor encontrado da mediana será: Md = → Md = 368.  Calcular a Variância: Sabendo que os (Xi) são: (297; 304; 312; 348; 362; 366; 370; 379; 390; 437; 447; 450) e (Ma) é: 371,8333333. De acordo com a fórmula a cima terá: S2 = 2806,515455.  Calcular o desvio padrão: Tendo determinado a Variância, vamos calcular desvio padrão: S = → S 52,98 • O Coeficiente de Variação:
  8. 8. Com a média aritmética e o desvio padrão já calculados, vamos calcular o Coeficiente de Variação: CV = → CV = 0,1425 X 100% → CV = 14,25% Então temos uma Baixa dispersão: CV ≤ 15% • A assimetria: De acordo com a fórmula abaixo, teremos o seguinte resultado: A = → A = → A = 0,2171 A violência em todo o Ceará é assunto recorrente em qualquer conversa, sejam nas conversas acadêmicas ou mesmo nas informais conversas das renitentes e poucas cadeiras que ainda restam em nossas ruas. O aumento da sensação de insegurança nos últimos anos é inegável e preocupante. “No entanto, não culpo apenas uma única causa do aumento da violência, pois é sensato falar-se que há várias razões. A gestão pública, boa ou má, interfere nisso, claro, mas dependendo de muitos fatores externos também. A própria falta de preparo da segurança pública pode ter inclusive motivado a “importação” de mais profissionais do crime.” Afirma Emerson Damasceno; Advogado, membro da Comissão de Direito Eletrônico da OAB, jornalista e poeta. Porém, a questão da segurança pública no Ceará tem vícios históricos e ainda não resolvidos que acabam sendo um triste legado de gestão a gestão. O baixo salário dos que fazem a segurança pública ainda é um desses problemas, além da crise existente desde as greves nos anos 1990, o que fizeram aumentar ainda mais a insatisfação da categoria ante o insucesso de várias demandas. A péssima distribuição de renda, entretanto, ainda vexatória para todos nós, é uma causa perene. E certamente a maior responsável pelo cenário preocupante. CONCLUSÃO
  9. 9. Neste trabalho, foi possível delinear um panorama geral acerca do cotidiano do povo cearense diante desses casos. Porém, a questão da segurança pública no Ceará tem vícios históricos e ainda não resolvidos que acabam sendo um triste legado de gestão a gestão. O baixo salário dos que fazem a segurança pública ainda é um desses problemas, além da crise existente desde as greves nos anos 1990, o que fizeram aumentar ainda mais a insatisfação da categoria ante o insucesso de várias demandas. “Os cearenses sentem na pele a insegurança. A sensação de violência no dia a dia é visível e centenas de cidadãos estão sendo vítimas de marginais. A inépcia da Polícia em prevenir e reprimir o crime é patente e muitos preferem nem dar queixa de agressões por não crerem na eficácia dos agentes da lei. Com isso, o clima de impunidade impera e o medo prevalece, gerando queda na qualidade de vida.” Afirma José Nelson Bessa Maia, Economista e ex-assessor especial para assuntos internacionais do governo do Ceará (1995-2006). REFERÊNCIAS BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Promulgada em 5 de outubro de 1988. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Constituicao/Constitui%C3%A7ao.htm>. Acesso em 24 fev. 2012. BARBOSA, Marcelo Fortes. Latrocínio. São Paulo: Malheiros, 1993. DUTRA, Mário Hoeppner. O Furto e o roubo: em face do Código Penal Brasileiro. Coleção “Philadelpho Azevedo”. São Paulo: Max Limonad, 1955. JORIO, Israel Domingos. Latrocínio, a desconstrução de um dogma: da inconstitucionalidade à inexistência do tipo penal. Belo Horizonte: Del Rey, 2008. 1. Bíblia – Português. I. Almeida, João Ferreira de – trad. II. Título DAMASCENO, Emerson. A triste e democrática violência no Ceará. O povo online. Disponível em:
  10. 10. http://www.opovo.com.br/app/opovo/opiniao/2013/10/14/noticiasjornalop, 3145994/a- triste-e-democratica-violencia-no-ceara.shtml. MAIA, José Nelson Bessa. A insegurança pública no Ceará: a oportunidade perdida. O povo online. Disponível em: http://www.opovo.com.br/app/opovo/opiniao/2013/06/11/noticiasjornalop, 3072457/a- inseguranca-publica-no-ceara-a-oportunidade-perdida.shtml.

×