Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Utopia e barbarie slide

117 views

Published on

Trabalho de Português da Nova Faculdade
Professor Vilmar Vilaça

Published in: Law
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Utopia e barbarie slide

  1. 1. Nova Faculdade Curso Direito Disciplina Português Componentes: Beatriz Lacerda Isabela Anjos Mateus Do Prado Kenia Mendes de Carvalho Onelton Cláudio Xavier Orientador : Profº Vilmar Vilaça
  2. 2. Resumo sobre o documentário : Utopia e Barbárie Sílvio Tendler (2009)
  3. 3. O documentário do diretor Sílvio Tendler foi elaborado a partir de fatos históricos de caráter ora utópicos, ora bárbaros que se desenrolaram após a segunda guerra mundial.
  4. 4. Sob uma visão comunista, retrata momentos de caráter sociopolítico do Brasil e do mundo, tais como a queda do muro de Berlim, o holocausto nazista, a guerra fria, a ditadura brasileira, a revolução cubana entre outros.
  5. 5. Tendler demonstra que em ambos os aspectos, tanto utopia quanto barbárie se complementam ao longo da historia, sempre se contrapondo um ao outro, haja visto como exemplo, a queda do muro de Berlin retratando o inicio da utopia de um novo mundo para os cidadãos da Alemanha e o fim da barbárie ocasionada pela guerra fria.
  6. 6. Guerra Fria Queda do Muro de Berlin
  7. 7. Podemos vislumbrar também a utopia da revolução cubana na América latina, onde ocorre a tomada do poder pela corrente socialista através do apoio popular em 1959 representada por Fidel Castro. Isso torna possível o sonho socialista aos revolucionários.
  8. 8. Contrapondo-se a Utopia temos a barbárie da ditadura militar brasileira, que perdurou nos anos de 1964 a 1985, em que a ausência de direitos constitucionais, falta de democracia e censura foram dominantes. A partir disso houve dura perseguição política e repressão violenta aos que eram contra tal regime.
  9. 9. Revolução Cubana Ditadura Brasileira
  10. 10. Vale retratar do mesmo modo a barbárie desmedida ocasionada pelo Holocausto. Tratou-se de uma perseguição e extermínio em massa de povos considerados inferiores aos nazistas. Comandada por Adolf Hitler, cerca de seis milhões de judeus foram cruelmente exterminados, por serem classificados como povos não-arianos e que, por sua inferioridade, deveriam ser aniquilados.
  11. 11. Holocausto Nazista
  12. 12. Além disso, o documentário ainda conta com depoimentos de pessoas importantes como o porta voz do governo Lula, Franklin Martins, a ex-ministra da Casa Civil e presidente deposta Dilma Roussef, o famoso poeta Ferreira Gullar e o general Giap, homem marcante no conflito do Vietnã.
  13. 13. Considerações Finais e visão crítica frente ao tema discutido Contudo, Tendler visa materializar os fatos de sua narrativa e trazer vida e ilustração a sua obra utilizando recursos visuais, depoimentos e materiais ricos em conteúdo e informação.
  14. 14. Ora utopia e barbárie se contrapõem, ora se complementam. Mas é fato que, ambas estão fortemente presentes em todo o contexto social da humanidade.
  15. 15. É da natureza humana cometer atrocidades justificáveis mediante a uma planejamento subentendido como maior. O homem, buscando uma ideologia utópica, em alguns casos, tende a desvirtuar-se dos bons costumes e passa a agir como um ser selvagem movido por ambições e desprovido de compaixão e empatia frente ao outro.
  16. 16. Em contrapartida a tal repressão, povos oprimidos se unem e se rebelam a fim de combater o excesso de violência e atrocidade lamentáveis. Sonham com o fim da retaliação e voltam a idealizar a sociedade ideal a partir do fim do uso da força desmedida e monopolizada.
  17. 17. Ao se partir de ideais utópicos muitas vezes a barbárie torna-se “justificável” e se instaura na sociedade. E em oposição a esse sonho inicial utópico que se corrompeu à princípios bárbaros, surge o inverso, um comportamento visto como bárbaro, mas que nada mais é do que o grito de um povo oprimido que através da revolução sonha obter novamente a utopia de uma sociedade livre e sem ditadores unilaterais.
  18. 18. Referências Bibliográficas  https://www.youtube.com/watch?v=cn9li_NePro  www.plurale.com.br/site/noticias-detalhes.php?cod=8209&codSecao=4  http://www.revistacinetica.com.br/utopiaebarbarie.htm  http://g1.globo.com/pop-arte/noticia/2010/04/estreia-documentario-de-silvio- tendler-reve-mudancas-politicas.html  www.plurale.com.br/site/noticias-detalhes.php?cod=8209&codSecao=4  http://www.aopmbm.org.br/aopmbm-em-acao/vale-a-pena-ler-de-novo/284- discurso-de-comandante  cpdoc.fgv.br/producao/dossies/FatosImagens/Golpe1964  https://www.youtube.com/watch?v=-yfECA00dpE  http://www.suapesquisa.com/ditadura/

×