Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

G14 métodos para o estudo do interior da terra

0 views

Published on

Published in: Education
  • Be the first to comment

G14 métodos para o estudo do interior da terra

  1. 1. Métodos para o estudo do interior da Geosfera
  2. 2. 2Nuno Correia 10/11
  3. 3. 3Nuno Correia 10/11
  4. 4. 4Nuno Correia 10/11
  5. 5. 5Nuno Correia 10/11
  6. 6. 6Nuno Correia 10/11
  7. 7. 7Nuno Correia 10/11
  8. 8. Nuno Correia 10/11 8 Crosta Manto Descontinuidade de Moho Macedo de Cavaleiros Foto cedida por Ana Lereno
  9. 9. Zona de convergência para formar a PANGEIA II Maciço de Morais
  10. 10. Descontinuidade de MohoPeridotito Crosta Manto
  11. 11. 11Nuno Correia 10/11
  12. 12. 12Nuno Correia 10/11
  13. 13. 13Nuno Correia 10/11
  14. 14. 14Nuno Correia 10/11
  15. 15. 15Nuno Correia 10/11
  16. 16. 16Nuno Correia 10/11
  17. 17. 17Nuno Correia 10/11
  18. 18. 18Nuno Correia 10/11
  19. 19. 19Nuno Correia 10/11
  20. 20. 20Nuno Correia 10/11
  21. 21. 21Nuno Correia 10/11
  22. 22. Nuno Correia 10/11 22
  23. 23. Nuno Correia 10/11 23
  24. 24. Nuno Correia 10/11 24
  25. 25. Nuno Correia 10/11 25
  26. 26. Nuno Correia 10/11 26
  27. 27. Nuno Correia 10/11 27
  28. 28. 28Nuno Correia 10/11
  29. 29. 29Nuno Correia 10/11
  30. 30. 30Nuno Correia 10/11
  31. 31. 31Nuno Correia 10/11
  32. 32. 32Nuno Correia 10/11
  33. 33. Nuno Correia 10/11 33 http://www.geo.cornell.edu/hawaii/220/PRI/isostasy.html
  34. 34. 34Nuno Correia 10/11
  35. 35. 35Nuno Correia 10/11
  36. 36. Nuno Correia 10/11 36  Variação de temperatura em profundidade. até determinada profundidade, a temperatura conserva-se constante, designando-se esta faixa por zona de temperatura constante.
  37. 37. 37Nuno Correia 10/11
  38. 38. Nuno Correia 10/11 38  A profundidade que é preciso descer, abaixo da zona de temperatura constante, para que a temperatura interna da geosfera aumente l °C.
  39. 39. 39Nuno Correia 10/11
  40. 40. Nuno Correia 10/11 40  A diferença tem a ver com a forma como o calor é transmitido : ◦ Condução ◦ Convecção
  41. 41. Nuno Correia 10/11 41
  42. 42. Nuno Correia 10/11 42  Até cerca dos 1350 °C, o calor é transmitido através das rochas, por vibração atómica (condução)
  43. 43. Nuno Correia 10/11 43  A temperaturas mais altas, a convecção é o mecanismo utilizado para a transmissão de calor e o responsável pela dinâmica tectónica.
  44. 44. Nuno Correia 10/11 44  É a própria matéria aquecida que se move para zonas mais frias, devido a diferenças de densidade, o que torna a transferência de calor mais eficaz.
  45. 45. Nuno Correia 10/11 45  A convecção é, o principal processo responsável pelo arrefecimento do interior da Terra;
  46. 46. Nuno Correia 10/11 46  A condução, retendo mais calor, justifica os elevados valores do gradiente geotérmico que se verificam na parte mais superficial da Terra
  47. 47. Nuno Correia 10/11 47  Se a condução se mantivesse, em profundidade, provocaria, no centro da Terra, temperaturas muito superiores aos 5000°C actualmente estimados!
  48. 48. Nuno Correia 10/11 48 O calor da Terra provem: ► do calor remanescente da formação da Terra, ainda existente no núcleo: ● energia libertada pelo impacto dos planetesimais ● contracção gravitacional dos materiais. ► da desintegração dos elementos radioactivos que constituem as rochas.
  49. 49. 49Nuno Correia 10/11
  50. 50. 50Nuno Correia 10/11
  51. 51. 51Nuno Correia 10/11
  52. 52. 52Nuno Correia 10/11
  53. 53. 53Nuno Correia 10/11
  54. 54. 54Nuno Correia 10/11
  55. 55. 55Nuno Correia 10/11
  56. 56. 56Nuno Correia 10/11
  57. 57. 57Nuno Correia 10/11
  58. 58. 58Nuno Correia 10/11
  59. 59. 59Nuno Correia 10/11
  60. 60. Nuno Correia 10/11 60 http://www.wwnorton.com/college/ge o/egeo/flash/2_3.swf
  61. 61. 61Nuno Correia 10/11
  62. 62. 62Nuno Correia 10/11

×