Seminário geo

887 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
887
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
117
Actions
Shares
0
Downloads
2
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Seminário geo

  1. 1. E. M. E. F. Papa João XXIII Tema: UTILIZANDO O LIE PARA A CONSTRUÇÃO DE APRESENTAÇÕES EM SOFTWARES DE AUTORIA Rosângela Boff Ampessan - Professora responsável do LIE Ano letivo de 2010
  2. 2. <ul><li>Professores envolvidos no planejamento/projeto: </li></ul><ul><li>Rosângela Boff Ampessan (LIE) </li></ul><ul><li>Proposta I: Professora Joviane de Almeida Pereira </li></ul><ul><li>Área do conhecimento envolvida </li></ul><ul><li>Geografia – Nós no Mundo </li></ul><ul><li>Período de realização/duração </li></ul><ul><li>Geografia – 11 aulas no LIE – Organização e apresentação dos trabalhos </li></ul><ul><li>Série onde foi desenvolvido </li></ul><ul><li>7ª série </li></ul>
  3. 3. <ul><li>UTILIZANDO O LIE PARA </li></ul><ul><li>A CONSTRUÇÃO DE APRESENTAÇÕES </li></ul><ul><li>EM SOFTWARES DE AUTORIA </li></ul>
  4. 4. Possibilidade de interagir com páginas hipermídias Auxilia na construção de apresentações em softwares de autoria Favorece a construção de estruturas não lineares Descentraliza o seu pensamento em função do ponto de vista do outro Respeito ao universo que cada um pode atingir “ o que se obtém de um hipertexto (na www ou não) depende muito do como o nosso pensamento se relaciona com o pensamento de quem colocou os elos (links) no documento” (Hahn, H. e Stout,R. (1995) Internet OBJETIVO
  5. 5. Construção de apresentações O acesso a uma apresentação em um software de autoria é restrito a população local, é preciso exercitar antes de publicar Aponta para a possibilidade dos sujeitos se tornarem construtores de apresentações e não somente consumidores de informação e navegadores A atividade de construção de apresentações permite uma progressiva alteração nas hipóteses e ações que se referem à forma, ao conteúdo e a navegação da apresentação
  6. 6. OS ALUNOS FORAM ORIENTADOS A OBSERVAR QUE... O AMBIENTE DE TRABALHO HIPERMÍDIA <ul><li>Favorece a construção de novas relações entre informações e novas maneiras de organizá-las . </li></ul><ul><li>Possibilidade de consulta através de informação textual, gráfica, animada, sonora com dados encadeados através de ” links” que permitem saltar de uma informação para outra . </li></ul><ul><li>Permite que as pessoas se comuniquem e compartilhem recursos, consultem e confrontem as diferentes fontes de informações disponíveis simultaneamente e integradas em uma mesma atividade (internet, professor, livros, revistas...) </li></ul>
  7. 7. Apresentação e autoria <ul><li>É possível trabalhar com multimídia em dois ambientes distintos: </li></ul><ul><li>apresentação </li></ul><ul><li>autoria </li></ul>o indivíduo percorre informações conforme o sistema lhe permite o sujeito cria as apresentações Essa construção, poderá espelhar , de alguma forma, a representação que o sujeito tem dos conhecimentos que aborda.
  8. 8. GEOGRAFIA Softwares utilizados: Editor de Apresentações, internet e Data Show Professora Joviane de Almeida Pereira
  9. 9. NÓS NO MUNDO VÍDEO
  10. 10. Objetivos específicos de Geografia... <ul><li>Familiarização com termos usados em Geografia, relacionando com o que foi trabalhado em sala de aula. </li></ul><ul><li>Conhecer a realidade dos países, percebendo que são classificados internacionalmente conforme os parâmetros econômicos, sociais e políticos. </li></ul><ul><li>Observar que os índices econômicos refletem a qualidade de vida da população. </li></ul>
  11. 11. Ir além é preciso... <ul><li>Sentir-se cidadão, percebendo as diferentes realidades sociais. </li></ul><ul><li>O contato, o desafio de pensar geograficamente e globalmente facilita o entendimento da realidade local. </li></ul><ul><li>A história de cada país desvenda a atualidade: O PIB, a esperança de vida, índice de mortalidade, taxa de escolarização. </li></ul><ul><li>Perceber que existe uma preocupação mundial com a pobreza, que os países conforme a realidade local buscam alternativas para melhoria das condições de vida. </li></ul>
  12. 12. O que eu tenho a ver com isso? <ul><li>Através do estudo cada indivíduo, passa a ter condições de fazer diferença. </li></ul><ul><li>Que o mundo abre as portas para quem busca a qualificação. </li></ul><ul><li>Entender a economia como fator determinante para o mercado de trabalho e a qualidade de vida de um povo. </li></ul><ul><li>Cada um é contado estatisticamente. </li></ul><ul><li>Cada um precisa saber avaliar seu próprio país: Como está a saúde, a educação, o mercado de trabalho? </li></ul>
  13. 13. Tudo está relacionado <ul><ul><li>Tudo influe na nossa vida e nos atinge. </li></ul></ul><ul><ul><li>O que está bom e o que precisa ser melhorado. </li></ul></ul>
  14. 14. Uma fala reveladora... “ Professora, lá em casa brigaram comigo quando falei que a África do Sul é um país da Àfrica, que a copa não estava na África inteira, discutiram comigo. Eu disse que não era assim...”
  15. 15. América Central A realidade de pobreza deixou os alunos espantados. O assunto ainda não foi trabalhado em sala de aula, eles mostraram não saber se quer o nome destes países, exceção para o Haiti em função da mídia.
  16. 16. A experiência no LIE <ul><li>Interação entre os colegas. </li></ul><ul><li>Saber escolher os recursos utilizados para fazer o trabalho. </li></ul><ul><li>A partir do roteiro, selecionar dados relevantes para o trabalho, perceber que a internet disponibiliza uma série de informações, mas é preciso perceber: o que eu preciso, que recortar e colar exige leitura, compreensão, organização do texto, conhecimento dos termos usados, confronto com livros para perceber a veracidade dos dados. </li></ul>
  17. 17. E a bibliografia? <ul><li>Um grupo informou o site de busca os demais não, como publicar? </li></ul><ul><li>Diante deste problema, os alunos perceberam que além de garantir a publicação do trabalho a referência bibliográfica teria facilitado o esclarecimento de dúvidas, pois algumas informações divergiam. </li></ul>
  18. 18. Desenvolvimento da oralidade <ul><li>A escola tem que cumprir este papel, este apresentar trabalhos é extremamente importante para os alunos. </li></ul><ul><li>A oralidade muitas vezes é esquecida pela escola, saber ouvir e saber falar, são exigências do mercado de trabalho e da sociedade em geral. </li></ul><ul><li>O desenvolvimento da autoestima está relacionado com a habilidade de expor idéias, argumentar, manter o outro interessado pela apresentação. </li></ul>
  19. 19. A qualidade do trabalho... <ul><li>Durante as apresentações os diferentes grupos estavam bastante exigentes com a organização dos trabalhos, questionando sobre as escolhas de cada grupo: fundo, cores, fonte (tamanho e tipo de fonte), imagens, animação e transição de slides (tempo), coerência na escolha dos layouts... </li></ul><ul><li>Identificação pelos alunos dos trabalhos incompletos, dos que estavam muito bons, da preparação do grupo para a apresentação, do domínio do conteúdo exposto. </li></ul>
  20. 20. Respeito pelo outro Durante as apresentações ficou evidente a importância de respeitar o limite do outro, as diferenças individuais. É dever da escola abrir espaços, criar oportunidades para o exercício da convivência.
  21. 21. O exercício Pelo relato dos alunos ficou claro que, para falar, defender uma idéia, expor um assunto para o outro é fundamental conhecer.
  22. 22. Avaliação dos alunos <ul><li>- Nós tínhamos a dificuldade de achar imagens que mostrassem a realidade como: analfabetismo, educação, saúde, óbitos, PIB. </li></ul><ul><li>- Conseguimos concluir o trabalho no prazo e apresentar no dia certo. </li></ul><ul><li>- Aprendemos bastante coisa em produzir slides e produção de texto. </li></ul><ul><li>- A dificuldade foi nas apresentações quase todas foram lidas e não explicadas. </li></ul><ul><li>- A maioria dos erros poderiam ter sido arrumados antes das apresentações. </li></ul><ul><li>- Trabalhos bem elaborados e criativos. </li></ul><ul><li>- A maior dificuldade foi apresentar na frente de todos os alunos. </li></ul><ul><li>- Nós achamos que foi bom porque a gente aprendeu e descobriu coisas que outros países tem e o nosso não e também teve gente que tirou sua curiosidade sobre os outros países. </li></ul><ul><li>- Os trabalhos dos outros estavam legais, alguns leram muito baixo, e isso é ruim para quem assiste, alguns não ouviam porque conversavam. </li></ul>
  23. 23. <ul><li>- Eu aprendi coisas que não sabia sobre os países. </li></ul><ul><li>- Eu gostei do conteúdo foi muito bom e interessante. </li></ul><ul><li>- Eu gostei de ter apresentado sobre a África do Sul, pensei que fosse chato, mas é bem legal tem um monte de coisas legais, coisas lindas. </li></ul><ul><li>- Eu descobri que todo mundo se empenhou para fazer um bom trabalho. houve um pouco de demora porque se esforçaram para achar o conteúdo. </li></ul><ul><li>- Foi difícil porque “tipo a gente” não sabia a história do país e tivemos que estudar para fazer o trabalho, foi muito bom, descobrimos coisas que não sabíamos “tipo eu adorei”. </li></ul><ul><li>- O trabalho na informática foi bem legal, os trabalhos dos outros colegas estavam bonitos, organizados e fácil de entender. </li></ul><ul><li>- A gente não achou nenhuma dificuldade, foi bem legal achar as figuras para botar no trabalho. </li></ul><ul><li>- Ficaram bem elaborados os trabalhos e o que mais facilitou foi a internet. </li></ul>Apresentação Apresentação
  24. 24. Bibliografia <ul><li>&quot;Processos cognitivos na construção de apresentações hipermídias e páginas da WEB&quot; - Texto selecionado do projeto de pesquisa apresentado na FAPERGS - FEEVALE </li></ul>

×