Successfully reported this slideshow.

Shell e Greenpeace - Anticampanha - Artic Ready

4

Share

Loading in …3
×
1 of 33
1 of 33

More Related Content

More from Nino Carvalho - Consultor e Professor

Related Audiobooks

Free with a 14 day trial from Scribd

See all

Shell e Greenpeace - Anticampanha - Artic Ready

  1. 1. Artic Ready “Anticampanha” contra a Shell Material para Fins Educacionais Nino Carvalho, Prof. MSc @ninocarvalho • CONSULTOR em Planejamento Estratégico de Marketing Digital • CAPACITAÇÃO E TREINAMENTO para organizações públicas e privadas • COORDENA o MBA e Pós-MBA em Marketing Digital da FGV no Brasil
  2. 2. O QUE FAZEMOS? Nosso foco está em TREINAMENTO, PLANEJAMENTO e ESTRATÉGIA DE COMUNICAÇÃO e MARKETING DIGITAL para organizações PÚBLICAS e PRIVADAS. Contamos com especialistas em diferentes segmentos e atendemos a diversas soluções, entre elas: • Planejamento de Comunicação e Marketing • Estratégias de Mídias Sociais • Inteligência Competitiva no Ambiente Digital • Gestão de Presença Online • Capacitação e Treinamento em Mídias Digitais • Comércio Eletrônico Orientamos e gerenciamos as ações de nossos clientes em áreas como: • Redes Sociais • e-Branding • Monitoramento de Marca • Marketing de Busca (SEM/SEO) • Gerenciamento de e-crises • Concepção e Implantação de Sites, • RP 2.0 Hotsites e Blogs
  3. 3. PRINCIPAIS DIFERENCIAIS EQUIPE PREMIUM • experiência prática e acadêmica • vivência em empresas multinacionais, organizações públicas e agências FOCADO NO NEGÓCIO estamos aqui para maximizar seus lucros e resultados ESPECIALIZADOS EM • B2B • Setor Público • Setores Muito Regulamentados • Programas de Capacitação na área Digital NETWORKING acesso e estreito relacionamento com principais profissionais, influenciadores e agências do mercado
  4. 4. EXPERIÊNCIA E PORTFOLIO Presidência da República Superior Tribunal de Justiça
  5. 5. MOTIVAÇÃO E PROPÓSITO Esta pesquisa foi feita com o propósito de analisar como determinadas ações na internet podem repercutir contra ou a favor de organizações de diversas áreas e segmentos. Neste documento, apresentaremos um exemplo de uso da internet como complemento de uma ação de protesto contra uma grande empresa que oferece riscos e danos ao meio ambiente em uma região de preservação. Esta pesquisa foi realizada e divulgada para fins meramente educacionais. A ideia é compartilhar com o mercado (profissionais, professores/acadêmicos e estudantes/estudiosos das áreas de comunicação e marketing digital) cases que podem ser úteis para orientar futuras incursões de organizações de diferentes naturezas e setores no mundo online. A utilização deste material é aberta e livre, desde que respeitados os créditos e fontes. Assim, reforçamos que não é colocado em questão a idoneidade das marcas aqui tratadas ou a qualidade de seus produtos ou serviços. Os cases são apresentados de maneira objetiva e racional, baseados em fatos e com larga opções de referências para consulta e aprofundamento.
  6. 6. SHELL > VISÃO GERAL A Shell é uma das maiores empresas petrolíferas do mundo. Fundada em 1907 na Holanda, atualmente opera em mais de 140 países e é a maior multinacional do mundo, em termos de receita. Suas principais atividades são: exploração e produção, gás e energia, produtos petroquímicos, energia renovável e comércio/distribuição.
  7. 7. SHELL > BRASIL A Shell está no Brasil desde 1913. Atualmente, possui atividades em upstream (extração de gás natural, geração de energia e exploração e produção) e downstream (logística de vendas dos derivados prontos - Químicos, Shell Marine e Suprimentos e Distribuição). A Shell Brasil tem cerca de 2 mil funcionários e faturamento de R$ 25 bilhões/ano, respondendo por aproximadamente 16% do mercado nacional de distribuição de combustíveis.
  8. 8. SHELL >RESPONSABILIDADE SÓCIO-AMBIENTAL Em seu site institucional, a Shell apresenta uma seção que trata, exclusivamente, sobre as ações e o relacionamento da empresa com o tema: sociedade e meio ambiente.
  9. 9. SHELL > ÁRTICO Há, ainda, uma seção que fala sobre as atividades da empresa na região do Ártico. A Shell afirma que desenvolveu “uma gama de tecnologias para a produção de petróleo e gás nesta região para enfrentar os desafios sociais e ambientais”.
  10. 10. Case Shell x Greenpeace – Material para Fins Educacionais Nino Carvalho Consultoria RJ SP Bsb
  11. 11. A CAMPANHA Em junho de 2012, surgiu uma suposta campanha da Shell que chamava a atenção para os novos campos de exploração no Círculo Polar Ártico. O site Artic Ready, que possui layout idêntico ao portal institucional da Shell, apresenta a campanha “Let’s Go! Artic” como uma maneira da Shell mobilizar os internautas sobre como a produção de energia no Ártico poderá gerar combustível a preços acessíveis e, consequentemente, “transformar o mundo”.
  12. 12. A CAMPANHA Foi criado um perfil no Twitter intitulado de “equipe de Social Mídia” para interagir com os participantes da “campanha. Criado em 17 de julho, o perfil conta com mais de 3.500 seguidores e um alto índice de relevância Klout. Dados compilados em 08/08/2012
  13. 13. A CAMPANHA Já a página no Facebook parece ter menos impacto: pouco mais de 60 curtidores e fraca participação dos usuários. Dados compilados em 08/08/2012
  14. 14. A CAMPANHA A principal peça da “campanha” foi um vídeo que mostrava um “desastre” num suposto evento da Shell: um “derramamento” na plataforma em miniatura que servia bebida aos convidados. A senhora que aparece no vídeo foi apresentada como a viúva do designer da sonda, mas na verdade é Dorli Rainey, uma ativista que ficou conhecida após ser agredida com spray de pimenta pela polícia de Seattle. Até o momento, o vídeo recebeu mais de 1.500 comentários e 800 mil visualizações. Dados compilados em 08/08/2012
  15. 15. A CAMPANHA A ação no site sugere que os internautas utilizem o gerador de anúncio do site para escolher uma imagem e publicar um slogan com este tema. O curioso é que todas as mensagens publicadas no site se referem a desastres ambientais e riscos da exploração da Shell no Ártico! Seria uma campanha mal sucedida da gigante do petróleo?
  16. 16. ninocarvalho.com.br
  17. 17. ninocarvalho.com.br
  18. 18. ninocarvalho.com.br
  19. 19. Case Shell x Greenpeace – Material para Fins Educacionais Nino Carvalho Consultoria RJ SP Bsb
  20. 20. REPERCUSSÃO E IMPACTO A campanha ganhou repercussão rapidamente em sites de notícias, blogs e nas redes sociais. Muitos internautas aproveitaram para comentar as ações criticando a Shell pela falha na campanha.
  21. 21. ninocarvalho.com.br
  22. 22. REPERCUSSÃO E IMPACTO
  23. 23. REPERCUSSÃO E IMPACTO Na verdade, as ações foram orquestradas por ativistas do Greenpeace e do The Yes Men (dupla que faz paródia de peças publicitárias e outdoors conhecidos com o objetivo de “aumentar a consciência sobre as mais importantes questões socioambientais”). O Greenpeace assumiu a autoria da “campanha” neste artigo. Os ativistas do The Yes Men já realizaram outro protesto contra a Shell em 2010: um vídeo em que um suposto executivo da empresa se desculpava pelos problemas ambientais causados na Nigéria. Na época, a Shell ignorou a ação e não fez nenhuma declaração sobre o vídeo.
  24. 24. POSICIONAMENTO DA SHELL A Shell reagiu às ações com tranquilidade: publicou uma nota de esclarecimento no site oficial, afirmando que a campanha não tem qualquer relação com a empresa e que está à disposição para esclarecimentos. Apesar da repercussão do fato, o assunto foi encerrado com a decisão de não processar o Greenpeace.
  25. 25. POSICIONAMENTO DA SHELL
  26. 26. Case Shell x Greenpeace – Material para Fins Educacionais Nino Carvalho Consultoria RJ SP Bsb
  27. 27. OUTRAS AÇÕES DO GREENPEACE O Greenpeace continua empenhado em defesa do Ártico: atualmente este é o tema principal de sua fanpage global. O assunto também é lembrado com frequência no Twitter.
  28. 28. OUTRAS AÇÕES DO GREENPEACE Save the Artic: Site de campanha legítima do Greenpeace em defesa do Ártico
  29. 29. OUTRAS AÇÕES DO GREENPEACE ninocarvalho.com.br
  30. 30. OUTRAS AÇÕES DO GREENPEACE ninocarvalho.com.br
  31. 31. Case Shell x Greenpeace – Material para Fins Educacionais Nino Carvalho Consultoria RJ SP Bsb
  32. 32. REFERÊNCIAS  The Yes Men – Wikipedia  Shell Brasil – site oficial  Artigo do Greenpeace sobre a “campanha”  Royal_Dutch Shell – Wikipedia  Busca por #ShellFail – Topsy  Shell Global – site oficial  Nota de esclarecimento sobre a  Flickr Royal Dutch Shell campanha – site oficial da Shell  Shell Brasil – História  Artigo do Mashable esclarecendo que o Twitter @ShellisPrepared é um “hoax”  Shell Global – Sociedade & Meio ambiente  Artigo da gCaptain.com sobre o vídeo #shellfail  Shell in Artic – site oficial  Notícia do Huffington Post, sobre decisão da Shell de não processar o Greenpeace  ArticReady.com  Facebook /Greenpeace.international  Twitter @ShellisPrepared  Twitter @GreenpeaceUK  Klout @ShellisPrepared  Save the Artic: site do Greenpeace  Facebook /ShellArcticReady  Artigo do Greenpeace: Nestlé financia  #ShellFAIL: Private Arctic destruição de floresta e põe orangotangos Launch Party Goes Wrong – YouTube no rumo da extinção  Artigo do Scienceblogs:  Artigo do Greenpeace: Floresta nas lixeiras A melhor campanha da Shell, ou não dos fast foods  Artigo do 30 segundos: E agora, Shell?  Artigo do Greenpeace: Greenpeace faz protesto pacífico na porta da INB  Greenpeace – site oficial  Artigo do Greenpeace: A nuvem suja por trás  The Yes Men - site oficial da Apple ninocarvalho.com.br
  33. 33. relacionamento@ninocarvalho.com.br http://ninocarvalho.com.br @ninocarvalho Artic Ready Uma “anticampanha” contra a Shell

×