Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Paixão no amor companheiro

  • Be the first to comment

Paixão no amor companheiro

  1. 1. Despertar a Paixãono Amor Companheiro Joana Florindo - Psicóloga Clínica www.oficinadepsicologia.com
  2. 2. Do Amor Apaixonado… já Camões nos dizia que “é fogo que arde sem se ver”, num sentir interno, intenso e ardente, que nos permiteviver em constante chama de paixão, fascínio e fantasia...
  3. 3. Sabendo que fisiologicamente a nossa resistêncianão nos permitiria viver continuadamente em tal estado de paixão, conseguimos entender o processo de transição do amor apaixonado para o amor companheiro, como algo natural, e até saudável, que nos protege da exaustão e degradação física e psicológica.
  4. 4. Mas desenganem-se os que pensam queneste estado de amor, companheiro, não é possível haver lugar a paixão. Acreditando que ela se consumiu, para sempre…
  5. 5. O segredo de poder experimenta-la ao longo do amorcompanheiro é continuar a investir na relação, nutrindo-ae cuidando-a diariamente, e com alguma criatividade,promover momentos a dois,permitindo reacender o fogodessa chama...
  6. 6. Aqui ficam algumas sugestões que vos podem ser úteis, deixando depois à vossa imaginação, a sua passagem à prática…
  7. 7. * Saiam da rotina: Encontrem algo diferente para fazer, a doisExperimentem agir como namorados, determinem um diapor semana para poderem sair sozinhos, ir ao cinema oujantar naquele restaurante que tantoquerem conhecer…
  8. 8. … Ou vão além disso, e inscrevam-se em conjunto numasaulas de Italiano, de mergulho, de ténis, ou de dança,conciliando neste último caso, a possibilidadede aprenderem a dois uns passos sensuais,fazerem exercício físico e aindaaliviarem os stresses diários;
  9. 9. * Expressem os afectos um pelo outroUtilizem a linguagem verbal, mas também a não verbal, e neste caso específico, façam-no através do toque, do olhar, das carícias e dos beijos.
  10. 10. Lembrem-se que um simples toque pode ser um óptimo estimulante, mas também uma fonte de aconchego e de conforto, físico e psicológico, que promove intimidade e bem-estar. Não se inibam de trocar beijos ou carícias enquanto vêem televisão ou preparam o jantar em conjunto;
  11. 11. * Comuniquem abertamenteUma comunicação verbal aberta e clara é um dos elementos fundamentais para uma boa vivência relacional e sexual. Partilhem livremente e de forma tranquila aquilo quepensam e sentem, aumentando a confiança e a intimidade;
  12. 12. * Surpreendam-se mutuamente Apoiem-se na vossa imaginação,naquilo que sabem que o outro gosta, e preparem surpresas um ao outro.
  13. 13. Enviem mensagens românticas de chocolate pelo correio,deixem uma mensagem especial sobre a almofada antesde se deitarem, preparem um banho de espuma relaxantepara os dois, ou uma sessãode massagens ao final do dia…
  14. 14. … Ou vão ainda mais longe, e partam finalmentena tal viajem, para a qual estão há anos a poupardinheiro, e que consecutivamente adiam, porque nunca encontram o momento certo;
  15. 15. * Brinquem e riam em conjuntoPara além do sentido de humor,que também deve ser cuidado narelação, chamo à atenção para ovosso lado mais infantil e activo.
  16. 16. Deixem vir ao de cima a criança que há em vós,soltem-se, experimentem fazer uma corrida na praia, uma luta de almofada ou uma sessão de cócegas…
  17. 17. Este tipo de actividades permite-vos não só a partilha da companhia um do outro, de uma forma divertida e solta, como promove ainda o aumento dointeresse sexual, através da activação física e hormonal;
  18. 18. * Despertem a sensualidade que há em vós Libertem-se e experimentem fazê-lo através deuma sessão de dança, da utilização de uma lingerie mais ousada, ou através de uma troca de massagens, com cremes ou óleos aromáticos;
  19. 19. * E não se esqueçam, celebrem a vossa relação Não o façam unicamente nos dias de aniversário. Sejam criativos, utilizem a imaginação e o mistério edivirtam-se a reacender a chama da paixão que há em vós;
  20. 20. E mesmo com impedimentos, como crianças pequenas emcasa ou questões laborais, não negligenciem a vossa relação, nem a tomem como garantida, ela não se renova sozinha, cuidem e alimentem-na em conjunto, diariamente, e vivam uma relação mais íntima, coesa e apaixonada.
  21. 21. Despertem a Chama da Paixãono Amor Companheiro www.oficinadepsicologia.com contacto@oficinadepsicologia.com

×