Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Integração caderno 5 pacto e o rem

425 views

Published on

Caderno 5

Published in: Education
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Integração caderno 5 pacto e o rem

  1. 1. Gestão Democrática (caderno 5 – Pacto) e o Reinventando o Ensino Médio CONSTATAR PARA MUDAR “Constato para mudar e não para me acomodar. Seria uma desolação para mim se, enquanto ser humano, tivesse de reconhecer a minha absoluta incapacidade de intervir eficazmente na realidade, se tivesse de reconhecer que minha aptidão para verificar não se alonga na de mudar o contexto em que verifiquei, provocando futuras verificações diferentes.” Paulo Freire, 1977 A educação é considerada um dos espaços centrais da esfera pública. Segundo a LDB são princípios fundamentais da educação: igualdade, liberdade, pluralismo, gratuidade, valorização dos profissionais da educação e gestão democrática. Diversos autores definem sendo como gestão democrática a forma de gerir a escola de maneira que possibilite a participação, a transparência e a democracia. A necessidade de promover a articulação entre a escola e a comunidade a que serve é fundamental. Promover a gestão democrática na escola demanda envolvimento, tempo, reflexão e execução dos pais, alunos, professores e demais funcionários da escola. O entendimento que a escola não é um órgão isolado do contexto global de que faz parte deve estar presente no processo de organização, de modo que as ações a serem desenvolvidas estejam voltadas para as necessidades comunitárias. (Caderno de orientações do REM. Entende-se assim que o diálogo é um dos recursos, se não for o principal para uma gestão de sucesso. Toda a comunidade escolar tem o direito constitucional de solicitar esclarecimentos sobre decisões, de participar de discussões e decisões da vida cotidiana da escola. Nestes momentos se deve também exercitar os princípios da participação, da gestão colegiada e da autonomia, em beneficio de uma escola viva e capaz de
  2. 2. promover o crescimento pessoal e social dos estudantes jovens e adultos de nossas escolas de ensino médio. (Caderno do PACTO 5) É ideal que a gestão democrática seja realizada em todas as escolas. Um dos momentos da prática da gestão democrática nas escolas de ensino médio é quando a escola convida a sua comunidade a juntas decidirem as áreas de empregabilidade que melhor atendam as peculariedades da comunidade. O Reinventando orienta as escolas de ensino médio da rede estadual de ensino que convoquem uma assembléia escolar, com a participação de pais, alunos, professores e funcionários, para se inteirarem do projeto, discutirem, terem esclarecimentos, e finalmente façam a escolha das três áreas de empregabilidade que serão ofertadas pela escola. A gestão democrática se torna possível quando a escola se dispõe de autonomia para praticá-la. A autonomia é entendida como capacidade de alguém ou de uma instituição de decidir por si mesmas os rumos a seguir, segundos princípios. (Caderno 5, pag. 30) Não esquecemos que o espaço principal onde a gestão democrática deve ocorrer é dentro da sala de aula: com a integração de alunos e professores para definirem o melhor processo de ensino aprendizagem. É dada autonomia ao aluno quando ele escolhe qual o percurso curricular irá cursar no ensino médio, ou seja, quando escolhe a sua área de empregabilidade, por meio do seminário de percurso curricular. A escola viabiliza nestes momentos trajetórias diferenciadas, permitindo aos estudantes o exercício da escolha. Assim, o Reinventando o ensino médio alcança um dos seus objetivos: proporcionar ao jovem o acesso a temáticas e abordagens que despertem seu interesse, fazendo com que a escola venha a ser vivida como uma experiência significativa na formação da autonomia pessoal e na inserção social. Essa nova proposta do ensino médio e os rumos da escola deverão estar presentes no Projeto Político Pedagógico - PPP. O Projeto Político Pedagógico indica a direção, resulta das relações de força da escola e define a formação
  3. 3. integral dos estudantes. Devendo toda a comunidade escolar participar da sua elaboração, reelaboração e avaliação. É importante que no Projeto Político Pedagógico estejam previstas todas as ações do Reinventando o Ensino Médio, as áreas de empregabilidade, a metodologia de ensino e a avaliação, entre outros É necessário que seja convocado uma assembléia escolar para rediscutir e reformular o PPP e o Regimento Escolar, dentro da autonomia que assegura cada escola, e, respeitando as normas comuns à educação básica nacional e as normas do sistema estadual de ensino em vigor. E assim o Reinventando vai atingindo seu objetivo com o apoio da gestão democrática da escola: Tornar o ensino médio significativo para os estudantes! “Também é por isso que o tempo verbal do nome do projeto é o Gerúndio. É Reinventando porque esperamos estar em permanente processo de construção; é Reinventando porque esperamos contar com a participação e colaboração de todos os profissionais da educação, com a sua e de seus colegas de escola; é Reinventando porque temos a consciência da necessidade de esta iniciativa se reinventar a cada escola, a cada sala de aula; é Reinventando porque precisamos da análise, da avaliação e da adesão de nossos alunos”. (Caderno de Atividades – Reinventando o Ensino Médio).

×