Oficinas plurais 2011 janelas plurais

263 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
263
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
11
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Oficinas plurais 2011 janelas plurais

  1. 1. Oficinas Plurais 2011A teimosa distância, diariamente celebrada, para com determinadas áreas – na maioria dos casosencobertas de mitos – pode levar-nos a um ponto irreversível. O teatro precisar de um dia mundial ésinónimo de necessidade de lembrança, é uma afiada faca que rasga a alheada memória, é um gestocatártico que nos limpa para de novo mergulharmos no esquecimento do que verdadeiramente nosconstrói. Na tentativa de avivar idos palcos, de inscrever novos sentidos, de pela primeira vez riscar emguardadas folhas o que é o teatro, surgem as Oficinas Plurais. Estes lugares pretendem abrirperspectivas, problematizar e colocar os participantes diante as distintas vertentes do campo espectacular,bem como dotá-los de ferramentas e conhecimentos teórico práticos. Nestes espaços de formaçãoconvergirão diversificados territórios artísticos, e serão títulos destes palcos de conhecimento possível atransversalidade, a interdisciplinaridade, e o poetizar-se – enquanto agente social / cultural / político. Nofundo, pretendemos transformar o espectador num ser crítico de arte, num verdadeiro ser pensante,reflexivo – sempre no encontro de si e do silêncio. Oficina Duração Datas Horários Local Formador Qui 10 FEV 18h30 – 21h00História do Teatro | 8 horas Auditório da Biblioteca Sex 11 FEV 18h30 – 21h00 José Rui RochaLiteratura Dramática (3 sessões) Municipal Sáb 12 FEV 10h00 – 13h00 Qua 16 FEV 18h00 – 22h00 15 horas Qui 17 FEV 18h00 – 22h00Interpretação (4 sessões) Qua 23 FEV 18h00 – 22h00 Estúdio Fénix(1) Jaime C. Soares Qui 24 FEV 18h00 – 21h00 6 horas Qui 10 MARMovimento (2 sessões) Sex 11 MAR 18h30 – 21h30 Estúdio Fénix(1) Vera Santos Qui 17 MAR 18h30 – 21h00Produção | Espaços | 8 horas Auditório da Biblioteca Sex 18 MAR 18h30 – 21h00 José Rui RochaProjecções (3 sessões) Municipal Sáb 19 MAR 10h00 – 13h00 6 horas Sex 25 MAR 18h30 – 21h30 Auditório da BibliotecaTécnica Vocal e Dicção (2 sessões) Sáb 26 MAR 10h00 – 13h00 Municipal Margarida Costa(1) A confirmar.INSCRIÇÕES Data limite deOficina Sócio Não sócio inscrição(2)História do Teatro | Literatura Dramática 19 € 24 € 7 FEVInterpretação 36 € 45€ 13 FEVMovimento 14 € 18 € 7 MARProdução | Espaços | Projecções 19 € 24 € 14 MARTécnica Vocal e Dicção 14 € 18 € 22 MAR Total 103 € 129 €(2) Caso queira inscrever-se em todas as Oficinas a data limite para inscrição é dia 7 FEV. Apoio:
  2. 2. Oficinas Plurais 2011DESCONTOS:Inscrição nas 5 Oficinas: 10% sobre o valor total (Sócios e Não Sócios).PÚBLICO-ALVO:A partir dos 15 anos.OBSERVAÇÕES:N.º de inscrições limitadas a um mínimo de 10 elementos e um máximo de 15: Interpretação Movimento Técnica Vocal e DicçãoN.º de inscrições limitadas a um mínimo de 10 elementos e um máximo de 25: História do Teatro | Literatura Dramática Produção | Espaços | Projecções Apoio:
  3. 3. Oficinas Plurais 2011FORMADORESJOSÉ RUI ROCHANatural do concelho de Vila Nova de Gaia, desenvolveu desde cedo estudos musicais na Academia de Música deSão Félix da Marinha cumprindo o curso complementar e estudos em piano e técnica vocal e repertório – canto,licenciando-se em 2003 em Educação Musical. É especializado em Literatura Dramática pela Faculdade de Letrasda Universidade do Porto. Teve como principais áreas de actividade profissional o ensino da música, teatro,dinâmica de leitura, interpretação, escrita e oralidade e alfabetização. É fundador e presidente da direcção doJanelas Plurais - Núcleo de Arte Dramática – Fafe. Como dramaturgo, viu editados alguns dos seus trabalhos, casodos textos: “Nuktos / N’Oudeis / Degrau sem superfície com saída ao abismo” [+] prefaciados pelo encenador,professor e dramaturgo Roberto Merino. É responsável por diversas produções teatrais como “Do meu maior ódionasceu o meu maior amor” – 1999; “António e suspiros de Morte” – 2001; “Náiade” – 2003; “Degrau sem superfíciecom saída ao abismo” – 2005; “Anfitrião Moldado ou a Ilusão Sagrada” – 2008. Frequentou Cursos de composiçãocom Cândido Lima; estudou as referências musicais nos romances de Eça de Queiroz, com Viktor v. d. Bent;aprofundou pedagogias musicais com o maestro e pedagogo, professor Pierre van Hauwe; frequentou ConferênciasInternacionais de Epistemologia e Filosofia com Edgar Morin, bem como diversos colóquios internacionais em tornodo teatro, musica e literatura, onde participou igualmente como orador – destacam-se as comunicações: “Darepresentação: Metamorfose e Filosofia no gesto Mimético em Palco e fora dele”; “Entre o som e a palavra: amúsica de António Teixeira e a influência italiana nas Variedades do Judeu”. Foi responsável pela direcção deactores e co-autor do argumento cinematográfico da curta-metragem “Mixar Caminhos” exibida no festival IndieLisboa 2009. É um frequentador assíduo da leitura e escrita. Actualmente desenvolve a sua actividade enquantocriador na Kairos – Produções Culturais. Apoio:
  4. 4. Oficinas Plurais 2011JAIME C. SOARESActor, Encenador e Professor de Teatro. Iniciou a sua formação Teatral no Balleteatro Contemporâneo do Porto.Além da sua formação em Teatro, tem também formação ao nível da Dança Contemporânea, destacando o Cursode Criação e Composição Coreográfica do Fórum Dança. Já trabalhou como intérprete para o Teatro de Marionetasdo Porto, Balleteatro, La Fura Dels Baús, Seiva Trupe, entre outros. Dá aulas regulares de Teatro e diversosworkshops. Em 2008 cria a NAPALM (Companhia de Teatro Dança em Conjunto ou Alternadamente). Do seutrabalho como encenador destaca os espectáculos, “Kuspo”, “Alucinação Numa Gota de Água” e “Uma PedraContra a Cabeça”. Apoio:
  5. 5. Oficinas Plurais 2011VERA SANTOSNasceu no Porto em 1973 e nessa cidade fez a sua formação académica na área das Artes Plásticas, fez o CursoProfissional de Dança no Balleteatro, o Curso Superior de Teatro na ESMAE. Licenciada em História de Arte naFaculdade de Letras do Porto, frequenta actualmente o Mestrado em estudos Artísticos da Escola Superior de BelasArtes da mesma Universidade. Depois de Curso de Pesquisa e Criação Coreográfica do Forum Dança, fez oscursos de Coreografia e de Artes da Performance da Gulbenkian (Lisboa). Contactou com diversos criadores dadança contemporânea como Vera Mantero, Lisa Nelson, Matide Monier, Mark Tompkins, Julian Hamilton e BrunoDizien, entre outros, com quem fez formação. Bailarina/intérprete desde 1990, em 2000 fez a sua primeira criação etem vindo a desenvolver o seu trabalho nestas áreas em Portugal e no estrangeiro. Paralelamente, mantém umaactividade pedagógica dando aulas de dança contemporânea (para pessoas com e sem experiência), movimentopara actores, interpretação e composição. Apoio:
  6. 6. Oficinas Plurais 2011MARGARIDA COSTANasce a 5 de Fevereiro de 1989 no Porto, e inicia os seus estudos musicais aos 5 anos de idade, na Academia deMúsica de Costa Cabral, na classe de piano, escola onde permaneceria até concluir o curso complementar.Enquanto pianista é orientada por vários professores, como Cristóvão Luiz, Sónia Amaral, Marina Pacheco, JoséFerreira, Francisco Ferreira e Pedro Santos. É nesta mesma escola que começa a estudar Canto aos 15 anos deidade, com a professora Patrícia Silva, onde finaliza o curso com média de 18 valores. Em 2007, ingressa na EscolaSuperior de Música e Artes do Espectáculo do Porto no curso de Canto, com 18 valores nas provas de acesso, ondeé orientada por José Oliveira Lopes e Margarida Reis. Durante o seu percurso musical tem trabalhado com diversosprofessores, nomeadamente: António Salgado, Sofia Serra, Rui Taveira, António Saiote, António Durães, JaimeMota, Fausto Neves, Bárbara Francke, Sofia Lourenço, entre outros. Frequentou masterclasses de Ana PaulaRusso, Patricia MacMahon, Ettore Nova e Ambra Vespasiani . No campo da Ópera, desempenhou o papel de Mãena ópera Hänsel und Gretel (Casinha de Chocolate), de Humperdink. Foi solista na Missa In Tempore Belli, de J.Haydn. Tem integrado alguns coros, designadamente o Coro de Câmara da Academia de Música de Costa Cabral,o "Ensemble Vocal Pro Musica" sob a direcção de José Manuel Pinheiro, o Coro de Câmara da Escola Superior deMúsica e Artes do Espectáculo e o grupo vocal "Aquijazz", sob a direcção de Bárbara Francke. Actualmente élicenciada em Canto pela ESMAE. Frequenta o Mestrado em Ensino da Música (Canto) na Universidade CatólicaPortuguesa do Porto. É também membro do Coro Sinfónico residente da Casa da Música no Porto. Apoio:

×