Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Senai Cetiqt

Palestra Abril/2016

  • Login to see the comments

Senai Cetiqt

  1. 1. PESQUISA, ESTRATÉGIA E DESIGN PARA MARCAS E PROJETOS
  2. 2. DIRETORA CRIATIVA | PLANNER Pós-graduanda em Sociologia Urbana, Master em Gestão Estratégica de Design pela Universidad de Buenos Aires, é especialista em Coolhunting pelo IED Barcelona. Há mais de 12 anos trabalha na estratégia e gestão de marca para clientes como Gerdau, Abbott, Laghetto Hotéis entre outros. Professora e palestrante em diversas universidades do país, escreve para veículos regionais sobre tendências e negócios. City organizer do PechaKucha Poa de 2012 a 2015, hoje dedica-se ao Impacto: The Future of Business evento de empreendedorismo e inovação presente em 4 capitais do Brasil. No Catalejos Club Creativo gerencia pesquisa, planejamento e criação em design para projetos nacionais e internacionais.paula@catalejos.cc PAULAQUINTAS
  3. 3. paula@catalejos.cc PAULAQUINTAS MAISOUMENOS, DETUDOUMPOUCO.
 UMASMILHAS.
 GENTE.NECES(CIDADES). NEGÓCIOS.FUTURO.
  4. 4. OBSERVAÇÃO,
 ANÁLISEEPROJETO. Catalejos é olhar de longe sem perder a perspectiva do que está perto, em volta. É ajustar a lente conforme a necessidade, o objetivo do cliente e seus pontos de contato. ANÁLISEDETENDÊNCIASNÃO É ADIVINHAÇÃO
  5. 5. Oquesão? Ferramentas paradetectar oportunidades.
  6. 6. TENDÊNCIASESTÃOÀNOSSAVOLTA precisamosdesenvolveraconsciênciaeempatiaparavereentender. COMPREENDER AS IMPLICAÇÕES DAS MUDANÇAS COMPORTAMENTAIS
  7. 7. PODEMSERVOLÁTEIS:FADSOUHYPES. TRENDSPOTTING:masissofoiontemehojenemlembramosmais.
  8. 8. É um gerador de mudança, é um movimento não claramente visível na sociedade. É o aspiracional, o que está implícito ou se formando como desejo em um determinado contexto da sociedade. Busca os porquês? Os produtos/serviços são traduções desses anseios. Oqueé? + ANÁLISEDETENDÊNCIAS:aprofundamentocultural
  9. 9. TENDÊNCIA Nãoé o descolado o bonito o jovem o tecnológico OQUEAGENTEGOSTA apenas
  10. 10. PESQUISA:AGILIDADEEPROFUNDIDADE combinabaseteóricadasmaisdiversasdisciplinascomtécnicasdomktedasociologia PROCESSO ANALÍTICO CONTEXTUAL IMERSIVO INTUITIVO MOTIVAÇÃO HISTÓRIA TENDÊNCIA passado*presente*futuro
  11. 11. aanálisedetendênciacomoframeworkestratégico ESTAR ATENTOS AOS SINAIS EMERGENTES, NOVOS CENÁRIOS E LINGUAGENS linguagem+tempo=visual,verbal, estrutural, posturas>PADRÕES podemestarrelacionadasacomportamentoseoumotivações
  12. 12. COMO? ONDEESTÁ?
  13. 13. COMO? ONDEESTÁ? EMTODOSLUGARES
  14. 14. ECONÔMICO CIENTÍFICO-TECNOLÓGICO POLÍTICO SOCIOLÓGICO CONSUMO CULTURA ESTÉTICA/DESIGN MEIOS MARCASCOMPORTAMENTO DESEJOS/MOTIVAÇÕES
  15. 15. ECONOMIA CRIATIVA
  16. 16. A Economia Criativa compreende as atividades nas quais a criatividade e o capital intelectual são as matérias primas para a criação, produção e distribuição de bens e serviços. Não existe um consenso sobre quais áreas compõem a Economia Criativa. Elas mudam de acordo com cada estudo e, principalmente, com os mercados locais. AUTRÁLIA 1997>UK>TONYBLAIR 1ºMAPADAIC ANOS2000>BOOM
 JOHNHOWKINS $$$ LEITURA:WWW.VEREDACRIATIVA.COM.BR + O primeiro mapa das Indústrias Criativas foi realizado em 1998 no Reino Unido com o objetivo de analisar tendências de mercado e as vantagens competitivas nacionais. Em 2001 o estudo foi repetido e constatou-se que as indústrias criativas haviam crescido mais do que outros segmentos da economia e gerado novos postos de trabalho duas vezes mais rápido.
  17. 17. SISTEMAFIRJAN•MAPEAMENTODAINDÚSTRIACRIATIVANOBRASIL•2014
  18. 18. Sob a ótica da produção, 251 mil empresas formavam a indústria criativa no Brasil em 2013. Num olhar sobre a última década, houve um crescimento de 69,1% desde 2004, quando eram 148 mil empresas. Com base na massa salarial destas empresas, estima-se que a indústria criativa brasileira gere um Produto Interno Bruto equivalente a R$ 126 bilhões, ou 2,6% do total produzido no Brasil em 2013, frente a 2,1% em 2004. Nesse período, o PIB da Indústria Criativa avançou 69,8% em termos reais, acima do avanço de 36,4% do PIB brasileiro nos mesmos dez anos. Entreosestados,SãoPauloeRiodeJaneirose sobressaemnomercadodetrabalhocriativo: são349miltrabalhadorespaulistase107mil trabalhadoresfluminenses.Respectivamente, issosignificaque2,5%e2,3%domercadode trabalhodessesestadossãorepresentadospor profissionaisquetêmcomoprincipalferramenta detrabalhoacriatividade. EMPREGOSCHEGAMA8%DOTOTALNAEUROPA. Estima-sequeaindústriacriativa brasileiragereumProduto InternoBrutoequivalentea
 R$126bilhões(2014)
  19. 19. CENÁRIO.MUNDO 2016 highlight trends
  20. 20. DEVOLTAPRA2008OU1929?
  21. 21. CRISEXEUFORIAXCRISEXFUTURO img#occupywallstreet
  22. 22. CENÁRIO.BRASIL 2016 incerteza, ruim?
  23. 23. OUTRAS PREVISÕES: • Desemprego ao redor dos 10% + ( o país chegou a menor taxa de desemprego em 2014 com apenas 4,8%). • Diminuição da renda média por conta de redução de salários.
  24. 24. AFESTA ACABOU?
  25. 25. RE(AGIR) RE(PENSAR) TRENDS.2016
  26. 26. MAXITENDÊNCIA MEGATENDÊNCIA MIDITENDÊNCIA MICROTENDÊNCIA SOCIEDADE (10 a 30 anos) CONSUMIDOR (5 a 10) MERCADO ( 2 a 5 anos) PRODUTO (até 2 anos) em que mundo vivemos como se comportam o que passa no mercado produtos PARAENTENDER:
  27. 27. NEWLOCALISMOs espaços urbanos como locais de convivência. A mobilidade e a colaboração entre os habitantes como meta dos grandes centros. Parte essencial da comunidade. THINKLOCAL NOVOURBANISMO COMPREDOPEQUENO COWORKING COMPARTILHAMENTO PARKLET FIMDOSSHOPPINGS?
  28. 28. Divididos entre o desejo de serem econômicos enquanto desfruta de gastos em produtos que os inspiram. PÓS-DURANTE-RECESSÃO HIPER-INFORMADOS ESCLARECIDOS ZELOSOS CONSUMIDORES CÉTICOS/ AGNÓSTICOS
  29. 29. Samsung837
  30. 30. “COMPRANDO”TEMPO Economia de tempo para além da conveniência. Os consumidores estão mais dispostos a terceirizar os aspectos de suas vidas. E-COMMERCE TEMPO=LUXO MARCASDISPONÍVEIS24/7 ESPERAOTIMIZADA PRODUTOS+SERVIÇOS HOTDESKING MULTIBENEFÍCIOSEM PRODUTOSESERVIÇOS TIMEISBUSINESS
  31. 31. Consumidores da chamada terceira idade são hoje mais energéticos , trabalham mais , desfrutam de boa saúde física e mental, e são capazes de conduzir uma vida mais satisfatória como consumidores também. DIVERSOSPÚBLICOSEPERFIS INCLUSÃODIGITAL ADVANCEDSTYLE NOVOMERCADODETRABALHO 626MILHÕESDEPESSOASINGRESSARÃONO MERCADO65+APENASEM2016,NOMUNDO.DESAFIODO ENVELHECIMENTO
  32. 32. “Investimos tanto em fazer as pessoas viverem mais, mas não avançamos muito na ideia de como poderíamos ajudá-los a viver melhor.” JoeCoughlin,MITAgelab 6°paísem
 populaçãoidosa
2035
 EXISTEM 550 GERIATRAS: PARA 30MIL PEDIATRAS NO BRASIL
  33. 33. Melhorar o mundo em que vivemos a partir dos negócios e do trabalho. 
 Uma nova lei de mercado emerge: ganhar dinheiro, preservando recursos naturais da Terra. 
 Os consumidores mais jovens 
 estão à frente de uma cruzada 
 para abraçar causas sociais. TRANSFORMADORES MICRO-REVOLUÇÕES NEGÓCIOSDEIMPACTOSOCIAL COLABORAÇÃO SER>TER EMPATIA CHANGEMAKERS
  34. 34. A aceitação da diferença e a revalorização dos papéis na sociedade, antes patriarcal e machista. Mulheres cientes de seu poder e espaço, compartilhando lutas com toda comunidade LGBT. GENDERLESS FEMINISMO ANDROGINIA MARCASQUERESPEITAMA FLUIDEZDOSGÊNEROSENÃO MAISSEPARAMMASC/FEM. GENDER BLURRING
  35. 35. A preocupação com a redução de resíduos, com o respeito à sazonalidade dos alimentos e ao consumo local, sem desperdício. ALIMENTOSIMPERFEITOS HORTASURBANAS COMERLOCAL ORGÂNICOS FASTFOODSAUDÁVEL ARQUITETURAECOLÓGICA COMIDA SUSTENTÁVEL
  36. 36. Saúde para além do físico. 
 Os consumidores buscam o pacote completo do corpo saudável com redução de stress e bem-estar mental. MINDFULNESS YOGA,PILATESEOUTROSAPPS MEDITAÇÃOEMESCOLASEPRISÕES "GURUS" BEM-ESTAR MENTAL
  37. 37. Os aspectos positivos e negativos da tecnologia no dia a dia dos consumidores. Se, por um lado, o comércio digital aumenta a cada ano, também passamos a conviver com novas patologias geradas pelo excesso de dispositivos e seu uso desmedido. DETOXDIGITAL ON=OFF SMARTPHONE|VIDAMOVEL COMPULSÃO=NOVASDOENÇAS AGILIDADEEACESSO FOLO(FEAROFLIVINGOFFLINE)XJOLO(JOY) "OVER"CONECTADOS
  38. 38. A insegurança doméstica e as ameaças globais - aquecimento, guerras, terrorismo, etc - demandam o interesse do consumidor por produtos e serviços que representem maior controle sobre sua própria vida. DISPOSITIVOSINTELIGENTES SEGURANÇAPRIVADA PROTEÇÃO:ALIMENTOS,COSMÉTICOS,ROUPAS CONSUMODOCONTROLE
  39. 39. Com menos compromissos e mais para gastar, solteiros premium são um público cativo. Gastam em produtos e experiências para eles mesmos ou com pessoas significativas nas suas vidas, como amigos, sobrinhos e filhos de amigos. VIAJANTESSOLITÁRIOS PRODUTOSFRACIONADOS CLUBESEASSINATURAS YUCCIES DARTIES(FESTASMATINAIS) NY MAG sobre a força das mulheres solteiras nas eleições norte-americanas tem 2016 http://nymag.com/thecut/2016/02/political-power-single-women-c-v-r.html MERCADOSOLTEIRO
  40. 40. resumindo LIBERDADE RESPONSABILIDADE COLABORAÇÃO COMUNIDADE NOVOSVALORES DINHEIROCOMOMEIOENÃOFIM facilitado pela tecnologia
  41. 41. e com propósito e essência
  42. 42. AFESTA ACABOU?
  43. 43. invenção motivação difusão+INOVAÇÃO
  44. 44. uberização ONDEMANDcuidado! sharewashing http://projetodraft.com/ “quando o ‘compartilhamento’ é mediado pelo mercado —quando uma empresa é intermediária entre consumidores que não se conhecem — já não é mais um compartilhamento. Os consumidores estão pagando para ter acesso a bens ou serviços de outros” Harvard Business Review Jan/2015
  45. 45. ENTÃO?
  46. 46. ENTÃO?só os sensíveis sobreviverão
  47. 47. AMEAÇAS OPORTUNIDADES AMEAÇAS OPORTUNIDADESOPORTUNIDADES AMEAÇAS PONTODEVISTA:DIFERENCIAÇÃO.
 VALORCOMPARTILHADO. OPORTUNIDADES AMEAÇASOPORTUNIDADES AMEAÇAS AMEAÇAS
  48. 48. NOVOMERCADO FINANCEIRO MUDANÇADE COMPORTAMENTO LOWSUMERISM IMPACTOSOCIAL EXPERIÊNCIA INTERAÇÃO
  49. 49. "Osmelhoresempreendedoressociaisnãofocamnascarências,masnaspotênciasdeumapopulação" ROGÉRIOOLIVEIRA-YUNUSBRASIL OriginalFavela
  50. 50. *APRESENTAÇÃO PARA USO INTERNO. IMAGENS COM DIREITOS AUTORAIS. USO CONTROLADO. http://catalejos.cc/ paula@catalejos.cc QUERSABERMAIS? GRACIAS!

×