AULÃO - SEGUNDO ANO

11,878 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
11,878
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1,361
Actions
Shares
0
Downloads
36
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

AULÃO - SEGUNDO ANO

  1. 1. Caderno de Questões 2º Ano
  2. 2. EREM Prof. Trajano de Mendonça – Semana do Fera 2013 2º AnoLíngua Portuguesa e Literatura – Profª. Sandra Cavalcanti Ler para quê? Comecemos por uma possível definição, nem a melhor, nem a única. Em sentido amplo, leitura é um processo interativo de construção de sentido(s) entre quem produz (autor/autores) e quem recebe (leitor/leitores), intermediados pelos dados do texto, nas mais diversas possibilidades e formas de linguagens: oral, escrita, icônica, gestual, sinestésica. Ler é atribuir sentido ao que nos rodeia e nos constitui enquanto sujeitos individuais e coletivos, portanto, seres sociais em permanente mutação, interagindo com a alteridade. Em âmbito estrito, pensa-se a leitura relacionada aos códigos da escrita, dependente das normas que regem o mundo grafocêntrico. Essa é a leitura sistematizada pela escola, divisora de águas entre alfabetizados e analfabetos em suas diversas classificações, entre o mundo letrado e o não letrado, entre o cidadão que tem acesso a bens culturais e aquele indivíduo que permanece à margem. Nesses dois circuitos ainda se desenha, hoje, o quadro social brasileiro. Ler para quê? Uma forte razão: para redesenhar, com outro perfil, o quadro acima, por exemplo. Os objetivos da leitura, porém, ultrapassam esses limites. Lê-se por paixão, por sede, por prazer. Lê-se por necessidade pessoal e intelectual de sentir-se pertencente ao gênero dos pensantes em constante ebulição. Lê-se por deleite e fruição estética. Lê-se para dialogar à distância com aquele que respondeu antecipadamente às nossas interrogações, inquietações e dúvidas. Lê-se para reafirmar propósitos e crenças ou, ainda, para guardar esperanças. Lê-se para buscar informação, para investigar, para descobrir o avesso do que transparece. Lê-se para rir, para emocionar-se, para tranquilizar-se. Lê-se para discordar e contra-argumentar. Lê-se para melhor escrever. Lê-se para encontrar afinidade com o desejo do outro. Lê-se para chamar o sono e atrair belos sonhos. Lê-se para passar o tempo e relaxar os nervos. Lê-se para conhecer o passado, compreender o presente e desvendar o futuro. Lê-se para tentar fazer avançar o domínio do homem sobre o universo. Lê-se para chegar a atingir níveis cada vez mais altos de arte, ciência e técnica. Lê-se para esquadrinhar os insondáveis mistérios da criação. Lê-se, sobretudo, para sair-se transformado de cada vivência no fascinante mundo da leitura... (Gisela da Rocha e Silva Guidi. Texto disponível em: http://pead.ucpel.tche.br/revistas/index.php/colabora/article/viewFile/47/43. Acesso em 06/11/2011. Excerto adaptado). 01De acordo com o texto, os sentidos expressos em um texto escrito decorrem de um conjunto de fatores, não apenas, portanto, do que está à mostra na sua superfície, o que nos permite afirmar o seguinte: I. no Texto 1, esse princípio se confirma pela inclusão das figuras do autor e do leitor envolvidos em seu processo de produção e de recepção. II. um texto é um objeto bastante complexo, pois congrega fatores de diferentes naturezas e tem seus sentidos dependentes dessa diversidade de fatores. III. a leitura é uma espécie de diálogo, em cuja realização entram em jogo o individual e o coletivo, o particular e o outro. IV. os diferentes meios de o homem vivenciar a linguagem são mais interativos no oral e no escrito, além, portanto, do que ocorre sob a forma icônica ou sinestésica. V. os dados expressos em um texto – para quem escreve e para quem lê – constituem apenas sinais parciais do que é possível compreender-se. São CORRETAS apenas as proposições que aparecem nas opções: A) I, II, III B) II, IV, V C) I, III, V D) I, II, III, V E) II, III, V 02 Pela compreensão global do texto, podemos chegar às conclusões seguintes. I Não há participante do processo de leitura que seja totalmente passivo; tudo, na leitura, preenche uma condição de ‘atividade’, de ‘intervenção’. II. O propósito comunicativo do Texto 1 parece ser a defesa da aquisição dos códigos da escrita, no que concerne às normas grafocêntricas. III. A leitura é uma atividade multifuncional, muitíssimo mais ampla do que aquela sistematizada pela escola. IV. Um dos argumentos principais defendidos no texto gira em torno da multiplicidade de objetivos com que alguém pode ler. V. O quadro social brasileiro, pelo viés da leitura, já superou a situação paradoxal dos que têm acesso aos bens culturais e dos que permanecem à margem. São ACEITÁVEIS apenas as conclusões que constam nas opções: A) I, II, III, V B) I, III, IV C) II, III, IV D) II, III, V E) III, IV, V
  3. 3. EREM Prof. Trajano de Mendonça – Semana do Fera 2013 2º AnoLíngua Portuguesa e Literatura – Profª. Sandra Cavalcanti 03 “Leitura é um processo interativo...”. Essa definição de leitura seria pertinente para apoiar a ideia de que: I. todos os sentidos de um texto constam nele mesmo; na linha de seus sons ou de suas letras. II. os diferentes sujeitos envolvidos na produção e na recepção de um texto estão em mútua cooperação. III. o texto funciona como um ‘encontro’, um‘ cruzamento’ entre diferentes visões de mundo. IV. toda leitura supõe um cálculo interpretativo invariável, de sujeito para sujeito, independente de suas vivências particulares. V. o domínio de um código escrito é necessário mas não chega a ser suficiente para a apreensão do sentido de um texto. São CORRETAS apenas as observações que aparecem nas opções: A) I, II B) II, III, IV C) II, III, V D) I, II, III, IV, V E) I, III, V 04 Ainda acerca da organização geral do Texto, analise as considerações seguintes, que têm como foco aspectos léxico-gramaticais de sua construção. I. O trecho inicial (“Comecemos por uma possível definição...”) revela que a autora tem uma organização planejada para o desenvolvimento de seu texto. II. Em: “Comecemos”, o uso do verbo na primeira pessoa do plural caracteriza uma opção da autora no sentido de emprestar ao texto um tom mais interativo. III. A pergunta que consta no título e no início do terceiro parágrafo constitui um recurso retórico, destinado a provocar o interesse e a instigar a curiosidade do leitor. IV. No terceiro parágrafo, a primeira resposta da autora à pergunta “Ler para quê?” representa a razão mais forte, a justificativa mais pertinente, entre todas as outras enumeradas. V. O uso repetido do verbo ‘ler’ nos dois últimos parágrafos, sob a forma “Lê-se”, conferiu ao texto um teor bem pessoal, bem particular, com referências bem específicas. Estão CORRETAS apenas as observações das opções: A) I, II, V B) II, III, C) I, II, III D) I, II, III, IV E) II, III, IV 05No Texto, a autora defende explicitamente que a leitura: I. tem forte poder transformador, tanto social quanto individualmente. II. possibilita o encontro do leitor com diferentes períodos da história humana. III. tem a escola como o espaço privilegiado para a sua realização e regulamentação. IV. favorece a ampliação das competências necessárias à escrita de textos. V. é um elemento que tem forte influência na definição da classe social dos indivíduos. São CORRETAS apenas as opções: A) I, II, III B) II, IV, V C) III, IV, V D) I, II, V E) I, II, IV, V 06 Considerando a escola literária Romantismo, analise as afirmativas a seguir: I. “Minha terra tem palmeiras,/ Onde canta o sabiá;/ As aves que aqui gorjeiam,/ Não gorjeiam como lá.” Nesta estrofe, Castro Alves pretende trazer à tona o espírito nacionalista que tomou conta do Brasil durante conturbado período histórico. II. Em “Se eu morresse amanhã, viria ao menos/ Fechar meus olhos minha triste irmã;/ Minha mãe de saudades morreria/ Se eu morresse amanhã”, Álvares de Azevedo apresenta um eu lírico tomado pela dor e pela tristeza, sentimentos comuns a sua poesia. III. “São duas flores unidas,/ São duas rosas nascidas/ Talvez no mesmo arrebol,/ Vivendo no mesmo galho,/ Da mesma gota de orvalho,/ Do mesmo raio de sol”. Nesta estrofe do poema “As duas flores”, Castro Alves dá indícios de uma estética subjetivista. IV. Em “Meu canto de morte,/ Guerreiros, ouvi: Sou filho das selvas,/ Nas selvas, cresci;/ Guerreiros, descendo/ Da tribo Tupi”, Gonçalves Dias assim como José de Alencar, em O guarani, tenta evidenciar a cultura indígena no Brasil. V. Castro Alves, Álvares de Azevedo e Gonçalves Dias, a despeito de suas diferenças temporais e estéticas, podem ser entendidos como poetas com a seguinte visão de mundo: A racionalidade humana deve ser o crivo da vida.
  4. 4. EREM Prof. Trajano de Mendonça – Semana do Fera 2013 2º AnoLíngua Portuguesa e Literatura – Profª. Sandra Cavalcanti Está CORRETO o que se afirma em A) I, II e III. B) I, IV e V. C) I, III e IV. D) II, III e IV. E) II, IV e V. Texto: Senhora (fragmento) – Vendido! Exclamou Seixas ferido dentro d'alma. – Vendido sim; não tem outro nome. Sou rica, muito rica, sou milionária; precisava de um marido, traste indispensável às mulheres honestas. O senhor estava no mercado; comprei-o. Custou-me cem mil cruzeiros, foi barato; não se fez valer. Eu daria o dobro, o triplo, toda a minha riqueza por este momento. Aurélia proferiu estas palavras desdobrando um papel no qual Seixas reconheceu a obrigação por ele passada ao Lemos. Não se pode exprimir o sarcasmo que salpicava dos lábios da moça, nem a indignação que vazava dessa alma profundamente revolta, no olhar implacável com que ela flagelava o semblante do marido. Seixas, trespassado pelo cruel instinto, arremessado do êxtase da felicidade a esse abismo de humilhação, a princípio, ficara atônito. Depois quando os assomos da irritação vinham sublevando-lhe a alma, recalcou-os esse poderoso sentimento do respeito à mulher, que raro abandona o homem de fina educação. Penetrado da impossibilidade de retribuir o ultraje à senhora a quem havia amado, escutava imóvel, cogitando no que lhe cumpria fazer; se matá-la a ela, matar-se a si, ou matar a ambos. Aurélia como se lhe adivinhasse o pensamento, esteve por algum tempo afrontando-o com inexorável desprezo. – Agora, meu marido, se quer saber a razão por que o comprei de preferência a qualquer outro, vou dizê- la; e peço que não me interrompa. Deixe-me vazar o que tenho dentro desta alma, e que há um ano a está amargurando e consumindo. A moça apontou a Seixas uma cadeira próxima. – Sente-se, meu marido. Com que tom acerbo e excruciante lançou a moça esta frase, meu marido, que nos seus lábios ríspidos acerava-se como um dardo ervado de cáustica ironia! Seixas sentou-se. Dominava-o estranha fascinação dessa mulher, e ainda mais a situação incrível a que fora arrastado. (ALENCAR, José de. Senhora. São Paulo, 1983.) 07Considerando o fragmento do romance Senhora, assinale a alternativa CORRETA. A) A linguagem erudita e sofisticada, utilizada no texto de Alencar, aponta que o romance Senhora representa exclusivamente ideologias defendidas pelos ideários racionalistas do Romantismo brasileiro. B) Aurélia, diante da indiferença que Seixas demonstra para com ela, não se intimida e revela para o marido todas as intenções que a motivaram a comprá-lo como se compra um objeto a ser adquirido. C) No segundo parágrafo do fragmento em análise, fica evidente que a estética do romance romântico fundamenta-se nos princípios e nos pressupostos defendidos pelas teorias positivistas. D) Na expressão “Meu marido”, presente no texto, o chamado amor romântico, fundamentado na inter- relação subjetividade e objetividade exacerbada, é evidenciado de maneira contundente e irrefutável. E) No quarto parágrafo, revelando tensão em seus sentimentos, Aurélia, reconhecendo que vive, há um ano, amargura e consumição, decide explicar para Seixas o que a motivou a fazer do seu casamento uma negociação comercial. 08Considerando a escola literária Realismo, assinale as afirmativas a seguir: I. Na prosa realista, diferentemente da estética literária que a antecedeu, uma das características mais evidentes é o desejo e a necessidade do autor de buscar e encontrar, na linguagem verbal, representação fiel à realidade na sua concretude mais exata. II. Memórias de um Sargento de Milícias é um romance considerado de transição entre a estética romântica e a estética realista, todavia as características da estética realista, no desenvolvimento da história, em sua totalidade, são predominantes. III. No romance O Cortiço, Aluísio Azevedo inaugura no Brasil, as linhas diretrizes que irão nortear toda a escola literária realista, fazendo notar que o subjetivismo, o nacionalismo ufanista, o sentimentalismo e o Mal do século são questões pouco relevantes. IV. Memórias Póstumas de Brás Cubas, também em razão de sua temática e da maneira como é narrado, ilustra as pretensões de Machado de Assis no que diz respeito à crítica social que é feita aos costumes e ao comportamento da época. V. O Realismo emerge no Brasil, sob o seguinte lema: A linguagem romântica consegue retratar a realidade da vida tal qual a vida é. Isso implica dizer que o Realismo precisa se aproximar da estética romântica, visando alcançar seus objetivos literários. Estão CORRETAS A) I, II e IV. B) I, III e IV. C) I, III e V. D) II, III e IV. E) III, IV e V. Leia o fragmento do livro “O Ateneu” e responda em seguida. "Vais encontrar o mundo, disse-me meu pai, à porta do Ateneu. Coragem para a luta." Bastante experimentei depois a verdade deste
  5. 5. EREM Prof. Trajano de Mendonça – Semana do Fera 2013 2º AnoLíngua Portuguesa e Literatura – Profª. Sandra Cavalcanti aviso, que me despia, num gesto, das ilusões de criança educada exoticamente na estufa de carinho que é o regime do amor doméstico, diferente do que se encontra fora, tão diferente, que parece o poema dos cuidados maternos um artifício sentimental, com a vantagem única de fazer mais sensível a criatura á impressão rude do primeiro ensinamento, têmpera brusca da vitalidade na influência de um novo clima rigoroso. Lembramo-nos, entretanto, com saudade hipócrita, dos felizes tempos; como se a mesma incerteza de hoje, sob outro aspecto, não nos houvesse perseguido outrora e não viesse de longe a enfiada das decepções que nos ultrajam. (Raul Pompéia) 09 O trecho acima é o início do romance O ATENEU, de Raul Pompéia. Considerando esta obra como um todo, constatamos nela uma perfeita correspondência entre a sociedade do Ateneu e a sociedade de fora dele, porque A) em ambas, os valores sociais, éticos e morais são irrepreensíveis. B) a figura afável do diretor de escola equivale à do pai de família. C) tanto na escola quanto na família a criança se sente "na estufa de carinho que é o regime do amor doméstica D) escola e sociedade completam eficazmente a educação da criança e a preparam para a vida. E) o internato é um pequeno mundo que reflete a sociedade e seus desequilíbrios. OLHOS DE RESSACA Enfim, chegou a hora da encomendação e da partida. Sancha quis despedir-se do marido, e o desespero daquele lance consternou a todos. Muitos homens choravam também, as mulheres todas. Só Capitu, amparando a viúva, parecia vencer-se a si mesma. Consolava a outra, queria arrancá-la dali. A confusão era geral. No meio dela, Capitu olhou alguns instantes para o cadáver tão fixa, tão apaixonadamente fixa, que não admira lhe saltassem algumas lágrimas poucas e caladas... As minhas cessaram logo. Fiquei a ver as dela; Capitu enxugou-as depressa, olhando a furto para a gente que estava na sala. Redobrou de carícias para a amiga, e quis levá-la; mas o cadáver parece que a retinha também. Momentos houve em que os olhos de Capitu fitaram o defunto, quais os da viúva, sem o pranto nem palavras desta, mas grandes e abertos, como a vaga do mar lá fora, como se quisesse tragar também o nadador da manhã. (Machado de Assis) 10 Em DOM CASMURRO, o narrador machadiano A) registra, de forma comovente, as memórias de sua adolescência, na qual veio a conhecer e a perder o grande amor de sua vida. B) rememora, de forma lírica, uma paixão antiga, que lhe valeu a ruptura definitiva com sua família conservadora. C) rememora, com ressentimento, as origens, o desenvolvimento e o fim de uma paixão, destruída pelo ciúme. D) recupera, em tom trágico, a história de seu grande amigo, traído pela mulher fútil e aventurosa. E) registra, com ironia, a impiedade de seus injustificáveis ciúmes pela mulher cuja inocência tardiamente reconhece. Bônus: Leia o texto e responda em seguida. Eram cinco horas da manhã e o cortiço acordava, abrindo, não os olhos, mas a sua infinidade de portas e janelas alinhadas. Um acordar alegre e farto de quem dormiu de uma assentada, sete horas de chumbo. [...] O rumor crescia, condensando-se; o zunzum de todos os dias acentuava-se; já se não destacavam vozes dis- persas, mas um só ruído compacto que enchia todo o cortiço. Começavam a fazer compras na venda; ensa- rilhavam-se discussões e rezingas; ouviam-se gargal- hadas e pragas; já se não falava, gritava-se. Sentia-se naquela fermentação sanguínea, naquela gula viçosa de plantas rasteiras que mergulham os pés vigorosos na lama preta e nutriente da vida, o prazer animal de existir, a triunfante satisfação de respirar sobre a terra. (AZEVEDO, Aluísio. O cortiço. 15 ed. São Paulo: Ática, 1984.) Considerando o fragmento acima, assinale a alter- nativa INCORRETA. A) O trecho nos mostra a força do coletivo, personificada pelo cortiço, que acorda similar a uma colmeia humana. Por meio da personificação e também das descrições, é perceptível a visão do homem como um ser degradado dentro de um organismo vivo, que cresce, se desenvolve, amadurece e se deteriora. B) No texto, elementos visuais, olfativos e auditivos, representados por expressões como “zumzum de todos os dias” e “fermentação sanguínea”, também enfatizam o ideal determinista da estética do Naturalismo que trabalha com a decadência dos valores sociais em seres, que agem sob influência da hereditariedade. C) O discurso naturalista do autor de O Cortiço, centrado nos elementos introspectivos das personagens, valoriza um lirismo acentuado, típico do romance experimental ou de tese, cujas ideias refletem princi- palmente o determinismo de Taine e o evolucionismo de Darwin. D) O trecho nos coloca diante de situações grotescas e antagônicas as quais mostram o aspecto animalesco e “rasteiro” do ser humano e, ao mesmo tempo, revela também a sua vitalidade e energia naturais, oriundas do prazer de existir, embora em condições adversas. E) A visão determinista de Aluísio Azevedo, tão bem representada em O Cortiço, se confirma não só no uso recorrente de expressões metafóricas, hiperbólicas e sinestésicas mas também no processo de zoomorfização a que o autor submete as personagens.
  6. 6. EREM Prof. Trajano de Mendonça – Semana do Fera 2013 2º AnoMatemática – Prof. Anselmo Guerra Jr. 11 Quanto mede o volume da pirâmide regular de base quadrada cuja planificação está representada na figura a seguir? a) √ b) √ c) √ d) √ e) √ 12 O instituto POPOP entrevistou 200 leitores de jornal e encontrou o resultado indicado na tabela seguinte: Escolhendo-se, ao acaso, uma dessas pessoas, qual a probabilidade de ser uma mulher ou um leitor do Diário Popular? a) 25% b) 40% c) 60% d) 65% e) 80% 13 Uma progressão geométrica, formada por números naturais maiores que um, tem 12 como produto dos seus dois primeiros termos. Quanto vale o quinto termo dessa PG? a) 12 b) 36 c) 54 d) 84 e) 162 14 As diagonais das faces de um bloco retangular medem , e √ . Quanto mede a diagonal desse bloco? a) √ b) √ c) d) e) 15 Um shopping center tem 5 portas sociais de acesso ao público e 4 portas de serviço, de acesso exclusivo para funcionários. Dizemos que o shopping está aberto, se, pelo menos, uma das portas sociais estiver aberta. Dessa forma, quantas são as possibilidades de o shopping estar aberto ao público? a) 25 b) 27 c) 30 d) 31 e) 45 16 Uma biblioteca tenta organizar 4 livros diferentes de Matemática, 4 livros diferentes de Geografia e 2 livros diferentes de Inglês em uma estante. O número de modos distintos de organização deve ser de tal forma que os livros da mesma disciplina estejam sempre juntos e que os de Geografia apareçam sempre na mesma ordem. Assim, o número de possibilidades dessa arrumação é de: a) 48 b) 50 c) 96 d) 288 e) 1.152 17 Para subir nos mirantes P, S e T da torre de TV de uma cidade, a Prefeitura cobra valores diferenciados aos visitantes em função da altura dos mirantes. O quadro a seguir mostra o número de visitantes de cada mirante e o valor arrecadado em um final de semana. Sobre os valores das tarifas, analise as afirmações abaixo: I. O valor da tarifa do mirante T corresponde ao dobro do valor da tarifa do mirante P. II. O valor da tarifa do mirante S corresponde a três quartos do valor da tarifa do mirante T. III. O valor da tarifa do mirante P corresponde a 40% do valor da tarifa do mirante S.
  7. 7. EREM Prof. Trajano de Mendonça – Semana do Fera 2013 2º AnoMatemática – Prof. Anselmo Guerra Jr. Está CORRETO o que se afirma em: a) II b) II e III c) III d) I e II e) I e III 18 Sabe-se que o produto de dois números irracionais e pode ser um número racional . Assinale a única alternativa abaixo que exemplifica esta afirmação: a) √ √ √ b) √ √ √ c) √ √ √ d) √ √ √ e) √ √ 19 Sandro iniciou uma sequência de figuras formadas por quadrados nas cores branco e cinza, sendo todos iguais. A seguir, temos as três primeiras figuras. Dando continuidade à montagem de figuras com esse mesmo padrão, quantos quadrados brancos serão necessários para Sandro construir a décima figura? a) 792 b) 796 c) 800 d) 804 e) 896 20 Uma pata teve cinco filhotes, um de cada cor. Quando eles saem para passear, sempre em fila indiana, com a mãe puxando a fila, o patinho verde está sempre mais perto dela que o patinho amarelo. De quantas maneiras diferentes, os patinhos podem organizar a fila, de forma que essa condição seja satisfeita? a) 200 b) 120 c) 60 d) 30 e) 5 Desafio 1 Na cidade de Cordisburgo, foi realizada uma corrida de bicicleta num circuito circular, da qual participaram três ciclistas, Guimarães, Rosa e João. Na primeira hora da corrida, Guimarães fez exatamente 230 voltas completas, João fez exatamente 111 voltas completas, porém não se sabe quantas voltas Rosa realizou. Sabe-se apenas que foi um número inteiro e que Rosa deu mais voltas que João e menos do que Guimarães. Além disso, cada um deles andou com velocidade constante, e todos partiram juntos do mesmo ponto. Considerando também as ultrapassagens feitas no tempo inicial, quantas ultrapassagens no total foram feitas nessa primeira hora de corrida? Desafio 2 O personagem histórico mexicano Benito Juárez nasceu na primeira metade do século XIX. Sabendo que Benito Juárez completou anos no ano , qual foi o ano do seu nascimento? Desafio 3 A sequência 0, 3, 7, 10, 14, 17, 21, ... é formada a partir do número 0, somando-se alternadamente 3 ou 4 ao termo anterior, isto é: o primeiro termo é 0, o segundo é 3 a mais que o primeiro, o terceiro é 4 a mais que o segundo, o quarto é 3 a mais que o terceiro, o quinto é 4 a mais que o quarto e assim sucessivamente. Qual o 1000º termo dessa sequência? Desafio 4 Um prefeito quer construir uma praça quadrada de 10 m de lado, que terá quatro canteiros triangulares de pedra e um canteiro quadrado de grama, como na figura. O prefeito ainda não decidiu qual será a área do canteiro de grama, e por isso o comprimento do segmento está indicado por na figura. Sabe-se que o canteiro de grama custa R$ 4,00 por metro quadrado e os canteiros de pedra custam R$ 3,00 por metro quadrado. Qual a menor quantia que o prefeito deve ter para construir os cinco canteiros?
  8. 8. EREM Prof. Trajano de Mendonça – Semana do Fera 2013 2º AnoFísica – Profª Rejane Almeida 21 (UPE-2013) Foram mergulhados, num mesmo líquido, dois termômetros: um graduado na escala Celsius, e o outro, na escala Fahrenheit. A leitura em Fahrenheit supera em 100 unidades a leitura em Celsius. Qual era a temperatura desse líquido? a) 85°F b) 100°F c) 130°F d) 165°F e) 185°F 22 (UPE-2013) Qual massa de gelo a 0°C deve ser misturada com 100 g de água a 80°C, para que a temperatura de equilíbrio seja de 20°C, sabendo-se que o calor específico da água vale 1 cal/g°C e que o calor latente de fusão da água vale 80 cal/g? a) 30 g b) 60 g c) 72 g d) 120 g e) 180 g 23 (UPE-2012) Em um recipiente, existem 500 g de água a 80°C, e nele é colocada uma certa quantidade de gelo a -10°C. Qual a massa de gelo, em gramas, necessária para que a temperatura final seja 25°C? Dados:Lfgelo= 80cal/g,cágua= 1cal/g°C, cgelo= 0,5 cal/g°C a) 250 b) 262 c) 239 d) 200 e) 300 24 (UPE-2012) Considere dois corpos A e B com temperaturas diferentes. A temperatura do corpo A é menor que a temperatura do corpo B. A temperatura inicial do corpo B é TB. A massa do corpo A é mA, e a do corpo B, mB. Os dois corpos trocam calor até atingirem uma temperatura de equilíbrio T. Considerando que o corpo A dilata-se linearmente com coeficiente de dilatação linear a, assinale a alternativa que apresenta a variação do comprimento do corpo A se, antes da troca de calor, ele possuía comprimento L0. (Considere que não houve mudança de fase). Dados: o calor específico do corpo A vale cA, e o do corpo B, cB. a) αL0 (T – TB) b) αL0 (TB – T) c) αL0 (T – TB) d) αL0 (T – TB) e) αL0 (TB – T) 25 (UPE-2011) Um trem do metrô com massa igual a 24.000kg, viajando inicialmente a 12m/s, diminui sua velocidade e para em uma estação, lá permanecendo o tempo suficiente, para que seus freios esfriem. As dimensões da estação são 60m de comprimento, por 20m de largura, por 10m de altura. Considere que todo o trabalho realizado pelos freios para parar o trem seja transferido como calor uniformemente para todo o ar. Dados: densidade do ar = 1,2 kg / m 3 ; calor específico do ar = 1.000 J / kg . K Nessas condições, o aumento da temperatura do ar na estação vale: a) 1,0 x 10 -2 ºC b) 1,2 x 10 -1 ºC c) 1,5 x 10 -3 ºC d) 1,4 x 10 -2 ºC e) 1,6 x 10 -4 ºC 26 (UPE-2013) Em virtude de as moléculas de água no estado líquido estarem unidas por um tipo especial de ligação denominada ponte de hidrogênio, a água apresenta um comportamento excepcional quando aquecida. Quando se aquece uma amostra de água de 0°C a 100°C, ela: a) se dilata sempre. b) se contrai sempre. c) se dilata e depois se contrai. d) se contrai e depois se dilata. e) mantém volume constante. 27 (UPE-2012) Sabendo-se que a temperatura crítica da água é TC = 374°C e a pressão crítica da água é PC = 218 atm, analise as afirmativas a seguir: I. O par de valores temperatura e pressão (374°C ; 218 atm) corresponde ao ponto crítico da água, no
  9. 9. EREM Prof. Trajano de Mendonça – Semana do Fera 2013 2º AnoFísica – Profª Rejane Almeida qual existe o equilíbrio entre as três fases: sólida, líquida e gasosa. II. Em temperaturas superiores a 374°C, a água sempre se encontra sob forma de gás. III. Em pressões superiores a 218 atm, a água sempre se encontra sob forma de gás. IV. Em temperaturas superiores a 374°C, uma massa de água pode ser liquefeita por compressão isotérmica. Está CORRETO o que se afirma em: a) I. b) II e III. c) II, III e IV. d) II. 28 (UPE-2012) A respeito dos espelhos planos, analise as afirmações a seguir: I. Nos espelhos planos, o ângulo de reflexão é igual ao ângulo de incidência. II. Para um espelho plano, pontos-objetos e pontos- imagens, têm-se naturezas contrárias: se o objeto é real, a imagem é virtual e vice-versa. III. São formadas três imagens de um objeto, quando este é colocado entre dois espelhos planos, que formam entre si um ângulo de 90°. Está CORRETO o que se afirma em: a) I e II, apenas. b) I e III, apenas. c) I, II e III. d) I, apenas. e) II e III, apenas. 29 (UPE-2013) Um raio luminoso reflete-se em um espelho plano. O ângulo entre os raios incidente e refletido mede 60º. Qual é o ângulo que o raio refletido forma com a superfície do espelho? a) 15° b) 30° c) 45° d) 60° e) 75° 30 (PUC-RIO) A figura representa um raio luminoso incidido sobre um espelho plano A e, em seguida, refletido pelo espelho plano B. O ângulo que a direção do raio refletido faz com a direção perpendicular ao espelho B é: a) 0° b) 90° c) 20° d) 65° e) 70° Desafio 1 (UERJ) Uma garota, para observar seu penteado, coloca-se em frente a um espelho plano de parede, situado a 40 cm de uma flor presa na parte de trás dos seus cabelos. Buscando uma visão melhor do arranjo da flor no cabelo, ela segura, com uma das mãos, um pequeno espelho plano atrás da cabeça, a 15 cm da flor. A menor distância entre a flor e sua imagem, vista pela garota no espelho de parede, está próxima de: a) 55 cm b) 70 cm c) 95 cm d) 110 cm Desafio 2 (UPE-2011) Um ponto objeto está a 12cm de um espelho côncavo e a 3cm acima do eixo do espelho. O raio de curvatura do espelho é 6cm. A distância da imagem ao espelho vale em centímetro: a) 2 b) 5 c) 3 d) 1 e) 4
  10. 10. EREM Prof. Trajano de Mendonça – Semana do Fera 2013 2º AnoLíngua Inglesa – Profª. Isabel Araujo. According to the comics, answer questions 31, 32 and 33. 31 Is it the first time the man is going to sleep in the doghouse? A) No, it’s not the first time the man is going to sleep in the doghouse. B) Yes, it’s the first time the man’s going to sleep in the doghouse. C) Yes, the dog is the owner of the man. D) Yes, for the first time the the man does’t have a house to live in. E) No, the man and the woman are just married. 32 Why is the man going to sleep in the doghouse? A) Because he’s celebrating his wedding’s anniversary. B) Because he’s planning on being a guest. C) Because he wants to live in the doghouse. D) Maybe he’s in a good relationship with his wife. E) Probably because he had an argument with his wife. 33 The sentence “Are you planning on being our guest for one night only?” is in the: A) simple present tense. B) present continuous tense. C) simple future tense. D) past continuous tense. E) present perfect tense. 1 2 3 34 According to the comics above, A) the man is paying very much attention to the woman. B) the man is listening carefully to the woman. C) the man didn`t pay any attention to the woman. D) the woman is agreeing with the man. E) the man and the woman are taking to each other. 35 The word “ago” means something that A) has happened. B) would happen. C) will happen. D) is going to happen. E) happened.
  11. 11. EREM Prof. Trajano de Mendonça – Semana do Fera 2013 2º AnoSociologia – Prof. Paulo Alexandre/Filosofia-Profª Overlane 36 (UPE-SSA/2010) Tomando por base os conceitos essenciais da Sociologia, caracterizamos a cidadania como a) condição através da qual o indivíduo tem consci- ência de seus direitos, deveres e de que participa ativamente de todas as questões da sociedade. b) a ação de contestação da democracia. c) a rede de solidariedade entre os diversos mem- bros de um grupo social específico. d) a equivalência social da tirania política. e) a aplicação do orçamento participativo nos go- vernos teocráticos. 37 (UPE-2013) A charge a seguir representa aspectos de um modo de produção. Sobre esses aspectos, assinale a alternativa que aponta uma das caracterís- ticas desse modo de produção econômico. a) O sistema produtivo está vinculado à propriedade coletiva. b) O lucro é o principal objetivo e tem origem no compartilhamento dos meios de produção. c) O preço e estoque de mercadorias são regulados pelos processos de oferta e demanda. d) A força de trabalho é trocada pela satisfação completa das necessidades materiais e culturais. e) O dono dos meios de produção paga os insumos com a mais-valia, remunerando adequadamente os trabalhadores que dão sentido às forças pro- dutivas. 38 (UPE-SSA/2012) Karl Marx (1818-1883) analisou o trabalho na sociedade capitalista, procurando demons- trar a existência de conflitos entre trabalhadores e capitalistas (burgueses detentores dos meios de pro- dução). Essa abordagem teórica demonstrou como ocorre a acumulação do capital nesse tipo de relação social. Mais-valia é uma expressão marxista, cujo conceito explica como se constituem as relações entre trabalhadores e patrões. Sobre o conceito de mais- valia, é CORRETO afirmar que é a) a distribuição igualitária dos lucros produzidos pela força de trabalho. b) o ganho real do trabalhador, baseado na acumu- lação de capital, por parte do capitalista. c) o valor-trabalho produzido pelos operários para ganhar o salário adequado a suas atividades. d) toda hora de trabalho a mais que o capitalista aliena do trabalhador para obter mais lucros. e) a substituição do trabalho manual pelo trabalho assalariado como divisão igualitária dos lucros obtidos pelo processo produtivo. 39 (UPE-SSA/2012) Na sociedade atual, observamos que o trabalho possui uma organização própria. O aumento da robotização e da automação do processo de produção do sistema capitalista vem gerando um fenômeno bastante comum nas grandes cidades. As- sinale a alternativa que indica CORRETAMENTE esse fenômeno sociológico. a) Emprego formal. b) Desemprego estrutural. c) Salários justos. d) Contratos estatutários. e) Divisão igualitária dos bens produzidos. 40 (UPE-SSA/2010) Karl Marx e Friedrich Engels, ao desenvolverem as teorias do socialismo científico, previram o fim das minorias com o (a) a) advento da globalização. b) consolidação do comunismo. c) crise do capital monopolista. d) terceira revolução industrial. e) implemento do neoliberalismo. 41 (UPE 2012) Que representa a Filosofia? É uma das raras possibilidades de existência criadora. Seu dever inicial é tornar as coisas mais refletidas, mais profundas (Heidegger, Martin). Nessa perspectiva, é CORRETO afirmar que a Filosofia A) é uma atividade de crítica e de análise dos valores de uma dada sociedade, na perspectiva de reorientação dos sentidos/significados da vida e do mundo. B) começa dizendo sim às crenças e aos preconceitos do senso comum e, portanto, começa dizendo que sabemos o que imaginávamos saber. C) não se distingue da ciência pelo modo como aborda seu objeto em todos os setores do conhecimento e da ação. D) é a impossibilidade da transcendência humana, ou seja, a capacidade que só o homem tem de superar a situação dada e não escolhida. E) sempre se confronta com o poder, e sua investigação fica alheia à ética e à política. 42 (UPE 2012) A atitude filosófica inicia-se dirigindo indagações ao mundo que nos rodeia e às relações que mantemos com ele. Pouco a pouco, porém, descobre que essas questões se referem, afinal, à nossa capacidade de conhecer, à nossa capacidade de pensar (CHAUÍ, Marilena. Convite à Filosofia, 1996, p. 14). Sobre isso, é CORRETO afirmar que a Filosofia
  12. 12. EREM Prof. Trajano de Mendonça – Semana do Fera 2013 2º AnoSociologia – Prof. Paulo Alexandre/Filosofia-Profª Overlane A) pode ser entendida como aspiração ao conhecimento sensível, lógico e assistemático da realidade natural e humana. B) é tão somente uma forma consciente e acrítica de pensar e de agir. C) é uma forma crítica e incoerente de pensar o mundo, produzindo um entendimento de seu significado e formu- lando uma concepção específica desse mundo. D) designava, desde a Grécia Antiga, a particularidade do conhecimento sensitivo, desenvolvido pelo homem. E) como forma consciente e crítica de compreender o mundo e a realidade não se confunde, de maneira algu- ma, com o fato de estar ‘investida’ inconscientemente de valores adquiridos com base no ‘senso comum’. 43 QUINO. Toda Mafalda. São Paulo: Martins Fontes, 1991. Democracia: “regime político no qual a soberania é exer- cida pelo povo, pertence ao conjunto dos cidadãos.” JAPIASSÚ, H.; MARCONDES, D. Dicionário Básico de Filosofia. Rio de Janeiro: Zahar, 2006. Uma suposta “vacina” contra o despotismo, em um con- texto democrático, tem por objetivo A) impedir a contratação de familiares para o serviço público. B) reduzir a ação das instituições constitucionais. C) combater a distribuição equilibrada de poder. D) evitar a escolha de governantes autoritários. E) restringir a atuação do Parlamento. 44 (UNESP 2013) Desde o início da semana, alunos da rede municipal de Vitória da Conquista, na Bahia, não vão mais poder cabular aulas. Um “uniforme inteligente” vai contar aos pais se os alunos chegaram à escola – ou “dedurar” se eles não passaram do portão. O sistema, baseado em radiofrequência, funciona por meio de um minichip instalado na camiseta do novo uniforme, que começou a ser distribuído para 20 mil estudantes na segunda-feira. Funciona assim: no momento em que os alunos entram na escola, um sensor instalado na portaria detecta o chip e envia um SMS aos pais avisando sobre a entrada na instituição. (Natália Cancian. Uniforme inteligente entrega aluno que cabula aula na Bahia. Folha de S. Paulo, 22.03.2012) A leitura do fato relatado na reportagem permite reper- cussões filosóficas relacionadas à esfera da ética, pois o “uniforme inteligente” a)está inserido em um processo de resistência ao poder disciplinar na escola. b)é fruto de uma ação do Estado para incrementar o grau de liberdade nas escolas. c)indica a consolidação de mecanismos de consulta de- mocrática na escola pública. d)introduz novas formas institucionais de controle sobre a liberdade individual. e)proporciona uma indiscutível contribuição científica para a autonomia individual. 45 Imagine-se em um centro urbano, observando pes- soas que estão indo e vindo de diferentes lugares, cada uma movida por múltiplas razões. Pode-se, entre outros aspectos, identificar que cada pessoa é impulsionada a realizar características que a distinguem de outros ani- mais. Cada uma dessas características pode afirmar o homem como: I. ser histórico. II. ser religioso. III. ser que produz cultura. IV. ser de conhecimento. V. ser que se realiza pelo trabalho. Estão CORRETAS a) I e II, apenas. b) III e IV, apenas. c) I, II, III, IV e V. d) I e V, apenas. e) II, III e V, apenas.
  13. 13. EREM Prof. Trajano de Mendonça – Semana do Fera 2013 2º AnoBiologia – Prof. Luciano Marques 46 Com relação às características básicas de alguns grupos de animais, analise as proposições formuladas. I II 0 0 Sapos, rãs e salamandras, pertencentes à classe dos Anfíbios, superclasse Tetrápoda, são invertebrados terrestres com pele úmida e ricamente vascularizada; pecilotermos; respiração cutânea, tanto no adulto como nas larvas. 1 1 Ostras, lulas e caramujos são moluscos com corpo mole, viscoso e não segmentado, dividido em cabeça, pé e massa visceral; respiram exclusivamente por meio de brânquias; têm sistema digestivo completo com boca e ânus. 2 2 Os peixes são animais de vida aquática, divididos em 2 classes: Chondrichthyes – peixes cartilaginosos e Osteichthyes – peixes ósseos, respiram por meio de brânquias; nos peixes ósseos, há uma bexiga natatória com função hidrostática. 3 3 Os anelídeos são vermes de corpo alongado, cilíndrico, dividido em anéis chamados metâmeros ou segmentos; a maioria dos representantes tem respiração cutânea. 4 4 Os artrópodes são animais dotados de patas articuladas, o corpo dividido em cabeça, tórax e abdome ou cefalotórax e abdome; têm aparelho digestório completo e a respiração ocorre por meio de brânquias, traqueia ou filotraqueia. Assinale a alternativa correta: A) V – V – F – F – F. B) V – F – V – F –V. C) F – V – V – F – F. D) F – F – V – V – V. E) F – V – V – V – F. 47 "O Ecoturismo traz a ameaça da febre amarela de volta às grandes cidades brasileiras.” Esta manchete, em vários veículos de comunicação, despertava a atenção para o fato de alguns turistas, vindos da Chapada dos Veadeiros, em Goiás, terem falecido de febre amarela, no retorno aos seus lugares de origem – Brasília, Rio de Janeiro e São Paulo. Esta condição é restrita às áreas da Mata do Norte e Centro do país, uma vez que o reservatório natural do agente etiológico é o macaco. A preocupação se justifica devido à falta de tratamento para a infecção e à alta taxa de mortalidade – 10% dos afetados. Identifique, entre as alternativas abaixo, a que trata do tema corretamente. A) O agente etiológico da febre amarela é um vírus que é transmitido nas matas por mosquitos silvestres, mas que, nos grandes centros urbanos, pode ser transmitido pelo Aedes aegipty, o mesmo vetor da dengue. B) A transmissão da febre amarela nas zonas endêmicas se dá pela contaminação das águas com as fezes dos macacos infectados por um retrovírus disseminado pelo hemíptero vulgarmente conhecido por barbeiro. C) Os principais sintomas são febre e dor de cabeça, com episódios de hemorragias; os tecidos mais atingidos são os músculos esqueléticos, onde se desenvolve o protozoário causador da doença, levando a óbito por asfixia. D) Nos centros urbanos, as medidas preventivas, singularmente importantes, são o combate ao rato, vetor da doença transmitida por sua urina. E) A falta de tratamento para a febre amarela torna a vacina tríplice BCG a medida mais eficaz para prevenir a doença, sobretudo nas crianças de 0 a 7 anos de idade, devido à imaturidade do sistema imunológico. 48 Analise o seguinte esquema como representativo das principais categorias sistemáticas, partindo de Reino e identifique a alternativa correta que descreve e caracteriza tais categorias. Para efeito de simplificação, cada categoria só está representada por um subconjunto. A) As categorias representadas são: A- Filo, B- Ordem, C- Família, D- Classe, E- Gênero, F- Espécie. B) Filo congrega organismos com características morfológicas, fisiológicas e comportamentais semelhantes e está representado pela figura B. C) Organismos anatomicamente semelhantes, que convivem num mesmo habitat e apresentam o mesmo tipo de reprodução, são classificados numa mesma Família, que está representada pela figura C. D) A figura B representa uma Classe, que é constituída por uma ou mais Ordens. E) Espécie compreende organismos morfo- fisiologicamente semelhantes, capazes de cruzarem-se naturalmente entre si, gerando descendentes férteis; está representada pela figura E. 49 Os répteis foram os primeiros vertebrados a conquistar o ambiente terrestre, exigindo grandes adaptações relativas à reprodução – apresentam fecundação interna e ovo terrestre, com casca impermeável e resistente. A presença da casca no ovo trouxe uma série de “problemas” ao desenvolvimento embrionário tais como, o destino das excretas nitrogenadas produzidas durante o desenvolvimento e a efetuação de trocas gasosas respiratórias através da casca. Nas aves e répteis, quais os anexos embrionários que solucionaram esses problemas? A) Cório. B) Vesícula vitelina. C) Alantoide. D) Âmnio. E) Calaza. 50 Analise as afirmativas sobre os frutos: I. Morango, caju e laranja são frutos verdadeiros, carnosos e ricos em reservas nutritivas. II. O fruto corresponde à parede desenvolvida do ovário, que é chamada de pericarpo. III. O pericarpo é formado por três partes: a mais externa ou epicarpo, a intermediária ou mesocarpo e a interna ou endocarpo.
  14. 14. EREM Prof. Trajano de Mendonça – Semana do Fera 2013 2º AnoBiologia – Prof. Luciano Marques IV. Os frutos verdadeiros, como a uva, o mamão, a maçã e o pêssego, são originados do desenvolvimento de um só ovário. A) II e III estão corretas. B) I e IV estão corretas. C) II e IV estão incorretas. D) I,II e IV estão corretas. E) II, III e IV estão corretas. 51 A figura abaixo ilustra um exemplo de prova anatômica da Evolução. Assinale a alternativa que estabelece a relação correta entre um conceito e a sua representação. A) Lei da recapitulação que caracteriza a ontogênese. B) Lei do uso e do desuso que se refere aos órgãos vestigiais que perderam a função primitiva. C) Analogia de órgãos que apresentam a mesma função. D) Homologia de órgãos que apresentam a mesma origem embrionária. E) Convergência adaptativa que relaciona ancestrais, ocupando o mesmo habitat. 52 Analise as afirmativas que melhor descrevem as doenças em destaque na música. “(...) O pulso ainda pulsa Peste bubônica, câncer, pneumonia, Raiva, rubéola, tuberculose, anemia Rancor, cisticercose, caxumba, difteria, Encefalite, faringite, gripe, leucemia (...) Hepatite, escarlatina, estupidez, paralisia Toxoplasmose, sarampo, esquizofrenia Úlcera, trombose, coqueluche, hipocondria Sífilis, ciúmes, asma, cleptomania O corpo ainda é pouco (...) Reumatismo, Raquitismo, cistite, disritmia Hérnia, pediculose, tétano, hipocrisia Brucelose, febre tifóide, arteriosclerose, miopia Catapora, culpa, cárie, cãibra, lepra, afasia (...) Titãs, 1989. Na primeira estrofe da música, destaca-se a cisticercose, uma parasitose humana provocada pela tênia. Sobre as características deste verme, assinale a alternativa correta. A) As tênias são endoparasitas do homem, pertencem ao filo Platyhelmintes, são vermes de corpo alongado e achatado dorso ventralmente, triblásticos, celomados e de simetria bilateral. B) A tênia pertence à classe Turbellaria, cujos animais não possuem boca e nenhuma estrutura do aparelho digestório, sendo o alimento incorporado pela superfície do corpo do parasita. C) O corpo da tênia é denominado de escólex, sendo formado pela repetição de anéis ou segmentos denominados de proglótides. Esses anéis crescem pela estrobilização na região anterior do corpo do verme. D) Tanto na Taenia solium como na Taenia saginata, encontram-se estruturas fixadoras denominadas de ventosas, onde forma-se uma coroa de ganchos denominada de rostro. E) Esses vermes são hermafroditas ou monoicos. Em cada proglótide, há o sistema reprodutor masculino e feminino. Após a fecundação, o útero enche-se de ovos; as proglótides gravídicas são eliminadas junto com as fezes humanas. 53 Os anfíbios são animais, cuja maioria das espécies passa uma etapa de suas vidas na água e outra, na terra. A pele dos anfíbios é extremamente vascularizada e rica em glândulas, que a mantêm sempre úmida, o que facilita a respiração cutânea. Alguns anfíbios também possuem glândulas de veneno na pele. Nos sapos, essas glândulas são denominadas: A) mucosas. B) paratóides. C) sudoríparas. D) uropigiais. E) parótidas. 54 Plasmodium vivax, Plasmodium malariae e Plasmodium falciparum são respectivamente agentes etiológicos da malária terçã benigna, quartã benigna e terçã maligna. Sobre as características gerais desses organismos e as regras de classificação, assinale a alternativa correta. A) São três Espécies distintas do mesmo Filo Plasmodium. B) São espécies pertencentes a Famílias distintas, porém do mesmo Gênero. C) São organismos endoparasitos unicelulares que pertencem ao Reino Protista. D) São protozoários que pertencem à mesma Espécie, porém a Ordens diferentes. E) Pela sua organização celular, são Procariotos pertencentes ao Filo Sporozoa. 54 A água é um importante meio de transmissão de doenças, especialmente as do sistema digestório. Os agentes etiológicos atingem a água juntamente com os excrementos de pessoas ou animais infectados. Assinale a alternativa que apresenta corretamente o patógeno e as respectivas “doenças de transmissão hídrica”. A) Bactérias: leptospirose e cólera. B) Vírus: difteria e poliomielite. C) Protozoários: disenteria amebiana e disenteria bacilar. D) Platelmintos: ascaridíase e giardíase. E) Nematelmintos: esquistossomíase e ancilostomíase.
  15. 15. EREM Prof. Trajano de Mendonça – Semana do Fera 2013 2º AnoQuímica – Profª. Vânia Valença e Prof. Carlos Eduardo 56 (METODISTA-SP-2002) Foi preparada uma solução de 1000 mL com 148g de carbonato de lítio. A molaridade (mol/L) dessa solução é: Dados: Li = 7 g/mol; C = 12 g/mol; 16 g/mol. a) 2 mol/L. b) 5 mol/L. c) 0,002 mol/L. d) 0,2 mol/L. e) 20 mol/L 57 Misturamos 300 ml de uma solução aquosa de H3PO4 0,5 mol/L com 150 ml de solução aquosa de KOH 3,0mol/L. Qual a molaridade da solução final em relação ao sal formado? a) 3,5 mol / L. b) 0,33 mol / L. c) 1,33 mol / L. d) 0,66 mol / L. e) zero. 58 Uma massa de 40g de NaOH são dissolvidas em 160g de água. A porcentagem, em massa, de NaOH presente nesta solução é de: a) 20%. b) 40%. c) 10%. d) 80%. e) 100%. 59 Qual é a temperatura de um gás, sabendo-se que 2,5 mols desse gás ocupam o volume de 50 L à pressão de 1246 mmHg na referida temperatura? R = 62,3 mmHg x L / mol x K. a) 27°C. b) 127°C. c) 227°C. d) 400°C. e) 500°C. 60 (UFG-2007) Ao preparar uma sopa, um cozinheiro colocou mais sal do que o necessário. Para reduzir a quantidade de sal no caldo, ele acrescentou batatas descascadas. Após algum tempo, as batatas foram removidas e a sopa voltou a ter um gosto agradável. O fenômeno, que levou à redução da quantidade de sal no caldo, foi: a) a osmose. b) a difusão. c) a variação de pH. d) o aumento da pressão de vapor. e) a adsorção. 61(Covest-1ªfase-91) O butano, componente do gás de cozinha, queima segundo a equação abaixo: C4H10 + 13 /2 O2 4 CO2 + 5 H2O + 688 kcal A grande importância desta reação química deve-se: a) à formação de água. b) à formação de gás carbônico. c) à formação de gás carbônico e água. d) ao desprendimento de 688 kcal. e) ao fato de tratar-se de uma reação endotérmica. 62(FESP-93) Determine o calor de formação do HCl(g) em kj / mol, a partir dos dados abaixo fornecidos: Obs.: Os dados foram determinados a 25ºC. 1 /2 N2 (g) + 3 /2 H2 (g) NH3 (g) ∆H1 = – 46,1 kj/mol 1 /2N2(g) + 2H2(g) + 1 /2Cl2 (g) NH4Cl(s) ∆H2 = – 314,4 kj/mol NH3 (g) + HCl (g) NH4Cl (s) ∆H3 = – 176,0 kj / mol O calor de formação do ácido clorídrico é: a) + 192,3 Kj / mol. b) – 192,3 Kj / mol. c) – 92,3 Kj / mol. d) + 92,3 Kj / mol. e) – 176,0 Kj / mol. 63 (Covest-95/F) Durante o inverno do Alasca, quando a temperatura é de – 23°C, um esquimó enche um balão até que seu volume seja de 30 L. Quando chega o verão a temperatura chega a 27°C. Qual o inteiro mais próximo que representa o volume do balão, no verão, supondo que o balão não perdeu gás, que a pressão dentro e fora do balão não muda, e que o gás é ideal? 64(Covest-99) Uma boca de fogão a gás queima 5 L de butano (C4H10) por hora. Qual a velocidade da produção de gás carbônico nesta reação em L/hora, nas mesmas condições de temperatura e pressão? 65(UPE-2004) Analise as afirmativas abaixo. 0 0 A energia de ativação de uma reação química aumenta com o aumento da temperatura do sistema reacional. 1 1. A velocidade de uma reação química é determinada pela etapa mais lenta. 2 2 A variação de entalpia de uma reação independe do uso de catalisadores. 3 3 Todas as colisões entre as moléculas de um reagente são efetivas, excetuando-se quando os reagentes são líquidos e em temperaturas baixas. 4 4 A velocidade de uma reação pode ser medida pelo consumo dos reagentes na unidade de tempo.
  16. 16. EREM Prof. Trajano de Mendonça – Semana do Fera 2013 2º AnoHistória – Profª Overlane Cavalcanti /Prof. Paulo Alexandre 66 (UPE/2012) O pensamento de Jean-Jacques Ro- usseau, fruto do Iluminismo do século XVIII, serve de base, até hoje, para a estrutura política de vários paí- ses democráticos ocidentais. Sobre essa realidade, assinale a alternativa CORRETA. a) No pensamento de Rousseau, gesta-se a teoria do Estado Contratualista. b) Os atuais regimes socialistas do ocidente conde- nam a propriedade privada com base nos textos de Rousseau. c) A teoria da tripartição do poder é herança do pensamento de Rousseau. d) A teoria contratualista foi desenvolvida por Rous- seau na obra Origem da desigualdade social en- tre os homens. e) Na obra Do contrato social, Rousseau defende a propriedade privada. 67 (UPE-SSA/2012) A partir do século XIX, as ideolo- gias políticas se concentraram em torno de duas ten- dências: a liberal e a socialista. A primeira tinha por base uma série de princípios defendidos ainda por Adam Smith em “A riqueza das nações”. Qual dos princípios a seguir não se coaduna com o ideal libe- ral? a) Propriedade privada b) Luta de classes c) Livre concorrência d) Individualismo econômico e) Mínima intervenção do Estado na economia 68 (UPE/2012) A Revolução Francesa marcou a as- censão da burguesia ao poder, acabando com o abso- lutismo francês. Sobre a França revolucionária, assi- nale a alternativa CORRETA. a) A burguesia atuava também no campo, em espe- cial no sul da França, onde dominava o comércio de tecido. b) Os grupos políticos urbanos se restringiam ao apoio da nobreza reformada, a qual, assim como o clero, clamava por reformas econômicas. c) A burguesia parisiense contestava o alto índice de impostos que era obrigada a pagar. d) O drástico corte de gastos da Corte de Luís XVI diminuiu a crise econômica da França no fim do século XVIII. e) Os camponeses ficaram alheios ao processo revolucionário, colhendo depois os frutos das conquistas burguesas. 69 (UPE-SSA/2012) A partir do século XIX, as ideolo- gias políticas se concentraram em torno de duas ten- dências: a liberal e a socialista. A primeira tinha por base uma série de princípios defendidos ainda por Adam Smith em “A riqueza das nações”. Qual dos princípios a seguir não se coaduna com o ideal libe- ral? a) Propriedade privada b) Luta de classes c) Livre concorrência d) Individualismo econômico e) Mínima intervenção do Estado na economia 70 (UPE-SSA/2012) A crise do Antigo Regime se fez presente nas Américas, a partir do século XVIII. Sobre esse fato, está CORRETA a alternativa a) A Espanha conseguiu debelar revoltas na Amé- rica do Sul, nos séculos XVIII e XIX, o que lhe permitiu a manutenção do seu império até o sé- culo XX. b) A independência do México data da primeira metade do século XVIII. c) A Revolução Americana de 1776 marcou o fim da hegemonia britânica na América do Norte. d) Cuba foi a primeira possessão espanhola na América a se tornar independente ainda no sé- culo XVII. e) A Inglaterra efetivou reformas tributárias no século XVIII que conseguiram postergar a inde- pendência americana até o final do século XIX. 71 (FUVEST) A escravidão indígena adotada no iní- cio da colonização do Brasil, foi progressivamente abandonada e substituída pela africana, entre outros motivos, devido: a) ao constante empenho do Papado na defesa dos índios contra os colonos. b) à bem sucedida campanha dos jesuítas em favor dos índios. c) à completa incapacidade dos índios para o trabalho. d) aos grandes lucros proporcionados pelo tráfico ne- greiro aos capi¬tais particulares e à coroa. e) ao desejo manifestado pelos negros de emigrarem para o Brasil em busca de trabalho. 72 (UPE /2012) Observe um trecho da letra do samba Vai passar, de Chico Buarque de Holanda: (...) aqui sambaram nossos ancestrais. / Num tempo, página infeliz da nossa história, / passagem desbotada na memória / Das nossas novas gerações. // Dormia a nossa pátria mãe tão distraída / sem perceber que era subtraída / Em tenebrosas transações. // Seus filhos erravam cegos pelo continente, / levavam pedras feito penitentes / erguendo estranhas catedrais. Com base no texto e nos conteúdos referentes à es- cravidão no Brasil imperial, assinale a alternativa CORRETA. a) A música faz referência à utilização da mão de obra escrava que sozinha ergueu as cidades do passado. b) A música retrata os aspectos desumanos das rela- ções sociais do passado brasileiro que atingiam ape- nas os escravos. c) Mesmo considerando as dificuldades vivenciadas pelos escravos, como afirma a canção, a conquista de sua liberdade dependia apenas dos seus esforços.
  17. 17. EREM Prof. Trajano de Mendonça – Semana do Fera 2013 2º AnoHistória – Profª Overlane Cavalcanti /Prof. Paulo Alexandre d) Apesar dos sofrimentos relativos à condição escra- va, era comum, no século XIX, ver, nas grandes cida- des, escravos que, por exercerem determinados ofí- cios, detinham uma certa autonomia. e) Durante o século XIX, a escravidão se limitava aos africanos e a seus descendentes. 73 Desde o século XVI, a escravidão foi uma institui- ção presente no processo de colonização portuguesa na América. A mão de obra escrava se constituiu co- mo base da produção econômica da América Portu- guesa, sendo utilizada em diversas atividades lucrati- vas. Sobre a relação da escravidão com a sociedade colonial brasileira, é CORRETO afirmar que: a) a escravidão negra africana só ganhou impulso em relação à sua utilização na economia brasileira, a par- tir do século XVIII, com a exploração aurífera. b) a mão de obra escrava que predominava na produ- ção de açúcar no nordeste colonial era a indígena, em especial a dos povos tupi. c) o tráfico de escravos africanos era uma das princi- pais atividades rentáveis da coroa portuguesa desde o século XVI. d) a escravidão indígena não foi utilizada em algumas regiões da colônia, como no caso da Capitania de São Vicente. e) não há evidências da utilização de escravos africa- nos na produção pecuária, no sertão colonial. 74 (ENEM 2011) Foto de militão, São Paulo, 1879.ALENCASTRO, L. F. (org). História da vida privada no Brasil.Império: a corte e a modernidade nacional. São Paulo: Cia. das Letras, 1997. Que aspecto histórico da escravidão no Brasil do séc. XIX pode ser identificado a partir da análise do vestuá- rio do casal retratado acima? a) O uso de trajes simples indica a rápida incorpora- ção dos ex escravos ao mundo do trabalho urbano. b) A presença de acessórios como chapéu e sombri- nha aponta para a manutenção de elementos culturais de origem africana. c) O uso de sapatos é um importante elemento de diferenciação social entre negros libertos ou em me- lhores condições na ordem escravocrata. d) A utilização do paletó e do vestido demonstra a tentativa de assimilação de um estilo europeu como forma de distinção em relação aos brasileiros. e) A adoção de roupas próprias para o trabalho do- méstico tinha como finalidade demarcar as fronteiras da exclusão social naquele contexto. 75 (UPE 2012). Quando alguém mencionava, no Bra- sil dos séculos XVIII e XIX, um africano, o mais prová- vel é que estivesse a falar de um escravo, pois nessa condição amargava a maioria dos homens e mulheres que, vindos da África, aqui viviam. Mas podia também referir-se a um liberto, ou seja, a um ex-escravo. Ou a um emancipado, isto é, um negro retirado de um navio surpreendido no tráfico clandestino. Ou, o que era mais raro, a um homem livre que jamais sofrera o cativeiro. SILVA, Alberto da Costa e. Um rio chamado Atlântico: A África no Brasil e o Brasil na África. 5. edição. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2011. p. 157. Sobre o que afirma o texto, analise as seguintes pro- posições: I. Nas décadas finais do século XIX, antes da Aboli- ção, uma parcela da população africana do Brasil já estava liberta. II. A Inglaterra destacou-se, no século XIX, pelo com- bate ao tráfico clandestino de africanos. III. Os escravos urbanos não podiam se tornar libertos. IV. O Brasil proibiu o tráfico negreiro já no final do século XVIII. V. A presença africana no Brasil dos séculos XVIII e XIX caracterizava-se por uma diversidade de condições de vida. Estão CORRETAS a) I, II e III. b) I, III e IV. c) I, II e V. d) II, III e V. e) I, IV e V.
  18. 18. EREM Prof. Trajano de Mendonça – Semana do Fera 2013 2º AnoGeografia – Prof. Georgos Assunção / Profª Fabiana Mousinho 76 (UFPE/EAD/2010-2) Os estudos de Geografia da População utilizam, comumente, as “pirâmides etárias”. Essas pirâmides fornecem dados importantes para a análise da estrutura da população e até podem indicar, em alguns casos, o nível de desenvolvimento do país. Nessas pirâmides: 1) a base representa sempre a população jovem. 2) o ápice indica a população senil. 3) os homens estão representados à esquerda. 4) o corpo corresponde à população velha. 5) as crianças estão representadas à direita. Estão corretas apenas: A) 1 e 3 D) 3, 4 e 5 B) 1, 2 e 3. E) 1, 3 e 4 C) 2, 3 e 5 77 (UFPE/Caruaru/2010-2) A urbanização do Brasil é um dos assuntos mais estudados pela Geografia Humana brasileira. Esse assunto contempla estudos sobre rede e hierarquia urbanas e áreas metropolitanas. Sobre esses temas, é correto afirmar que: 1) a urbanização brasileira da segunda metade do século passado colocou a cidade como centro polarizador da vida econômica. 2) as cidades, ao se distribuírem no espaço geográfico, formam uma rede urbana, isto é, um conjunto de centros funcionalmente articulados. 3) em meados do século XX, a elevada taxa de urbani- zação colaborou sensivelmente para que a maior parte da população brasileira passasse a viver nas cidades, sobretudo nas décadas de 1930 e 1940. 4) a área metropolitana corresponde a um conjunto de municípios contíguos e integrados socioeconomicamente a uma cidade central, com serviços públicos de infraes- trutura comuns, em função de uma conexão entre as unidades que a compõem. 5) a hierarquia urbana diz respeito à existência de cida- des com diferentes categorias dimensionais, mas situa- das em ambientes com condições similares de relevo, hidrografia e clima. Estão corretas apenas: A) 1 e 3 D) 1, 2 e 4 B) 2 e 4 E) 1, 2, 4 e 5 C) 3 e 5 78 (UFPE/Caruaru/2010-2) De 1950 a 1960, um período muito importante da história geoeconômica brasileira, observou-se um expressivo fluxo migratório no país, especialmente para a região Sudeste, com ênfase ao Estado de São Paulo. O maior fluxo migratório interno para o Sudeste veio do Nordeste. Qual foi o principal motivo dessa mobilização da população brasileira no período referido? A) A seca prolongada no Sertão do Rio Grande do Norte, Paraíba e Pernambuco, que durou de 1950 a 1956 e devastou o cultivo de algodão arbóreo. B) A existência de terras roxas no Estado de São Paulo e no sul do Rio de Janeiro, que propiciava o desenvolvi- mento da cafeicultura em larga escala. C) As fortes inundações de inverno ocorridas na Zona da Mata nordestina, que contribuíram para a forte desacele- ração da economia canavieira e, consequentemente, para o desemprego em massa. D) O processo de industrialização do Sudeste, principal- mente nos Estados de São Paulo e Rio de Janeiro. E) A exploração de jazidas da cassiterita descobertas no oeste paulista, que necessitavam de mão de obra barata e não obrigatoriamente especializada. 79 (UNICAP/2007) São caracterizados, a seguir, alguns tipos de agricultura. Identifique os que são verdadeiros e os falsos, se existi- rem. I -II 0-0) Agricultura de subsistência - a produção destina- se, em grande parte, ao grupo produtor, não gerando excedente capaz de ser comercializado. 1-1) Kibutz - fazendas russas, dominadas pela estrutura do Partido Comunista, em áreas de solos férteis. 2-2) Agricultura comercial - o mercado comanda a escolha dos produtos; é característica dos países desen- volvidos, mas não apenas desses. 3-3) Agricultura Itinerante - consiste em atear fogo na mata, a queimada, para então seguir com o destoca- mento e semear a terra. É aplicada em áreas de agricul- tura descapitalizada. 4-4) Kolkhozes - cooperativas de pequenos agricultores criadas na antiga União Soviética. A sequência correta é: A) VFVFV D) VVVFF B) VFFVV E) FVVFV C) FFVVV 80 Sobre o crescimento populacional do Brasil e do mundo, é correto afirmar que: I-II 0-0) As migrações em massa de população europeia em direção à América e a revolução agrícola diluíram os efeitos do grande crescimento populacional na Europa do século XIX. 1-1) A explosão demográfica do século XX foi um fenô- meno característico dos países subdesenvolvidos, que a partir de 1950 passaram a registrar elevadas taxas de crescimento demográfico. 2-2) A dinâmica demográfica brasileira é um exemplo do acelerado crescimento populacional ocorrido a partir de 1940, com as conquistas médicas e a consequente que- da das taxas de mortalidade nos espaços geográficos subdesenvolvidos. 3-3) O neomalthusianismo defende que o crescimento da população vem sempre acompanhado do crescimento econômico, pois novos trabalhadores chegam ao merca- do de trabalho, contribuindo, assim, para queda da da densidade demográfica.
  19. 19. EREM Prof. Trajano de Mendonça – Semana do Fera 2013 2º AnoGeografia – Prof. Georgos Assunção / Profª Fabiana Mousinho 4-4) A taxa de fecundidade da mulher brasileira, um im- portante fator que é considerado para a definição do IDH, vem aumentando consideravelmente nas três últi- mas décadas; esse fato é uma decorrência dos avanços da Medicina no Brasil e de políticas governamentais mais agressivas no setor de saúde pública. A sequência correta é: A) VFVFV D) VVVFF B) VFFVV E) FVVFV C) FFVVV 81 (UFF 2009) A Revolução Industrial ocorrida ao longo do século XVIII está vinculada à história da Inglaterra no seu nascedouro. Entretanto, à medida que o capitalismo foi se consolidando, a ideia de Revolução Industrial co- meçou a ser associada a um conceito universal e ga- nhou vários sinônimos, dentre os quais: A) republicanização, que orientava os novos processos de organização da política, a intervenção no mercado e a Revolução Francesa; B) modernização, que indicava a manutenção da eco- nomia mercantilista, a centralização do Estado e o cres- cimento das camadas médias; C) industrialização, que significava a alteração nos pro- cessos de produção, a concretização da economia de mercado e a ascensão da burguesia; D) maquinização, que mostrava a crescente expansão do artesanato, da agricultura e da fisiocracia como mode- los de crescimento; E) tecnificação, que definia o processo industrial como dependente das modificações na agricultura e também do agrarismo, sendo controlado politicamente pela no- breza urbana. 82 (FUNDAÇÃO SOUSÂNDRADE - 2007 – BNB) O mundo assiste hoje ao que, comumente, é chamado de globalização. Nesse processo, massas enormes de capi- tal financeiro, comandadas por grandes empre- sas/grupos, circulam entre países. Daí decorre que: A) todos os países participam igualmente da globaliza- ção. B) fronteiras nacionais não mais existem. C) o comércio e o investimento internacionais são cada vez mais dominados por grandes grupos (oligopólios). D) a rivalidade econômica cessou entre grupos e países em razão da crescente interdependência econômica. E) fome e desemprego no mundo globalizado não mais existem. 83 (UEL) "Se cada uma das seis bilhões de pessoas da Terra tivesse computador, celular e carro, consumisse a mesma quantidade de água, de cereais e de energia que os americanos, seria preciso quatro planetas para dar conta do recado." ("Isto É", n. 1719, 11 set. 2002. p. 75.) Com base no texto e nos conhecimentos sobre a apro- priação de bens de consumo e recursos no mundo atual, é correto afirmar: A) O padrão de consumo norte-americano é sustentável pelo fato de os Estados Unidos possuírem recursos pró- prios em quantidade suficiente para atender sua deman- da. B) As bases do padrão de consumo norte-americano são a sustentabilidade, o conservacionismo e o preservacio- nismo ambiental. C) Para atingir uma economia sustentável, o padrão de consumo norte-americano deve ser disseminado entre os diferentes povos. D) O padrão de consumo norte-americano evidencia uma relação socioambiental predatória e insustentável. E) O acesso a bens de consumo nos países subdesen- volvidos pode alcançar o atual padrão norte-americano sem prejuízo ao meio ambiente. 84 (UEL) A sociedade de consumo mantém uma correlação com o neoliberalismo, que amplia o espaço privado, restrin- ge o espaço público e transforma os direitos sociais em serviços demarcados pelo mercado. Sobre essa dinâmica, considere as afirmativas a seguir. I. Na lógica neoliberal do mercado, a busca do sucesso, a qualquer preço, pelo indivíduo e a volatilidade do sistema econômico-financeiro geram fatores de insegurança social. II. O planeta foi transformado em uma unidade de opera- ções das corporações financeiras, sendo a fragmentação e a dispersão socioeconômica consideradas como natural e positiva. III. Os valores sociais constituídos no seio das comunidades tradicionais são respeitados por indivíduos egocentrados, portadores dos valores essenciais do neoliberalismo. IV. A democracia encontra-se prestigiada pela capacidade dos cidadãos de vender os direitos conquistados como serviços. Assinale a alternativa correta. A) Somente as afirmativas I e II são corretas. B) Somente as afirmativas I e IV são corretas. C) Somente as afirmativas III e IV são corretas. D) Somente as afirmativas I, II e III são corretas. E) Somente as afirmativas II, III e IV são corretas. 85 (Mackenzie-SP/2007)Cidades Globais são aquelas que a) apresentam, segundo a ONU – Organização das Nações Unidas, uma população superior a dez milhões de habitantes. b) influenciam todo o território nacional em que estão inseridas, situando-se no topo da hierarquia e apenas comandando uma rede urbana nacional. d) exercem influência sobre diversas cidades de uma determinada região, por apresentar uma enorme gama de produtos e serviços usualmente conhecidos. e) apresentam exclusivamente aglomerações de empresas de alta tecnologia e são sedes de institui- ções públicas de âmbito internacional.
  20. 20. EREM Prof. Trajano de Mendonça – Semana do Fera 2013 2º AnoQUESTÕES-BÔNUS - Matemática – Prof. Heitor Anderson Buonafina Silva B1 . O professor Pedro realizou uma pesquisa com alunos dos primeiros anos do Ensino Médio que utilizam transporte coletivo para irem à escola. A pesquisa tinha como objetivo investigar o tempo médio que eles levam para chegar à escola. Com os dados, o professor Pedro construiu o seguinte gráfico: Tempo de deslocamento Com base nesse gráfico, analise as seguintes afirmativas: I. Sessenta alunos levam mais de 25 min. para chegarem à escola. II. 30% dos alunos gastam até 45 min para chegarem à escola. III. O tempo médio que o grupo consultado gasta para chegar à escola é de superior 40 min. Está CORRETO o que se afirmar, apenas, em A) I. B) III. C) I e II. D) I e III. E) II e III. B2 . Para abastecer navios petroleiros no Porto de Sopape, são utilizados dois tipos de bombas, B1 e B2, com vazões diferentes. Quatro bombas B1 e três bombas B2 despejam em cinco horas a mesma quantidade de petróleo que três bombas B1 e cinco bombas B2 despejam em quatro horas. De acordo com esses dados, a vazão da bomba B2 é: A) 40% maior que a vazão da bomba B1 B) 50% maior que a vazão da bomba B1 C) 60% maior que a vazão da bomba B1 D) 70% maior que a vazão da bomba B1 E) 80% maior que a vazão da bomba B1 B3. Menos de 100 alunos se inscreveram na Gincana de Matemática, e o professor Paulo deseja montar grupos de mesmo número de alunos, usando todos os alunos. Se ele montasse grupos de 4 sobra dois alunos, montando grupo de 5 sobra 1 aluno e se montar grupos de 6 não sobra alunos. Afinal, quantos alunos se inscreveram na Gincana de Matemática? A) 48 B) 60 C) 66 D) 72 E) 84 B4. A empresa KFG vai lançar um modelo de aparelho celular. Com base em estudos realizados, essa empresa prevê, com referência ao modelo a ser lançado, que a relação entre o número n de aparelhos celulares (em milhares) a serem vendidos e o preço p de cada aparelho (em reais) estará de acordo com a expressão: n = - 0,02 p + 8 Com base nessas informações, analise as afirmativas seguintes: I. A previsão de vendas da empresa é de 4 mil aparelhos, se o preço, por unidade, for de 200 reais. II. Para conseguir vender 4,4 mil aparelhos, o preço unitário deverá ser de 280 reais. III. Se o preço unitário for de 250 reais, a receita prevista é de 3 mil reais. Está CORRETO o que se afirmar, apenas, em A) I B) II C) III D) I e II E) I e III B5. Jorge comprou, na CEASA, 8 caixas de laranja pera com 36 unidades em cada caixa e 10 caixas de laranja lima com 48 unidades em cada caixa. Ele quer fazer sacos de laranja pera e sacos de laranja lima, todos com a mesma quantidade, usando todas as laranjas e de forma que a quantidade de laranjas em cada saco seja a maior possível. Nessas condições, quantos sacos de laranja Jorge poderá fazer? A) 8 B) 12 C) 18 D) 36 E) 48
  21. 21. EREM Prof. Trajano de Mendonça – Semana do Fera 2013 2º AnoQUESTÕES-BÔNUS - Matemática – Prof. Heitor Anderson Buonafina Silva B6. A figura a seguir representa uma praça circular, com centro no ponto O, na escala de 1:1000. O triângulo ADC é retângulo em D e mostra a área construída em que funcionam uma pequena academia de ginástica, sanitários e salão de dança. Se o diâmetro AB mede 13 cm, e o segmento CD mede 6 cm, qual é, em metros quadrados, a medida da área construída? A) 800 B) 1 000 C) 1 100 D) 1 200 E) 1 400 B7. O Instituto POPOP entrevistou 200 torcedores de futebol e encontrou o resultado indicado na tabela seguinte: Escolhendo-se, ao acaso, um desses torcedores, qual a probabilidade de ser uma mulher torcedora do Santa? A) B) C) D) E) B8. A figura abaixo mostra um retângulo de lado maior igual ao dobro do lado menor . Se os pontos M e N são iguais aos pontos médios de cada lado, e o lado menor tem comprimento “a”(maior que zero), então a área do triângulo AMN é igual a: B9. Um lugar comum na construção civil diz que, aumentando o número de trabalhadores, é possível reduzir o prazo de entrega de qualquer obra de forma proporcional. Também é lugar comum que uma obra maior exige, de forma proporcional, mais tempo para ser entregue. Acreditando em ambos os ditados como verdades matemáticas, um engenheiro determinou que uma obra sob sua responsabilidade que teve seu tamanho quadruplicado com relação a seu tamanho original e para qual foi contratado um efetivo três vezes maior que o efetivo de trabalhadores orçado originalmente poderia ser terminada em 2 (dois) meses. Nessas condições, a obra originalmente orçada tinha como prazo de término (considerando meses de 30 dias cada). A) 1 mês e 15 dias. B) 1 meses e 20 dias. C) 25 dias. D) entre 15 e 20 dias. E) 1 mes. B10.Numa festa, cada prato de arroz foi servido para duas pessoas; cada prato de maionese, para três pessoas; cada prato de carne, para quatro pessoas, e cada prato de doces, exatamente para cinco pessoas. Foram utilizados 77 pratos, e todas as pessoas se serviram de todos os pratos oferecidos. Quantas pessoas havia na festa? A) 20 B) 30 D) 60 C) 45 E) 75

×