Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Caso prático adrarte

1,182 views

Published on

Published in: Business
  • Be the first to comment

Caso prático adrarte

  1. 1. 1 CASO PRÁTICO ADRARTE Ana Catarina Siva Nicole Fernandes Ana Rita Monteiro Francisca Araújo
  2. 2. 2 Índice Table of Contents Introdução ...............................................................................................................3 Fase nº 4 – Definição do problema............................................................................6 Fase nº 5 – Geração de soluções ...............................................................................7 Fase 6 e 7 – Escolha da alternativa mais adequada/Definição do plano de ação ........8 Questão 2............................................................................................................... 10 Que problemas organizacionais apresenta a Adrarte?............................................. 10 Questão 3............................................................................................................... 11 Explique ao Sr. André como é que poderia melhorar a gestão da sua empresa com o planeamento.......................................................................................................... 11
  3. 3. 3 Introdução Este trabalho foi realizado no âmbito da disciplina de Principio de Gestão de empresas onde nos foi proposto a resolução do caso pratico nº8 “ Adrarte “. Na elaboração deste trabalho vamos dar a conhecer as diferentes fases necessárias para que o caso seja resolvido. São elas então a leitura do caso, a reunião dos factos, a avaliação da Informação, a definição do problema, o estabelecimento de soluções alternativas, a escolha da Alternativa mais adequada e por fim a elaboração de um plano de acção.
  4. 4. 4 Fase nº 1- Leitura do caso Fase nº 2- Reunião de dados -> Empresa de cutearia da zona centro -> Média dimensão -> Procura sempre ter equipamentos modernos -> Boa localização que satisfaz o mercado regional -> Com o alargamento dos mercados a empresa começou a exportar -> O fundador não admitia quadros para o auxiliarem nas suas tarefas de gestão. -> Resultados negativos e vendas em queda -> Continua a gerir a empresa da mesma forma mesmo perante esta situação
  5. 5. 5 Fase nº 3 – Ordenação, avaliação e extrapolação da informação -> A Adrarte é uma empresa fundada pelo Sr. André. Trata-se de uma organização de média dimensão com 70 trabalhadores. -> Procura usar sempre equipamentos modernos, havendo assim um grande investimento em novas máquinas e tecnologias com o intuito de ser mais competitiva no mercado. -> Localiza-se numa ótima zona o que lhe permite satisfazer a região e com isso a empresa foi crescendo. O alargamento dos mercados fez com que se exportasse a maioria da sua produção sendo as vendas feitas por intermediários que procuravam fornecedores a preços baixos, o que constitui um dos problemas na gestão da empresa. -> Como o Sr. André não aceitou quadros para o auxiliar na gestão da empresa a gestão é centralizada. a empresa apresenta , nos últimos anos, resultados negativos assim como vendas em queda acentuada, para além disto apareceram ainda novos concorrentes de exportação do Brasil, Índia e China com produtos de baixo preço. -> O Sr. André decidiu não mudar a sua forma de gestão da empresa e continuava a apresentar no mercado produtos de qualidade a preço médio-alto. -> O fundador acredita que para reverter a situação é essencial uma produção eficiente das operações.
  6. 6. 6 -> Na empresa efetuava-se apenas um planeamento da produção e coordenação entre diferentes áreas que contava com o Sr. André e mais 30 colaboradores. -> No geral, os problemas são os preços mais baixos da concorrência, o que faz com que a empresa não seja competitiva o suficiente uma vez que apresenta no mercado produtos de qualidade e de preço médio- alto. Fase nº 4 – Definição do problema Através dos problemas intermédios conclui-se que o problema geral da empresa, sendo que a sua competitividade no mercado entra em risco face aos seus novos concorrentes do Brasil, China e Índia uma vez que estes apresentavam produtos de baixo preço ao passo que a Adrarte colocava no mercado produtos a preço médio-alto. A empresa é eficiente pois encontra-se dotada de equipamentos modernos de produção visto que procura cumprir bem os meios mas não é eficaz na medida em que não mostra relevância nos fins. Pode tomar-se como exemplo as vendas a intermediários que procuravam fornecedores a preços baixos.
  7. 7. 7 Fase nº 5 – Geração de soluções Ora, como soluções temos:  Vender os produtos diretamente aos clientes, sem ser por intermediários, pois faz com que sejam vendidos a um preço mais baixo e em maior quantidade;  Uma otimização de recursos estabelecendo uma relação horas- homem-máquina, uma vez que se nota uma maior produção com menos horas de trabalho do homem;  Implantação de um novo sistema de controlo de gestão na medida em que se identificam e se reduzem os custos de atividades desnecessárias;  Revisão do planeamento e da organização da empresa, uma vez que o presidente fez questão de manter a mesma gestão desde a sua fundação. Esta gestão encontra-se desatualizada face à nova era de mercados existentes, da economia, da concorrência com produtos de baixo preço o que faz com que seja eficiente mas não eficaz.  Departamentalização ou agrupamento das funções.  Delegação de tarefas  Contratar um gestor de nível intermédio para o auxiliar nas tarefas de planeamento e produção e coordenar as diferentes áreas.  Maior rapidez na tomada de decisões;  Aumenta a motivação, a moral e a cooperação;  Conduz a melhores decisões e ao trabalho mais bem estruturado;  Permite desempenhar tarefas mais complexas;
  8. 8. 8  Aposta no departamento de marketing, o que permite manter a qualidade/preço.  Baixar os preços e reduzir a qualidade.  Apostar no estudo e seleção de mercados para investir naqueles que valorizem a qualidade de produção. Fase 6 e 7 – Escolha da alternativa mais adequada/Definição do plano de ação As soluções que apontamos na fase anterior são todas adequadas. Os últimos dois tópicos acima mencionados juntos não se conjugam, o que quer dizer que dada a situação da empresa faz com que o presidente tenha que optar por apenas uma destas opções como por exemplo, ao baixarmos os preços e a qualidade dos produtos já não é tão necessário apostar no estudo de mercados para valorizarem a sua produção. As restantes completam-se umas às outras e não funcionam individualmente. Elas modelam-se entre si de forma a criar uma estrutura mobilizada para dar uma nova imagem e reputação à empresa e assim sair da “espiral negativa” da recessão económica e da falta de competitividade perante os países concorrentes. Assim, pode prosseguir-se à pesquisa de novos centros de formação de planeamento e organização e fazer cumprir a competitividade da Adrarte.
  9. 9. 9 Questão 1 A Adrarte é eficaz? Explique com base neste conceito as dificuldades da empresa. Tendo em conta que a eficácia é uma medida normativa inteiramente ligada à preocupação em fazer as coisas adequadas, de modo a responder às necessidade de uma empresa e ao seu meio ambiente envolvente, é claramente visível que a ADRARTE não é uma empresa eficaz. Os recursos podem ser físicos, financeiros, humanos, de marketing ou administrativos: neste caso, a ADRARTE é eficaz pois apresenta recursos físicos como matérias-primas, equipamentos modernos. Todavia, não é eficaz em termos de recursos intangíveis tornando-se num negócio não competitivo no mercado. Assim, é necessária a criação de novos mecanismos para contrair estes aspetos negativos pois a empresa é eficaz na medida em que continua a ter em atenção as máquinas mais recentes mas isso faz com que os preços sejam mais altos; o facto de ser eficiente faz com que sejam preços médio-alto, ou seja, existe uma relação entre mão-de-obra e a produção que faz com que a empresa seja competitiva.
  10. 10. 10 Questão 2 Que problemas organizacionais apresenta a Adrarte? Uma empresa ou organização funciona através da relação trabalhadores- recursos disponíveis de modo a atingir os objectivos pretendidos. Assim, elevam-se três grandes problemas: Primeiro grande problema: - Inexistência de um agrupamento de funções; - Departamentalização, que consiste no agrupamento de funções semelhantes ou atividades principais em unidades de gestão, de forma a simplificar o trabalho do gestor e a aumentar a eficiência do gestor, havendo assim um aproveitamento dos recursos disponíveis; Segundo grande problema: - Não existência de uma delegação de tarefas; - Ou seja, tal como explica o conceito de delegar, deveria existir uma transferência de autoridade e responsabilidade, embora isto não se traduza numa perda de responsabilidade por parte do gestor. Terceiro grande problema: - Estrutura organizacional simples, ou seja, a empresa não tem a estrutura organizacional mais correta para progredir.
  11. 11. 11 Resumidamente, os grandes problemas organizacionais que a Adrarte apresenta são, a inexistência de agrupamento de tarefas, a falta de delegação das mesmas e a inexistência de uma estrutura organizacional correta. Questão 3 Explique ao Sr. André como é que poderia melhorar a gestão da sua empresa com o planeamento. São muitas as empresas em dificuldades neste momento. Quando a economia entra em recessão, a maior parte começa por perder alguns dos seus clientes e sofrer prejuízos se não reagem atempadamente, é quase certo que estas empresas entrem numa espiral negativa: reduzem custos, endividam-se excessivamente e comprometem o futuro.  Vender os produtos diretamente aos clientes, sem ser por intermediários, pois faz com que sejam vendidos a um preço mais baixo e em maior quantidade;  Uma otimização de recursos estabelecendo uma relação horas- homem-máquina, uma vez que se nota uma maior produção com menos horas de trabalho do homem;  Implantação de um novo sistema de controlo de gestão na medida em que se identificam e se reduzem os custos de atividades desnecessárias;  Revisão do planeamento e da organização da empresa, uma vez que o presidente fez questão de manter a mesma gestão desde a sua fundação. Esta gestão encontra-se desatualizada face à nova era de
  12. 12. 12 mercados existentes, da economia, da concorrência com produtos de baixo preço o que faz com que seja eficiente mas não eficaz.  Departamentalização ou agrupamento das funções.  Delegação de tarefas  Contratar um gestor de nível intermédio para o auxiliar nas tarefas de planeamento e produção e coordenar as diferentes áreas.  Aposta no departamento de marketing, o que permite manter a qualidade/preço.  Baixar os preços e reduzir a qualidade.  Apostar no estudo e seleção de mercados para investir naqueles que valorizem a qualidade de produção.  Maior rapidez na tomada de decisões;  Aumenta a motivação, a moal e a cooperação;  Conduz a melhores decisões e ao trabalho mais bem estruturado;  Permite desempenhar tarefas mais complexas Venda direta ao cliente, uma vez que maximiza o lucro Otimização de recursos, relação horas-homem- máquina Implementação de novo sistema de gestão Reduzir custos de atividades desnecessárias Ser competitiva no mercado com produtos de qualidade

×