Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Esclerose sistêmica.pdf renan

941 views

Published on

Esclerodermia Fenômeno de Raynaud

Published in: Health & Medicine
  • Be the first to comment

Esclerose sistêmica.pdf renan

  1. 1. Esclerose Sistêmica e Fenômeno de Raynaud Disciplina de Clínica Médica - Reumatologia
  2. 2. Fenômeno de Raynaud •Isquemia periférica episódica e reversível, geralmente causada pelo frio ou emoção
  3. 3. Fenômeno de Raynaud •Trifásico: Palidez -> Cianose -> Hiperemia •Epidemiologia •20-30% das mulheres jovens
  4. 4. Fenômeno de Raynaud •Primário • Ausência de cicatriz ou úlceras digitais • Sem evidências clínicas ou laboratoriais de doenças reumáticas autoimunes • Capilaroscopia normal
  5. 5. Fenômeno de Raynaud •Secundário • Esclerose sistêmica • Miopatias inflamatórias • Lúpus Eritematoso Sistêmico • Sd. de Sjögren • Vasculites • Ocupacional, aterosclerose, hipotireoidismo, infecções, drogas
  6. 6. Fenômeno de Raynaud •Tratamento • Medidas gerais • Cessar tabagismo • Usar luvas • Medicamentos • Sintomas que interferem na qualidade de vida • Vasodilatadores
  7. 7. Esclerose Sistêmica •Grupo heterogêneo de condições associadas à presença de espessamento e lesões cutâneas escleróticas
  8. 8. Esclerose Sistêmica •Classificação • Forma localizada • Esclerose sistêmica • Forma Limitada • Forma Difusa • Esclerose sistêmica sem pele • Síndromes de Superposição
  9. 9. Forma Limitada •Morféia • Placas de crescimento lento no tronco ou extremidades • Graus variados de pigmentação • Morféia profunda-> forma mais agressiva que acomete derme profunda, fáscia e até músculos
  10. 10. Forma Limitada •Esclerodermia Linear • Mais comum em crianças e adolescentes • Banda linear de lesão esclerótica hipopigmentada ou hiperpigmentada, iniciando-se nas extremidades • Extende-se pela derme, subcutâneo, músculo e osso • Envolvimento de face ou escalpo -> Lesão “em golpe de sabre”
  11. 11. Esclerose Sistêmica •Epidemiologia • 4-6 mulheres : 1 homem • Pouco frequente em crianças e adolescentes • Mais comum entre a 3ª e 6ª década • Fatores genéticos e ambientais
  12. 12. Esclerose Sistêmica – Quadro Clínico •Fenômeno de Raynaud • Presente em mais de 95% dos pacientes • Complicações •Microcicatrizes •Úlceras digitais •Isquemia fixa •Gangrena seca •Autoamputação
  13. 13. Esclerose Sistêmica – Quadro Clínico •Pele – espessamento cutâneo • Fase edematosa • Fase endurativa • Fase atrófica
  14. 14. Esclerose Sistêmica – Quadro Clínico •Forma Limitada • Mais comum • Acometimento limitado a face e distal de extremidades •Forma Difusa • Acometimento cutâneo difuso •Esclerose sistêmica sem pele • Envolvimento visceral sem evidências de acometimento cutâneo
  15. 15. Esclerose Sistêmica – Quadro Clínico •Forma Limitada • Síndrome CREST • C – Calcinose • R – Raynaud • E – Esofagopatia • S – Esclerodactilia • T -Telangectasia
  16. 16. Esclerose Sistêmica –Trato Gastrointestinal •Ocorre em mais de 90% dos pacientes •Atrofia da musculatura lisa e fibrose da mucosa •Redução da abertura oral •Esôfago - Dismotilidade e DRGE •Intestino – Síndrome de má absorção, incontinência
  17. 17. Esclerose Sistêmica – Pulmonar •Pneumopatia intersticial • Acometimento pulmonar mais comum • Maior associação com a forma difusa • Mais comum no começo da doença • Sintomas -> dispneia progressiva aos esforços e tosse • Avaliação- Prova de função pulmonar e tomografia de tórax
  18. 18. Esclerose Sistêmica – Pulmonar •Hipertensão pulmonar • Maior associação com a forma limitada • Sintomas – Fadiga, dor torácica • Avaliação – Ecocardiograma (indireto); Cateterismo
  19. 19. Esclerose Sistêmica – Cardíaco •Pericárdio – Pericardite •Miocárdio •Arritmia
  20. 20. Esclerose Sistêmica – Renal •Crise Renal Esclerodérmica • Mais comum na forma difusa e no começo da doença • Sintomas – Hipertensão de início recente (hipertensão maligna) – falta de ar, cefaleia, convulsão, edema agudo de pulmão + microangiopatia (anemia + esquizócitos), trombocitopenia, insuficiência renal, proteinúria • *IECA (Captopril)
  21. 21. Esclerose Sistêmica – Músculo Esquelético •Mialgia e artralgia •Fraqueza muscular
  22. 22. Esclerose Sistêmica – Laboratório •Autoanticorpos • FAN – centromérico – forma limitada • Anti-topoisomerase I (Scl70) – forma difusa • Outros
  23. 23. Esclerose Sistêmica – Diagnóstico
  24. 24. Esclerose Sistêmica –Tratamento • Pele • Metotrexato • Ciclofosfamida • Pneumopatia intersticial • Azatioprina • Ciclofosfamida • Micofenolato • Hipertensão Pulmonar • Inibidores da fosfodiesterase • Antagonista do receptor de endotelina • Prostanóides
  25. 25. Esclerose Sistêmica –Tratamento •Rim • IECA •Fenômeno de Raynaud • Vasodilatadores • Bloqueadores de canal de cálcio • BRA • Inibidor da fosfodiesterase • Prostanóides • Antagonista
  26. 26. Esclerose Sistêmica –Tratamento •TGI • Procinéticos • Bloqueador de bomba de prótons •Casos graves • Rituximabe • Transplante de medula óssea

×