Carreiras na Administração Pública

2,890 views

Published on

Carreiras na administração pública, I Fórum de Ciências Sociais e Políticas, ISCSP, AP, Carreira, Administração, David Ferraz, reforma
21 de Março de 2011

Published in: Education
0 Comments
2 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
2,890
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
512
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
2
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Carreiras na Administração Pública

  1. 1. Carreira na Administração Pública David Ferraz
  2. 2. O conceito de carreira
  3. 3. O surgimento do conceito de carreira
  4. 4. Conceito de carreira Administração Tradicional Contexto: (Rosenbloom, 1998; Pitschas, 2006) Objectivo: Abolir situações de nepotismo e patronage Meios: Estatutos dos funcionários públicos procuraram protegê-los, através de garantias, da arbitrariedade do poder político, fomentando um recrutamento e uma actuação isenta e neutral
  5. 5. Conceito de carreira Administração Tradicional Primeiros passos <ul><li>Promover, através de um sistema de examinação, um serviço público composto por homens eficientes </li></ul><ul><li>Encorajar elevados desempenhos, premiando o mérito através de promoções </li></ul><ul><li>Criar um serviço público mais unitário </li></ul><ul><li>Concursos neutrais </li></ul><ul><ul><li>Funcionários públicos com estatutos que os protegessem da arbitrariedade do poder político. </li></ul></ul><ul><ul><li>A progressão, na CARREIRA , seria automática e compatibilizada com os conhecimentos e experiência que se iam alcançando ao longo do tempo de serviço prestado. </li></ul></ul>
  6. 6. Uma carreira na Administração? <ul><li>Princípios weberianos: </li></ul><ul><li>Organização fundada em normas e procedimentos escritos </li></ul><ul><li>Hierarquia da autoridade </li></ul><ul><li>Impessoalidade das relações </li></ul><ul><li>Carácter formal das comunicações </li></ul><ul><li>Separação entre propriedade e administração </li></ul><ul><li>Recrutamento baseado no mérito, através de concursos públicos </li></ul><ul><li>Profissionalização dos funcionários </li></ul><ul><li>Carácter racional e divisão do trabalho </li></ul><ul><li>Rotinas e procedimentos estandardizados </li></ul><ul><ul><li>Contexto: Completa previsibilidade de funcionamento </li></ul></ul>
  7. 7. Disfunções burocráticas O conceito de carreira <ul><ul><li>Contexto: </li></ul></ul><ul><ul><li>Completa previsibilidade de funcionamento </li></ul></ul>Reformas da A.P.
  8. 8. O conceito de carreira
  9. 9. Conceito de carreira com o NPM <ul><li>Contexto: </li></ul><ul><li>(Horton, 2006) </li></ul><ul><li>Objectivo: </li></ul><ul><li>Reformar os regimes de emprego público baseados na nomeação aproximando-os aos regimes de emprego vigentes no sector privado </li></ul><ul><li>Meios: </li></ul><ul><li>Contratação individual, avaliação do desempenho e gestão por objectivos enquanto instrumento de gestão das “carreiras” </li></ul><ul><li>Flexibilização, responsabilização e eficiência económica </li></ul>
  10. 10. + eficiência + desempenho + responsabilização Formação enquanto instrumento de qualificação na carreira
  11. 11. Reforma da A.P. Formação Fonte: Resolução do Conselho de Ministros n.º 53/2004
  12. 12. Formação Resolução do Conselho de Ministros n.º 89/2010 <ul><li>Contexto: </li></ul><ul><li>Apenas cerca de 40 % dos trabalhadores em funções públicas beneficiam da oferta de formação profissional </li></ul><ul><li>Objectivos: </li></ul><ul><li>Garantir, até 2013, o acesso efectivo à formação profissional a todos os trabalhadores em funções públicas na Administração Central do Estado </li></ul><ul><li>Adequar a oferta formativa às necessidades dos trabalhadores e dos serviços </li></ul><ul><li>Avaliar o impacto da formação na qualidade dos serviços prestados e na produtividade dos trabalhadores </li></ul>
  13. 13. Formação Novas orientações <ul><li>Diagnóstico de necessidades de formação </li></ul><ul><li>Criação de um sistema de identificação de necessidades , programação e avaliação </li></ul><ul><ul><li>Objectivos das políticas </li></ul></ul><ul><ul><li>Postos de trabalho </li></ul></ul><ul><ul><li>SIADAP </li></ul></ul><ul><li>Reforço da utilização das tecnologias de informação e de comunicação (TIC) </li></ul><ul><ul><li>Elearning e blearning </li></ul></ul><ul><li>Desenvolvimento de novas ofertas formativas </li></ul><ul><ul><li>Formação inicial </li></ul></ul><ul><ul><li>Atendimento ao público </li></ul></ul><ul><ul><li>Dirigentes </li></ul></ul><ul><ul><li>Melhor utilização das TIC </li></ul></ul><ul><ul><li>Promoção da excelência no serviço público </li></ul></ul><ul><li>Objectivos quantificados de formação (QUAR) </li></ul><ul><li>Regulamentação do exercício da função de formador na Administração Pública </li></ul><ul><li>Promoção de parcerias </li></ul>
  14. 14. Curso de Estudos Avançados em Gestão Pública (CEAGP) Formação universitária Organização da oferta formativa Formação inicial Formação Inicial Geral Formação Inicial Específica Formação inicial Formação de especialização Formação de actualização Organização da oferta formativa Carreira Geral de Técnico Superior Carreira Geral de Assistente Técnico Carreira Geral de Assistente Operacional
  15. 15. Organização da oferta formativa Formação de dirigentes Formação inicial Formação de especialização Formação de actualização Organização da oferta formativa
  16. 16. Organização da oferta formativa Diplomas de especialização Formação inicial Formação de especialização Formação de actualização Organização da oferta formativa
  17. 17. Conclusão O que é trabalhar na Administração Pública? Desafios para quem quer trabalhar hoje e amanhã na Administração Pública Que “carreira”?
  18. 18. O que é trabalhar na Administração Pública? <ul><li>É disponibilizar o nosso conhecimento à sociedade </li></ul><ul><li>É trabalhar para a maior organização do país </li></ul><ul><li>É contribuir para a evolução da nossa sociedade através da aplicação das políticas públicas legitimamente definidas por um Governo </li></ul><ul><li>É trabalhar para mais de 10 milhões de “accionistas” </li></ul><ul><ul><li>É trabalhar num hospital, numa escola, numa inspecção, instituto ou direcção geral </li></ul></ul><ul><ul><li>É ser inspector, gestor de formação, contabilista, investigador ou dirigente público </li></ul></ul><ul><li>É assumir o compromisso, com a sociedade, que daremos o nosso melhor, optimizando a gestão dos recursos públicos financiados pelos impostos </li></ul><ul><ul><ul><ul><li>Códigos de Conduta; Ética; Responsabilidade, Prestação de contas </li></ul></ul></ul></ul>

×