Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Boletim parque ipê 05.05.2013

167 views

Published on

  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Boletim parque ipê 05.05.2013

  1. 1. IIggrreejjaa PPrreessbbiitteerriiaannaa ddoo PPaarrqquuee IIppêêAno: 16Nº 88105 de Maio 2013CONSELHORev. Auriton Cruz(75) 9201-5702Teol. Camom T. Tomé(75) 8307-9604 claro(75) 9150-4414 TimPb. José Jarbas(75) 3226-2729Pb. Ricardo Felix(75) 9963-3617vivoPB. EM LICENÇAPb.Marivaldo M.(75) 3491-9341PBS.EMDISPONIBILIDADEPb. Alcides Avelino(75) 9964-0705Pb. Lilian Marques(75) 3223-3194Pb. Domingos Pedro(75) 3224-0477Pb. Valmir Meira(75) 9165-1836(75) 8235-5969Pb. Julieser Rocha(75)JUNTA DIACONALDiac. Edilson Santos(75) 9163-2629Diac.Welton Matos(75) 9199-9806Diac. Antonio José(75) 8286-5637Organizada em 05 de março de 1994Rua Bangu, 138 - Parque Ipê.CEP- 44054-048- Feira de Santana- BahiaCNPJ 02.758.509/0001-23Teol. Camom Teixeira ToméE-mail: parqueipe@live.comhttps://www.facebook.com/IPParqueIpeCULTO SOLENE - 9h30min.Prelúdio e Saudação.Chamada à Adoração.Leitura Bíblica: Sl 93Oração de Invocação a Deus.Hino: 115 “Unido com Cristo”Chamada à Contrição e Arrependimento.Leitura Bíblica: Tg 4.1-10Oração e Confissão.Hino 79 “Glória ao Salvador”Chamada à Edificação.Leitura Bíblica Alternada: Is 53Louvores Cantados.Exposição da Palavra e Ceia do Senhor:Rev. Auriton CruzOfertório: Hino – 110ª “Crer e Observar”Chamada à Dedicação.Oração de Consagração.Saudação aos Visitantes e AvisosVERDADES PRECIOSASAGENDA DE ORAÇÃO5. Vida espiritual e financeira das famílias.6. Enfermos.7. Departamento Infantil (Crescimento).Dc. Edilson SantosDc. Welton MatosDc. Antônio JoséIrmão DeivisonFAMÍLIAS NO ALTARVISITANTESCaríssimo visitante, sua presençanos alegra, honra a Deus, honra cada umde nós. Desejamos que você continueadorando e servindo a Deus juntamenteconosco. Deus abençoe a sua vida efamília!1. Culto de Oração na terça-feira: UPH.2. Presbítero ao Púlpito: Ricardo Felix.2. O Departamento Infantil está em Campanha para alcançar crianças para Cristo. Ore e participe!3. Nos dia 8 e 9 de junho, acontecerá o Congresso Unificado no ACAMP BETEL, a taxa deinscrição é R$100,00.4. A UPA está arrecadando alimentos não perecíveis, roupas e material de higiene pessoal paradoação.5. As programações do mês do lar foram iniciadas ontem, participe e convide amigos e familiares!AVISOS1. Acampamento no período da Micareta.2. Unidade e Comunhão do Corpo de Cristo.3. Avivamento da obra do Senhor.4. Programações das Sociedades.LITURGIASAs Piores Coisas – Quando tudo coopera para oBem (Por Tomas Watson)1. O mal da aflição coopera para o bem do homempiedoso.(4). Aflições cooperam para o bem, pois elas sãodestrutivas para o pecado. O pecado é a mãe, aaflição é a filha; a filha ajuda a destruir a mãe. Opecado é como a árvore que gera um verme, e aaflição é o verme que come a árvore. Há muitacorrupção no melhor coração; a aflição trabalha aospoucos para remover essa corrupção, como o fogotrabalha para remover a escória do ouro, “E voltareicontra ti a minha mão, e purificarei inteiramente astuas escórias; e tirar-te-ei toda a impureza.” (Isaías1:25) Se tivéssemos mais da nossa aspereza polida –se tivéssemos menos ferrugem! Aflições tiram de nósnada mais do que as escórias do pecado. Se ummédico disser a um paciente: “Seu corpo está pálido ecom muitas infecções que precisam ser tratadas ouvocê morrerá. Mas eu vou lhe prescrever um remédioque, embora possa fazer você ficar doente, apesardisso vai retirar os resíduos da sua doença e salvarásua vida”. Isso não seria para o bem do paciente?Aflições são remédios que Deus usa para nos curar denossas doenças espirituais; elas curam o inchaço doorgulho, a febre da luxúria, o câncer da avareza. Elasnão cooperam então para nosso bem?(5). Aflições cooperam para o bem, pois elas são meiosde desprender nosso coração do mundo. Quando vocêescava para retirar terra da raiz de uma árvore, é paraafastar a árvore da terra. Assim também Deus escava pararetirar nossos confortos mundanos e para desprenderCULTO SOLENE - 18h30min.Prelúdio e Saudação.Chamada à Adoração.Oração de Invocação a Deus.Leitura Bíblica: Sl 67Hino: 221 “Um vaso de Benção”Chamada à Contrição e Arrependimento.Leitura Bíblica: Hb 12.1-13Oração e Confissão.Hino 67 “Coração Quebrantado”Chamada à Edificação.Leitura Bíblica Alternada: Hb 12.18-29Louvores Cantados.Exposição da Palavra: Teol. CamomOfertório: Hino – 164 “Nome Precioso”Chamada à Dedicação.Oração de Consagração.Saudação aos Visitantes e Avisos"A essência do dia de descanso não pode ser alterada sem que se altere a natureza do homem"(A. A. Hodge)“Deus não se torna maior se você o reverencia, mas você se torna maior se o serve”.(Agostinho)"A santificação é a semente; a certeza é a flor que se origina dela" (Thomas Watson)"Cuide para que o dia do Senhor seja usado em santa preparação para a eternidade"(RichardBaxter)
  2. 2. GUIA DE EVANGELISMO PESSOALretirar nossos confortos mundanos e para desprender nosso coração daterra. Um espinho cresce com qualquer flor. Deus teria o mundosuspenso como um dente frouxo que ao ser puxado não nosincomodaria mais. Não é bom ser liberto? Os santos do passadoprecisaram. Por que o Senhor quebra o tubo-condutor, senão para quepossamos ir a Ele, em Quem “são todas as nossas fontes” (Salmo87:7)?(6). Aflições cooperam para o bem, pois elas são um meio de nosconfortar. “E lhe darei o vale de Acor por porta de esperança” (Oséias2:15). Acor significa sofrimento. Deus adoça a dor externa com a pazinterna. “A vossa tristeza se converterá em alegria.” (João 16:20). Aquié onde a água se transforma em vinho. Depois de uma amarga pílula,Deus dá o açúcar. Paulo cantou na prisão. A vara de Deus tem mel noseu final. Os santos em aflição tiveram tão doces êxtases de alegria, queeles mesmos achavam-se nas fronteiras da Canaã celestial.(7). Aflições cooperam para o bem, pois elas nos engrandecem. “Queé o homem, para que tanto o engrandeças, e ponhas nele o teu coração,e cada manhã o visites?” (Jó 7:17-18). Pela aflição Deus nosengrandece de três formas:(1ª) Em nossas aflições, Ele irá condescender até o baixo nível de nosnotar. É uma honra que Deus se importe com poeira e cinzas. O fato deDeus julgar-nos dignos de sermos afligidos nos engrandece. Deus nãonos castigar é nos menosprezar: “Por que seríeis ainda castigados?”(Isaías 1:5). Se vocês irão continuar no pecado, então sigam seu curso— pecando para o inferno.(2ª) Aflições também nos engrandecem, pois são insígnias de glória,sinais de filiação. “Se suportais a correção, Deus vos trata como filhos”(Heb. 12:7a). Cada marca da vara é um emblema de honra.(3ª) Aflições tendem a ser o engrandecimento dos santos, pois elas ostornam renomados no mundo. Soldados nunca foram tão admiradospelas suas vitórias, como os santos foram pelos seus sofrimentos. O zelo econstância dos mártires em suas provações renderam-lhes fama para aposteridade. Quão eminente foi Jó por sua paciência! Deus deixou seunome registrado. “Ouvistes qual foi a paciência de Jó” (Tiago 5:11). Jó, osofredor, foi mais renomado que Alexandre, o Conquistador.PASTORALANIVERSARIANTES23 – LIZETE M. DO NASCIMENTO - TEL 3224 413524 – JOÃO PEDRO SANTOS ROCHA - TEL –3224 5114“A todos, felicidades e vitórias pela fé emCristo Jesus”.P. 90. Como se deve ler e ouvir a Palavra a fim de que ela se torne eficaz paraa salvação?R. Para que a Palavra se torne eficaz para a salvação, devemos ouvi-la comdiligência, preparação e oração; recebê-la com fé e amor, guardá-la em nossoscorações e praticá-la em nossas vidas.Ref. Dt 6.6-7; 1Pe 2.1-2; Sl 119.11-18; Rm 1.16; 2Ts 2.10; Tg 1.21-25.BREVE CATECISMOCATECISMO MAIOR04 – ENDERSON FELIPE SANTOS TEL –3224 356606 – ALÍSSON REIS SILVA TEL – 3484 247706 – SAMUEL LIMA DA SILVA TEL – 3224993907 – ELIDENI MOREIRA DOS SANTOS TEL– 3483 468621 - LINCOLNP. 93. Que é a lei moral?R. A lei moral é a declaração da vontade de Deus, feita ao gênerohumano, dirigindo e obrigando todas as pessoas à conformidade eobediência perfeita e perpétua a ela ‐ nos apetites e disposições dohomem inteiro, alma e corpo, e no cumprimento de todos aquelesdeveres de santidade e retidão que se devem a Deus e ao homem,prometendo vida pela obediência e ameaçando com a morte a violaçãodela.Ref. Deut. 5:1, 31, 33; Luc. 10:26‐28; Gal 3:10; I Tess. 5:28; Luc. 1:75; At. 24,:16;Rom. 10:15.CAPÍTULO V DA PROVIDÊNCIAII. Posto que, em relação à presciência e ao decreto de Deus, que é a causaprimária, todas as coisas acontecem imutável e infalivelmente, contudo,pela mesma providência, Deus ordena que elas sucedam conforme anatureza das causas secundárias, necessárias, livre ou contingentemente.Ref. Jer. 32:19; At. 2:13; Gen. 8:22; Jer. 31:35; Isa.10:6-7.III. Na sua providência ordinária Deus emprega meios; todavia, ele é livrepara operar sem eles, sobre eles ou contra eles, segundo o seu arbítrio.Ref. At. 27:24, 31; Isa. 55:10-11; Os.1:7; Rom. 4:20-21; Dan.3:27; João11:34-45; Rom. 1:4.CONFISSÃO DE FÉ DE WESTMINSTER

×