Cap. 8 - A hidrosfera

3,821 views

Published on

0 Comments
2 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
3,821
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
208
Comments
0
Likes
2
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Cap. 8 - A hidrosfera

  1. 1. A HidrosferaProf.º Acácio Martins
  2. 2. Os rios• São os mais conhecidos • Etapas da formação de reservatórios naturais um rio: de águas potáveis da - Lençol subterrâneo; superfície terrestre. - Filete;• Definição: corrente de - Riacho; água permanente que leva o excesso de água - Córrego; do continente para os - Regato; oceanos, mares e lagos. - Ribeirão; - Rio.
  3. 3. Os rios• O regime de um rio é o termo utilizado para indicar a origem das águas que o alimentam; dependendo do clima da região onde o rio está localizado.• Regime nival: derretimento de geleiras de montanhas elevadas;• Regime pluvial: influência das chuvas;• Regime glacial: derretimento da calota polar;• Regime misto: Mistura de dois ou mais regimes.
  4. 4. Os caminhos (divisões) de um rio• Nascente: lugar onde o rio nasce;• Curso: o caminho que o rio percorre;• Foz: local onde despeja suas águas;• Leito: canal por onde o rio corre;• Montante: sentindo de sua nascente;• Jusante: sentido de sua foz;• Meandros: curvas de um rio, naturalmente de cima para baixo;• Várzeas (planícies fluviais): acúmulo de materiais em suas margens;• Afluentes: rios ou cursos de água que desaguam em rios principais.• Rede hidrográfica: o conjunto de um rio e seus afluentes.
  5. 5. Os caminhos (divisões) de um rio• Nascente: lugar onde o rio nasce;• Curso: o caminho que o rio percorre;• Foz: local onde despeja suas águas;• Leito: canal por onde o rio corre;• Montante: sentindo de sua nascente;• Jusante: sentido de sua foz;• Meandros: curvas de um rio, naturalmente de cima para baixo;• Várzeas (planícies fluviais): acúmulo de materiais em suas margens;• Afluentes: rios ou cursos de água que desaguam em rios principais.• Rede hidrográfica: o conjunto de um rio e seus afluentes.
  6. 6. Os caminhos (divisões) de um rio
  7. 7. Os caminhos (divisões) de um rio• Nascente: lugar onde o rio nasce;• Curso: o caminho que o rio percorre;• Foz: local onde despeja suas águas;• Leito: canal por onde o rio corre;• Montante: sentindo de sua nascente;• Jusante: sentido de sua foz;• Meandros: curvas de um rio, naturalmente de cima para baixo;• Várzeas (planícies fluviais): acúmulo de materiais em suas margens;• Afluentes: rios ou cursos de água que desaguam em rios principais.• Rede hidrográfica: o conjunto de um rio e seus afluentes.
  8. 8. Bacias hidrográficas• É a área banhada por um rio ou mais e seus afluentes.• Podem ser separadas por um acidente de relevo (planaltos e montanhas), que separam os rios da rede hidrográfica, indicando as bacias a que pertencem: são chamados divisores de águas ou interflúvios.• Vazante (estiagem): período do ano em que o volume de um rio pode diminuir muito ou mesmo secar completamente.• Cheias: quando as águas de um rio atingem seu volume máximo.
  9. 9. Bacias hidrográficas
  10. 10. Bacias hidrográficas• É a área banhada por um rio ou mais e seus afluentes.• Podem ser separadas por um acidente de relevo (planaltos e montanhas), que separam os rios da rede hidrográfica, indicando as bacias a que pertencem: são chamados divisores de águas ou interflúvios.• Vazante (estiagem): período do ano em que o volume de um rio pode diminuir muito ou mesmo secar completamente.• Cheias: quando as águas de um rio atingem seu volume máximo.
  11. 11. Tipos de rios• Rio perene: tem água o ano inteiro;• Rio intermitente (temporário): ficam parcial ou totalmente sem água durante os períodos de estiagem;• Rio de planalto: quando um rio percorre uma área de relevo acidentado e apresenta quedas- d’água  potencial para produzir energia elétrica;• Rio de planície: quando um rio atravessa áreas de poucos desníveis  navegabilidade.
  12. 12. Tipos de rios
  13. 13. Tipos de rios
  14. 14. Tipos de rios• Rio perene: tem água o ano inteiro;• Rio intermitente (temporário): ficam parcial ou totalmente sem água durante os períodos de estiagem;• Rio de planalto: quando um rio percorre uma área de relevo acidentado e apresenta quedas- d’água  potencial para produzir energia elétrica;• Rio de planície: quando um rio atravessa áreas de poucos desníveis  navegabilidade.
  15. 15. Tipos de foz• Estuário: acontece quando a força da corrente de um rio é muito grande, não permitindo o acúmulo de sedimentos trazidos pelas águas, lançando suas águas com uma única desembocadura.• Delta: ocorre quando a grande quantidade de sedimentos transportados por suas águas formam pequenas ilhas, que dividem as águas em vários canais.
  16. 16. Tipos de foz• Estuário: acontece quando a força da corrente de um rio é muito grande, não permitindo o acúmulo de sedimentos trazidos pelas águas, lançando suas águas com uma única desembocadura.• Delta: ocorre quando a grande quantidade de sedimentos transportados por suas águas formam pequenas ilhas, que dividem as águas em vários canais.
  17. 17. Mares e oceanos• Mares: são as partes dos oceanos que ficam próximas dos continentes ou até mesmo no interior das terras firmes e que se apresentam com menor profundidade que os oceanos.• Oceanos: grande massa de água salgada que cobre o planeta.
  18. 18. Tipos de mares• Costeiros: quando comunicam-se com os oceanos de forma ampla. Exs: Mar das Antilhas e mar do Recife.• Interiores (mediterrâneos): quando comunicam- se, de forma parcial, com os oceanos. Exs: Mar Vermelho e Mar Mediterrâneo.• Fechados (isolados): quando não se comunicam com os oceanos. Exs: Mar Cáspio e Mar Morto.
  19. 19. Tipos de mares
  20. 20. Tipos de mares
  21. 21. Tipos de mares
  22. 22. Divisão dos oceanos• Glacial Ártico e Glacial Antártico: localizados nos polos, passam a maior parte do ano com suas águas congeladas. O Ártico é o menor de todos os oceanos.• Índico: concentrado entre Ásia, África e Oceania, possui importância histórica por ser o caminho dos europeus para as Índias. É o oceano mais quente.• Pacífico: Localizado entre a América, Ásia e Oceania, é o maior dos oceanos e o que mais possui atividades geológicas.• Atlântico: Localizado entre a América. Europa e África, possui grande importância histórica e econômica. É o mais navegável entre os oceanos.
  23. 23. Divisão dos oceanos• Glacial Ártico e Glacial Antártico: localizados nos polos, passam a maior parte do ano com suas águas congeladas. O Ártico é o menor de todos os oceanos.• Índico: concentrado entre Ásia, África e Oceania, possui importância histórica por ser o caminho dos europeus para as Índias. É o oceano mais quente.• Pacífico: Localizado entre a América, Ásia e Oceania, é o maior dos oceanos e o que mais possui atividades geológicas.• Atlântico: Localizado entre a América. Europa e África, possui grande importância histórica e econômica. É o mais navegável entre os oceanos.
  24. 24. O relevo submarino• Plataforma continental: prolongamento do continente, estendendo-se sob as águas oceânicas que o banham. Chega a 200 metros de profundidade e é uma importante zona de pesca e extração de petróleo e gás natural.• Zonas pelágicas: compõem a maior extensão do relevo submarino (80%) e atingem profundidade de 3 a 5 mil metros. Compostas de argila fina e lavas jorradas dos vulcões oceânicos.
  25. 25. O relevo submarino• Dorsais mesoceânicas: áreas de maior intensidade das atividades vulcânica e tectônica.• Zonas abissais: Localizadas a partir dos 5 mil metros de profundidade, “escorregando” nas laterais das dorsais mesoceânicas e nascendo do encontro de duas placas tectônicas.
  26. 26. O relevo submarino• Dorsais mesoceânicas: áreas de maior intensidade das atividades vulcânica e tectônica.• Zonas abissais: Localizadas a partir dos 5 mil metros de profundidade, “escorregando” nas laterais das dorsais mesoceânicas e nascendo do encontro de duas placas tectônicas.
  27. 27. Marés• São os movimentos de subida e descida do nível do mar resultante das forças de gravidade da Lua e do Sol atuando sobre a Terra e, consequentemente, sobre as massas líquidas do planeta.• Maré alta: nível máximo de uma maré cheia.• Maré baixa: nível mínimo de uma maré vazante.

×