Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
Locação de Obras
Academicos:
• Nelson Mendes;
• Otavio Bitencourt;
• Patrick da Silva;
• Nathalia de Pieri;
Visão geral
• Realizar um gabarito que oriente a equipe de
construção nas projeções e marcações da
futura obra a ser const...
- Locação por cavaletes
- Locação por tábua corrida
- Tipos de nivelamento
- Procedimentos que antecedem a locação da obra...
Locação por cavaletes
• obras de menor porte
• Utiliza menos material
Locação por tábua corrida
• contorna toda a futura edificação com um cavalete contínuo
• terreno inclinado a locação pode ...
Tipos de nivelamento
• Nível eletrônico a laser;
• Nível de mangueira
• Outro método de transferir o nível é esticando uma...
Procedimentos que antecedem a
locação da obra
• O terreno deve estar limpo (capinado)
e, preferencialmente na cota de
arra...
Equipamentos e ferramentas
necessários para se realizar a locação
de uma obra• GPS,
• Teodolito
• Nivel de mangueira
• tre...
Sequencia genérica para a locação de
obra
• Conferir a referência e limitar o terreno a partir do alinhamento, marcando os...
Termos utilizados na locação de obras
• Cota de arrasamento ou de respaldo – é a cota da face superior das
estacas ou sapa...
fim
Locação de obras
Locação de obras
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Locação de obras

1,296 views

Published on

execução de uma locação

Published in: Engineering
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Locação de obras

  1. 1. Locação de Obras Academicos: • Nelson Mendes; • Otavio Bitencourt; • Patrick da Silva; • Nathalia de Pieri;
  2. 2. Visão geral • Realizar um gabarito que oriente a equipe de construção nas projeções e marcações da futura obra a ser construída em relação ao projeto definido.
  3. 3. - Locação por cavaletes - Locação por tábua corrida - Tipos de nivelamento - Procedimentos que antecedem a locação da obra - Equipamentos e ferramentas necessários para se realizar a locação de uma obra - Sequencia genérica para a locação de obra - Termos utilizados na locação de obras
  4. 4. Locação por cavaletes • obras de menor porte • Utiliza menos material
  5. 5. Locação por tábua corrida • contorna toda a futura edificação com um cavalete contínuo • terreno inclinado a locação pode ser feita com gabaritos em degraus (patamares), sempre em nível e esquadro • Menor chance de perda do nível e alinhamento. • Maior consumo de materiais .
  6. 6. Tipos de nivelamento • Nível eletrônico a laser; • Nível de mangueira • Outro método de transferir o nível é esticando uma linha entre os pontaletes e pregando uma tábua nivelada com nível de bolha,
  7. 7. Procedimentos que antecedem a locação da obra • O terreno deve estar limpo (capinado) e, preferencialmente na cota de arrasamento das fundações (estacas ou sapatas); • É necessário conseguir a referência inicial que pode ser um ponto definido no terreno e um rumo ou uma parede de construção vizinha.
  8. 8. Equipamentos e ferramentas necessários para se realizar a locação de uma obra• GPS, • Teodolito • Nivel de mangueira • trena metálica de 30 metros • linhas de nylon • nível de pedreiro • prumo • marreta, • martelo, • pregos, • etc.
  9. 9. Sequencia genérica para a locação de obra • Conferir a referência e limitar o terreno a partir do alinhamento, marcando os limites do terreno; • Marcar uma das faces • Confeccionar a face escolhida com estacas ou pontaletes • Nivelar os pontaletes • A partir da primeira face, marcar e confeccionar as demais faces do gabarito, usando triângulos (gabaritos) para garantir a ortogonalidade do conjunto • Pintar o gabarito, preferencialmente, com tinta esmalte branca (pode ser látex); • Dependendo do método de locação utilizado ou da existência de projeto de locação, faz-se a marcação no topo da tábua interna colocando pregos em alturas diferentes (ou de diferentes diâmetros) para identificar eixos, faces laterais de paredes, etc; • Marcar na tábua a linha de pilares com tinta esmalte vermelha; • Marcar todos os pontos de referência na tábua sempre usando trena metálica e efetuar a conferência (mestre, engenheiro ou arquiteto) • Com duas linhas de nylon esticadas a partir das marcações do gabarito e no cruzamento das linhas transferir as coordenadas das estacas (sapata ou elemento que venha a ser executado) para o terreno, usando um fio de prumo (250g) marcar o ponto exato da estaca (centro), cravando um piquete (pintado de branco); • No caso de haver movimentação de equipamentos pesados (bate-estacas, máquinas e caminhões) proceder a cravação com um rebaixo em relação ao terreno e marcar o local do piquete com cal ou areia, remarcar sempre que ocorrer dúvida em relação a locação do piquete; • Colocar proteções e avisos da existência do gabarito
  10. 10. Termos utilizados na locação de obras • Cota de arrasamento ou de respaldo – é a cota da face superior das estacas ou sapatas. • Esquadros – são gabaritos ou triângulos, com lados de 30, 40 e 50 cm, ou 60, 80 e 100, ou ainda, 90, 120 e 150 cm. Para esquadros maiores pode-se usar trenas com lados de 3, 4 e 5 metros ou mais. • Piquetes – pequenas estacas de madeira que servem para marcar o local de execução de um elemento estrutural. • Pontos notáveis – são pontos de referência iniciais, como por exemplo: alinhamento de parede de edificação vizinha, alinhamento predial, marco topográfico, árvore, poste etc. • RN – é referência de nível, ou seja a cota 0,00. • Testemunhos – é o erro admitido nas marcações (até 3 mm no lado maior do esquadro de 5 metros). • Triangulação – verificação do esquadro com os triângulos retângulos.
  11. 11. fim

×