Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

1 porque algumas igrejas crescem

712 views

Published on

1 porque algumas igrejas crescem

Published in: Spiritual
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

1 porque algumas igrejas crescem

  1. 1.  Especialistas em crescimento da admitem que é difícil explicar com precisão por que algumas congregações crescem e outras não.  Contudo, expertes do gabarito de Peter Wagner, Christian Schwarz e Ken Hemp-hill vêm estudando esse fenômeno em diferentes países e culturas, e desenvolveram vários modelos de igrejas sadias e em crescimento  Nesta apresentação será feita uma análise desses estudos, aliada a observações experimentais diretas, indicam que tais congregações tomaram 10 iniciativas específicas.
  2. 2.  As Igrejas que crescem têm líderes visionários  Otimista que aceleram  Concentram e Dirigem todas as atividades na visão de Deus  Trabalham no sentido de crescimento  Geram entusiasmo  São Mutáveis, para atender as necessidades da Igreja  São Treinadores
  3. 3.  Kirk Hadaway, pesquisador e analista de crescimento de igreja, diz: “Não são necessários dons e capacidades extraordinárias para pastorear uma igreja em crescimento. Não é preciso ser um orador dinâmico ou um mestre em administração. Por outro lado, ele deve estar comprometido no sentido de alcançar os perdidos e desenvolver os membros.”
  4. 4.  O Espírito Santo concede aos membros variados dons.  O papel do líder é “simplesmente ajudar os membros da igreja a descobrirem e reconhecerem os dons que Deus lhes deu, e acharem um serviço consonante com esses dons.  Quando os crentes vivem em conformidade com seus dons espirituais, eles não trabalham segundo seus próprios esforços, mas o Espírito de Deus opera neles.
  5. 5.  Um estudo revelou que 68% dos membros de igrejas em crescimento disseram: “As tarefas que desempenho na igreja estão de acordo com meus dons.” Em congregações estagnadas, somente 9% harmonizam-se com essa declaração.  Gottfried Oosterwal salienta que um dos fatores básicos por trás do crescimento mundial da Igreja Adventista do Sétimo Dia é a mobilização dos membros leigos e a satisfação das necessidades do povo ao qual ministram.
  6. 6.  Muitos grupos com doutrinas errôneas registram crescimento elevado basicamente por causa de seu entusiasmo para espalhar a mensagem. “O entusiasmo com o qual a fé é vivida... quase sempre acompanha o entusiasmo por sua própria igreja”, e isso produz crescimento.  O método de Cristo para o evangelismo é espalhar o “testemunho” (Mateus 24:14). A “ousadia” de pregar o evangelho era uma das marcas do crescimento da igreja primitiva (Atos 4:13, 31; 13:46; 14:3; 19:8; I Tessalonicenses 2:2).
  7. 7.  As igrejas que crescem têm suas prioridades arranjadas segundo a ordem bíblica: relacionamento com Deus, relacionamento com a igreja local, e dedicação ao trabalho da igreja. No trabalho da igreja o evangelismo é a prioridade, vindo depois o envolvimento social.  Ademais, segundo Roger Finke e Rodney Stark, que analisaram o crescimento da igreja nos Estados Unidos de 1776 a 1990, as igrejas deixaram de crescer quando “rejeitaram as doutrinas tradicionais e cessaram de ser exigentes com seus seguidores”.
  8. 8.  Schwarz observa: “Nossa pesquisa teve êxito em demonstrar e atestar que o fenômeno doentio do tradicionalismo... está numa relação inversa tanto com o crescimento como com a qualidade das igrejas”.  A estrutura afeta o crescimento da igreja. Os especialistas notam dois tipos de estrutura: a funcional e a tradicional.  O que prejudica a igreja não são as tradições embasadas na Bíblia, mas o tradicionalismo que a impede de realizar as mudanças necessárias para continuar crescendo.  Depois de estudar as maiores congregações do mundo, John N. Vaughan declarou que “quase toda igreja grande tornou-se assim porque deu passos corajosos no sentido de se reorganizar ao longo da vereda do crescimento”.16
  9. 9.  Os estudos de Schwarz demonstraram que as igrejas que crescem têm “um culto inspirador”. “A questão se o culto produziu uma experiência inspiradora está na proporção direta de seu crescimento qualitativo e quantitativo.”  Em congregações crescentes, 80% de seus membros disseram que o culto em suas igrejas têm sido uma experiência inspiradora; mas somente 49% disseram o mesmo em igrejas estagnadas.
  10. 10.  Se um ponto se destaca como o mais importante para o crescimento da igreja, esse é o princípio da multiplicação celular.  O estudo de Schwarz mostrou que quanto mais decisiva é a prática de pequenos grupos, tanto mais rápido é o crescimento da igreja.  Ellen White declara: “A formação de pequenos grupos como base do trabalho cristão foi-me apresentado por Um que não pode errar. Se há um grande número na igreja, que os membros sejam formados em pequenos grupos, para trabalharem não só a favor dos membros da igreja, mas também pelos descrentes. Se num lugar houver apenas dois ou três que conheçam a verdade, que eles se organizem num grupo de obreiros”.
  11. 11.  A amizade é um fator importante que afeta o crescimento da igreja. Sua ausência causa apostasia e sua presença encoraja a volta daqueles que estiveram fora.  Estudos recentes em congregações adventistas hispânicas, no sul da Califórnia, revelaram que a motivação para a abertura de uma nova igreja ou ministérios é a amizade e o nível espiritual dos membros fundadores. A amizade era como magnetismo para atrair e conservar novos membros.  O riso entre os crentes tem uma relação significativa com a qualidade e crescimento da igreja. Nas congregações em crescimento, 68% dos membros asseguram que “em nossa igreja rimos bastante”. Nas igrejas em declínio somente 33% disseram o mesmo.
  12. 12.  A transformação de membro em discípulo é um fator importante em congregações crescentes.  Quanto mais eficaz o processo de fazer discípulos, tanto mais pujante é o crescimento da igreja.  Não importa qual o método usado no discipulado, desde que ele seja motivado pelo amor e serviço para criar novos ministérios e igrejas. “A metodologia evangelística mais eficaz debaixo do céu é plantar novas igrejas”.
  13. 13.  “As igrejas ao redor do mundo e através da história têm crescido basicamente entre uma espécie de gente de cada vez, e isso indica que continuarão crescendo desse modo até que o Senhor volte” Peter Wagner, p.56  As igrejas bem-sucedidas são compostas de um grupo regularmente homogêneo, ou valorizaram todos os grupos dentro da igreja.  Para cristãos cheios do Espírito, a questão não é igrejas homogêneas ou heterogêneas, mas crescimento de igreja que promove uma missão com propósito, camaradagem com amor, e evangelismo com alimentação constante.
  14. 14.  Qualquer congregação que busque crescimento não pode ignorar essas dez caraterísticas. O ponto principal é que não há um fator isolado que resulte no crescimento de membros, mas a operação harmoniosa de diversas caraterísticas visando a um só propósito.  As igrejas bem-sucedidas sabem que só Deus produz o verdadeiro crescimento (I Coríntios 3:6). O crescimento natural da igreja continuará a ser uma obra sobrenatural como o crescimento de uma planta.  O planejamento e a atividade humana têm seu lugar, mas o fator decisivo continuará sendo a obra misteriosa e poderosa do Espírito Santo.

×