Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Exame do Estado Mental e das Funções Corticais Superiores

6,268 views

Published on

Published in: Health & Medicine
  • Be the first to comment

Exame do Estado Mental e das Funções Corticais Superiores

  1. 1. Exame do EstadoMental e das FunçõesCorticais SuperioresNeuroliga - UNIVASFWillma Danielle
  2. 2. Anatomia Macroscópica dosHemisférios Cerebrais
  3. 3. Anatomia Macroscópica dosHemisférios Cerebrais Giro pré-central – faixa motora; Lóbulo paracentral – controle vesical; Giro frontal medial: campos oculares frontais; Parte opercular e triangular do GFI do hemisfério dominante:área motora da fala; Giro pós-central – córtex sensorial primário; Lóbulo parietal superior: área associativa somatossensorial; Lóbulo parietal inferior: córtex associativo para funçõessomatossensorial, visual e auditiva. Lobo occipital – córtex visual; Lobo límbico* – unidade responsável pelas emoções.
  4. 4. Homúnculo
  5. 5. Córtex Evaginação da extremidade rostral dotubo neural;6º - 8º mês: organização em estratos; 15-30 bilhões de células nervosas; Espessura varia de 4,5mm a 1,3mm.
  6. 6. Córtex Alocórtex – arquipálio e paleopálio Neocórtex ou isocórtex – neopálio Molecular (plexiforme); Granular externa; Piramidal externa; Granular interna; Piramidal interna (ganglionar); Multiforme.
  7. 7. Camadas corticais Camada supragranular Camada infragranular Isocórtex homotípico Isocórtex heterotípico Granular (coniocórtex) – giro pré-central Agranular – córtex calcarino
  8. 8. Áreas corticais
  9. 9. Necrose laminar cortical
  10. 10.  Fibras associativas Curtas Longas Fibras comissurais Corpo caloso Fibras de projeção Colunas corticaisSubstância branca
  11. 11.  Flourens (1823) – tecido cerebralequipotencial Gall, Penfield, Sherrington... Histologia idêntica com funções diferentes Plasticidade do sistema nervoso Dominância de um hemisfério –linguagem, gnose e práxisFunções do Córtex Cerebral eDiagnóstico Cerebral Regional
  12. 12. Funções do Córtex Cerebral eDiagnóstico Cerebral Regional Lobo Frontal Faixa motora, áreas pré-motora e motora suplementar, região pré-frontal, campos oculares frontais e áreas motoras da fala Área pré-frontal Áreas 9 a 12, 32, 45 e 47 Córtex pré-frontal dorsolateral Organizar tarefas auto-impostas Planejar, executar e monnitorar serie de ações visando um objetivo Controle oculomotor Predizer consequencias de ações Tomada de decisões tipo “não vou / vou” Personalidade Percepção de tempo Córtex pré-frontal medial Associações auditivas e visuais Processamento mnemônico de objetos Córtex orbitofrontal Ligado a sistema límbico Disfunção de comportamento social, labilidade emocional, distraibilidade
  13. 13.  Lobo Frontal Memória recente Juízo crítico, situações éticas e sociais Comportamento inadequado, descuido no vestuário e higiene Promiscuidade sexual Incapacidade de cuidar das finanças pessoais Incapacidade de se adaptar a novas situações Humor frequentemente eufórico, podendo ocorrer irritabilidade Apatia, indiferença, trocadilhos inadequados Incapacidade de ligar impressões imediatas a experiências passadas “Abulia” – dificuldade em iniciar e manter movimentos espontâneos e reduçãoda capacidade de resposta emocional, fala espontânea e interação social Não há foco definido cuja remoção acarrete demência Lesões maciças do lobo frontal podem provocar poucos sintomasFunções do Córtex Cerebral eDiagnóstico Cerebral Regional
  14. 14. Phineas Gage:lobotomia frontal
  15. 15. Caso “EVR” – Eslinger e Damasio 1985 35 anos Remoção de meningioma orbitofrontal QI e testes neuropsicológicos normais pós-cirurgia Empregou todo dinheiro num investimento mal pensado e perdeutudo Despedido de vários empregos – atraso e desorganização 2h para se arrumar para ir ao trabalho Dias inteiros barbeando-se e lavando o cabelo Decisões de pequena importância analisadas ad infinitum Colecionava artigos fora de validade e inúteis – plantas mortaslatas vazias de suco de laranja, ventiladores quebrados...
  16. 16. Funções do Córtex Cerebral eDiagnóstico Cerebral Regional Lobos Parietais Recepção, correlação, análise, síntese, integração, interpretação eelaboração dos estímulos sensoriais recebidos (tato, pressão,posição...) Discriminar graus mais finos e mais críticos de sensação Interpretações de relações especiais Aspectos gnósicos (conhecimento e reconhecimento da sensação) Estereognosia, grafestesia, discriminação de dois pontos e localizaçãotátil Sistemas visual e auditivo Afasia, agnosia, apraxia Crises motoras focais e paralisias faciais Lesão em lobo não dominante: apraxia, hemiapercepção, negação daincapacidade – Síndrome da Anosognosia
  17. 17.  Lobos Occipitais Áreas de Brodmann 17, 18 e 19 Todas suas funções estão ligadas direta ou indiretamente à visão Percepção de cor, tamanho, forma, movimento e iluminação Memórias visuais Casos mais complexos de reconhecimento e percepção visual,revisualização e orientação espacial Manutenção da atenção visual Visão estereoscópica Capacidade de localizar a si próprio e objetos no espaço Síndrome de Balint – comprometimento psíquico da fixação visual Hemianopsia e escotomas Prosopagnosia, simultanagnosia Anosognosia de cegueira Metamorfopsia*Funções do Córtex Cerebral eDiagnóstico Cerebral Regional
  18. 18. Síndrome de Alice no País dasMaravilhas/ Síndrome de Todd
  19. 19.  Lobos Temporais Audição Lesões podem causar: Defeitos de campo superior contralateral Alucinações e distorções visuais, podendo haver autoscopia e componenteauditivo Macropsia e micropsia Cegueira psíquica ou agnosia visual Perda das reações de medo e raiva Hipersexualidade, bulimia e distúrbio grave de memória Crises uncinadas: alucinações olfativas Crises parciais complexas: automatismos, alucinações e ereção pilomotora,com amnésia para o período do evento Neoplasias de lobo temporal só perdem para as do lobo frontal nafrequência com que causam sintomas mentaisFunções do Córtex Cerebral eDiagnóstico Cerebral Regional
  20. 20. Exame do Estado Mental Diferenciar doença neurológica de psiquiátrica Coleta da história – medidor razoável Incoerente, desconexa, desarmônica, incompleta? Pct ansioso, confuso, mal vestido, excêntrico? Desinibido, agressivo ou excessivamente íntimo? Nervosos, hipervigis com hiperatividade autonômica? – drogas Movimentos estereotipados repetidos, catatonia? Inércia e lentidão psicomotora? Labilidade emocional? Problemas de memória? Queixa principal ou não* Observação do pct sem conhecimento do mesmo*
  21. 21. Amostra da Organização daEntrevista Psiquiátrica do Exame doEstado MentalEntrevista Exame do Estado MentalAparênciaComportamento MotorHumor e AfetividadeProdução VerbalPensamentoPercepçãoAtenção e ConcentraçãoLinguagemMemóriaConstruçõesHabilidades de CálculoAbstraçãoAutopercepção e Juízo CríticoPráxis
  22. 22. Testes simples para avaliação clínicaou ao leito Mini Exame do Estado Mental, de Folstein Teste de informação-memória-concentração Teste de orientação-memória-concentração Questionário do estado mental Questionário curto portátil do exame mental Teste mental abreviado Teste neurocomportamental Exame Cognitivo de Cambridge ...
  23. 23. Mini Exame do Estado Mental Paciente deve estar lúcido, cooperativo, atentoe sem nenhum distúrbio de linguagem Limitações quanto à sensibilidade e àespecificidade Não avalia nenhuma função de modo detalhado Não tornar o exame um interrogatório óbvio
  24. 24. Exame formal Orientação e atenção Pct 3 vezes orientado – quem é, onde está e data Percepção ou consciência da situação* Pct desorientado pode dizer o tempo e espaço e pedir que elerecorde depois – déficit de memória Pct PRECISA estar atento ao teste Pct lúcido com grande dificuldade de atenção – encefalopatiatóxica, lesões de lobo frontal, aumento de pressão intracraniana Pcts com doenças demenciais só apresentam desatençãodepois de apresentar déficits cognitivos graves
  25. 25. Exame formal Orientação e atenção Assinalar determinada letra numa série de letras ditas ao acaso Teste do cancelamento de linhas Limite de dígitos para diante Limite de dígitos reversos Teste das três tarefas Folha de papel “Fique de pé, vire de frente para porta e estenda os braços” Hemidesatenção e hemipercepção – hemisfério dominante enão dominante Teste de controle mental e concentração Soletrar MUNDO de trás pra frente; dizer dias da semana ou meses naordem inversa
  26. 26. Exame formal Memória Imediata (operacional) Colocar sequencia de palavras em ordem alfabética mentalmente Recente (de curto alcance) Itens para decorar (simples ou complexos) Diga-os e peça para o pct repetir imediatamente e após 5 minutos Se não lembrar, peça para pct selecioná-los de uma lista – RETENÇÃO E EVOCAÇÃO Testes não verbais: esconder objetos no quarto com o paciente olhando epedir que ele lembre onde estão ou lembre das cores, formas... Remota (de longo alcance) Fundo de informações – fatos escolares básicos (capitais de estados,presidentes e datas importantes), presidente em exercício, prefeito,informações pessoais (endereço, data de aniversário e nome de filhos e deesposa/marido
  27. 27. Exame formal Cálculos Discalculia – lesões de lobo parietal dominante Atenção à escolaridade do pct Executar aritmética simples (mentalmente ou no papel) Tirar determinado valor de uma quantia de dinheiro Dobrar um número sequencialmente até o erro Somar ou subtrair uma coluna de dois ou três dígitos no papel Problemas matemáticos simples Subtrair 7 seriados a partir de 100 2+2 – testam mais memória remota que capacidade de cálculo Se possível ir elevando o nível de dificuldade (até 12X13; 17+14;26+15)
  28. 28. Exame formal Pensamento abstrato Descrever semelhanças e diferenças Interpretar provérbios * Em que se assemelha: uma maçã e uma banana, um carro eum avião, um relógio e uma régua, um poema e uma estátua? Diferença entre mentira e engano, entre preguiça e ficar à toa“Algumas evidências circunstanciais são muito fortes, comoquando você acha peixe no leite” (Thoreau)
  29. 29. Exame formal Percepção e juízo crítico Perguntar o que faria se encontrasse uma carta fechada comendereço e selo na calçada ou se sentisse cheiro de fumaçanum cinema lotado * Percepção da pessoa em relação à própria doença Lesões em regiões orbitofrontais ou lobo parietal não dominante
  30. 30. Lobo Frontal Muito sutil, até para testes neuropsicológicos Teste de geração de lista de palavras Testes de “fazer sequencias” – A-1; B-2... Teste de capacidade alternada – M e N Teste de mudança de padrões Esconder uma moeda e pedir para pct adivinhar e descobrir o padrão(ex. 2x na esquerda e 1 na direita) e depois alterar o padrão Cópia de desenho com múltiplas alças Inibição de respostas automáticas Teste de Stroop – grande/pequeno Teste dos cartões de cores
  31. 31. Exame formal Orientação e atenção Pct 3 vezes orientado – quem é, onde está e data Percepção ou consciência da situação* Pct desorientado pode dizer o tempo e espaço e pedir que elerecorde depois – déficit de memória Pct PRECISA estar atento ao teste Pct lúcido com grande dificuldade de atenção – encefalopatiatóxica, lesões de lobo frontal, aumento de pressão intracraniana Pcts com doenças demenciais só apresentam desatençãodepois de apresentar déficits cognitivos graves
  32. 32.  Testes neuropsicológicos Pacientes com baixo nível educacional, não fluentes na língua ouafásicos Avaliação da capacidade video-espacial e de construção Distúrbios de linguagem Orientação direita-esquerda Reconhecimento de dedos Práxis
  33. 33. Referências CAMPBELL, William W. DeJong – O ExameNeurológico. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan –Sexta Edição, 2007 Neuroradiology Case – Dr. Balaji Anvekar’s. Acessadoàs 23:37 de 17/01/13 em:http://www.neuroradiologycases.com/2012/02/cortical-laminar- The Unversity of Akron – Malcom Macmillan. Acessadoàs 18:01 de 20/01/13 em: http://www.uakron.edu/gage/

×