Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
(E.S.E. Cap. XIII – Instruções dos Espíritos)
É uma virtude por excelência, constituindo-se na mais alta expressão do sentimentohumano, que se irradia em ações nobres e...
Jesus "Para o homem, Jesus constitui o tipo da perfeição  moral que a humanidade pode aspirar na Terra.Deus no-lo oferece ...
Virtude que, com a justiça,regula o procedimento moraldos homens para com os outrosseres e, especialmente para comos outro...
Começando por dar o exemplo, como fez Jesus.
Tornando-nos, mais sensíveis às necessidades e sofrimentos alheios. Compreendendo o efeitodanoso do egoísmo, iniciamos o n...
Praticando a caridade desinteressada, sem nos  importar com aqueles que nos tratam com                  ingratidão.
Q 893) Qual a mais meritória de todas as virtudes?“Toda virtude tem seu mérito próprio, porque todasindicam progresso na s...
Ser indulgente com os errosdos outros;
Elevar o inferior aos seus própriosolhos, diminuindo a distânciaentre ambos;
Amar aos inimigos (perdoá-los)e pagar-lhes o mal com o bem;
Não ostentar-se diante dassituações;
Ir ao encontro do necessitadosem esperar que ele lheestenda a mão;
Em lugar de desprezar a ignorânciae o vício, instruí-os e moralizai-os;
A fé, ao ser movida pelo livre-arbítrio, tem o suporte do sentimento e da razão, que lhe dão garantia de obter o esperado,...
A fé nos conduz à caridade,desenvolvendo em nós o espírito de solidariedade.Constitui força motriz que impulsiona a carida...
Amar ao próximo é receita infalível de felicidade e condição para que nos     elevemos acima da matéria,         trilhando...
Palestra Espírita - A caridade material e a caridade moral
Palestra Espírita - A caridade material e a caridade moral
Palestra Espírita - A caridade material e a caridade moral
Palestra Espírita - A caridade material e a caridade moral
Palestra Espírita - A caridade material e a caridade moral
Palestra Espírita - A caridade material e a caridade moral
Palestra Espírita - A caridade material e a caridade moral
Palestra Espírita - A caridade material e a caridade moral
Palestra Espírita - A caridade material e a caridade moral
Palestra Espírita - A caridade material e a caridade moral
Palestra Espírita - A caridade material e a caridade moral
Palestra Espírita - A caridade material e a caridade moral
Palestra Espírita - A caridade material e a caridade moral
Palestra Espírita - A caridade material e a caridade moral
Palestra Espírita - A caridade material e a caridade moral
Palestra Espírita - A caridade material e a caridade moral
Palestra Espírita - A caridade material e a caridade moral
Palestra Espírita - A caridade material e a caridade moral
Palestra Espírita - A caridade material e a caridade moral
Palestra Espírita - A caridade material e a caridade moral
Palestra Espírita - A caridade material e a caridade moral
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Palestra Espírita - A caridade material e a caridade moral

10,553 views

Published on

(O Evangelho segundo o Espiritismo. Cap. XIII – Instruções dos Espíritos)

Published in: Spiritual

Palestra Espírita - A caridade material e a caridade moral

  1. 1. (E.S.E. Cap. XIII – Instruções dos Espíritos)
  2. 2. É uma virtude por excelência, constituindo-se na mais alta expressão do sentimentohumano, que se irradia em ações nobres emprol de todas da criaturas.
  3. 3. Jesus "Para o homem, Jesus constitui o tipo da perfeição moral que a humanidade pode aspirar na Terra.Deus no-lo oferece como o mais perfeito modelo (...)” (O Livro dos Espíritos - questão 625 – Allan Kardec)
  4. 4. Virtude que, com a justiça,regula o procedimento moraldos homens para com os outrosseres e, especialmente para comos outros homens. Está maisligada a uma ação concreta. Elaé presente, é prática.
  5. 5. Começando por dar o exemplo, como fez Jesus.
  6. 6. Tornando-nos, mais sensíveis às necessidades e sofrimentos alheios. Compreendendo o efeitodanoso do egoísmo, iniciamos o nosso processo de reforma íntima.
  7. 7. Praticando a caridade desinteressada, sem nos importar com aqueles que nos tratam com ingratidão.
  8. 8. Q 893) Qual a mais meritória de todas as virtudes?“Toda virtude tem seu mérito próprio, porque todasindicam progresso na senda do bem. Há virtudessempre que há resistência voluntária ao arrastamentodos maus pendores. A sublimidade davirtude, porém, está no sacrifício do interessepessoal, pelo bem do próximo, sem pensamentooculto. A mais meritória é a que assenta na maisdesinteressada caridade.”(O Livro dos Espíritos, questão 893 – Allan Kardec)
  9. 9. Ser indulgente com os errosdos outros;
  10. 10. Elevar o inferior aos seus própriosolhos, diminuindo a distânciaentre ambos;
  11. 11. Amar aos inimigos (perdoá-los)e pagar-lhes o mal com o bem;
  12. 12. Não ostentar-se diante dassituações;
  13. 13. Ir ao encontro do necessitadosem esperar que ele lheestenda a mão;
  14. 14. Em lugar de desprezar a ignorânciae o vício, instruí-os e moralizai-os;
  15. 15. A fé, ao ser movida pelo livre-arbítrio, tem o suporte do sentimento e da razão, que lhe dão garantia de obter o esperado, desde que aja caritativamente.
  16. 16. A fé nos conduz à caridade,desenvolvendo em nós o espírito de solidariedade.Constitui força motriz que impulsiona a caridade. O espírito se engrandece e alcança a plenitude da felicidade
  17. 17. Amar ao próximo é receita infalível de felicidade e condição para que nos elevemos acima da matéria, trilhando o caminho para Deus.

×