Sustentabilidade[3] da gi.pptx daniela hellen - isabela e jaciani

1,309 views

Published on

Pesquisa realizadas pelos alunos do oitavo ano em 2012: As ações de sustentabilidades das cidades brasileiras.

Published in: Education
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
1,309
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
136
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Sustentabilidade[3] da gi.pptx daniela hellen - isabela e jaciani

  1. 1. O que é Sustentabilidade ? Sustentabilidade é um termo usado para definir ações e atividades humanas que visam suprir as necessidades atuais dos seres humanos, sem comprometer o futuro das próximas gerações. Ou seja, a sustentabilidade está diretamente relacionada ao desenvolvimento econômico e material sem agredir o meio ambiente, usando os recursos naturais de forma inteligente para que eles se mantenham no futuro. Seguindo estes parâmetros, a humanidade pode garantir o desenvolvimento sustentável.
  2. 2. Sustentabilidadeconsultoriaambiental.com.br iglooilive.com
  3. 3. PoluiçãoEntende-se por poluição a deterioração das condições ambientais, que pode alcançar o ar, a água e osolo.A Poluição das Águas é a responsável:Pela morte de muitos animais através das marés negras provocadas pelo derrame de petróleo;através dos resíduos de águas de lavagens de barcos que contêm detergentes e restos de óleos,esgotos, descargas poluentes de fábricas para rios e ribeiros, dos adubos químicos e dos pesticidasque ao infiltrarem-se na terra poluem as águas subterrâneas que irão desaguar em rios e lagos.A acumulação de lixo no solo polui as águas subterrâneas. Deitar lixo para a beira- mar ou margensde rios contribui para a poluição das águas.A poluição dos solos é característica das zonas rurais, em consequência da agricultura moderna, quetem como objetivo produzir cada vez mais alimentos, em locais nem sempre adequados. Para alémdisso a acumulação de lixos urbanos ou industriais também contribuem para este tipo de poluição.A Poluição do Solo é a responsável:Pelo desenvolvimento de ratos, moscas, micróbios patogénicos além de seres transmissores dedoenças infecciosas. Isso acontece quando se acumulam resíduos sólidos, urbanos ou industriais emlixeiras. Estes locais não têm as condições essenciais para acumular o lixo em segurança. Do pontode vista estético são locais desagradáveis e que libertam odores incómodos .Por intoxicações alimentares e alergias causadas pelos pesticidas e fertilizantes, utilizados naagricultura.
  4. 4. Poluiçãostyle.greenvana.com sobiologia.com.br
  5. 5. Saneamento Básico Estudos afirmam que a falta de saneamento básico é um dos principais responsáveis pela causa de doenças, principalmente em periferias e favelas, onde o sistema de saneamento básico funciona de forma muito precária. Ainda na maioria das vezes, o sistema de esgoto está em aberto, atraindo, além de doenças, uma série de animais indesejados, como ratos, baratas e outros insetos – que ainda colaboram para a falta de saúde da população local. Doenças sérias : As principais doenças causadas pela falta de saneamento básico são: Hepatite tipo A, Diarréia, Febre tifóide, Cólera, Lombriga, Amarelão, Teníase e muitas outras. Acredite, a lista ainda poderia ser muito mais longa! Na maioria dos casos, a falta desse serviço causa algumas doenças relacionadas à pele, como micoses e infecções, porém, em casos mais graves pode trazer doenças que deixam sequelas e podem até mesmo matar.
  6. 6. Saneamento Básicooglobo.globo.com globoesporte.globo.com
  7. 7. Lixo Urbano O lixo contribui para a poluição visual, do ar, do solo e da água. Indiretamente atinge o ser humano através de doenças transmitidas por pragas, insetos ou animais cuja cadeia alimenta se faz no lixo: Insetos como mosquito que transmitem a dengue, malária, febre amarela, tifo, ratos transmissores de peste bubônica, leptospirose e desinteria. O urubu que apesar de ser útil no processo de transformação do lixo orgânico é protegido pelo código penal que proíbe sua matança, transmite a leptospirose.
  8. 8. Lixo Urbanobrasilescola.com rsunabs.blogspot.com
  9. 9. Pra onde vai o lixo urbano? Vez por outra se observam pessoas queimando lixo, o que emite à atmosfera gases nocivos que são ainda mais prejudiciais ao meio ambiente e por consequência a nós. Quando você retira o lixo da sua casa e coloca no latão para o lixeiro pegar no fim do dia, esse lixo vai para lixões em céu aberto, a maior parte dele vai. Apenas 10% vão para lixões controlados, 9% para os aterros sanitários e apenas 2% para a reciclagem pela seguinte razão: não é feita a coleta seletiva tão comentada e pedida em nosso dia-a-dia. Por que você não começa a contribuir para a melhoria do meio ambiente através dessa coleta seletiva? Você pode separar o lixo de sua casa em papel, lata, alumínio e plástico. Isso torna mais fácil o trabalho de reciclagem ,abre uma margem maior para ele e resolve os problemas que vem sendo causados no meio ambiente que se deve também a falta de organização. É claro que só você fazendo essa coleta seletiva não irá resolver nada, mas esse pode ser o primeiro passo para que mais pessoas comecem a fazer o mesmo e então diminua a quantidade de lixo encontrada em céu aberto que são queimadas e poluem ainda mais. Por isso, analise e se possível, faça a sua parte e com certeza com a ajuda de cada um teremos um meio ambiente bem melhor e uma vida mais agradável.
  10. 10. Pra onde vai o lixo urbano?6omeganacional.blogspot.com blog.institutoideias.com.br
  11. 11. Enchentes As enchentes são fenômenos que podem ser promovidos porfatores naturais ou por consequência das atividades humanas.Esse processo é desencadeado quando um leito natural (lago, rio,córrego) recebe um volume de água superior ao que podesuportar, resultando em transbordamentos.As enchentes são uma consequência da ausência deplanejamento urbano, entre os principais fatores estão:Ocupação de áreas inadequadas,impermeabilização do solo(asfaltamento).remoção da mata ciliar e desmatamentos.As principais consequências desse fenômeno: Inundação deresidências e vias públicas, perdas materiais ,móveis, danificaçãode automóveis, objetos, etc.Proliferação de doenças ,malária, hepatite A, febre amarela,leptospirose, entre outras.
  12. 12. Enchentescarpointnews.blogspot.com revistaepocasp.globo.com
  13. 13. Lixo eletrônico No mundo são produzidos cerca de 50 milhões de toneladas de lixo eletrônico por ano. Esta quantidade é composta por computadores, celulares, eletroeletrônicos, eletrodomésticos e peças avulsas. O aumento do lixo eletrônico deve-se ao avanço constante de novas tecnologias, peças de reposição que ficam ultrapassadas e reposição de equipamentos em ciclos mais curtos. O principal perigo está nas substâncias tóxicas encontradas no lixo eletrônico; entre mercúrio, chumbo, cádmio, belírio, arsênio, PVC e BRT, que podem causar diversos danos à saúde humana. Dentre as doenças, distúrbios no sistema nervoso, problemas nos rins, pulmões, cérebro e envenenamento, são as mais frequentes. Um computador é composto por: 32% de metal ferroso ; 23% de plástico; 18% metais não ferrosos, como chumbo cádmio, belírio, mercúrio; 15% vidro; 12% de placas eletrônicas como ouro, platina, prata e paládio. No Brasil, o tempo médio para troca de um celular é menos de dois anos; o computador pessoal é trocado a cada 5 anos, e o de uso comercial a cada 4 anos. Até o ano de 2007, não há uma lei de destino para sucata eletrônica, mas há medidas que obrigam estabelecimentos e revendedores de celulares, pilhas e acessórios a receberem objetos eletrônicos usados, para serem reciclados pelos fabricantes, num processo de logística reversa ambiental. Este processo obedece a resolução 257, do Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama).
  14. 14. Lixo eletrônicovivasemfio.com lixoeletronicoguarapuava.com.br
  15. 15. A importância de planejar odesenvolvimento das CidadesÉ o processo de criação e desenvolvimento de programas que buscammelhorar ou revitalizar certos aspectos (como qualidade de vida dapopulação) dentro de uma dada área urbana (como cidades ou vilas);ou do planejamento de uma nova área urbana em uma dada região,tendo como objetivo propiciar aos habitantes a melhor qualidade devida possível. Neste processo, ocorre a construção de casas, prédios, redes de esgoto,ruas, avenidas, escolas, hospitais, rede elétrica, shoppings, etc. Estedesenvolvimento urbano é acompanhado de crescimento populacional,pois muitas pessoas passam a buscar a infra-estrutura das cidades. Aurbanização planejada apresenta significativos benefícios para oshabitantes. Porém, quando não há planejamento urbano, os problemassociais se multiplicam nas cidades como, por exemplo, criminalidade,desemprego, poluição, destruição do meio ambiente e desenvolvimentode subhabitações.
  16. 16. A importância de planejar o desenvolvimento das cidadeslitoralserrano.com.br metroquadradoblog.blogspot.com
  17. 17. Arborização Localizam-se em alguns bairros ,exclusivamente em residências de baixa ocupação do solo urbano e comerciais de densidade maior. Foi realizado um levantamento da vegetação existente nos logradouros dos bairros e aplicação de um breve questionário para obter informações sobre a percepção dos entrevistados quanto a arborização urbana local. Através do diagnóstico obtido nos dois trechos de estudo foi proposta uma nova alternativa de arborização, usando espécies arbóreas nativas da região que apresentam crescimento moderado e rápido para testar a melhoria da ambiência urbana e o aumentando na captura do carbono atmosférico. Observou-se que a falta de árvores nas vias de pedestre em vários pontos do trecho A se devem ao fato de serem estreitas tendo em média de 1m a 1,50 m, causando desconforto em dias quentes. A relevância deste tema não é apenas com aspecto urbanístico e climático, mas também na captura do gás carbônico.
  18. 18. Arborizaçãocepro-rj.blogspot.com ecolnews.com.br
  19. 19. Fontes de energiasTecnologias Sustentáveis : Com a preocupação das empresas em reengenharia de seus produtos com algumas cidades ,tem a intenção de buscar inovação tecnológica com economia baseado em aspectos de sustentabilidade e ser ecologicamente correta, surge vários inventos que devem revolucionar o mundo. Gerador de Hidrogênio para rendimento e economia de combustível (gasolina,álcool, diesel e outros) em 65% produzindo 20% menos emissão de CO2 e ganhando 20% de potência nos motores. Maquina de produzir água potável, retirando umidade do ar com capacidade mínima de produzir 20 litros até 800 litros/dia com dois modelos. Uma turbina eólica que alem de gerar energia elétrica, produz água potável. Remodelação do motor Stirling para cogeração de energia, aproveitando perdas de calor. Motores funcionando apenas com processo de magnetismo, energia limpa sem consumo algum de energia. Estamos a um passo de descobrirmos que é possível gerar energia a custo zero,de produzir água retirando umidade do ar. Isto já é realidade, basta produzir casas,edifícios,fábricas, totalmente com sustentabilidade e economia. Basta inovar, usar o conhecimento e fazer a reengenharia de tudo que é possível, para se aproveitar cada evento, movimento, calor,umidade em economia e reaproveitamento de transformação de energia em trabalho e vice-versa.
  20. 20. Fontes de Energiarevistareciclarja.com gstriatum.com
  21. 21. Casas ecológicasEm algumas cidades brasileiras a "Casa Ecológica" foiidealizada objetivando demonstrar procedimentosadequados do ponto de vista ecológico na construção civil eabrigar atividades relacionadas à educação ambiental e àsustentabilidade. Destaca-se que o conceito de "CasaEcológica" passa, necessariamente, pela adoção de critérioscoerentes com a política de gerenciamento ambiental, querseja na escolha dos materiais construtivos, como nastécnicas de aproveitamento dos condicionantes naturais(vento, fontes de energia renováveis, reciclagem...), tem queter saneamento básico entre outras coisas, porém tudodeve ser ecologicamente correto.
  22. 22. Casas Ecológicasmeiasloa.com.br radamesm.wordpress.com
  23. 23. Lixo reciclável Hoje há várias cidades brasileiras com programas de coleta seletiva implementados, e este número cresce a cada dia. Estas coletas seletivas municipais seguem basicamente dos sistemas operacionais: sistema porta-a-porta e sistema entrega voluntária. No sistema porta-a-porta o caminhão passa nos condomínios e domicílios em determinados dias da semana para recolher os materiais recicláveis, exigindo um mínimo de esforço de cada cidadão. Já no sistema de entrega voluntária, o material deve ser depositado em coletores estrategicamente distribuídos pela cidade, o que otimiza a coleta.. Iniciativas de condomínios e instituições que recolhem os materiais recicláveis para comercialização também são bastante comuns, e trazem retornos satisfatórios para os seus participantes. Igualmente importante é a ação das associações e cooperativas de catadores que executam um importante papel no ciclo de reciclagem de vários materiais além de associar benefícios sociais para seus membros.
  24. 24. Lixo Reciclávelcoletaseletiva.net domelhorjeito.blogspot.com
  25. 25. Transportes Sustentáveis A mobilidade sustentável tendo como foco os veículos elétricos e híbridos(transporte sustentáveis ) tem cada vez mais papel de destaque no conceito de trânsito que privilegia a eficiência energética e a sustentabilidade. Os veículos elétricos e híbridos representam uma forma de mobilidade que preserva recursos e não prejudica o ambiente. Este é o caso, por exemplo, de Curitiba, que tem sido referência para outros projetos. Mas temos ainda SãoPaulo, Rio de Janeiro, Brasília, Foz do Iguaçu entre outros que investem na busca de solução que preserve o meio-ambiente. Há várias empresas de olho neste setor Aliás, neste contexto, os primeiros 30 ônibus híbridos fabricados no Paraná, , começam a circular em Curitiba neste mês de setembro. Já São Paulo terá, também, em breve, frota de 50 híbridos A nova geração de ônibus híbridos, equipados com um motor a diesel de pequeno porte e um motor elétrico, aproveitam a energia gerada na frenagem para recarregar as baterias do veículo, contribuindo assim para a redução do consumo. As vantagens em adotar este tipo de veículo de transporte são muitas, a começar pela economia de até 37% no consumo, se comparado com os modelos a diesel. Além disso, há significativa redução das emissões de CO2, contribuindo assim para a melhoria da qualidade do ar nos grandes centros urbanos e a preservação do meio ambiente. (Os ônibus híbridos são fabricados em uma fabrica de origem sueca Volvo)
  26. 26. Transporte Sustentáveisnoticias.r7.com onibusparaibanos.com
  27. 27. Metano Na cidade de São Paulo, as usinas de metano implantadas nos aterros Bandeirantes e São João transformam o gás liberado pela decomposição do lixo e m eletricidade, reduzindo em 20% as emissões de poluentes do município Transformar montes de lixo em algo produtivo, que diminui a quantidade de gases tóxicos lançados na atmosfera e ainda gera energia: essa é a ideia por trás das usinas de metano em funcionamento na cidade de São Paulo. Até 2007, cerca de 25% das emissões de gases de efeito estufa de São Paulo vinham dos aterros Bandeirantes, ativo entre 1979 e 2006 e o maior da América Latina, e São João, que funcionou entre 1992 e 2007. Hoje, o metano (gás 21 vezes mais nocivo que o CO2) liberado pelos lixões é usado para gerar energia elétrica. Um acordo feito com a prefeitura permitiu que os dois lixões fossem explorados para produzir energia. As empresas responsáveis por eles (Loga e EcoUrbis - que cuidam do Bandeirantes e do São João, respectivamente) fecharam uma parceira com a Biogás para que o metano captado seja queimado e transformado em eletricidade. Os dois locais acumularam juntos 64 milhões de toneladas de lixo. O produto gerado por essa biomassa abastece 800 mil pessoas e reduz em 20% as emissões na cidade.
  28. 28. Metanoplanetasustentavel.abril.com.br savetheanimalsincludeyou.com
  29. 29. Conclusão O desenvolvimento sustentável é aquele que atende às necessidades do presente sem comprometer a possibilidade de as gerações futuras atenderem às suas próprias necessidades. Em outras palavras, é o equilíbrio na convivência entre o homem e o meio ambiente. Isso significa cuidar dos aspectos ambientais, sociais e econômicos e buscar alternativas para sustentar a vida na Terra sem prejudicar a qualidade de vida no futuro. Atualmente o que mais se fala é em projetos sustentáveis em todos os sentidos, isso porque apensar de a sustentabilidade e a idéia de ter novas atitudes pensando no meio ambiente e que qualquer atitude mal pensada hoje pode se tornar uma falha no futuro e te atingir .porém agora os países estão atrás deste assunto ,para melhorar o meio ambiente
  30. 30. As cidades sustentáveis Exemplos de cidades com práticas sustentáveis no Brasil : João Pessoa : destaque na proteção de áreas ambientais. Extrema : preservação de áreas protegidas e conservação das águas. Curitiba : planejamento urbano voltado para a sustentabilidade. Paragominas : combate ao desmatamento. Santana do Paranaíba : cooperativa de catadores. Londrina : eficiente programa de coleta seletiva do lixo.
  31. 31. Cidades Sustentáveis Paragominas João Pessoa Extrema Londrina Santana do Paraíba Curitiba infolavo.webnode.com.br
  32. 32. Fim
  33. 33. Bibliografia http://situado.net http://www.infoescola.com www.cidades.gov.br http://pt.scribd.com http://carroeletriconews.blogspot.com.br/2012/09/cidade s-brasileiras-investem-no.html http://irenaldoaraujo.blogspot.com.br/2011/06/metano- liberado-nos-lixoes-gera-energia.html Todabiologia.com
  34. 34. AlunosDaniela Cristina n° 05 Hellen Cristina nº 13 Isabela n° 14Jaciane Ferreira n° 15 8 ano E

×