Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
Toxoplasmose e gravidez Interno: Paulo Mergulhão Belém- PA 2009 Universidade Federal do Pará Instituto de Ciências da Saúd...
Toxoplasmose e gravidez <ul><li>Histórico e Distribuição </li></ul><ul><li>Primeiras referências: </li></ul><ul><ul><li>19...
Toxoplasmose e gravidez Agente etiológico da  Toxoplasmose   IMPORTÂNCIA : Altamente prevalente no mundo – 15 a 60% de aco...
Toxoplasmose e gravidez Parasita intracelular obrigatório, eurixeno Classificação : esporozoário pertencente ao filo  Apic...
Toxoplasmose e gravidez
Toxoplasmose e gravidez Transmissão vertical: Taquizoítas atravessam a barreira placentária Primoinfecção ou reativação de...
Toxoplasmose e gravidez
Toxoplasmose e gravidez Diagnostico da infecção materna Testes sorológicos: ELISA, IFI, Hemaglutinação passiva e teste de ...
Toxoplasmose e gravidez Diagnostico de infecção materna Interpretação clinica das sorologias para IgM e IgG IgG  IgM  Inte...
Toxoplasmose e gravidez Diagnostico da infecção materna IgM positiva - como fechar o diagnóstico? Soroconversão Sorologia ...
Toxoplasmose e gravidez Investigação do comprometimento fetal USG morfológica do 1 e 3 trim Microcefalia ou hidrocefalia, ...
Toxoplasmose e gravidez Diagnostico da infecção fetal Amniocentese Após 18 sem( < sensibilidade abaixo de 18 sem) PCR no L...
Toxoplasmose e gravidez Diagnostico da infecção no período neonatal Quadro clinico variado e inespecífico: Microcefalia, h...
Toxoplasmose e gravidez Toxoplasmose Congênita Infecção materna no primeiro trimestre : A infecção fetal  Aborto Natimorto...
Toxoplasmose e gravidez 85% dos recém-nascidos aparentemente normais ao nascimento.  10% a 30% irão desenvolver perda de a...
Toxoplasmose e gravidez
Toxoplasmose e gravidez
Toxoplasmose e gravidez
Toxoplasmose e gravidez
Toxoplasmose e gravidez
Toxoplasmose e gravidez Transmissão   Transplacentária Aproximadamente 40% dessas mulheres, se não tratadas, transmitirão ...
Toxoplasmose e gravidez Tratamento Tratamento da gestante com toxoplasmose aguda sem infecção fetal Espiramicina  500mg ou...
Toxoplasmose e gravidez Tratamento Indicado apenas  nas seguintes situações : Infecção aguda na gravidez (conversão soroló...
Toxoplasmose e gravidez
Toxoplasmose e gravidez Profilaxia da toxoplasmose Evitar o consumo de carnes cruas ou mal cozidas Evitar manipular terra ...
Toxoplasmose e gravidez <ul><li>BIBLIOGRAFIA   </li></ul><ul><li>Melo,LC. toxoplasmose congênita. Assistência ao Recém-Nas...
Toxoplasmose e gravidez 6. Vaz AJ, Guerra EM, Ferratto LCC, Toledo LAS, Azevedo Neto RS. Sorologia positiva para sífilis, ...
Toxoplasmose e gravidez 12. Cecil, tratado de medicina interna, editores Lee Goldman, Dennis Ausiello, 22 ed., Elsevier, 2...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Toxoplasmose

36,012 views

Published on

toxoplasmose apresentato no internato de ginecologia e obstetricia paulo mergulhão

Toxoplasmose

  1. 1. Toxoplasmose e gravidez Interno: Paulo Mergulhão Belém- PA 2009 Universidade Federal do Pará Instituto de Ciências da Saúde Faculdade de Medicina Internato ginecologia e obstetrícia
  2. 2. Toxoplasmose e gravidez <ul><li>Histórico e Distribuição </li></ul><ul><li>Primeiras referências: </li></ul><ul><ul><li>1908 : foi encontrado o parasita no roedor Ctenodactylus gondii , por Nicole e Manceaux e também em coelhos, por Splendore; </li></ul></ul><ul><ul><li>1909 : descrição do parasita e criação do gênero Toxoplasma ( Nicole e Manceaux) </li></ul></ul><ul><ul><li>1923 : descrição da coriorretinite por Janku </li></ul></ul><ul><ul><li>1929 : descrição da forma congênita por Wolf </li></ul></ul><ul><li>A partir da década de 1960: </li></ul><ul><li>Desenvolvimento e aplicação de testes sorológicos revelaram a ubiqüidade do parasita ,ampla distribuição geográfica e de hospedeiros </li></ul><ul><li>Descrição do ciclo e identificação dos felinos como hospedeiros definitivos </li></ul>
  3. 3. Toxoplasmose e gravidez Agente etiológico da Toxoplasmose IMPORTÂNCIA : Altamente prevalente no mundo – 15 a 60% de acordo com a população Pode provocar doença congênita grave Importante causa de doença oportunista em pacientes infectados pelo HIV Causa comum de uveíte podendo levar à perda da visão
  4. 4. Toxoplasmose e gravidez Parasita intracelular obrigatório, eurixeno Classificação : esporozoário pertencente ao filo Apicomplexa – classe Sporozoa Hospedeiros : é uma zoonose de felinos porém infecta inúmeros vertebrados inclusive o Homem Formas ciclo evolutivo Taquizoíto (a forma invasiva encontrada na infecção aguda) Oocisto (contém os esporozoítos; encontrados no solo e fezes exclusivamente na família dos felinos) Cisto (contém os bradizoítos; encontrados nos tecidos)
  5. 5. Toxoplasmose e gravidez
  6. 6. Toxoplasmose e gravidez Transmissão vertical: Taquizoítas atravessam a barreira placentária Primoinfecção ou reativação de infecção latente em imunodeprimidas. Fatores determinantes na transmissão: Parasitemia materna IG Competência do sistema imunológico. Incidência da infecção neonatal - Primeiro trimestre: 10% a 15% - Segundo trimestre: 30% - Terceiro trimestre 60% Intervalo de segurança entre a primo infecção e a gestação é de 6 meses.
  7. 7. Toxoplasmose e gravidez
  8. 8. Toxoplasmose e gravidez Diagnostico da infecção materna Testes sorológicos: ELISA, IFI, Hemaglutinação passiva e teste de sabin-Feldmam. Imunoglobulinas: IgM : se eleva em alguns dias e permanece positiva por 6m a 2a. Pouco útil para determinar o momento da infecção. IgG : positiva em 2 sem, mantém-se elevada por 1- 2 a e decresce. Permanece positiva por toda a vida IgA : permanece positiva por 4- 5 m IgE : menos usada e pouco útil.
  9. 9. Toxoplasmose e gravidez Diagnostico de infecção materna Interpretação clinica das sorologias para IgM e IgG IgG IgM Interpretação Negativa Negativa Susceptibilidade Positiva Negativa Imunidade Negativa ou positiva Positiva Possibilidade de doença ativa
  10. 10. Toxoplasmose e gravidez Diagnostico da infecção materna IgM positiva - como fechar o diagnóstico? Soroconversão Sorologia anterior conhecida = suscetibilidade Ao longo da gestação a IgM positiva Diagnostico indiscutível de toxoplasmose na gestação Teste ELISA-IgG para avidez Avalia afinidade da ligação do Ag à IgG Avidez <30%= IgG de baixa afinidade – infecção recente< 16 sem Avidez >60% = IgG de alta afinidade – infecção antiga > 16 sem Avidez entre 30 – 60% = inconclusivo
  11. 11. Toxoplasmose e gravidez Investigação do comprometimento fetal USG morfológica do 1 e 3 trim Microcefalia ou hidrocefalia, Hidropsia Hepatoesplenomegalia Placentomegalia Oligo ou polidrâmnio Ecocardiograma fetal após 20 sem Anomalias cardíacas
  12. 12. Toxoplasmose e gravidez Diagnostico da infecção fetal Amniocentese Após 18 sem( < sensibilidade abaixo de 18 sem) PCR no LA - DNA de toxoplasma gondii Cordocentese Pesquisa de IgM pata toxo no sangue fetal Estudo multicêntrico europeu(foulon et al, 1999) Amniocentese: com alta especificidade e alta sensibilidade Cordocentese: papel limitado(>risco à gestação)
  13. 13. Toxoplasmose e gravidez Diagnostico da infecção no período neonatal Quadro clinico variado e inespecífico: Microcefalia, hidrocefalia,convulsão Coriorretinite, catarata, glaucoma, microftalmia Hepatomegalia, esplenomegalia Anemia, púrpura, hidropsia USG e TC de crânio Calcificações intra-cranianas Laboratorial(sangue periférico do RN) IgG: AC maternos passam da mãe para o feto IgM, IgA ou PCR: especificidade e sensibilidade - confirma o diagnostico
  14. 14. Toxoplasmose e gravidez Toxoplasmose Congênita Infecção materna no primeiro trimestre : A infecção fetal Aborto Natimorto Prematuridade Encefalite Pneumonite Convulsões Miocardite Hidrocefalia, calcificações cerebrais, coriorretinite, retardo mental (tétrade de Sabin) Infecção materna no segundo e terceiro trimestres Pode ser assintomática para o feto com manifestação tardia da doença, geralmente causa micropoliadenopatia, hepatoesplenomegalia, lesões oculares (cegueira)
  15. 15. Toxoplasmose e gravidez 85% dos recém-nascidos aparentemente normais ao nascimento. 10% a 30% irão desenvolver perda de audição 20% a 75% apresentarão retardo no desenvolvimento Criança sintomática ao nascimento: SNC * Hidrocefalia, microcefalia, convulsões, opistótono, paralisia de extremidades, dificuldade de sucção, letargia, distúrbios respiratórios e calcificações cerebrais. * Gravidade maior se a criança nasceu prematura Manifestações sistêmicas hepatoesplenomegalia, icterícia, linfadenomegalia, febre, hipotermia, anemia, petéquias, equimoses, alterações liquóricas, eosinofilia e trombocitopenia. Manifestações oculares * Retinocoroidite * Microftalmia, estrabismo, nistagmo, catarata, atrofia óptica...
  16. 16. Toxoplasmose e gravidez
  17. 17. Toxoplasmose e gravidez
  18. 18. Toxoplasmose e gravidez
  19. 19. Toxoplasmose e gravidez
  20. 20. Toxoplasmose e gravidez
  21. 21. Toxoplasmose e gravidez Transmissão Transplacentária Aproximadamente 40% dessas mulheres, se não tratadas, transmitirão a infecção No Brasil, entre 25 e 40% das gestantes são soronegativas para a toxoplasmose. O risco de infecção aguda durante a gestação é de aproximadamente 1% e a transmissão fetal ocorre em 30% dos casos, levando a infecção fetal de gravidade variável.
  22. 22. Toxoplasmose e gravidez Tratamento Tratamento da gestante com toxoplasmose aguda sem infecção fetal Espiramicina 500mg ou 1.5 milhões de UI 2 comp. 8/8 h por toda a gestação Tratamento da gestante com toxoplasmose aguda com infecção fetal Pirimetamina 50mg de 12/12 h + Sulfadiazina 500mg 6/6 h + Ácido folÍnico 10mg 1Xdia.(esquema tóxico) Deve ser alternado com Espiramicina a cada 3 semanas Está contra-indicado o uso de Pirimetamina no 1º trimestre de gravidez, pois é teratogênica, e de Sulfadiazina, no 3º trimestre, pelo risco de desenvolver kernicterus. Clinda, azitro e a claritro podem substituir a sulfa
  23. 23. Toxoplasmose e gravidez Tratamento Indicado apenas nas seguintes situações : Infecção aguda na gravidez (conversão sorológica) Uveítes Doença congênita Doença no imunodeprimido Drogas utilizadas : Na gravidez – Espiramicina, clindamicina; Nos demais casos – sulfa e Pirimetamina por 2 a 4 meses – inibem a dihidrofolato-redutase impedindo a síntese de folato e do DNA parasitário
  24. 24. Toxoplasmose e gravidez
  25. 25. Toxoplasmose e gravidez Profilaxia da toxoplasmose Evitar o consumo de carnes cruas ou mal cozidas Evitar manipular terra ou fazer serviços de jardinagem Evitar comer alimentos crus ou mal lavados Evitar o contato com gatos filhotes de procedência ignorada Gestantes devem realizar o teste sorológico para toxoplasmose, com dosagem de IgM e IgG mensalmente(Zugaib) Prevenção secundária: evitar a infecção fetal – Espiramicina Prevenção terciária: diminuir seqüelas em fetos infectados- Pirimetamina/ Sulfadiazina Prevenção primária Prevenção secundária
  26. 26. Toxoplasmose e gravidez <ul><li>BIBLIOGRAFIA </li></ul><ul><li>Melo,LC. toxoplasmose congênita. Assistência ao Recém-Nascido de Risco, editado por Paulo R. Margotto, 2a Edição, 2004 </li></ul><ul><li>2. Couto JCF, Leite JM: Ultrasonographic markers for fetal congenital toxoplasmosis; Rev. Bras. Ginecol. Obstet. vol.26 no.5 Rio de Janeiro June 2004 </li></ul><ul><li>3. Berrebi A, Bessières MH, Cohen-Khalas Y, et al. Diagnostic anténatal de la toxoplasmose. A propos de 176 cas. J Gynecol Obstet Biol Reprod (Paris) 1993; 22:261-8 </li></ul><ul><li>4. Hohlfield P, MacAleese J, Capella-Pavlovski M, et al. Fetal toxoplasmosis: ultrasonographic signs. Ultrasound Obstet Gynecol 1991; 1:241-4 </li></ul><ul><li>5. Spalding SM. Acompanhamento de gestantes com risco de transmissão de infecção congênita por Toxoplasma gondii Nicolle & Manceaux, 1909 na região do alto Uruguai, RS, Brasil: diagnósticos e aspectos epidemiológicos [dissertação]. Rio de Janeiro: Fundação Oswaldo Cruz; 2000 </li></ul>
  27. 27. Toxoplasmose e gravidez 6. Vaz AJ, Guerra EM, Ferratto LCC, Toledo LAS, Azevedo Neto RS. Sorologia positiva para sífilis, toxoplasmose e doença de Chagas em gestantes de primeira consulta em centros de saúde da área metropolitana, Brasil. Rev Saúde Pública 1990; 24:373-9 7. Beazley DM, Egerman RS. Toxoplasmosis. Semin Perinatol 1998; 22: 332-8 8. Guerina NG, Hsu Ho-Wen, Meissner C et al. Neonatal serologic screening and early treatment for congenita Toxoplasma gondii infection. N Engl J Med 1994; 330: 1858-63 9. Toxoplasmosis awareness, causes and prevention, Disponivel em: << http://nileherb.blogspot.com/2008/11/toxoplasmosis-awareness-causes-and.html >> 10. Toxoplasmosis- na Infection Resulting From Microscopic Parasite, Disponivel em: < < www.thepregnancyzone.com >> 11. Medicina Fetal - Marcelo Zugaib - 2ª edição
  28. 28. Toxoplasmose e gravidez 12. Cecil, tratado de medicina interna, editores Lee Goldman, Dennis Ausiello, 22 ed., Elsevier, 2005 13. Rotinas de diagnóstico e tratamento das doenças infecciosas e parasitárias, editores Walter Tavares, Luiz Alberto Carneiro Marinho, 2 ed., 2007

×