Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
Pesquisador: Bruno Amaral de Andrade             Orientadora: Renata Hermanny de Almeida                   Projeto de Pesq...
Rio Santa Maria da Vitória:patrimônio protagonista do desenvolvimento regional de                 Santa Leopoldina [ES]   ...
Localização do objeto:   o rio Santa Maria da Vitória e os edifícios históricos na região de Santa LeopoldinaDisponíveis e...
05 municípios:Santa Maria de JetibáSanta LeopoldinaCariacicaSerraVitória         Disponível em: <http://www.cesan.com.br/p...
• Fazem parte da bacia hidrográfica os municípios de Santa Maria de Jetibá,        Santa Leopoldina, Cariacica, Serra e Vi...
•   Historicamente explorado com objetivos socioeconômicos ao viabilizar: o    translato de imigrantes, iniciando a ocupaç...
Descida do rio Santa Maria da Vitória [2005]                          ONG: “Alma do Rio”[8:45 às 17h – do distrito-sede de...
Sítio histórico de Santa Leopoldina                                      Disponíveis em: ANDRADE, 2011
Introdução e justificativa•   Investigação do papel do rio Santa Maria da Vitória enquanto patrimônio    protagonista de d...
Antiga Colônia de Santa Leopoldina (século XIX). Fonte: Arquivo Nacional
Materiais e métodos utilizados• Serra (2006): abordagem qualitativa e investigação de fontes secundárias.• O método qualit...
Resultados e discussão•   Reconhecimento da relevância do rio Santa Maria da Vitória como motor    socioeconomico da regiã...
Alberto Magnaghi                                   •   Território “(...) é uma obra de arte;                              ...
Concentração urbana –                                    Santa Teresa                        Eixo principal do rio        ...
Metas futurasAs metas a serem alcançadas até Julho de 2012 são, segundo o plano detrabalho/ cronograma previamente estabel...
Referências principais•   ANDRADE, Bruno Amaral de. Espírito Santo: territorialidades sócio-espaço-temporais. Primeiro    ...
rio santa maria da vitoria, patrimonio protagonista
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

rio santa maria da vitoria, patrimonio protagonista

1,612 views

Published on

Apresentação do graduando Bruno Amaral de Andrade referente ao relatório parcial edital PRPPG 2011/2012 PIBIC/CNPq produzido no Patri_Lab (DAU/UFES)

  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

rio santa maria da vitoria, patrimonio protagonista

  1. 1. Pesquisador: Bruno Amaral de Andrade Orientadora: Renata Hermanny de Almeida Projeto de Pesquisa: Patrimônio e Desenvolvimento Territorial. Umaaproximação à formulação da figura da sustentabilidade Subprojeto de pesquisa: Rio Santa Maria da Vitória: patrimônio protagonista do desenvolvimento regional de Santa Leopoldina [ES]
  2. 2. Rio Santa Maria da Vitória:patrimônio protagonista do desenvolvimento regional de Santa Leopoldina [ES] Esta apresentação baseia-se na produção apresentada no relatório parcial do subprojeto de pesquisa Laboratório Patrimônio & Desenvolvimento Territorial patri_lab@car.ufes.br Bruno Amaral de Andade Graduando em Arquitetura e Urbanismo pela UFES, e Pesquisador do Patri_Lab. Vitória [ES], Brasil. < andrade.bruno@live.com> Renata Hermanny de Almeida Arquiteta Urbanista; Doutora em Arquitetura e Urbanismo, pela UFBA (2005), Coordenadora do Patri_Lab. Vitória [ES], Brasil. <renatahermanny@gmail.com>
  3. 3. Localização do objeto: o rio Santa Maria da Vitória e os edifícios históricos na região de Santa LeopoldinaDisponíveis em: http://www.mcm-sr.com.br/assistencia_tecnica.php?uf=es; http://ecobacia.org/regioes_es.html;
  4. 4. 05 municípios:Santa Maria de JetibáSanta LeopoldinaCariacicaSerraVitória Disponível em: <http://www.cesan.com.br/page.php?25>.
  5. 5. • Fazem parte da bacia hidrográfica os municípios de Santa Maria de Jetibá, Santa Leopoldina, Cariacica, Serra e Vitória. • Nasce na Serra do Garrafão em Santa Maria de Jetibá • Percorre 122 km de Oeste a Leste • Possui 1.660 km² de área • Possui 2 barramentos: Rio Bonito – 10MW (Santa Maria de Jetibá) e Suiça – 30MW (Santa Leopoldina). • Abastece cerca de 30% da população da Grande VitóriaDisponível em: <http://www.santaleopoldina.es.gov.br/VerPontoTuristico.aspx?nm=Pontos%20Tur%C3%ADsticos&no=19>
  6. 6. • Historicamente explorado com objetivos socioeconômicos ao viabilizar: o translato de imigrantes, iniciando a ocupação da região e fundando a antiga colônia de Santa Leopoldina; e o transporte de cerca de 120 sacas de café por canoa, com força de mão-de-obra escrava (SCHWARZ, 1992). Disponível em: <http://www.ape.es.gov.br/imigrantes/html/caminho_imigrante.html>
  7. 7. Descida do rio Santa Maria da Vitória [2005] ONG: “Alma do Rio”[8:45 às 17h – do distrito-sede de Santa Leopoldina à Vitória – 47 km] Disponível em: <http://www.almadorio.org.br/rio_santa_maria.htm>
  8. 8. Sítio histórico de Santa Leopoldina Disponíveis em: ANDRADE, 2011
  9. 9. Introdução e justificativa• Investigação do papel do rio Santa Maria da Vitória enquanto patrimônio protagonista de desenvolvimento regional.• A problemática é a investigação da perda desse protagonismo do rio, após um auge sócioeconomico no século XIX e início do XX.• Os recortes sócio-espaço-temporais (ANDRADE, 2006), para análise analógica são o do período próspero da colônia de Santa Leopoldina entre meados do século XIX e início do XX, e o da contemporaneidade.• O objetivo do subprojeto neste período de vigência da pesquisa (Agosto de 2011 a Fevereiro de 2012) é reflexionar a cerca das transformações ocorridas no território orientado pela antiga colônia de Santa Leopoldina, os atuais municípios de Santa Tereza (emancipada 1890), Afonso Claudio (emancipado em 1891), Ibiraçu (emancipado em 1891) e Santa Maria de Jetibá (emancipada em 1988), além de Santa Leopoldina (ver figura 2), através do aprofundamento na temática, constituição conceitual e reconhecimento do objeto (SCHWARZ, 1992) Palavras chave: Rio Santa Maria da Vitória, Patrimônio, Desenvolvimento Territorial, Santa Leopoldina (ES).
  10. 10. Antiga Colônia de Santa Leopoldina (século XIX). Fonte: Arquivo Nacional
  11. 11. Materiais e métodos utilizados• Serra (2006): abordagem qualitativa e investigação de fontes secundárias.• O método qualitativo: pesquisa e definição de dois estudos de caso que avance a cerca do conjunto da produção técnico-científica contemporânea - Master Plan para o parque fluvial da região do vale do rio Arno, em Empoli (MAGNAGHI, 2009) (ver figura 3), e o “Patrimônio histórico-cultural como ordenador da paisagem na bacia do baixo Sorocaba, região do médio Tietê, em São Paulo” (ARGOLLO e GAIOTTO, 2008).• A pesquisa em fontes sedunárias realizou-se por meio de consulta a acervos físicos e bancos de dados digitais, com enfoque em SANTOS (2008), SAQUET (2010) e MAGNAGHI (2000 e 2009). O mosaico teórico-conceitual estruturado para reflexão e análise do objeto e do problema é composto pelas variáveis externo-interno, estado-mercado, velho-novo, em Santos (2008), ações, objetos, espaço, região, horizontalidade, verticalidade, local, global, em Santos (2006); as abordagens e concepções do território em Saquet (2010), e o enfoque da Escola Territorialista Italiana e do projeto para um desenvolvimento local auto- sustentável em Magnaghi (2000 e 2009).
  12. 12. Resultados e discussão• Reconhecimento da relevância do rio Santa Maria da Vitória como motor socioeconomico da região de Santa Leopoldina nos projetos para a sua ocupação territorial no século XIX, e o conseguinte deslocamento desse fluxo para um outro fixo, as rodovias, modificando o esquema das variáveis de Santos (2008) estado-mercado para município-mercado, o velho-novo como uma nova dicotomia rio-rodovia, através de um comando vertical e externo, a interferir numa despreparada lógica regional, horizontal e interna.• As abordagens do território em Saquet (2010) e Magnaghi (2000), foram fundamentais para o entendimento do objeto e do problema deste subprojeto. Para Magnaghi (2000, p.9) território deve ser entendido como organismo vivo e altamente complexo, constituído de localidades (regiões ou áreas de ocupação), com própria história, características, identidade e estrutura de longo prazo (ver figura 4).
  13. 13. Alberto Magnaghi • Território “(...) é uma obra de arte; obra da transformação da natureza por meio da sobreposição no tempo histórico de numerosos ciclos de civilização; produto do homem plasmado em matéria inerte – produto do diálogo, uma relação entre entidades vivas, o homem e a natureza, ao longo da história; um neo-ecossistema, um outro sistema gerado pela interação homem- natureza” (MAGNAGHI, 2000, p.9). • Desenvolvimento local auto- sustentável.Esquema das camadas do território. Fonte: MAGNAGHI, 2009.
  14. 14. Concentração urbana – Santa Teresa Eixo principal do rio Santa Maria da Vitória Mapeamento do território em estudo referenciado pela Rodovias bacia hidrográfica do rio Santa Maria da Vitória.Concentração urbana –Santa Maria de Jetibá Concentração urbana – Santa Leopoldina Concentração urbana – Cariacica
  15. 15. Metas futurasAs metas a serem alcançadas até Julho de 2012 são, segundo o plano detrabalho/ cronograma previamente estabelecidos:•abordagem sistêmica, que contempla o estudo e definição de um modelomulticriterial que auxilie na tomada de decisão para a montagem das tabelasmulticriteriais;•montagem das tabelas pretende fornecer subsídio à sociedade para futurasanálises e projetos nessa linha de pesquisa, e essenciais para a fabulação decenários;•definição de cenários para o território de Santa Leopoldina, materialconclusivo à provocação da pesquisa, pois mais importante que o cenário emsi está à prospecção, ou seja, antecipar as situações para que a sociedade eos seus representantes possam decidir o que fazer;•elaboração do relatório final.
  16. 16. Referências principais• ANDRADE, Bruno Amaral de. Espírito Santo: territorialidades sócio-espaço-temporais. Primeiro ato: do cosmológico ao logístico. Primeiro Entreato: A Faixa Territorial Sul. Orientadora: Dra. Renata Hermanny de Almeida. 2006. Iniciação Científica – Departamento de Arquitetura e Urbanismo, Universidade Federal do Espírito Santo. 2006.• ARGOLLO, A. M. F.; GAIOTTO, M. A. O patrimônio histórico-cultural como ordenador da paisagem na bacia do Baixo Sorocaba, região do Médio Tietê, em São Paulo. In: 3º Congresso Luso Brasileiro para o Planejamento Urbano, Regional, Integrado e Sustentável - PLURIS 2008, 2008, Santos, SP. Anais. São Carlos, SP: STT/CETEPE/EESC/USP, 2008. v.1. p. 1-12.• MAGNAGHI, Alberto; GIACOMOZZI, Sara (a cura di). Un fiume per il territorio: Indirizzi progettuali per il parco fluviale del Valdarno Empolese. 1ª ed. Firenzi: Firenze University Press, 2009. 217 p.• MAGNAGHI, Alberto. Il progetto locale. 1ª ed. Torino: Bollatti Boringhieri, 2000. 344 p.• SANTOS, Milton. Metamorfoses do Espaço Habitado. Fundamentos Teóricos e Metodológicos da Geografia. 6. ed. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 2008. 132 p.• __. Técnica, espaço, tempo. Globalização e meio técnico científico informacional. 2. ed. São Paulo: Editora HUCITEC, 1996. 190 p.• SAQUET, Marcos Aurélio. Abordagens e Concepções de Território. 2.ed. São Paulo: Expressão Popular, 2010. 200 p.• SCHWARZ, Francisco. O município de Santa Leopoldina. Vitória: Traço Certo Editora, 1992. 112 p.• SERRA, Geraldo G. Pesquisa em arquitetura e urbanismo. guia prático para o trabalho de pesquisadores em pós-graduação. 1 ed. São Paulo: EDUSP, Mandarim, 2006. 256 p.

×