Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Força 17 Exame Neurológico

1,040 views

Published on

Exame Neurológico Força

Published in: Health & Medicine
  • Be the first to comment

Força 17 Exame Neurológico

  1. 1. Exame neurológico
  2. 2. FÁCIES
  3. 3. FÁCIES • Expressão fisionômica • Ansiedade, tristeza, euforia, olhar inexpressivo, • Parkinson=>hipomimia, • Miastenia=>ptose palpebral • Paralisia facial=>assimetria da face
  4. 4. • DOENÇA DE PARKINSON: Inexpressividade, Diminuição ou abolição da mímica (máscara parkinsoniana), Fácies congelada, marmórea, “frozen face” Aspecto gorduroso da tez.
  5. 5. Degeneração hepatolenticular (Doença de Wilson) • Doença hereditária ocasionada pelo acúmulo de cobre toxico nos tecidos • Fácies wilsoniana: Boca entreaberta, Hipersalivação, Riso estereotipado (sardonico).
  6. 6. Atetoses • Caretas, • Expressões grotescas no território inferior da face.
  7. 7. Paralisia facial periférica • Unilateral: Assimetria da face, Lagoftalmo, Desvio da comissura labial para o lado são, Apagamento do sulco naso labial
  8. 8. Paralisia facial periférica • Diplegia facial: Fácies amímica ou hipomímica, Lagoftalmo bilateral (fendas palpebrais aumentadas), Imobilidade dos lábios. Ex: Doença de Moebius (decorrente do uso inadvertido do misoprostol durante a gestação)
  9. 9. Paralisia facial Central Periférica
  10. 10. Miastenia grave • Doença neuromuscular que causa fraqueza e fadiga • Ptose palpebral bilateral, • Estrabismos (lesão do VI par)
  11. 11. Distrofia miotônica (Doença de Steinert) • Aspecto alongado da face, • Ptose palpebral incompleta bilateral, • Atrofia dos músculos masseteres e dos esternocleidomastoideos.
  12. 12. Doença de Crouzon • Nariz base alargada, • Prognatismo do maxilar inferior, • Lábio superior curto
  13. 13. Cushing=> fácies de lua cheia
  14. 14. Esclerose tuberosa=> adenoma sebáceo (pele da face)
  15. 15. Pele da face Sturge-Weber • Angiomatose cutânea
  16. 16. Claude Bernard Horner=> semi-ptose, miose (compressão do simpático cervical)
  17. 17. ACROMEGALIA (aumento de GH)
  18. 18. FÁCIES LEONINA (HANSENÍASE) • Pele espessa • Grande número de lepromas de tamanhos variados e confluentes, a maior parte na fronte • Supercílios caem • Nariz espessado • Bochechas e mento se deformam pelo aparecimento de nódulos • Lábios mais grossos • Aspecto de “cara de leão”
  19. 19. FÁCIES MIXEDEMATOSA (Hipotiroidismo) • Rosto arredondado • Nariz e lábios grossos • Pele seca e espessada • Supercílios escassos • Cabelos secos e sem brilho • Expressão de desânimo , apatia
  20. 20. Fácies Basedowiana (Hipertiroidismo) • Olhos salientes (exoftalmia) e brilhantes • Rosto magro • Por vezes aspecto de espanto e ansiedade • Presença de bócio
  21. 21. ATITUDE
  22. 22. ATITUDE • Atitude segmentar=> inspeção de um segmento corpóreo. • Atitude geral => aspecto geral do paciente na posição deitada, sentada ou de pé. • Observar deformidade corpórea.
  23. 23. Atitude • Observar deformidade corpóres: Cifose (Mal de Pott) Pescoço curto Klippel-Feil Pé cavo com dedos em martelo (Charcot- Marie) Cifoescoliose (Doença de Friedreich)
  24. 24. Consiste na fusão de pelo menos duas das sete vértebras cervicais e, caracteriza-se pela presença de uma tríade clássica composta por pescoço curto, implantação baixa da linha do cabelo e limitação dos movimentos da cabeça e pescoço Klippel-Feil
  25. 25. Escoliose
  26. 26. Doença de Charcot-Marie Dedos em martelo, pé cavo
  27. 27. Atitude • Doenças musculares, • Hipotonia muscular da infância, • Síndromes meníngeas, • Lesões dos cordões posteriores, • Lesões extrapiramidais, • Lesões piramidais (atitude de Wernicke-Mann)
  28. 28. Doenças musculares • Distrofia muscular progressiva: Atrofia com distribuição proximal, Lordose lombar, Pseudo-hipertrofia das panturrilhas, Modo característico de levantar-se Sinal de Gowers.
  29. 29. Miopatia: escalonamento, sinal de Gowers Doenças musculares
  30. 30. Sinal de Gowers
  31. 31. Hipotonia muscular da infância • Atitude=boneca de trapo, • Cabeça e membros pendem inertes quando se eleva a criança na posição de decúbito dorsal, • Hipotonia, • Doença de Werding-Hoffmann
  32. 32. HIPOTONIA
  33. 33. Lesões dos cordões posteriores • Nas ataxias sensitivas, • Base de sustentação alargada, • Olhar fixo no chão, • genu recurvatum.
  34. 34. Lesões do tronco encefálico • Descerebração • Decorticação
  35. 35. Síndromes meníngeas • Rigidez de nuca, • opistótono
  36. 36. Lesões extrapiramidais • Parkinson: Postura é rígida, Cabeça e tronco fletidos, Braços acolados ao tronco, Acinesia.
  37. 37. Lesões piramidais • Hemiplegias espásticas postura de Wernicke-Mann
  38. 38. Neuropatias periféricas • Lesões da ponta anterior da medula (Esclerose lateral amiotrófica)
  39. 39. LESÃO DO NERVO RADIAL Mão pendula
  40. 40. LESÃO DO NERVO ULNAR (MÃO EM GARRA – atrofia do 1° espaço interósseo dorsal ) Mão simiesca
  41. 41. MARCHA
  42. 42. Marcha • Espástica (ceifante) • Atáxica da Síndrome cordonal posterior (olha para o solo) => marcha talonante • Atáxica da síndrome cerebelar => base alargada • Marcha parética =>escarvante, (flexão da coxa sobre a bacia, lesão nervo ciático poplíteo externo ) • Marcha miopatia => anserina • Afecções extrapiramidais=> perda de movimentos automáticos associados de membros superiores + rigidez=> bloco (Doença de Parkinson)
  43. 43. • Marcha Helicoidal • O doente arrasta a perna comprometida e traça por seu intermédio um semi- círculo, sendo que o pé igualmente se arrasta e se apoia no chão pelo seu bordo externo e ponta. • Marcha dos hemiplégicos
  44. 44. • Déficit Motor Distal • O paciente levanta a perna além do habitual para deslocar o pé, cuja ponta muitas vezes arrasta no chão. • Marcha do Polineurítico
  45. 45. • Aumento da Base de Sustentação • Olhar dirigido pra o solo • Elevação súbita e violenta dos MMII • Recolocação no solo inicialmente dos • Calcanhares • Encontrada na Neurosífilis / Tabes Dorsalis
  46. 46. • Postura inclinada para frente • Lentidão para iniciar a marcha • Passos curtos e arrastados • Doença de Parkinson • Aterosclerose avançada
  47. 47. MOTRICIDADE
  48. 48. Motricidade • Voluntária=> comandada pelo piramidal (ação facilitadora sobre os reflexos cutâneo abdominal e plantar), • Automática=> extrapiramidal • Sistema motor da medula=>piramidal, extrapiramidal e vestibulocerebelar, neurônio motor periférico => responsável pela execução das ordens motoras: reflexas, automáticas e voluntárias
  49. 49. Unidade motora • Movimentação somática=>contração muscular=> inervação do neurônio motor, • corpo celular do neurônio motor • axônio • junção neuromuscular • fibras musculares
  50. 50. Fasciculação • Contrações involuntárias de uma unidade motora, visíveis e perceptíveis pelo paciente como pequenas contrações arrítmicas de parte de um músculo, sem deslocamento do segmento afetado, porque a tensão exercida é insuficiente.
  51. 51. Fraqueza • Síndrome do neurônio motor inferior • Síndrome do neurônio motor superior ou piramidal
  52. 52. Motilidade voluntária • Movimentos ativos: Cabeça e pescoço, Membros superiores, Tronco, Membros inferiores
  53. 53. Força muscular • Execução de um determinado movimento contra resistência oposta pelo examinado Grau 0 a V
  54. 54. Motricidade – Força Muscular • Grau V: força normal • Grau IV: movimentação normal, mas com força muscular diminuída • Grau III: consegue vencer a força da gravidade • Grau II: não vence a gravidade, movimentos de lateralização • Grau I: esboço de contração muscular • Grau 0: paralisia total
  55. 55. Manobras deficitárias
  56. 56. Manobra dos braços estendidos
  57. 57. Manobra de Raimiste
  58. 58. Mingazzini Barré Manobra de Mingazzini Manobra de Barré
  59. 59. Prova da queda do membro inferior em abdução

×