Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Metodologia de Projetos

813 views

Published on

Published in: Education
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Metodologia de Projetos

  1. 1. METODOLOGIA DOS PROJETOS A Pedagogia dos Projetos visa a ressignificação do espaço escolar, transformando em um espaço vivo de interações aberto ao real e às suas múltiplas dimensões. O trabalho com projetos traz uma nova perspectiva para entendermos o processo ensino/aprendizagem. Aprender deixa de ser um simples ato de memorização e ensinar não significa mais repassar conteúdos prontos. (Dewey)
  2. 2. Por volta de 1904, ele já defendia que era de vital importância que a educação não se restringisse ao ensino do conhecimento como algo acabado, pois todo o saber e as habilidades que os alunos teriam que adquirir no período escolar, além de significativos, deveriam se integrar à sua vida como cidadão, pessoa, ser humano. De acordo com essa concepção, para colocar a teoria em prática, junto à esposa Alice, John Dewey implantou e dirigiu um laboratório-escola na Universidade de Chicago. Nele, desde cedo, crianças experimentavam e aprendiam conceitos de física e biologia, presenciando e executando uma série de processos, incluindo o preparo de lanches e de refeições, que eram feitos na própria classe. Aos poucos, enquanto suas ideias se tornavam bastante populares, alguns dos seus valores e premissas começaram a se difundir. Mas nunca eles foram integrados na totalidade nas escolas públicas norte-americanas. Anos depois, já no período de Guerra Fria, quando a maior preocupação norteamericana era a de criar e manter uma elite intelectual, científica e tecnológica para fins militares, suas concepções começaram a ser severamente criticadas, a ponto de serem deixadas de lado. Contudo, no período seguinte – que, por sua vez, é chamado pós-guerra-fria – seus preceitos sobre educação ressurgiram, evoluíram e influenciaram a reforma do sistema teórico de muitas escolas. John Dewey (1859 -1952)
  3. 3. ESTAMOS VIVENDO UMA SOCIEDADE DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO...
  4. 4. Por isso, o aluno tem que ser preparado para múltiplas funções, para as incertezas, para a vida. Não temos mais uma sociedade estável, a escola precisa ser repensada, não pode mais ensinar assim...
  5. 5. ESCOLA TRADICIONAL • FUNÇÃO DO ALUNO – Ouvir, ler, copiar, repetir. • FUNÇÃO DO PROFESSOR – Transmitir, responder, ensinar, avaliar. • FUNÇÃO DOS LIVROS – Trazer informações. • APRENDIZAGEM – Consiste apenas em memorizar conteúdos.
  6. 6. A escola deverá implantar uma renovação pedagógica que vise à formação integral do aluno, ao trabalho com ele e para ele: NAQUILO QUE DEVE SABER (os conteúdos conceituais); NAQUILO QUE DEVE SABER FAZER E ESTUDAR (os conteúdos procedimentais); NAQUILO QUE DEVE SER (os conteúdos atitudinais).
  7. 7. Para atingir todas essas metas nada mais aconselhável do que o ensino por meio de projetos. (Martins)
  8. 8. ESCOLA RENOVADAESCOLA RENOVADA • FUNÇÃO DO ALUNO – Investigar, indagar, observar, anotar. • FUNÇÃO DO PROFESSOR – Questionar os saberes prévios, orientar e avaliar as atividades executadas. • FUNÇÃO DOS PROJETOS – Trazer novos conhecimentos, utilizar os livros como instrumento auxiliar. • APRENDIZAGEM – É adquirir conhecimentos (conceituais, procedimentais e atitudinais).
  9. 9. REFERENCIAIS TEÓRICOS • Princípios da Educação (UNESCO): • Aprender a conhecer; • Aprender a fazer; • Aprender a viver com os outros; • Aprender a ser. • LDB 9394/96(Art. 32, incisos de I a IV): são destacados princípios essenciais da educação que reforçam o direito constitucional do aluno em relação à sua formação básica, para que, como cidadão:
  10. 10. • Possa desenvolver a capacidade de aprender; • Possa compreender o ambiente natural e social onde vive; • Possa desenvolver sua capacidade de aprendizagem; • Possa fortalecer os laços de solidariedade e de relações interpessoais.
  11. 11. PARÂMETROS CURRICULARESPARÂMETROS CURRICULARES NACIONAIS (PCNs)NACIONAIS (PCNs) • Propõem que as escolas construam “um currículo baseado no domínio de competência e não no acúmulo de informações”, enfatizando ainda que “o que se ensina deve ter vínculo com os diversos contextos da vida do aluno”.
  12. 12. HERNÁNDEZ E MONSERRAT destacam que: • “o princípio da aprendizagem por descoberta, (...) por parte dos alunos é mais positivo quando emana daquilo que lhes interessa e aprendem da experiência daquilo que descobrem por si mesmos.” (1998, p.64).
  13. 13. MODELO DE PROJETOMODELO DE PROJETO • TEMA: • Deve ser um assunto de interesse dos alunos, o ideal é que eles escolham o tema. • TÍTULO DO PROJETO : • PÚBLICO ALVO : • São os participantes. • OBJETIVO GERAL : • Onde chegar? • O que se pretende alcançar com a execução da pesquisa? • OBJETIVOS ESPECÍFICOS : • Para quem? • Passos para chegar lá.
  14. 14. JUSTIFICATIVA : • Por que vou pesquisar este assunto? • Razões que tornam importante a realização da pesquisa proposta. DESENVOLVIMENTO : • Execução das tarefas previstas para a efetivação do projeto. • Componentes envolvidos, conteúdos, atividades, tema...
  15. 15. AVALIAÇÃO : • Revelará a aprendizagem conseguida. • Acontece durante todo o processo, por meio da observação. Realiza-se, assim, a avaliação conceitual, procedimental e atitudinal do aluno. REFERÊNCIAS: • Todas as fontes que foram usadas na pesquisa.
  16. 16. REFERÊNCIAS :REFERÊNCIAS : • COOL, César S. Aprendizagem escolar e a construção do conhecimento.Porto Alegre:Artmed, 1994. • DEMO, P. Educar pela pesquisa. Campinas: Papirus, 1998. • HERNÁNDEZ, Fernando. Transgressão e mudança na educação. Os projetos de trabalho.Porto Alegre: Artmed, 1998. • HERNÁNDEZ, Fernando e MONSERRAT, Ventura. A organização do currículo por projetos de trabalho. Porto Alegre: Artmed, 1998.
  17. 17. PROJETO GENTILEZAPROJETO GENTILEZA TÉCNICO EM ADMINISTRAÇÃOTÉCNICO EM ADMINISTRAÇÃO
  18. 18. O CAMINHO SEO CAMINHO SE CONSTRÓICONSTRÓI CAMINHANDO...CAMINHANDO... (Galeano)(Galeano)

×