Fonte de Informação - A Internet

3,300 views

Published on

Published in: Technology, News & Politics
  • Be the first to comment

Fonte de Informação - A Internet

  1. 1. Biblioteconomia e Ciência da Informação<br />bci11<br />
  2. 2. O que não está no Google não existe?<br />As informações na internet são confiáveis?<br />A internet acabará com os livros e com as bibliotecas tradicionais?<br />Questões<br />
  3. 3. Internet?<br />
  4. 4. A internet como fonte de informação<br />Fontes de Informação<br />
  5. 5. “Durante a GUERRA FRIA o mundo estava dividido em dois grandes blocos liderados pelos EUA e URSS.”<br />Origem: A ARPANET<br />
  6. 6. Primeira mensagem seria “LOGIN”. Só o “L” e o “O” foram transmitido.<br />Arpanet em dezembro de 1969<br />
  7. 7. 1970 - VintonCerf cunha a palavra “Internet”.<br />1971 – Surge o correio eletrônico.<br />Arpanet em junho de 1970<br />
  8. 8. Ray Tomlinson usa o símbolo @ pela primeira vez. Surge o primeiro vírus neste ano.<br />Arpanet em março de 1972<br />
  9. 9. A NORSAR da Noruega é a primeira instituição fora dos EUA a se conectar a ARPANET, em seguida a UniversityCollege de Londres.<br />Arpanet em setembro de 1973<br />
  10. 10. Surge o primeiro “serviço de referência” da ARPANET. Steve Walter cria uma lista de e-mails categorizados por interesses: a SF-Lovers.<br />Arpanet em julho de 1975<br />
  11. 11. 1977 - Primeira demonstração do TCP/IP – TransmissionControlProtocol/Internet Protocol no ano seguinte surge o SPAM.<br />Arpanet em março de 1977<br />
  12. 12. 1979 – Surge a USENET que permitia a troca de artigos entre grupos de usuários.<br />1978 – Surgem os EMOTICONS<br />
  13. 13. A Universidade McGill oferece o sistema de buscas ARCHIE. O primeiro sistema de buscas na internet.<br />1990 – Os primeiras tentativas de organização<br />
  14. 14. 1991 – Surge a World Wide Web<br />A RNP (Rede Nacional de Pesquisas) traz a internet para o BRASIL.<br />
  15. 15. Neste mesmo ano a Internet é disponibilizada comercialmente no Brasil<br />1995 – O primeiro livro é vendido pela net<br />
  16. 16. O primeiro blog foi criado por JornBarger e continua exatamente como criado em http://www.robotwisdom.com/<br />1997 – Surge o primeiro Blog<br />
  17. 17. Larry Page e Sergey Brin criam o Google.<br />1998 – Surge o GOOGLE<br />
  18. 18. No Brasil, o Bradesco já oferecia serviços de informações financeiras desde 1996. Três anos antes.<br />1999 – O primeiro Banco totalmente virtual<br />
  19. 19. A falta que faz um profissional da informação!<br />2000 – Y2K O bug do milênio<br />
  20. 20. Como a informação é gerada?<br />A informação é gerada por um produtor. (Redes de notícias, Institutos, Universidades, Governo, etc.)<br />Via de mão única.<br />A informação é gerada e consumida ao mesmo tempo.<br />Via de mão dupla.<br />PROSUMERS.<br />Até o século passado<br />Neste século<br />
  21. 21. Como organizar toda essa informação?<br />Como entregar a informação correta ao usuário interessado e no tempo certo?<br />Como saber se a informação é confiável?<br />Deve haver um controle dessas informações?<br />Essas informações devem ser totalmente públicas ou deve-se monetarizá-las?<br />Qual o valor dessas informação?<br />Problemas surgem:<br />
  22. 22. Quem vai resolver esSas questões?<br />
  23. 23. Inicia-se a era da colaboração<br />2001 – Nasce a Wikipedia<br />
  24. 24. Mais um suporte para músicas e vídeos?<br />2003 – Apple lança o iTunes<br />
  25. 25. 500 milhões de pessoas conectadas. No Brasil o Orkut ainda é o líder.<br />2004 – O Facebook dá as caras!<br />
  26. 26. 1 Gb grátis. Filantropia?<br />2004 – GMail<br />
  27. 27. Web 2.0 é um termo criado em 2004 pela empresa americana O'Reilly Media para designar uma segunda geração de comunidades e serviços, tendo como conceito a "Web como plataforma", envolvendo wikis, aplicativos baseados em folksonomia, redes sociais e Tecnologia da Informação.<br />2004 – Surge o termo WEB 2.0<br />
  28. 28. WEB 1.0 vs WEB 2.0<br />Diretórios X Tags<br />X<br />Help X Wiki’s<br />Publicação<br />X<br />Participação<br />X<br />
  29. 29. Agora qualquer um é um produtor de vídeos, conteúdos...<br />2005 – Nasce o Youtube<br />
  30. 30. ...e notícias!<br />2006 – O passarinho sai do ninho<br />
  31. 31. A era da mobilidade tem início!<br />2007 – Surge o Kindle e o Iphone<br />
  32. 32. Quer se esconder? Fique em casa!<br />2009 – Os aplicativos sociais móveis<br />
  33. 33. E-Reader para inclusão digital?<br />2010 – O Tablet da Apple<br />
  34. 34. Indicadores de Qualidade<br /><ul><li>Informação de identificação
  35. 35. Consistência das informações
  36. 36. Confiabilidade das fontes
  37. 37. Links
  38. 38. Facilidade de uso
  39. 39. Layout da fonte
  40. 40. Suporte ao usuário</li></li></ul><li>BDTD- Biblioteca Digital Brasileira de Teses e Dissertações<br />
  41. 41. ScientificEletronicLibrary Online<br />
  42. 42. Livre! Portal de Periódicos de Livre Acesso<br />
  43. 43. BASE – BielefeldAcademic Search Engine<br />
  44. 44. Não está no google não existe?<br />
  45. 45. Será?<br />O Google avalia que existem no mundo 129.864.880 livros e afirma ter digitalizado 15 milhões deles - ou cerca de 12%.<br />Brewster Kahle, o criador do Internet Archive, avaliava, em 1997, que a média de vida de uma URL era de 44 dias.<br />A maior parte da informação “confiável” se encontra restrita em repositórios destinados a assinantes e que o Google não consegue indexar.<br />As técnicas de SEO (Search EngineOptimization) ainda são recentes e ninguém a não ser o próprio Google conhece suas regras de avaliação de relevância das informações.<br />Nunca se editaram tantos livros como atualmente.<br />
  46. 46. Que tal citar a wikipedia como fonte de informação?<br />
  47. 47. Que apenas 1 em cada 7.590 verbetes são certificados na Wikipedia Lusófona.<br />Própria Wikipedia admite <br />“Considerando que a Wikipédia lusófona possui atualmente um número total de 683.132 artigos, entre os quais estão 363 destacados e 90 bons, pode-se afirmar que, de modo aproximado, 1 de cada 7590 são exclusivamente desse nível e 1 de cada 1508 artigos cumprem com os critérios de avaliação.”<br />Fonte: Wikipedia. Acesso em: 01 de maio de 2011, 22:05h.<br />
  48. 48. John Seigenthaler<br />“John Seigenthaler Sr era assistente do procurador-geral Rober Kennedy, em princípios da década de 1960. Durante pouco tempo, considerou-se que ele estivesse envolvido diretamente nos assassinatos dos irmãos Kennedy, de John e do irmão Bobby. Nada se provou.”<br />(Wikipedia , 2005)<br />
  49. 49. Wikipedia é tão ruim assim?<br />Em verbetes populares como “ISLAMISMO” o tempo médio de reparo é de QUATRO MINUTOS.<br />É AUTO-ORGANIZADA. O que aparentemente geraria CAOS acabou gerando organização.<br />Oferece todos os verbetes esperados de um livro de referência de primeira classe e centenas de milhares de outros inusitados.<br />A extensão média de um verbete da Britannica é de 678 palavras. Na Wikipedia mais de 200 mil verbetes são maiores que isso.<br />Wikipedia: 3.630.422 artigos em inglês. Enciclopédia Britânica: 80 mil. Encarta: 4.500 artigos.<br />Então, qual a maneira correta de utilizá-la?<br />
  50. 50. O fim do livro?<br />
  51. 51. Alguns fatos<br />Ano de 2011 – 1.000.000 de novos livros até agora.<br />Na Grã-Bretanha, em um único dia - a "super quinta-feira", 1º de outubro de 2010 - foram publicadas 800 novas obras.<br />Mais 764.448 títulos produzidos por edições dos próprios autores ou editados, a pedido, por microempresas.<br />Livros Digitais são livros. Muda-se apenas o suporte.<br />
  52. 52. E as bibliotecas?<br />
  53. 53. Alguns fatos<br />As 85 bibliotecas vinculadas ao sistema da biblioteca Pública de Nova York estão abarrotadas de gente.<br />Oferecem, além do empréstimo de livros, diversos outros serviços de informação.<br />Embora continuem a fornecer livros no futuro, também funcionarão como centros nervosos para a informação digitalizada.<br />
  54. 54. Vamos supor que eu seja um colecionador de selos.<br />2011 ~ Futuro – WEB SEMÂNTICA?<br />Web 3.0<br />Explanado com um selo<br />
  55. 55. ...eu coleto uma grande quantidade de selos.<br />Ao longo dos anos...<br />
  56. 56. Com informações relevantes sobre o selo para fim de catalogação.<br />Para cada selo eu crio um documento<br />
  57. 57. Mas...<br />Isso se torna MUITOS documentos<br />
  58. 58. Como eu localizarei um único selo?<br />?<br />Mas é claro!<br />
  59. 59. Supondo que eu busque um selo vermelho<br />O que o Google<br />Me apresenta?<br />
  60. 60. Isso não seria muito inteligente<br />Mas como fazer o computador entender ou saber o que quero dizer?<br />Selos vermelhos<br />Selos do Camboja (Vermelhos)<br />Selos do mar vermelho<br />Selo do aniversário da cruz vermelha<br />Selos dos dragões vermelhos<br />Selos da china<br />
  61. 61. Resposta: Quando decrevemos estruturalmente que um selo é um selo e vermelho é uma cor.<br />
  62. 62. Esses dados podem ser estruturado em um Banco de Dados armazenando essas informações.<br />Diferentes bancos de dados podem ser conectados formando uma base de dados descomunal.<br />Banco de dados de selos<br />Banco de dados de países<br />Banco de dados de cores<br />Banco de dados de negociantes de selos<br />
  63. 63. Web 3.0 cria uma grande coleção de dados que pode ser conectada sob demanda.<br />Acordos são feitos sobre a Estrutura e Descrição dos dados. <br />Onde os dados estão localizados é irrelevante. <br />Vinculação de dados é o poder da web 3.0<br />Então qual é o segredo?<br />
  64. 64. ..."eu quero todos os selos vermelhos, projetado na Europa, mas utilizado em EUA, entre 1980 e 1990" é uma questão que terá uma melhor resposta com a web 3.0.<br />Assim,...<br />
  65. 65. BCI 11 – Fontes de Informações<br />Profª Dra. Ariadne Chloe Mary Furnival<br />Gabriel Ribeiro de Oliveira<br />Jader Carlos Vieira<br />Lucas Rafael Pessota<br />Marcos TeruoOuchi<br />Marilene da Silva Santos<br />
  66. 66. referências<br />TOMAÉL, Maria Inês. et al. Critérios de qualidade para avaliar fontes de informação na internet. IN: TOMAÉL, M. I.; VALENTIM, M. L. P. (Orgs.). Avaliação de fontes de informação na Internet. Londrina: Eduel, 2004.<br />HEART, F.; MCKENZIE, A.; MCQUILLIAN, J.; WALDEN, D. ARPANET Completion Report. Burlington: Bolt, Beranekand Newman, 1978. Disponível em: <http://som.csudh.edu/fac/lpress/history/arpamaps/>. Acesso em: 01 de maio de 2011.<br />SALES, R.; DE ALMEIDA, P. P. Avaliação de fontes de informação na internet: avaliando o site do NUPILL/UFSC. Campinas: Revista Digital de Biblioteconomia e Ciência da Informação, 2007, v. 4, n. 2, p. 67-87.<br />DARNTON, R. O Livro e a Internet: Cinco mitos sobre a idade da informação. Ed. Observatório da Imprensa, 2011. Reproduzido de TheChronicleofHigherEducation, 17/04/2011.<br />SULLIVAN, T. B. Academic Library Autopsy Report, 2050. Disponível em: <http://chronicle.com/article/Death-by-Irony-How-Librarians/125767/>. Acesso em: 01 de maio de 2011.<br />ANDERSON, Chris. Free: o futuro dos preços. Tradução Cristina Yamagami. Rio de Janeiro: Elsevier, 2009. 269 p.<br />ANDERSON, Chris. A Cauda Longa: do mercado de massa para o mercado de nicho. Tradução de Afonso Celso da Cunha. Serra: Elsevier Editora, 2006.<br />
  67. 67. referências<br />THE IT CROWD: The Speech. Produção de AshAtalla. Londres: TalkbackThamesProductions, 2008. Disponível em: < http://www.youtube.com/watch?v=hARoO8yw0Hg>.Legendado. Port.<br />DISCOVERY Channel: A Internet. Disponível em: < http://www.discoverybrasil.com/internet/comeca-a-funcionar-a-arpanet.shtml >. Acesso em: 01 de maio de 2011.<br />ARCHIE, Thefirst search engine. Disponível em: http://www.isrl.illinois.edu/~chip/projects/timeline/1990archie.htm . Acesso em 01 de maio de 2011.<br />FINDING Stuff Online: 20 Years of Innovative Search Engines. Disponívelem: http://www.pcworld.com/article/205185/finding_stuff_online_20_years_of_innovative_search_engines.html. Acesso em 01 de maio de 2011. <br />COMPUTER World: Aonde anda você? Disponível em: <http://computerworld.uol.com.br/carreira/2005/12/30/idgnoticia.2006-03-29.9374082955/> . Acesso em: 01 de maio de 2011.<br />ARTISTA transforma artigos da Wikipedia em livro de 5 mil páginas.Disponível em: <http://g1.globo.com/tecnologia/noticia/2011/03/artista-transforma-artigos-da-wikipedia-em-livro-de-5-mil-paginas.html>. Acesso em 01 de maio de 2011.<br />APPLE iTunes. Sua central de entretenimento. Disponível em: < http://www.apple.com/br/itunes/ >. Acesso em: 01 de maio de 2011.<br />A WEB 2.0. Disponível em: <http://pt.wikipedia.org/wiki/Web_2.0>. Acesso em:01 de maio de 2011.<br />KINDLE. Disponível em: <https://kindle.amazon.com/>. Acesso em: 01 de maio de 2011.<br />TWITTER. Disponível em: <http://pt.wikipedia.org/wiki/Twitter>. Acesso em 01 de maio de 2011.<br />
  68. 68. referências<br />SOBRE a crise nas bibliotecas. Disponível em: <http://doraexlibris.wordpress.com/2011/02/10/sobre-a-crise-das-bibliotecas/>. Acesso em: 01 de maio de 2011.<br />WEB 3.0 explained with a stamp (pt I: the basics). Disponívelem: <http://www.slideshare.net/freekbijl/web-30-explained-with-a-stamp>. Acesso em: 02 de Mai de 2011.<br />A HISTÓRIA da internet. Disponível em: http://pt.wikipedia.org/wiki/Hist%C3%B3ria_da_Internet.Acesso em: 28 de Abril de 2011<br />A HISTÓRIAda Internet - Como Tudo Começou. Disponível em: http://kplus.cosmo.com.br/materia.asp?co=11&rv=Vivencia.Acesso em 04 de Abril de 2011<br />A HISTÓRIAda internet. Disponível em: http://www.artigonal.com/ti-artigos/a-historia-da-internet-737117.html. Acesso em: 04 de Abril de 2011<br />

×