Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Produção escrita

  • Be the first to comment

Produção escrita

  1. 1. Algumas indicações<br />Produção escrita<br />
  2. 2. Leia o excerto seguinte. <br /> <br />A importância da literatura para a criança, como para o adulto, é que ela é um «organizador fundamental», que protege a vida contra a automatização e contra a «tragédia da rotina» que ameaça a afetividade e as relações. <br />Manuel António Pina, «A língua que os livros "para" crianças falam», in Palavra de Trapos. <br /> Num texto bem estruturado, com um mínimo de duzentas e um máximo de trezentas palavras, apresente uma reflexão sobre a importância da literatura para o ser humano, partindo da perspetiva exposta no excerto acima transcrito. <br /> Fundamente o seu ponto de vista recorrendo, no mínimo, a dois argumentos e ilustre cada um deles com, pelo menos, um exemplo significativo. <br />
  3. 3. Introdução<br />Simples & eficaz<br />Um primeiro parágrafo curto, mas com as ideias essenciais, recuperando o mote de M.A.Pina.<br />Outra forma de dizer o mesmo:<br />Manuel António Pina recorda que a literatura continua a ser a melhor arma contra a rotina.<br />
  4. 4. Introdução<br /><ul><li>Aspeto positivo: a ideia
  5. 5. A melhorar: a pontuação.
  6. 6. A literatura é fundamental tanto para a criança, como para o adulto, pois é um bem essencial. Sem a literatura, muitas pessoas não teriam um raciocínio tão bem estrurturado.</li></li></ul><li>Introdução<br />Atenção às repetições.<br />Todas as respostas podem ser encontradas na literatura. Há livros para crianças….<br />Esta seria uma forma de iniciar o texto mais adequada<br />
  7. 7. Desenvolvimento<br />Aspeto positivo:<br />Exemplo <br />Aspeto a melhorar:<br />Exemplo …<br />Um grupo de amigos apaixonados pela literatura, seguramente, terão conversas mais interessantes, mais inspiradoras e menos monótonas, do que um grupo de amigos que ainda não descobriu as possibilidades da leitura.<br />Por ser uma … <br />Excelente: recupera a frase de Manuel António Pina<br />Excelente: <br />a citação de M.A.P.<br />
  8. 8. Conetores<br />Graças à literatura, uma criança…<br />
  9. 9. Desenvolvimento<br />Introdução<br />Desenvolvimento<br />Conclusão<br />Excelente delimitação dos momentos fundamentais do texto. <br />
  10. 10. Desenvolvimento<br />Porque, ao mantermos a literatura nas nossas vidas, aumentamos a nossa<br /> cultura e até o nosso vocabulário é reatualizado/ expandido.<br />
  11. 11. Desenvolvimento<br />“reflexão sobre a importância da literatura para o ser humano”<br />Importante: <br /><ul><li>evitar “pessoalizar” o texto;
  12. 12. Num texto de defesa / enaltecimento da literatura,
  13. 13. confessar falta de hábitos não é a melhor estratégia.</li></li></ul><li>Desenvolvimento<br />Bom argumento<br />Bom argumento<br />
  14. 14. Bom exemplo<br />Desenvolvimento<br />
  15. 15. Desenvolvimento<br />Impropriedade lexical<br />Em vez de consecutivamente, consequentemente<br />Bom parágrafo sobre a importância da literatura enquanto refúgio<br />
  16. 16. Bom uso dos conetores<br />Muito bem! Excelente explicação dos benefícios da leitura.<br />Porém, apesar de a leitura e a literatura serem “irmãs”, seria importante falar do impacto da literatura e não apenas da leitura.<br />
  17. 17. Conclusão<br />Bom uso dos conetores<br />
  18. 18.  <br /> 1.º parágrafo<br />Numa sociedade voraz, a literatura afirma-se, inequivocamente, como uma ferramenta capaz de, como refere Manuel António Pina, proteger a “vida contra a automatização”. Seja como forma de evasão, seja como fonte de conhecimento, o texto literário é uma forma de escaparmos ao cinzento dos dias<br />
  19. 19.  <br />2 .º a 4 parágrafos<br /> <br /> A descoberta do prazer de ler deve ser feita quanto antes. Contar uma história a uma criança, mesmo antes de esta saber ler, é um primeiro passo para “construir” um leitor. É na infância que aprendemos a fazer escolhas e, quanto mais ferramentas tivermos ao nosso dispor, mais bom uso faremos do livre arbítrio. Gostar de ler, ensina-os a ouvir os outros, a escutar a imaginação.Com efeito, a literatura ajuda-nos a organizar o mundo, porque nos faculta outros modos de ver e de pensar. <br /> É certo que formar leitores não é fácil, mas esta é uma tarefa importante da responsabilidade da família e, depois, da escola. Porém, de nada importa que os pais incitem os filhos a ler, caso eles não o façam. O melhor exemplo é aquele que pais leitores dão, lendo. Quanto mais cedo a criança descobrir o valor das palavras, mais depressa “aprenderá” o mundo. Afinal, a literatura é a melhor forma de nos evadirmos para uma (ir) realidade só nossa. <br /> Claro que, perante as adversidades do mundo atual, nos podemos perguntar para que serve a literatura hoje. A resposta é simples: serve como escape a uma realidade crua; serve para explorarmos novas possibilidades de evasão; serve para não repetirmos erros do passado, serve para acreditarmos que vale a pena voar.<br />
  20. 20. 5 .º parágrafo<br /> Num tempo à deriva, numa sociedade cada vez mais sem lei, a literatura afigura-se-nos como um bálsamo natural, e sem contra indicações, que deve ser “administrado” a todos quantos procuram criar laços, criar redes de afetos, escapar da tirania dos dias. <br />300 palavras<br />

×