Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Livro dos Espiritos Q.291 ESE cap. 24 item12

702 views

Published on

Reunião Publica GECD - Dubai
www.livestream.com - transmissão
http://www.espacodespertar.blogspot.ae
Visite!

Published in: Spiritual
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Livro dos Espiritos Q.291 ESE cap. 24 item12

  1. 1. “Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, e não tivesse amor, seria como o metal que soa ou como o sino que tine. E ainda que tivesse o dom de profecia, e conhecesse todos os mistérios e toda a ciência, e ainda que tivesse toda a fé, de maneira tal que transportasse os montes, e não tivesse amor, eu nada seria”. São Paulo, Carta aos Corintios.
  2. 2. Dubai, 04/01/2015 L.E. – Parte 2ª. Cap. VI - Relações de simpatia e de antipatia entre os Espíritos. Metades eternas - Questão 291 ESE – CAP. XXIV – Não ponhais a candeia de baixo do alqueire Dubai, 22/02/2015
  3. 3. Resposta: “Do mesmo modo que os homens, sendo, porém, que mais forte é o laço que prende os Espíritos uns aos outros, quando carentes de corpo material, porque então esse laço não se acha exposto às vicissitudes das paixões.” Questão – 291 Além da simpatia geral, oriunda da semelhança que entre eles exista, votam-se os Espíritos recíprocas afeições particulares?
  4. 4. O que é a afeição, o amor? A atração fluídica, atraindo um ser para outro, unindo-os num mesmo sentimento. Essa atração pode ser de duas naturezas diferentes, já que os fluidos são de duas naturezas. Mas para que a afeição persista eternamente, é preciso que seja espiritual e desinteressada; são precisos abnegação, devotamento e que nenhum sentimento pessoal seja o móvel deste arrastamento simpático. Desde que nesse sentimento haja personalidade, há materialidade.
  5. 5. O que é a afeição, o amor? Contemplai a Humanidade e vede quão poucas são as afeições verdadeiras na Terra! São em minoria, mas existem, e as que são reais persistem e se perpetuam sob todas as formas, primeiro na Terra, depois continuam no estado de Espírito, numa amizade ou num amor inalterável, que só faz crescer e se elevar cada vez mais.
  6. 6. Questão – 291 Além da simpatia geral, oriunda da semelhança que entre eles exista, votam-se os Espíritos recíprocas afeições particulares? Dois Espíritos unidos espiritualmente se buscam e tendem sempre a aproximar-se; seus fluidos são atrativos. Se estiverem no mesmo globo, serão impelidos um para o outro; se separados pela morte terrena, seus pensamentos unir-se-ão na lembrança e a reunião far-se-á na liberdade do sono; e quando a hora de uma nova encarnação soar para um deles… Qual é a verdadeira afeição!!! A afeição espiritual tem por base a afinidade fluídica espiritual, que, atuando só, determina a simpatia. Quando é assim, é a alma que ama a alma e essa afeição só toma força pela manifestação dos sentimentos da alma.
  7. 7. Questão – 291 Além da simpatia geral, oriunda da semelhança que entre eles exista, votam-se os Espíritos recíprocas afeições particulares? Mas esta verdadeira afeição não é comum na Terra e a matéria a vem retardar, anular-lhe os efeitos, conforme domine o Espírito. A verdadeira amizade, o verdadeiro amor, sendo espiritual, tudo que se refere à matéria não é de sua natureza e em nada concorre para a identificação material. A afinidade persiste, mas fica em estado latente até que, triunfando o fluido espiritual, o progresso simpático se efetue novamente.
  8. 8. Questão – 291 Além da simpatia geral, oriunda da semelhança que entre eles exista, votam-se os Espíritos recíprocas afeições particulares? Em síntese, a afeição espiritual é a única resistente no domínio do Espírito. Na Terra e nas esferas do trabalho corporal, concorre para o avanço moral do Espírito encarnado que, sob a influência simpática, realiza milagres de abnegação e de devotamento dos seres amados. Nas moradas celestes, ela é a satisfação completa de todas as aspirações e a maior felicidade que o Espírito possa desfrutar. Os Espíritos se unem segundo suas afeições iniciadas em mundos inferiores e trabalham juntos por seu progresso espiritual. (Fev - 1864)
  9. 9. Entre os que caminham neste mundo, solitários, (…), há os que conservam no fundo do coração a vaga lembrança da sua família espiritual. Seu pensamento vai muitas vezes, durante a vigília, e, mais ainda, durante o sono, reunir-se aos seres queridos que os esperam na paz serena do Além. O sentimento profundo das compensações que os aguardam explica sua força moral na luta e sua aspiração para um mundo melhor. A esperança semeia de flores austeras os atalhos que eles percorrem. Léon Denis – O problema do ser, do destino e da dor
  10. 10. Ação Comunitária LANCHES de TERÇA e DOMINGO
  11. 11. Dubai, 04/01/2015 ESTUDO DO EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO ESE – CAP. XXIV – NÃO PONHAIS A CANDEIA DEBAIXO DO ALQUEIRE Dubai, 22/02/2015
  12. 12. CAP. XXIV – NÃO PONHAIS A CANDEIA DEBAIXO DO ALQUEIRE Não são os que gozam saúde que precisam de médico (S. MATEUS, cap. IX, vv. 10 a 12.) 11. Estando Jesus à mesa em casa desse homem (Mateus), vieram aí ter muitos publicanos e gente de má vida, que se puseram à mesa com Jesus e seus discípulos; - o que fez que os fariseus, notando-o, disseram aos discípulos: Como é que o vosso Mestre come com publicanos e pessoas de má vida? - Tendo-os ouvido, disse-lhes Jesus: Não são os que gozam saúde que precisam de médico.
  13. 13. CAP. XXIV – NÃO PONHAIS A CANDEIA DEBAIXO DO ALQUEIRE Não são os que gozam saúde que precisam de médico (S. MATEUS, cap. IX, vv. 10 a 12.) 12. Essas palavras, como tantas outras, encontram no Espiritismo a aplicação que lhes cabe. Há quem se admire de que, por vezes, a mediunidade seja concedida a pessoas indignas, capazes de a usarem mal. Parece, dizem, que tão preciosa faculdade devera ser atributo exclusivo dos de maior merecimento. Digamos, antes de tudo, que a mediunidade é inerente a uma disposição orgânica, de que qualquer homem pode ser dotado, como da de ver, de ouvir, de falar. Ora, nenhuma há de que o homem, por efeito do seu livre-arbítrio, não possa abusar…
  14. 14. O bom médium, pois, não é aquele que comunica facilmente, mas aquele que é simpático aos bons Espíritos e somente deles tem assistência. Unicamente neste sentido é que a excelência das qualidades morais se torna onipotente sobre a mediunidade.

×