Successfully reported this slideshow.

Erros no Metabolismo de Lipídios e Síntese de Ácido Bliiar

12,399 views

Published on

apresentação resumida abordando o tema erros inatos de metabolismo inrtermediário ,com abordagem especifíca a respeito de metabolismo de lipídios e síntese de ácido biliar.

Published in: Health & Medicine
  • Be the first to comment

Erros no Metabolismo de Lipídios e Síntese de Ácido Bliiar

  1. 1. Genética Humana Tiba,A.K Neto,O.A. Pereira,T.D.
  2. 2. Introdução Os lipídios estão envolvidos no transporte e armazenamento de combustíveis de reserva de energia e dão origem a moléculas mensageiras. O metabolismo dos lipídios ocorre no fígado (nos hepatócitos) e no intestino delgado , colesterol, onde estes são metabolizado em ácidos graxos e glicerol sobre ação da bile pancreática, sintetizada a partir do colesterol.
  3. 3.  O colesterol e os triglicerídeos são os principais lipídios plasmáticos. Devido ao fato de lipídios serem insolúveis em agua, eles necessitam se associarem a proteinas especificas para serem transportados na circulação sanguínea, as Lipoproteínas. Lipoproteinas→classificada de acordo com suas densidade,caracteirstica dependente quantidade de apoproteínas(quando mais, menor a densidade) e de triglicerídeos(menor densidade)
  4. 4.  Possuem duas via metabólicas: Via exógena→os enterocitos absorvem os lipídios da dieta na forma de colesterol livre, ácidos graxos e monoacilglicerol. Apos serem reesterificados, os ésteres de colesterol e TG são incorporados ao centro de partículas de quilomícrons Via endógena→envolve o transporte dos lipídios para a periferia e de volta para o fígado. O tecido hepático sintetiza e segrega a lipoproteína de muito baixa densidade que transporte TG para os tecidos periféricos.
  5. 5. Doenças do Metabolismo de Lipídeos e Ácido Biliar Dislipidemias►Doenças do metabolismo exógeno daslipoproteínas►Doenças do metabolismo endógeno daslipoproteínas Defeitos da síntese do colesterol Defeitos da síntese de acido biliar
  6. 6. Dislipidemias são alterações do metabolismo das gorduras, repercutindo sobre os níveis das lipoproteínas e as concentrações de seus diferentes componentes presentes na circulação sanguínea são fatores determinantes para desenvolvimento de doenças cardiovasculares na idade adulta podem ser classificadas em primárias e secundárias. As primárias ou sem causa aparente muitas vezes têm origem hereditária. As secundárias são causadas por outras doenças, uso de medicamentos ou estilos de vida
  7. 7.  Dislipidemias primarias podem estar relacionadas a três fatores:→relacionadas ao LDL-c→relacionadas ao HDL-c→relacionadas aos triglicerídeos(TG) Dislipidemias secundarias se podem se relacionar a três fatores: →à hábitos de vida inadequados→dieta, tabagismo, etilismo e sedentarismo(essas são as mais frequentes e de mais fácil prevenção e tratamento)
  8. 8. →à doenças na infância→obesidade,hipotireoidismo, hipopituitarismo,diabetesmellitus, síndrome necrótica, insuficiênciarenal,crônica,transplantes de órgãos sólidos,síndrome dos ovários,policísticos e deficiênciade hormônio do crescimento (GH),como seqüelade câncer na infância;→à uso de medicamentos→drogas comocorticosteróides, isotretinoína (utilizada para aacne grave), inibidores de protease, anti-hipertensivo e ácido valpróico;
  9. 9. Dislipidemias primarias Relacionadas a LDL-c► Hipercolesterolemia familiar► Hiperlipidemia familiar combinada► Apo-B100 defeituosa► Hipercolesterolemia autossômica recessiva► Sitosterolemia► Xantomatose cerebrotendinosa
  10. 10. Dislipidemias primarias Relacionadas ao HDL-c Hipoalfalipoproteinemia familiar Deficiência familiar de apo-AI Deficiência de LCAT Doença de olho de peixe Doença de Tangier Hepoalfalipoproteinamia(deficiência de CTEP)
  11. 11. Dislipidemias primarias Relacionadas os triglicerídeos Hipertrigliceridemia familiar Hiperquilomicromia familiar Disbetalipoproteinemia Deficiência de lipase hepática
  12. 12.  Deficiência da Lípase hepática → A lipase hepática(LIPC) é uma glicoproteínasintetizada e segregada pelo figado,ela catalisa ahidrolise de triagliceróis e fosfolipídios emdiferentes lipoproteínas,contribuindo para oremodelamento do VLDL. Disbetalipoproteinemia →Predominante no sexo masculino,decorre demutação no gene que codifica a estrutura daapo-E.
  13. 13.  Hipertrigliciridemia familiar→decorrente de uma produção exagerada deVLDL→autossomica recessiva Hipobetalipoproteinemia→ Transtorno autossômico dominante dometabolismo lipídico,causado por mutações dasapolipoproteínas b e beta-lipoproteínas(lipoproteínas de baixa densidade- LDL),caracterizada por apresentar LDL anormalmentebaixa, níveis normal de triglicerídeos e malabsorção da gordura alimentar
  14. 14.  Abetalipoproteinemia→autossómica recessiva, provocada por mutaçõesnuma subunidade da proteína de transferência detrigliceridos microssomal (MTP). As característicasclínicas são um síndrome de má-absorção,degenerescência pigmentar da retina e neuropatiaatáxica progressiva. Os eritrócitos apresentam umaalteração da forma que é característica e que sedesigna acantocitose. Os sintomas neurológicos têmuma relação directa com a deficiência de vitamina E(lipossolúvel). O nível de colesterol total é baixo e ostrigliceéridos são praticamente indetectáveis. O perfildas lipoproteínas mostra ausência de lipoproteínasde baixa e muito baixa densidade.
  15. 15. Defeitos da síntese do colesterol O colesterol está presenta na costituição e manutenção das menbranas celulares,regulando a fluidez em diversas temperaturas,sendo importante tambem na sintese de hormonios esteroídes e acido biliar e no metabolismo de substancias lipossoluvies Erro na sintese de colesterol ocasionar o aumento de sua concentração. A sintese de colesterol ocorre em tres etapas: 1. A condensação de três moléculas de Acetil-CoAproduz HMG-CoA, que é reduzida a mevalonato 2. Mevalonato é convertido na unidade isoprenóide, oisopentenil-pirofosfato, através de fosforilação à custa deATP e descarboxilação
  16. 16. 3. Seis unidades isoprenóides formam o esqualeno, umcomposto linear de 30 carbonos, à custa de redução porNADPH e produção de PPi. 4. A conversão de esqualeno em colesterol envolve aciclização de esqualeno, através de vários passos queincluem a perda de 3 grupos metil e consumo de NADPH eO2.
  17. 17. Erro na sintese decolesterol Síndrome de Smith-Lemly-Optiz→autossômica recessiva, com múltiplas malformaçõescongênitas de grande variabilidade clínica e retardomental,com maior incidencia em individuos do sexomasculino(esse fato pode estar relacionado com o problemado diagnóstico correto do sexo criado pela anomalia dasgenitálias). A anormalidade primária é a deficiência ouausência da dehidrocolesterol-delta-7-redutase, enzima quecataliza a etapa final da síntese do colesterol.A descoberta do defeito bioquímico que causa asíndrome de Smith-Lemli-Opitz resultou nodesenvolvimento de testes diagnósticos e umtratamento potencialmente benéfico, através dasuplementação dietética de colesterol.
  18. 18. Desmosterolose→doença autossômica recessiva rara, caracterizadapor anomalias congênitas múltiplas e níveis elevadosde desmosterol precursor colesterol no plasma,tecidos e células em cultura Acidúria Mevalônica→causasda por deficiência de mevalonato cinase(MK) na biossíntese do colesterol, provocado poruma atividade reduzida da MK,é caracterizada pordismorfias, atraso psico-motor, ataxia cerebelosaprogressiva e crises febris recorrentesNão hánenhum tratamento eficaz estabelecido,o usocorticosteróides podem reduzir a gravidade dascrises quando administrados durante um ataque.
  19. 19. Defeitos da síntese de acidobiliar passos envolvidos na sintese de acidos A varios biliares com enzimas especificas em cada estagio. Autossomica recessiva Esses erros podem se apresentar de dois formas diferentes .A primeira acontece quando o fígado é incapaz de fazer "normalmente" ácidos biliares e a segunda maneira é o fígado fica ferido pelas substâncias químicas que formam a partir de ácidos biliares anormais Os sintomas incluem icterícia , problemas de crescimento, fígado e baço alargamento, outros sintomas de raquitismo e sangramento anormal
  20. 20. Defeitos da síntese de acidobiliar Xantomatose cerebrotendinosa →doença autossomica recessiva hereditária rara de armazenamento de lipídios, caracterizada clinicamente por progressiva disfunção neurológica (início ataxia cerebelar após a puberdade, o envolvimento da medula espinhal sistêmica e uma fase pseudobulbar, levando à morte), aterosclerose precoce e catarata. Grandes depósitos de colesterol e colestanol são encontrados em praticamente todos os tecidos, particularmente os tendões de Aquiles, cérebro e pulmões
  21. 21. Fontes: http://scielo.iec.pa.gov.br/ http://estudandoraras.blogspot.com.br http://www.neuropediatria.org.br http://www.orpha.net http://www.ufsm.br/ http://www.unirio.br http://dc120.4shared.com http://www.dle.com.br/ http://www.omim.org/ http://www.bengalalegal.com/ http://painelcolesterol.blogspot.com.br/

×