Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
---- Original Message -----

From: Folha Online
> To: erramos.online@ folha.com. br
> Sent: Tuesday, March 04, 2008 4:19 P...
Indígena - para a pessoa que se declarou como indígena ou índia.

   A tabela abaixo é da publicação mais recente do IBGE ...
"parda". Portanto, ha erro no texto da reportagem que anuncia 6,9% como a
populaçao autodeclarada "negros" (cf. : "Segundo...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

"Resposta à Folha de São Paulo", em março de 2008

828 views

Published on

Autoria: Ana Paula Maravalho

Observatório Negro

  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

"Resposta à Folha de São Paulo", em março de 2008

  1. 1. ---- Original Message ----- From: Folha Online > To: erramos.online@ folha.com. br > Sent: Tuesday, March 04, 2008 4:19 PM > Subject: [online/ilustrada] Comunicar erros: Ana Paula Maravalho Leitor: Ana Paula Maravalho E-mail: maravalho@uol. com.br URL: http://www1. folha.uol. com.br/folha/ ilustrada/ ult90u365796. shtml Comentários: Na matéria "Promotores vao investigar racismo na SPFW", ha o seguinte texto: "Segundo dados do IBGE de 2006, 6,9% da população brasileira se declaram negros, 42,6% dizem ser pardos e 49,7% consideram-se brancos". Na verdade, segundo dados do IBGE, 6,9% da populaçao se declaram PRETOS; 42,6% se declaram PARDOS. NEGROS é a soma de PRETOS + PARDOS, o que totaliza 49,5% da populaçao brasileira. Ana Paula, a editoria pondera que não há erro e esclarece: O texto informa que 'Segundo dados do IBGE de 2006, 6,9% da população brasileira se declaram negros'. De acordo com a resposta da assessoria de imprensa, o IBGE não usa a termilogia "negro" para a denominação de raça em suas pesquisas. Seria o caso de pedir correção de nomenclatura, uma vez que a porcentagem está correta? Abaixo, segue explicação do IBGE sobre a autoclassificaçã o de raças. A investigação de cor ou raça ocorre de acordo com a autoclassificaçã o da pessoa entrevistada em uma das seguintes opções: Branca - para a pessoa que se enquadrou como branca; Preta - para a pessoa que se enquadrou como preta; Amarela - para a pessoa que se enquadrou como de raça amarela de origem japonesa, chinesa, coreana etc; Parda - para a pessoa que se enquadrou como parda ou se declarou mulata, cabocla, cafuza, mameluca ou mestiça;
  2. 2. Indígena - para a pessoa que se declarou como indígena ou índia. A tabela abaixo é da publicação mais recente do IBGE sobre cor ou raça ("Síntese de Indicadores Sociais 2007" , baseada na "Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios 2006" ). Tabela - População total e respectiva distribuição percentual, por cor ou raça 2006 População Distribuição percentual, por cor ou raça Total (%) (1 000 Amarela pessoas) Branca Preta Parda ou indígena Brasil 187 228 49,7 6,9 42,6 0,8 Atenciosamente, Mário Magalhães Ombudsman - Folha de S.Paulo Al. Barão de Limeira, 425 - 8o. andar 01202-900 - São Paulo - SP Telefone: 0800 159000 Fax: (11) 3224-3895 ombudsma@uol. com.br http://www.folha. com.br/ombudsman / Manifestação: o texto é de janeiro. Para verificação e eventual correção ou resposta à leitora. Caro Mario Magalhães: Ha um problema com a editoria. Se o IBGE nao usa a terminologia "negro" para a denominaçao de raça em suas pesquisas, porque a reportagem atribui ao IBGE a terminologia de "negro" para o item "preto"? Como bem indicou a citaçao da nomenclatura utilizada pelo IBGE, esta se divide em: branca, preta, parda, amarela e indigena. A porcentagem de 6,9% corresponde à populaçao autodeclarada "preta", e a porcentagem de 42,6% à populaçao autodeclarada
  3. 3. "parda". Portanto, ha erro no texto da reportagem que anuncia 6,9% como a populaçao autodeclarada "negros" (cf. : "Segundo dados do IBGE de 2006, 6,9% da população brasileira se declaram negros, 42,6% dizem ser pardos e 49,7% consideram-se brancos"). Por outro lado, no atual estagio do debate racial nos meios de comunicaçao, certamente nao escapa à editoria da Folha, dado o seu elevado nivel jornalistico, a informaçao de que o termo "negros" não é utilizado pelo IBGE, mas sim pelos movimentos negros e pela academia, significando a soma das categorias censitarias "preto" e "pardo" do IBGE. A substituiçao do termo "preto" por "negro", ao se noticiar os percentuais demograficos, na verdade, obedece antes a uma orientaçao politica de desqualificaç ao da magnitude do percentual da populaçao negra no Brasil. Para uma parcela da imprensa nacional, esta tem sido uma estratégia de manipulaçao da opinião publica, ao confundir propositadamente dados que, portanto, têm sido expostos à exaustão e estão ao alcance de qualquer reporter minimamente qualificado para pesquisar as fontes dos dados que publica e moralmente comprometido a reproduzi-las fielmente, em nome da informaçao correta. Esperemos que este não seja o caso da Folha, e que, reconhecendo o erro, possa repara-lo em outras matérias sobre o tema. Cordialmente, Ana Paula Maravalho

×