Palestra Higiene Oral

36,304 views

Published on

Clínica Oralmed é uma empresa especializada em Medicina do Trabalho e Odontologia do Trabalho. Composta por profissionais altamente especializados para proporcionar a você e sua empresa o melhor em saúde ocupacional. A Clínica Oralmed realiza exames ocupacionais (ASO), admissionais, demissionais, periódicos e mudança de função, espirometria e audiometria, PCMSO. A Medicina do Trabalho bem como a Odontologia do Trabalho são instrumentos aliados do empresário, que entende que a Saúde Ocupacional garante a Qualidade de Vida, proporcionando ao seu quadro de colaboradores Saúde Integral, garantindo a empresa funcionários satisfeitos que farão com que aumente a produtividade e diminua o absenteísmo, esta é a principal função que a Medicina do Trabalho e a Odontologia do Trabalho da Clínica Oralmed podem oferecer a você e seus colaboradores. A Clínica Oralmed também conta com Consultas Médicas e tratamento odontológico, atendemos a vários convênios.

Published in: Health & Medicine
  • Be the first to comment

Palestra Higiene Oral

  1. 2. Higiene Oral e Prevenção à Cárie e Doenças da Gengiva Dr. Marcos Renato dos Santos Cirurgião Dentista Especialista em Odontologia do Trabalho CRO-MT 2990
  2. 3. Estrutura Dental <ul><li>Esmalte </li></ul><ul><li>I- Coroa Dentina </li></ul><ul><li>Polpa </li></ul><ul><li>II- Raiz Cemento </li></ul>
  3. 5. Estrutura Dental <ul><li>III- Estruturas de Fixação do Dente </li></ul><ul><li>Fibras Periodontais Osso Alveolar </li></ul>
  4. 6. Estrutura Dental <ul><li>Esmalte </li></ul><ul><li>Dentina Coroa </li></ul><ul><li>Polpa </li></ul><ul><li>Cemento Raiz </li></ul>
  5. 7. Estrutura Dental <ul><li>COROA: É a porção visível do dente na boca. </li></ul><ul><li>RAIZ: É a porção responsável pela fixação do dente no osso. </li></ul>
  6. 8. Estrutura Dental <ul><li>ESMALTE: É a porção mais externa, mais dura e também a mais fina da coroa do dente. </li></ul><ul><li>DENTINA: Localizada abaixo do esmalte dentário, compreendendo a maior parte da coroa, é mais mole que o esmalte e é ela que dá cor e sensibilidade ao dente. </li></ul>
  7. 9. Estrutura Dental <ul><li>POLPA: É a parte viva e a mais interna do dente, onde encontramos os seguintes elementos: artéria, veia e nervo. Ela é responsável pela sensação dolorosa, frio, calor, sensibilidade. </li></ul>
  8. 10. Estrutura Dental <ul><li>CEMENTO: Camada fina que reveste a raiz. </li></ul><ul><li>FIBRAS PERIODONTAIS: São responsáveis pela fixação do dente ao osso, conferem mobilidade ao elemento dentário. Funcionam como amortecedores das forças de mastigação. </li></ul>
  9. 11. Função dos Dentes <ul><li>I- Mastigação </li></ul><ul><li>II- Estética </li></ul><ul><li>III- Fonação </li></ul><ul><li>IV- Crescimento Facial </li></ul>
  10. 12. Função dos Dentes <ul><li>1º: Mastigação: </li></ul><ul><li>incisivos cortam; </li></ul><ul><li>caninos rasgam; </li></ul><ul><li>pré-molares amassam; </li></ul><ul><li>molares trituram; </li></ul><ul><li>A mastigação ajuda na quebra dos alimentos </li></ul>
  11. 14. Função dos Dentes <ul><li>2º - ESTÉTICA: Confere beleza ao sorriso. </li></ul><ul><li>3º - FONAÇÃO: Auxilia na articulação das palavras </li></ul><ul><li>4º CRESCIMENTO FACIAL </li></ul>
  12. 15. Tipos de Dentição <ul><li>1ª DENTIÇÃO: Temporária, de leite ou decídua: </li></ul><ul><li>20 dentes. O primeiro nasce mais ou menos aos 6 meses de idade (incisivos inferiores), e o último mais ou menos aos 2 anos e meio de idade, sendo ele o segundo molar. </li></ul><ul><li>É constituída por incisivos, caninos e molares </li></ul>
  13. 17. Tipos de Dentição <ul><li>2ª DENTIÇÃO: Mista: </li></ul><ul><li>É composta de dentes das duas dentições, dentes de leite e dentes permanentes </li></ul>
  14. 18. Tipos de Dentição <ul><li>3ª Dentição: Permanente: </li></ul><ul><li>32 dentes. O 1º nasce mais ou menos aos 6 anos de idade, sendo ele o primeiro molar inferior, sem a criança ter perdido nenhum dente. O último a nascer é o terceiro molar (siso), por volta dos 18 anos. </li></ul><ul><li>É constituída por incisivos, caninos, pré-molares e molares </li></ul>
  15. 20. A Importância dos Dentes de Leite <ul><li>Além das funções já citadas os dentes de leite são importantes para a manutenção do espaço para a futura dentição permanente, e mantendo o espaço auxiliam no crescimento facial. </li></ul>
  16. 21. Cárie Dentária <ul><li>É uma doença infecciosa. </li></ul><ul><li>É o principal fator de perda dos dentes. </li></ul><ul><li>O dente é constituído principalmente de cálcio. </li></ul><ul><li>Após a alimentação os restos alimentares acumulam-se sobre os dentes. As bactérias presentes na boca sintetizam esses restos alimentares para sobreviverem, sobrando ácidos. </li></ul>
  17. 23. Cárie Dentária <ul><li>Os ácidos em contato com a superfície dentária promovem descalcificação (saída de cálcio) do dente. Essas sucessivas descalcificações causam primeiro uma mancha branca e opaca no esmalte e com o tempo perfura o esmalte chegando também a dentina. Se não for tratada, a cárie pode chegar a polpa causando a morte do dente ou necrose da polpa. Nesse estágio ocorre um abscesso dentário (inchaço, dor, calor, rubor e pus). </li></ul>
  18. 24. Cárie Dentária <ul><li>Bactérias </li></ul><ul><li> + </li></ul><ul><li> Alimento Placa Bacteriana </li></ul><ul><li> Ácido </li></ul><ul><li>Dente Cálcio Cárie </li></ul><ul><li>(cálcio) </li></ul>
  19. 25. * pH * <ul><li>0 < 7 > 14 </li></ul><ul><li> Ácido Neutro Básico </li></ul><ul><li>Cárie: bactérias formam ácidos </li></ul><ul><li>Baixa de PH, ou seja, fica o ambiente ácido e sai cálcio do dente para manter o equilíbrio do ambiente, ou seja, neutro. </li></ul>
  20. 26. Processo DES/RE <ul><li>Desmineralização Remineralização </li></ul><ul><li>Saída de Cálcio Entrada de Cálcio </li></ul>
  21. 27. Flúor <ul><li>Importância do Flúor no processo DES/RE: </li></ul><ul><li>O Flúor da água tratada, creme dental ou produtos para bochechos, promovem a ligação do cálcio livre obtido através da alimentação e que sai via salivar para se fixar ao dente. </li></ul><ul><li>Quando ocorre a baixa do pH, o cálcio se desliga do flúor e funciona como tampão (equilibrando o pH bucal), com isso reduz o índice de cárie. </li></ul>
  22. 29. Gengivite <ul><li>É uma inflamação da gengiva causada pelas bactérias. As toxinas bacterianas irritam a gengiva causando sangramento. </li></ul>
  23. 31. Tártaro <ul><li>É o acúmulo de cálcio sobre a superfície dos dentes. O cálcio faz uma ligação química com as bactérias aderidas ao dente, formando uma crosta dura, esta por sua vez, irrita a gengiva podendo causar sangramento. </li></ul>
  24. 33. Periodontite ou Doença Periodontal <ul><li>É o agravamento da gengivite, geralmente aumentada pelo tártaro, ocorre a destruição das Fibras Periodontais que sustentam o dente, perda óssea, consequentemente mobilidade e posterior perda do elemento dentário. </li></ul>
  25. 35. Prevenção <ul><li>Dente Cárie </li></ul><ul><li> + + </li></ul><ul><li> Bactéria Gengivite </li></ul><ul><li> + + </li></ul><ul><li>Restos Periodontite </li></ul><ul><li>Alimentares </li></ul><ul><li>REMOÇÃO MECÂNICA: Escova e fio dental: </li></ul><ul><li>Diminui a população de bactérias </li></ul><ul><li>PRODUTOS QUÍMICOS: Clorohexidine </li></ul>
  26. 36. Sedação Consciente – Analgesia com Óxido Nitroso
  27. 44. Cariados X Restaurados Dr. Marcos Renato dos Santos Cirurgião Dentista CRO-MT 2990 Imagens Câmera Digital Intra-Oral

×